BrasileirasPeloMundo.com
Arizona EUA

EUA – Como se veste a mulher americana

Como estamos no mês de março, mês da mulher, decidi falar um pouquinho sobre a mulher americana. Ou melhor, sobre a aparência da mulher americana.

Quando visitamos os EUA pela primeira vez, acabamos optando por centros maiores como Nova Iorque, Los Angeles, São Francisco, Miami – os tão conhecidos centros da moda, com seus outlets que enlouquecem qualquer turista por suas tantas opções de grifes famosas e com preços que são uma pechincha. Só que quando mudamos para cá ou visitamos o interior, vemos que a realidade é bem outra.

Preciso lembrar que toda americana que se preza usa maquiagem. Não importa onde vá, ela está sempre impecavelmente maquiada, longos cílios postiços e unhas postiças, mas quando o assunto é o vestuário… Ah! Esse deixa a desejar.

roupao1copy

Nas cidades pequenas é fácil encontrarmos pessoas usando pijamas e pantufas em todo lugar: na rua, supermercado ou mesmo no shopping. Algo bastante comum é acordar, botar uma presilha e sair para a rua, exatamente como essa senhora da foto acima. Observem que ela parece pronta para ir para cama ou melhor, com cara de quem acabou de sair dela, vestindo um roupão – sim, eu disse: roupão -, de pantufas e com os cabelos despenteados.  E os pijamas de seda? Muitos deles, ainda, com ursinhos e rendas.

Antes de casarmos, meu marido mudou de casa e a vizinha foi lhe dar as boas vindas. Até aí tudo bem, não fosse ter aparecido na porta dele vestindo uma camisola. E tem mais… Toda manhã, ela regava as plantas do jardim vestida assim: às vezes com um roupão por cima, outras, não.

Bem, parece que a moda, aqui, não tem tanta relevância pra elas. O negócio é estar confortável e descontraída, sem se importar muito com o que combina ou se ‘está na moda’, ou se é adequado ou não.

meia colorida

As meias são um capítulo à parte. Elas têm um quê com as meias que é difícil de entender. Usam em geral meias brancas ou coloridas até o joelho, combinadas com papetes, sapatos e bermudas, ou mesmo com chinelos de dedo.

Talvez você esteja se perguntando se elas usam meias e pantufas para esquentar os pés. Posso lhes garantir que não, pois vocês que já leram meus posts sabem que onde moro é muito, mas muito quente. Aqui, no verão, a temperatura pode beirar os 50°C.

IMG_6281copy

Há também as mulheres que não pintam o cabelo. Para a maioria de nós, mulheres vaidosas, sempre que começam a surgir os cabelos brancos, enlouquecemos, e além de arrancarmos literalmente os fios, corremos a um salão para aplicar uma tintura. Só que aqui não é bem assim. Como na foto acima, você poderá dar de cara com mulheres e seus grisalhos em qualquer lugar, e posso garantir que elas vivem muito bem com isso.

Agora tem algo aqui que, pra mim, é ainda mais difícil de entender: mulheres vestidas com roupas iguais às do marido, namorado, filho, etc. Não estou falando do vestido que você compra para sua filha e, de repente, um dia você decide combinar a sua roupa com a da sua princesa. Isso pode ser até um charme, eu acho. Eu me refiro ao fato de a família inteira se vestir igual. Há algum tempo, no aeroporto de Houston, vi uma família – mãe, pai e dois meninos – usando camisas iguais. Achei a coisa mais estranha do mundo, ainda mais que a camisa era no estilo havaiano. Quem sabe estavam voltando de uma viagem ao Hawai? Sei lá…  Na minha opinião, homens e mulheres têm corpos diferentes e nem sempre as roupas do marido vão ficar bem na mulher e vice-versa.  Entretanto, como eu disse, por aqui o pessoal parece nem se importar com isso.

casal1copy

Você deve ter percebido que moda é um assunto peculiar por esses lados, e é totalmente diferente do conceito de moda como nós conhecemos. Como dito no ínicio, apesar de fazerem questão de estar sempre maquiadas, parece que a importância vai mais pra maquiagem do que pra roupa. Confesso que não consigo entender muito bem essa coisa de alguns itens de beleza serem mais importantes que outros, mas é preciso lembrar que mesmo achando um tanto estranho o jeito como a mulher americana se veste, devemos respeitar e aceitar, pois faz parte da cultura local e afinal, essa é a casa delas. Mas mulheres, quando vierem a essa parte dos EUA, saibam que podem sair de pijama e pantufa pelas ruas, mas jamais sem maquiagem!

E você, tem alguma história interessante sobre vestuário da Terra do Tio Sam?

Related posts

Você também se sente estrangeiro quando volta ao Brasil?

Liliane Oliveira

Diferenças do racismo entre Brasil e EUA

Gabriela Albuquerque

Diferenças entre Estados Unidos e Holanda – Parte 1

Paula Dalcin Martins

42 comentários

joymatta Março 31, 2015 at 3:29 pm

hhihihi todo mundo de roupa igual parece excursao da Tia Augusta…. Coisa bizarras… Isso do pijama em público acho meio sem nocao… Mas cada um na sua, né?

Resposta
Cleo Vassiliou Abril 2, 2015 at 5:35 am

Oi Joy,

Verdade. Já imaginou se todo mundo pensasse igual? Que graça teria?

Fico feliz em ver que muitas pessoas pensam diferente e vivem bem com isso

Resposta
Catarina Adamo Março 31, 2015 at 3:31 pm

AMEI!!! Dei muita risada com essas fotos!!

Resposta
Rafaela Abril 1, 2015 at 1:39 am

Geralmente não usam esmaltes, e muitas usam perucas que nitidamente você consegue perceber que não é natural..
Sempre andam super mal vestidas e eu estranho pois aqui é tudo tão barato.. O que falta é o bom gosto mesmo sem dúvidas…

Resposta
Cleo Vassiliou Abril 2, 2015 at 6:01 am

Oi Rafaela,

Qdo estive na Louisiana vi algumas mulheres usando peruca e pelo que vi isso é comum por lá. Agora não sei se há outros lugares nos EUA que isso seja comum.

Obrigada pela visita.

Beijos

Resposta
Cleo Vassiliou Abril 2, 2015 at 5:36 am

Oi Catarina,

Preciso confessar: tbm acho engraçado ver e conviver com isso tudo

Resposta
Monica Bateman Março 31, 2015 at 9:29 pm

Cleo, curti! Kkkkk mas nunca vi ninguém vestido igual kkkk só na Disney!!!! Mas a maquiagem nunca pode faltar, como vc falou, e começa desde cedo, na adolescência!! Bj e ótimo texto ( imagino vc tirando estas fotos, discretamente!!!)

Resposta
Cleo Vassiliou Abril 2, 2015 at 5:38 am

Oi Monica,

Verdade, elas podem estar de pijama e pantufa, mas sempre com a maquiagem impecável. Nesse quesito elas tiram de letra.

Mwah!

Resposta
Adriana Nader Greggio Abril 1, 2015 at 11:17 am

Eu mudei para Waltham-Massashussets em junho do ano passado. Aqui o que achei interessante é que no verão muitas …. vi muitas mulheres usando shortinho( daqueles que aparece até a curvinha do bumbum) com chinelo. Não importa a idade. …Não importa o shape do corpo. O importante é estar de shortinho. Saem de pijama…de roupão. ..pantufas também. Em Boston são como modelos chics….aqui, moda e estilo não são tão importantes. Hoje em dia sou dona de casa, e confesso…..É bom não estar tão preocupada com o que vestir , assessórios. … Dá pra relaxar.

Acho que boa parte das brasileiras são mesmo, como dizem, obsecadas por sua aparência. No Brasil mulheres se vestem geralmente para outras mulheres. Fazem plástica adoidado. …

Entre o estilo do Brasil, principalmente São Paulo, que é onde eu morava e o daqui….fico com um meio termo….rsrs

Resposta
Cleo Vassiliou Abril 2, 2015 at 5:44 am

Oi Adriana,

Não Deu para falar de todos os ítens. O post tem limite de palavras, senão viraria um livro… Haha…

Os shortinhos são mesmo ‘inhos’, exatamente como vc falou

Resposta
Priscila Abril 2, 2015 at 4:03 pm

A Brasileira tem uma estima muito baixa, se nao estiver bem vestida, de boa aparência, as coisas não são a mesma. A mulher Americana nao se importa. E isso vai de estado pra estado. Eu moro no Idaho e acho as mulheres aqui lindas, magras, sempre bem vestidas, de cabelos arrumados e maquiagem. Raramente vejo uma mal vestida. O texto foi mal colocado e generalizando a mulher Americana.

Resposta
Cristiane Leme Abril 2, 2015 at 9:37 pm

Priscila, obrigada por seu comentário. Como editora do blog não pude deixar de notar sua insatisfação com o texto, e lamentamos que não tenha gostado.

O Brasileiras Pelo Mundo é um espaço destinado a falar sobre as mulheres, sobretudo as brasileiras que moram no exterior, de acordo com a perspectiva e visão individual de nossas colunistas. Respeitamos o direito de cada pessoa de se expressar e de exprimir sua opinião sobre os diversos assuntos que abordamos nas matérias, e dentro dessa perspectiva respeitamos as opiniões de todos, sejam colunistas ou leitores. Não levamos as críticas para o lado pessoal – pelo contrário, elas nos ajudam a crescer e amadurecer o nosso trabalho.

Esperamos que leia outros textos de nossas colunistas – somos muitas – e que perceba que muito além de sermos um canal que respeita a diversidade de opiniões, somos também um canal de informação e entretenimento para nossos leitores que buscam informações a respeito de países onde muitas vezes nunca estiveram.
Continue nos acompanhando! Abraços

Resposta
Priscila Abril 4, 2015 at 5:28 pm

Cristiane, agradeço seu comentário porem esse blog é um pouco ridiculo e generaliza a mulher Americana. Da mesma maneira que em muitos países, nós, Brasileiras somos referidas como mulheres fáceis e prostitutas, achei o texto no mesmo sentido para as Americanas. E lembrando que é ilegal postar fotos de pessoas sem a autorização da mesma. Como disse meu marido, que é Americano: o blog foi escrito por uma pessoa, desocupada, que não faz nada além de compras, brincar de vestir, e julgar aqueles que nao se vestem ao mesmo padrão. Me desculpe mas achei o texto sem nexo e dando a impressão que todo mundo aqui é assim.

Resposta
Cristiane Leme Abril 4, 2015 at 8:38 pm

Priscila, em primeiro lugar, a sua afirmação de que ‘esse blog é um pouco ridículo’ é generalista e acredito que você está confundindo a publicação que você insiste em criticar com a qualidade dos demais textos aqui publicados. O blog contém informação a respeito de vários países, não apenas sobre os EUA, e é escrito por diversas colunistas. Muitos dos textos servem de referência para as pessoas, pois contêm informações pertinentes a aspectos práticos, culturais e comportamentais da vida nos diversos países onde as colunistas vivem e de onde escrevem. Sinto muito em dizer que seus comentários estão ficando impertinentes por insistirem em criticar a parte pelo todo. Nós já entendemos que o texto da colunista Cleo lhe desagradou profundamente, e aproveitamos para informar que ela já se desligou do nosso quadro de colunistas e é por esse motivo que estou respondendo. Desculpe, mas o nosso trabalho é muito sério nesse blog e é inadmissível para mim, como editora responsável, que você o chame de ‘ridículo’. Somos, antes de tudo, um canal de informação e entretenimento, e trabalhamos duro. Acredito que você já deixou clara a sua opinião, que inclusive aceitamos, mas vejo que a sua implicância com a autora tem natureza pessoal, portanto sugiro modestamente que se acerte diretamente com ela em vez de chamar o Brasileiras Pelo Mundo de ridículo sem ao menos se dar ao trabalho de ler o blog completo.
Por gentileza, se não for pedir muito, sugiro que você ao menos se dê ao trabalho de ler outros textos do blog antes de sair julgando o todo pela parte. Você verá o quanto está enganada ao chamar o blog de ridículo e irá se surpreender com a qualidade dos textos que já publicamos.
Obrigada

Ana Paula Macklin Abril 1, 2015 at 2:31 pm

oi Cleo, realmente as americanas são um zero a esquerda nesse quesito. Mas achei interessante a parte que voce conta que algumas pessoas vestem iguais. Estou atualmente morando na Asia e aqui isso e moda! Muito doido.

Resposta
Cleo Vassiliou Abril 2, 2015 at 6:06 am

Ana Paula,

Olha que interessante isso sobre as mulheres asiáticas! Veja como cada cultura é diferente. No Brasil não vemos casais vestidos iguais, nos EUA é até comum e na Ásia é moda!

Obrigada por compartilhar isso com comigo e com as leitoras

Resposta
Simone Francisca Abril 1, 2015 at 4:19 pm

Pura verdade, adorei o seu post. E digo mais..alguns homens tbm se vestem mal e tbm adoram uma meia na canela (muitas vezes vi na cor preta),bermuda e sapatos, tênis ou sandálias nos pés. Bizarro! Meu marido é americano e quando eu conheci ele, ele tinha um gosto meio suspeito tbm, mas logo entrei em cena e agora sou sua personal stylist..hahaha. Beijão Cleo.

Resposta
Cleo Vassiliou Abril 2, 2015 at 6:13 am

Oi Simone,

Estou rindo do fato de vc ter se tornado a personal stylist do seu marido.
Achei engraçado pq isso tbm aconteceu comigo. Hoje em dia a aparência do meu marido é bem melhor do qdo eu o conheci… Haha…

Beijos

Resposta
Cristiane Rodrigues Abril 1, 2015 at 6:43 pm

que liberdade parar de pintar o cabelo! eu estou morando em Montreal até junho. Parei de pintar os cabelos e só pinto as unhas das mãos de vez em quando. As unhas dos pés eu continuo pintando, mesmo no inverno quando só uso meia e nem eu mesma vejo os meus pés. Acho que quando nos vemos livres das questões culturais que nos amarram, começamos a realmente cuidar daquilo que achamos importante em relação a nossa aparência sem ligar para opnião alheia 😉

Resposta
Cleo Vassiliou Abril 2, 2015 at 6:19 am

Oi Cristiane,

Como mencionei no texto e vc tbm, no seu comentário, tudo é cultura!

Em alguns lugares isso pode ser importante, em outros nem tanto. Com certeza, qdo entendemos a cultura do país que moramos, tudo fica mais fácil.

E, pelo que entendi, a canadense tbm lida muito bem com os cabelos grisalhos. Obrigada por compartilhar isso com a gente.

Beijos

Resposta
Mariana Tiller Abril 2, 2015 at 4:06 am

Me desculpe mais nunca li um texto mais fútil que esse. Muito feio da sua parte posta fotos dessas pessoas sem elas nem saberem que tão sendo zuadas, você pode ter sérios problemas por publicar fotos dessas pessoas sem a permissão delas.

Resposta
Cristiane Leme Abril 2, 2015 at 10:12 pm

Mariana, obrigada por seu comentário. Em nome do blog, como editora, lamento que a temática não tenha lhe agradado.

Sobre as fotos, agradecemos a preocupação e informo que entraremos em contato com nossa assessoria jurídica a respeito.

Em relação ao texto, permita-me discordar de sua opinião quando diz que as pessoas estão sendo ‘zuadas’. A intenção do texto não foi essa, e se ler de novo vai perceber que em nenhum momento a colunista teve a intenção de ridicularizar nenhuma dessas pessoas nas fotos. Ela quis ilustrar uma realidade no Arizona, onde ela mora, e não há no texto palavras pejorativas que sugiram insulto ou difamação de quem quer que seja. Em todo caso, respeitamos seu direito de se expressar e discordar da colunista.

Gostaria de convidá-la a ler outros textos no blog. Temos várias colunistas em diversos países do mundo, inclusive outras colunistas nos diferentes estados dos EUA, e esperamos que encontre algo que lhe agrade.

Continue nos acompanhando! Abraços

Resposta
Thi Johnson Abril 2, 2015 at 4:37 am

LOL! Ja vi muuuitas assim mesmo.

Resposta
Cleo Vassiliou Abril 2, 2015 at 5:47 am

Oi Thi,
Amei a visita.

Vamos trocar figurinhas? Ou seja, fotos?
Claro, isso se vc tirou alguma… Rs…

Mwah!

Resposta
Claudia Abril 2, 2015 at 1:17 pm

Odeio esse tipo de comentário, coisa de brasileiro invejoso e sem um pingo de educação… Muitos brasileiros sim são dignos de dó por estarem tão bem arrumados porém serem tão pobres de espírito… digo sempre que o brasileiro tem problema de auto estima, se não estiverem bem apresentáveis se sentem um nada. A roupa os faz alguém, e os americanos são o que são e não estão nem aí para o que os outros pensam… São bem resolvidos…
Sra Cleo, deveria morar fora, especialmente nos EUA para poder aprender um pouco de humildade e enxergar o que realmente tem valor na vida… roupa…aparência… futilidade… e ainda fazer disso um blog de discussão. Kkkkkk

Resposta
Cristiane Leme Abril 2, 2015 at 9:55 pm

Olá Claudia. Obrigada por comentar. Como editora do blog, gostaria de lhe perguntar se o seu comentário é uma resposta a outro comentário feito anteriormente sobre esse texto ou se é sobre o texto em si, pois a forma como você se expressou me pareceu confusa e imprecisa, e todo feedback de nosssos leitores é importante e relevante para nós.

Sobre a colunista responsável pelo texto, como você deve ter percebido no enunciado, quando iniciou a leitura, esclarecemos que ela mora nos EUA – no Arizona, mais precisamente -, o que faz de sua sugestão de que ela ‘deveria morar fora, especialmente nos EUA’ um comentário improcedente, indicando uma possível falta de atenção de sua parte na leitura do texto.

Como eu disse em resposta anterior, somos um espaço democrático onde as pessoas têm liberdade de expressão e opinião e, portanto, agradecemos mais uma vez o comentário, ainda que negativo. Críticas são sempre bem-vindas para que aprimoremos o nosso trabalho e de nossas colunistas.

Nosso blog é composto por um time diversificado de colunistas provenientes de várias partes do Brasil que escrevem sob uma perspectiva bastante pessoal sobre sua experiência nos países onde moram e, portanto, as visões e opiniões, ainda que informativas ou a título de entretenimento, são subjetivas. Sendo cada pessoa um indivíduo, é natural que haja quem goste e quem não goste do que nós publicamos. Lamentamos que este texto e sua temática em particular não tenham lhe agradado e justamente por isso eu gostaria de convidá-la a ler outros textos de nossas colunistas. Com a diversidade de temas e países que temos coberto, acredito que haverá algum que se encaixe com sua visão de mundo e preferências pessoais.

Continue acompanhando o blog! Abraços

Resposta
Cintia Abril 2, 2015 at 8:25 pm

Cleo, adorei o texto. Morei na Florida e tirando os locais mais badalados, no restante dos lugares é bem como voce mencionou. Eu nao sairia de roupão e pijama, mas tenho que admitir que isso é ter uma super auto-confiança. Na verdade acho que no Brasil por exemplo a questão da aparência é uma obsessão bastante estressante. Bjks

Resposta
Cristiane Leme Abril 2, 2015 at 10:23 pm

NOTA DA EDIÇÃO: O blog Brasileiras Pelo Mundo se reserva o direito de não publicar comentários ofensivos e contendo insultos, palavrões ou que não estejam diretamente relacionados com o texto e/ou sua temática.

Agradecemos a todxs xs leitorxs e contamos com sua compreensão.
Obrigada!

Resposta
Cristina Abril 4, 2015 at 4:39 pm

Depois de 12 anos vivendo nos EUA eu sinto uma certa tristeza de ver um post como este. Não vou de pijama no mercado, mas deixei de ser escrava do salão de cabeleireiro. Acompanho esse blog há certo tempo e tenho minhas escritoras preferidas.
Meu comentário é apenas como feedback. Não desmerecendo a autora, porém não achei graça, relevância ou necessidade.

Resposta
Cristiane Leme Abril 4, 2015 at 8:42 pm

Cristina, agradecemos o comentário. Lamentamos que algumas pessoas estejam interpretando o texto como uma forma de desmerecer a forma como as mulheres estadunidenses se vestem. Cada uma de nossas colunistas escreve sob uma perspectiva pessoal, portanto, é injusto dizer que o texto é generalista.
Obrigada pelo seu feedback e esperamos que continue acompanhando nosso trabalho no blog.

Resposta
Priscila Abril 4, 2015 at 5:46 pm

Nem todo Americano se veste mal, nem todo Brasileiro se veste bem. Quando fui ao Brasil, notei umas calcas legging bem estampada sendo usadas. Achei muito feio mas não faria um blog sobre isso. Vi leggings de bandeira Americana, da qual, minhas amigas Americanas disseram que jamais usariam isso. Da mesma maneira que a blogger nota algumas praticas fora do nosso padrão Brasileiro, os Americanos também notam práticas fora do padrão deles, por exemplo, o uso da bandeira Americana em roupas, capa de telefone, etc. Eu achei o texto muito generalizado e são poucas as Americanas que se vestem assim. Sim, ja vi uma garota de roupão de banho no supermercado no Arizona porem percebi que ela estava procurando por atenção, porque todo mundo estava olhando pra ela, e ela se achando o centro das atenções. Americano é simples, humilde, eles se importam mais com sua pensão de aposentadoria do que andar de carro do ano e vestir a moda. Cada um faz sua moda aqui, por isso que adoro morar aqui. Nao preciso me preocupar em ser bem tratada barão nas maneira que visto.

Resposta
Cristiane Leme Abril 4, 2015 at 8:57 pm

Cara Priscila, é preciso notar que as pessoas são diferentes nos diversos estados dos EUA. Assim como no Brasil há diferenças regionais em relação ao modo de falar, de se vestir, de comer e de se comportar devido à continentalidade do país, existe o mesmo tipo de diferenças culturais dentro de um país igualmente continental como os EUA. Não há um padrão que todas as pessoas seguem. As visões das pessoas sobre o mesmo assunto podem ser as mais variadas possíveis, e é perfeitamente normal que você e a colunista tenham visões diferentes a respeito do mesmo assunto. O texto fala sobre as mulheres de Tucson, no Arizona. E não se fez um blog sobre isso: fez-se um texto. Espero que você conheça a diferença entre um único texto de um blog e o blog completo.
Agradecemos o seu feedback.

Resposta
Erika Abril 4, 2015 at 6:15 pm

Estou surpresa com alguns comentários que vi aqui. Também moro em Tucson-AZ e o que a Cleo relatou é verdade sim. Já presenciei várias vezes pessoas usando pijamas em supermercados, uma vez vi um casal usando pijamas iguais, par de jarro. No início achava estranho, mas já me acostumei, e já comecei a aderir kkkkkkk. Já fui levar meus filhos na escola de pijama (só não desci do carro kkkk). Acho massa as mulheres não estarem tão preocupadas com a aparência. Acho lindo quando a mulher assume os cabelos grisalhos. Discordo quando dizem que a autora foi desrespeitosa, ela apenas informou um fato que para a maioria das brasileiras é estranho sim, e ela ressaltou que eh uma questão cultural. A ditadura da beleza para as mulheres eh mais forte no Brasil e isso influencia a forma como percebemos o jeito que as mulheres se vestem em outros locais. Precisamos aproveitar essa vivência com a diversidade para aprendermos a respeitar o próximo. Quanto às fotos, não dá pra identificar ninguém, e são apenas ilustrativas.

Resposta
Lorrane Campos Abril 6, 2015 at 3:48 pm

Cleo,

acho que essa cultura super despojada da mulher americana ocorre mais nas cidades menores como Tucson, St. Louis, Kansas City, Indianapolis (comparadas ao grandes centros urbanos americanos como NY, LA, Boston, Chicago, etc). Bom, não conheço todas as cidades nos EUA, mas nesses cinco anos vivendo aqui é nítido que seu relato é verdadeiro. Quando mudei para St. Louis, no Missouri, a questão das roupas foi um choque pra mim. Eu tinha saído de Brasília, onde as mulheres se arrumam até pra ir na padaria, e fui pra uma cidade onde a prioridade delas não é estar bonita, mas sim confortável.
Sim, admito que não são todas, mas a grande maioria realmente não prioriza a questão da estética e roupas. Em alguns lugares até te olham feio quando você está arrumada demais. Isso já aconteceu comigo inúmeras vezes.

Já passei por situações inusitadas no Missouri, onde fui parada na rua ou na academia e questionada onde eu havia comprado aquela blusa ou aquele vestido e pediram para tirar fotos comigo, acredita?

Na época da faculdade cansei de ver meninas que iam para as aulas no período da manhã de pijamas e botinhas Ugg (principalmente na época do inverno). No supermercado a história se repete…

Vi alguns comentários sobre a questão do uso de perucas. Lá em St. Louis é comum, principalmente na comunidade afro-americana. Existem muitas lojas especializadas na venda de perucas (de todos os tipos) espalhadas pela cidade. Meu esposo comenta comigo que tem algumas colegas de trabalho que cada dia estão com uma cor de cabelo diferente e com um tamanho diferente, pois elas estão sempre usando perucas. Acho super engraçado isso.

Na primeira vez que vim à Chicago, pelo fato da cidade ser muito próxima à St. Louis, achei que o modo de se vestir das mulheres aqui seria similar ao do Missouri. Resultado: vim com roupas super despojadas e chegando aqui me deparei com mulheres bem arrumadas e super elegantes. Tive que sair pra comprar roupas, pois me senti um “patinho feio”.

Como eu disse no primeiro parágrafo, acredito que com exceção dos grandes centros americanos, acho que o lema é sempre estar confortável ao invés de estar bonita, mas com certeza existem as exceções e até nas pequenas cidade encontramos mulheres que são vaidosas e gostam de se arrumar. Essa é a minha visão e experiência. 🙂

Resposta
Syl Maio 27, 2015 at 7:37 am

Oi Cleo, você “vassilou” …. Kkkkkkkkk
Gosto depende do ponto de vista, o que feio pra um e bonito pro outro. Uma coisa que eu odeio ver e as brasileiras acham que estão abafando e blusinha justa pra dentro da roupa.
O que eu amo aqui é que indiferente da maneira que você esteja vestido, você pode entrar em um banco ou em qualquer outro lugar e é tratado de igual modo.

Resposta
Gisele Julho 13, 2016 at 2:01 pm

eu achei muito interessante e engraçado o texto. Apesar de que a beleza da vida é a adversidade de pessoas e ideias que tem neste mundo!
com relação ao modo de se vestir das americanas deve ser bem isso mesmo por que todo programa que passa na TV mostra este estilo, estilo leve, descomplicado de se vestir, confortável e geralmente quentinho rss…isso não quer dizer que está certo ou errado, apenas estão fora de moda.
Eu particularmente amo moda, mas amo conforto, e adoraria poder vir trabalhar de chinelos e meias ou simplesmente não ter que me arrumar toda para ir ao mercado, para não parecer “sem noção” por parte de preconceituoso pautados na moda ditada nacional e internacionalmente. Lembro bem de uma professora de moda me dizendo “moda é ditada e é um padrão a ser seguido” mas o estilo é pessoal de cada um!
beijinhos e amei o blog!!!****

Resposta
Lais Maio 4, 2017 at 3:37 pm

?????

Resposta
Camila Abril 5, 2017 at 10:06 pm

Amei o post. Nossa essas pessoas comentando são chatas de mais, fazendo comentários ignorantes sobre o post. Quando há publicações falando sobre nós mulheres brasileiras vcs num reclamam não, mas só pq moram nos EUA ou moraram ou foram, aí querem defender só pra falar que já viajaram ou moraram lá… fala sério. Se não gostou do post, não leia. Ele não tem um contexto ofencivo.

Resposta
Lais Maio 4, 2017 at 3:34 pm

Ameei!! Sou apaixonada por moda, mas não entendo sinceramente esse padrão que estabelecemos aqui no Brasil, se vestir como bem entender é maravilhoso, gosto muitíssimo da ideia de se vestir com peças do marido, inclusive é considerado estiloso, é só pesquisar pra ver várias peças masculinas usadas por mulheres no Brasil também. Aqui temos a mania de achar que se vestir “bem” é estar impecável, na verdade é mto mais cool dar personalidade ao look deixando tudo despojado. Meu sonho é andar nas ruas como bem entender sem ninguém olhar torto, com pessoas que se sentem livre para serem oq desejarem ser. Pelo menos nisso temos muito a aprender com as Americanas 🙂

Resposta
Malu Maio 16, 2017 at 4:53 pm

É desagradável sair na rua e as pessoas olharem torno, pois bem compro algumas peças de roupa em uma determinada loja, sou cliente a mais de 20 anos, quando apareço na determinada loja vestida com peças de outro lugar principalmente se forem de lojas de populares as donas da loja e as clientes me olham com um certo preconceito, como se eu fosse obrigadas a seguir aquele padrão, coisa chata até parei de comprar nesta loja porque percebi que o tratamento não é o mesmo das clientes que são compradoras frequentes, inclusive quando chega novidades as primeiras que são avisadas são as escravas do consumo, as clientes como eu e outras só compram se sobrar

Resposta
Larissa Vianna Outubro 20, 2017 at 6:59 pm

Queria entender pq tem tanta americana bonita no instagram e quando vou aos EUA nao vejo uma que preste… só vejo gorda (muito gorda gente!!) Mulheres com o rosto feio e só os homens que salvam… Ri horrores do post e concordo plenamente

Resposta
Juliane Ramos Maio 3, 2018 at 10:36 am

Sinceramente, queria que no Brasil fosse assim haha, poder estar sempre confortável não precisar trocar de roupa pra ir na padaria haha

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação