BrasileirasPeloMundo.com
Eslovênia

Eslovênia é a capital verde da Europa 2016

Eslovênia é a capital verde da Europa 2016

O título dado a esta pequena cidade caiu como uma luva, afinal, verde é mesmo a cor do país do qual ela é a capital.

Com uma área de apenas 163.8 km, Liubliana já dá lições ‘verdes’ às outras capitais europeias.

Capital Verde da Europa.

Como nasceu o prêmio

A ideia de premiar as  capitais verdes da Europa veio como resposta a uma petição feita à União Européia, em 2006, por 15 cidades europeias, para que fossem premiadas as localidades que se destacassem como líderes no  desenvolvimento de projetos sustentáveis, especialmente nas áreas de energia  e mobilidade, e aquelas que buscassem a melhoria da qualidade do ambiente urbano.

Com dois terços de toda população vivendo em áreas urbanas , ou seja, em cidades, a ideia é buscar, e atingir, altos padrões de qualidade ambiental e fazer com que as cidades escolhidas sirvam de modelo e inspiração para as demais.

Como é feita a escolha

A escolha da Capital Verde da Europa é feita pela Comissão Europeia desde 2010. A cada ano, as cidades interessadas devem-se inscrever e mostrar os esforços feitos para receber o título.

As seguintes cidades já receberam este título: Estocolmo, Hamburgo, Vitoria-Gasteiz (Espanha), Nantes, Copenhagen, Bristol e Liubliana.

O júri é composto por membros da Comissão Europeia, do Parlamento Europeu, do Comitê das Regiões, da Agência Europeia do Ambiente, do ICLEI, do Gabinete do Pacto de Autarcas e do Secretariado Europeu do Meio Ambiente.

Uma avaliação técnica pormenorizada é feita com base em doze indicadores :

1. qualidade do ar ambiente

2. atenuação das reações climáticas e adaptação a seus efeitos

3. ecoinovação e emprego sustentável

4. eficiência energética

5. zonas verdes urbanas que integram a utilização sustentável dos solos

6. gestão ambiental integrada

7. transportes locais

8. natureza e biodiversidade

9. qualidade do ambiente acústico

10. produção e gestão de resíduos

11. tratamento de águas residuais e

12. gestão da água.

Estocolmo

Estocolmo foi a primeira cidade a receber este prêmio em 2010. Alguns dos motivos para tê-lo recebido foram, por exemplo, o fato de a cidade ter conseguido diminuir, desde 1990 em 25%,  a emissão de gases de efeito estufa, ter expandido o sistema de incineração de lixo e o fato de 95% da população viver a, pelo menos, 300 metros de alguma área verde.

Liubliana

 

Lj antes e depois
Fonte: Mestna Obcina Ljubljana

 

A escolha de Liubliana como Capital Verde da Europa em 2016, que concorreu com cidades como Essen (Alemanha), Nimega (Países Baixos), Oslo (Noruega) e Umea (Suécia), deu-se, dentre outros fatores, em razão de a cidade ter 75% de sua superfície destinada a áreas verdes (que serviu para orientar seu plano expansor no sentido de conservá-las e aumentá-las) além da pedestrianização do centro da cidade.

Todo o centro da cidade é área de pedestres, incluindo uma importante avenida, mais recentemente reformada também, a Slovenska cesta. Nela, somente são permitidos bicicletas, ônibus, veículos de entregas, e táxis híbridos elétricos. No resto do centro, apenas pedestres e bicicletas.

Desde 2010, a cidade implementou medidas de conservação de 75% (dos 275 km da área) de sua superfície, o que incluiu a proteção de 1400 hectares de bosques, a construção de cinco parques urbanos e o cultivo de 2.000 árvores. A cidade se destacou também no tratamento de águas residuais e dejetos, a revitalização de áreas industriais e a conservação dos muros do rio Sava.

A partir de 2011, a cidade passou a contar com o sistema de bicicletas compartilhadas (http://en.bicikelj.si/). O mesmo cartão usado para as bicicletas serve, também, para pagar tarifas de ônibus, estacionamentos e bibliotecas.

Liubliana, a primeira, e única, capital com meta LIXO ZERO na Europa.

O que é o Lixo Zero ou ‘Zero Waste Strategy’?

 

the-public-company-snaga-11-638
Fonte: SNAGA Ljubljana

 

Em Liubliana, dois terços de todo lixo recolhido é reciclado, e a meta é zero.

Zero? Sim, reciclar todo lixo recolhido e tornar-se uma cidade sem resíduos, onde tudo é  reutilizado num verdadeiro exemplo de economia circular.

Antes de entrar para a União Europeia, em 2004, a Eslovênia não contava com um programa de separação de lixo. Em 10 anos, Liubliana passou a recolher 61% do lixo municipal. Para se ter uma ideia do avanço, a média na Europa é de 41%. Mas ainda não está bom… a meta para 2025 é de 78%.

Durante os últimos dez anos, os moradores de Liubliana diminuíram em 15% a quantidade de resíduos que produziam. Em 2014 isto representou 283 quilos, a menos, por pessoa, o que significam 41% a menos que a média europeia, segundo dados da Comissão Europeia.

Coletores de resíduos subterrâneos

Hoje, existem pela cidade 51 coletores de lixo subterrâneos, que substituíram 351 contêineres. O fácil acesso aos coletores assegura que uma média de dois terços de todo lixo de empresas e famílias seja decomposto e reciclado. A capital verde de 2016 encontra-se hoje 16% acima da média europeia de reciclagem e 10% acima da meta europeia para 2020.

Educar para renovar

Além destas estratégias, Liubliana aposta na educação dos jovens, na conscientização de uma economia verde, de um empreendedorismo social e de inovação.

Prova disto é o centro de reciclagem público de Liubliana, onde são trocados em média 75 produtos: 100  são vendidos e outros recolhidos e separados.

Lixo Zero faz parte de uma consciência ambiental global. O manual de cidadão sustentável: economizar água, separar o lixo, não poluir, não serve mais. É preciso ir além. É  preciso não produzir tanto lixo. Repensar hábitos de consumo: reaproveitar, compartilhar, consertar são as palavras do futuro.

Liubliana já começou a escrever seu livro.

Related posts

Vinhos eslovenos

Marta Berglez

A Eslovênia é saudável por natureza

Marta Berglez

Sistema Educacional da Eslovênia

Marta Berglez

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação