BrasileirasPeloMundo.com
Entrevistas

Especial Artistas – Lúcia Hinz

Esta semana o blog traz 5 artistas brasileiras pelo mundo, que além de serem brasileiras, tem em comum terem alcançado sucesso em suas carreiras. Para inspirar, o blog entrevistou as cinco artistas.

Lúcia Hinz, brasileira, pintora, nos fala da sua experiência como artista na Europa.

  • Por favor fale um pouco sobre você e sua trajetória.

Em minha vida tudo foi simples e que assim seja para sempre, amém. Na realidade, comecei a fazer arte quando ainda vivia numa casinha de sapê, entre duas serras, onde nasci. Eu não tinha tintas nem pincéis, mas eu já enxergava as silhuetas femininas que hoje desfilam em minhas telas. Aos dezesseis anos, comecei a desenhar roupas para as minhas irmãs e amigas, aos vinte abri um atelier de costura, situado na praça 1817 em João Pessoa. Eu queria mesmo era ser estilista, mas o vento soprou meu barco para outra direção e, em 1984, fui parar em Alagoas. Lá, eu abri o atelier Maria Bonita. Além da pintura em cerâmica, eu pintava camisetas e vendia pelo sertão afora. A partir de 1989, depois que cheguei à Europa, graças ao apoio do meu marido, eu pude me dedicar de corpo e alma a minha arte e foi a partir daí que meu trabalho artístico foi reconhecido. Minha carreira foi construída por muitas mãozinhas e posso garantir que além da diplomacia brasileira que incansavelmente me deu apoio, os europeus também sempre me apoiaram,  o que me ajudou a crescer intelectual e profissionalmente. Durante os vinte e cinco anos que vivo na Alemanha e na Bélgica, por nem um segundo eu me senti discriminada nem como mulher nem como artista brasileira, muito pelo contrário sempre fui bem recebida.  Sinto-me muito feliz com tudo que já alcancei em minha vida e agora estou correndo atrás de algo novo e extraordinário e por isso, eu escrevi um colorido romance autobiográfico intitulado “Quase Nua Entre Razão e Emoção”. O mesmo será lançado no segundo semestre pela Altius Verlag GMBH (Editora alemã com quem assinei um contrato editorial)

Lúcia Hinz e Oscar Niemeyer
  •   Como é ser artista plástica/pintora fora do Brasil?

Eu adoro a vida aqui em todos os sentidos, e ao que se refere a minha profissão, o que mais me agrada é o profissionalismo, e o respeito existente quando trabalhamos em parceria. Enquanto que no Brasil parece-me que muita gente ainda não aprendeu o significado da palavra parceria. Até a atualidade a maioria das propostas que eu recebi, estava claro que só um lado sairia ganhando, e com certeza não seria o lado de cá… Merci, obrigada!

  • Você acha que teria as mesmas oportunidades estando no Brasil ou o fato de morar na Europa afetou a sua carreira?

Eu acho que se eu tivesse continuado vivendo no Brasil não teria tido a mínima oportunidade, já que no Brasil as oportunidades passam bem longe de gente pobre. Sabemos muito bem que no nosso país tem centenas de artistas super talentosos que passam a vida no anonimato por falta de apoio, às vezes do povo, às vezes do governo e muitas vezes até da família. É injusto que as oportunidades sejam dadas, na maioria das vezes, para quem tem boas condições financeiras ou mesmo para aqueles que já têm um nome conhecido no mercado. Enquanto muitos artistas que não têm condições de financiar uma carreira são simplesmente ignorados. Eu acho tudo isso muito injusto!

3

  • Você fez cursos fora do Brasil, se sim, que cursos você recomendaria para alguém que tenha vontade de tentar uma carreira artística como você.

Em minha opinião, é importante saber em primeiro lugar se alguém tem talento artístico, partindo daí, é um bom começo, depois os cursos. Na realidade eu sou autodidata, e só estudei na Académie des Beaux -Arts de Verviers, na Bélgica.

  • Qual seria o seu conselho para uma artista brasileira pensando em tentar fazer carreira na Alemanha? 

Em primeiro lugar que seja humilde, pois humildade é uma chave universal. E não se esqueça de lembrar que aqui deste lado do mundo existe artistas super talentosos. Que sejamos apenas um simples artista, pois Deus nos deu algo muito valioso, a arte é um dom divino!

Lucia Hinz e a rainha Mathilde da Bélgica
  • Como a sociedade alemã  vê a sua arte, sendo você brasileira? Esse fator te ajuda de alguma forma ou é irrelevante?

A sociedade alemã me ve simplesmente como uma artista, pelo fato de eu ser brasileira, nem ajuda nem prejudica. Aqui é avaliado a arte e não necessariamente o artista. Lembro-me perfeitamente que fiz uma exposição individual, no dia seguinte estava estampado minha obra no jornal e, para ser sincera eu nem percebi que a imprensa esteve no vernissage.

Painel capital da cultura

  • O que lhe inspira para compor/pintar um tela?

A música de Chico Buarque de Holanda e lembranças de um passado distante, sempre foram, e continuam sendo, a minha principal fonte de inspiração.

  •  Onde você ja expôs seus trabalhos pelo mundo?

Eu já expus meu trabalho em muitos países dentre outros: Alemanha, Rússia, Suíça, Bélgica, Luxemburgo, França, Holanda, Portugal, Itália, Estados Unidos e Brasil

432059_3527326104576_711150452_n

  • Por favor deixe uma mensagem para as leitoras do Brasileiras Pelo Mundo.

Admiro as mulheres maravilhosas, que não sentem medo de encarar a vida como ela é. E que se orgulham de contar para o mundo o que fizeram para vencer. Admiro muito, em especial, aquelas que são suficientemente inteligentes para capturar o lado positivo, pois o lado negativo serve apenas como experiência de vida! Finalizando, eu quero dizer que: Antes de criticar alguém pergunte a sua história! E digo de cabeça erguida: Não espero, necessariamente, que me cubram de elogios pela bandeira que carrego, no entanto, espero que não arremessem pedras em minha direção, pois atrás das minhas vitórias existe uma coragem exorbitante! É preciso muita paz para que haja harmonia entre a razão e a emoção!

Meu currículo completo pode ser conferidos no Atelie Lucia Hinz

 

Related posts

Nurlan Silitonga: Uma mulher extraordinária

Fabi Mesquita

Sete anos em busca de um emprego na Alemanha

Larissa Da Costa

Brasileiras na República do Congo

Jacira Ferreira Normand

19 comentários

Ana Lozon Junho 17, 2014 at 12:55 pm

Que lindo esse texto Ann! Amei a Lúcia, e as cores das pinturas dela, sua humildade e maneira de se expressar, assim simples, clara.E parece ser uma pessoa muito acessível com esse sorrisão dela!
Bisous

Resposta
Lúcia Hinz Abril 9, 2015 at 11:01 pm

Querida Ana Lozon, fico feliz que vc gosta da minha arte, e eu sou assim mesmo como você me enxerga! Adorei seu comentário! Bjo

Resposta
Fernanda Franco Junho 17, 2014 at 10:16 pm

Adorei a entrevista e conhecer um pouco mais do trabalho maravilhoso da Lucia! Que linda a historia dela, que se torna ainda mais linda estampada nas suas obras. Esse blog esta ficando muito bom mesmo! Parabens pela entrevista, Ann!

Resposta
Lúcia Hinz Abril 9, 2015 at 11:05 pm

Olá Fernanda Franco, eu me alegro muito por você gostar da minha arte e da minha história… Beijo grande

Resposta
Cecconi, Clauber Campos Junho 18, 2014 at 7:42 pm

Inicialmente as coisas estão mais para as mulheres, é fato ! Sou um pintor de 50 anos de pintura!
Alegro-me em ler este testemunho da Lucia, e vêr que vale apena ser humilde…em todos os aspectos, Tenho aprendido com Deus esta lição de vida, quando ainda tenho uma tela em branco diante de mim, sinto-me muito pequeno apesar dos meus 1,85 m / A verdade é que no Brasil é muito difícil a Arte. mas continuamos lutando daqui e dali, mas não desisto…amo o que faço!!!

Resposta
Lúcia Hinz Abril 9, 2015 at 11:15 pm

Olá Clauber, eu digo e repito… humildade é a chave universal, quando o ser humano perde a simplicidade do ser as portas se fecham automaticamente.
Eu sou assim, quero ser o que sempre fui.
Um grande abraço

Resposta
Lúcia Hinz Junho 18, 2014 at 9:21 pm

Que sofisticado o Blog Brasileiras Pelo Mundo! Obrigada querida Ann Moeller pela publicação!

Resposta
Lúcia Hinz Junho 18, 2014 at 9:29 pm

Deixo aqui beijos coloridos para os leitores do Blog Brasileiras pelo mundo, e aproveito para agradecer, pelos simpáticos comentários de Ana Lozon, Fernanda Franco, e Cecconi, Clauber Campos. Repito: humildade é uma chave universal, ela abre todas as portas nesse mundão de todos nós!

Resposta
ackolb Junho 19, 2014 at 10:34 am

Lucia parabens pela linda pessoa que voce é, sua energia passa pelo seu sorriso e luz nos olhos. Que coragem, que grandeza na sua humildade, fico muito feliz de saber que voce esta nessas bandas e com certeza ja anotei seu links pra potenciais eventos aqui na Suica. Parabens e super obrigada pela entrevista linda e conselhos muito validos. Namasté e muito sucesso! Quando a gente é luz, a gente ilumina aonde quer que va! Continue assim brilhando e nos iluminando através do seu trabalho e pessoa!

Resposta
Lúcia Hinz Abril 9, 2015 at 11:27 pm

Olá Ackold fico emocionada com suas palavras, que lindo depoimento!
Eu já fiz algumas exposições na bela Suíça mas no momento eu estou aqui na Alemanha, às margens do Reno apenas observando ele dá continuidade a viagem das águas… Se você vier nessa direção passe aqui em Rhens am Rhein para tomar um café comigo, meu endereço está no meu site ou no facebook. Bjo

Resposta
Gersonita Vilas- Bõas Sampaio Junho 19, 2014 at 1:47 pm

Minha amiga Lúcia Hinz, parabéns pela sua entrevista amei!, Cada dia me surpreendo mais com a sua humildade e simplicidade,conheço muitas pessoas por esse mundo a fora, mas igual a você já mais conheci, não peço para que nunca mude, por quer sei que você nunca vai mudar, por quer o que é bom já nasce feito , você é uma Estrela que nasceu para brilhar, você é: a cor do Arco Ires, o sorriso do Palhaço alegrando a todos, e o brilho das Estrelas DEUS QUE TE ABENÇOE RICA E PODEROSAMENTE NESTA CARREIRA QUE ABRAÇAS-TE

Resposta
Lúcia Hinz Abril 9, 2015 at 11:35 pm

Querida Gersonita que lindo! Fico emocionada e feliz com seu depoimento, especialmente porque eu sinto que suas palavras tão sinceras que, mesmo atravessando o oceano elas não perderam a originalidade… beijo muito grande

Resposta
Monica Bateman Junho 20, 2014 at 10:14 pm

Lucia Hinz, amei suas telas! Lindas, Lindas, Lindas! Você expõe em alguma galeria nos EUA?

Resposta
Lúcia Hinz Abril 9, 2015 at 11:42 pm

Olá Monica, Fico feliz que gosta de minha arte minha arte.
Eu já fiz alguns trabalhos para empresas americanas
Como na Drupa 2008 em Düsseldorf por exemplo:
Todas as obras expostas no stand da Sun Chemical foram minhas.
Eu não trabalho com nenhuma galeria em USA… Se você tiver um bom contato
Por favor lembre de mim… risos. E se vier em direção a Alemanha
Lembre-se que eu estou aqui ás margens do rio Reno. Pode chegar!
Beijo grande

Resposta
Antônia Hamada Junho 25, 2014 at 1:26 am

Lucia, como é linda a sua arte e a sua autenticidade como ser humano. Você dignifica nosso País e a arte brasileira.Sua entrevista é você no seu estado mais puro. Amei! Parabéns! que Deus lhe acompanhe sempre para que tenhamos sempre a beleza de seus trabalhos a encantar nossos olhos. Bjs.

Resposta
Lúcia Hinz Abril 9, 2015 at 11:49 pm

Amiga obrigada por esse lindo depoimento!
Eu gosto das coisas simples da vida e entre elas, gosto de mim assim como sou.
Pois na realidade eu só posso ser sincera com os outros, sendo sincera comigo mesmo! E por isso sou assim tão transparente. Beijo imenso e obrigada pelo carinho de sempre.

Resposta
Waleska Gameiro Abril 15, 2015 at 9:49 am

Lúcia parabéns pelo seu trabalho e sobretudo pela sua humildade. O verdadeiro artista é humilde e simplicidade aflorada, é isso que faz dele o diferencial absoluto. Compartilhamos alguns pontos em comum, e sabemos que vencer fora é um combate constante. Fico super emocionada quando vejo brasileiros vencendo e mostrando seu talento pelo mundo a fora. Sou apaixonada pela arte, caso um tinha tenha uma vernissage em Paris serà um prazer ir vê-la. Um abraço e que DEUS continue agindo no seu talento. Um abraço! Waleska

Resposta
Marisângela Gualtieri Outubro 19, 2015 at 9:45 pm

Show!!!

Resposta
Cecilia Valdivia Garay Maio 16, 2016 at 12:10 pm

Que linda trajetória de vida… À minha também não foi fácil, tive que sair do Chile aos 12 anos por motivos políticos que obviamente não eram meus…no 1974
Estou em Lisboa a mais de 20 anos e sempre pintei para mi … A 10 anos participei numa exposição coletiva e agora pela primeira vez sozinha…adorei a experiência, admiro muito quem tem dedicação pelas artes…
Adorei seu trabalho maravilhoso!!!
Um abraço amigo
Cecilia

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação