BrasileirasPeloMundo.com
Arizona EUA

Ilegal, Imoral ou Engorda

Ilegal, imoral ou engorda parece mais título de música brasileira, mas é algo muito comum na Terra do Tio Sam e faz parte do estilo de vida americano.

Ilegal – Nem tudo aqui é ilegal, mas há certas leis que são diferentes das leis brasileiras e devemos estar atentos para não acabarmos cometendo infrações e, quem sabe, termos que nos explicar com a justiça americana.

Aqui, nem todas as caixas de correspondência estão em frente as casas, principalmente nos subúrbios. Muitas casas estão um pouco isoladas e por isso a caixa de correspondência deve ser instalada em ruas principais do bairro.

Mas nem todos sabemos que pessoas que não sejam funcionários do US Post Service (USPS), serviço de correios americano, não podem colocar correspondência, panfletos ou qualquer objeto nas caixas de correspondências de ninguém. Primeiro porque se a caixa estiver cheia, as correspondências não serão entregues. Segundo porque o USPS quer garantir a integridade de seus clientes, pois muitas pessoas recebem e enviam cheques através do serviço do USPS. Segundo a lei, devemos informar as autoridades caso vejamos alguém mexendo numa caixa de correspondência que não seja dela.

mail boxes1

Outra coisa que também me chamou a atenção é que as leis em zonas escolares são bem diferentes da lei brasileira. Sempre que um ônibus escolar estiver parado e com a placa STOP (pare) abaixada e acessa e as luzes traseiras piscando (mesmo que não seja junto à faixa de pedestre), devemos parar nosso carro e esperar até que as luzes parem de piscar e o motorista levante a placa, para darmos continuidade à nossa viagem. Dessa maneira, caso alguma criança invada a pista, não há riscos de acidentes. Outra coisa bastante curiosa é que próximo às escolas no horário de aula o limite de velocidade é 15m/h e se as placas estiverem sobre as faixas (brancas) que separam as pistas não devemos ultrapassar o outro carro, mesmo que este esteja dirigindo abaixo do limite de velocidade.

Imoral – Bem, esse é um assunto um tanto delicado, mas que na minha opinião deve ser mencionado.

O americano leva muito a sério quando se trata de moral e, como prova disso ao solicitarmos a cidadania americana (escrevi sobre o assunto em outro post) sabemos que um dos quesitos exigidos é que sejamos pessoas de boa conduta moral.

Algo muito estranho por aqui é o fato de uma mãe amamentar seu filho em público. Nem todos acham que ela está somente preocupada em alimentar a criança, mas que está expondo seus seios em público. Mesmo sendo legal amamentar em público, a mãe corre o risco de que seja convidada a se retirar do ambiente. É possível que você já tenha visto algo na mídia sobre o assunto.

Em 2007, Brooke Ryan foi convidada a se retirar do Applebees por amamentar seu bebê, mesmo após ter mostrado a lei do estado do Kentucky onde dizia ser legal a amamentação em público.

Em dezembro de 2011, Michelle Hickman (mesmo coberta) ouviu de funcionários da loja Target, em Houston, Texas, que deveria amamentar seu filho no provador e foi ameaçada em ser denunciada por exposição indecente.

Em 2012, duas oficiais da Força Aérea Americana de Washington DC aceitaram participar de uma campanha em prol da amamentação em público da revista Mom2Mom, amamentando seus filhos usando o uniforme, e isso gerou polêmica na mídia. A atitude das oficiais chegou a ser comparada com urinar e defecar no uniforme por muitos americanos.

Ainda bem que nem todos pensam assim (sou a favor da amamentação em público) e para evitar polêmicas, muitas mães optam por se cobrir. Em qualquer loja que venda roupas para gestante ou bebê é possível encontrar o nursing cover, uma espécie de avental que cobre o bebê e o colo da mãe e fica preso no pescoço por uma alça. O problema não é o seio per se, mas o fato do mamilo estar à mostra.

Mais um caso polêmico sobre a ‘exposição do mamilo’ aconteceu no Super Bowl de 2004, a Janet Jackson teve o mamilo exposto (por um segundo) durante o show feito no intervalo do jogo. Isso deu o que falar na mídia por ter sido visto por aproximadamente 145 milhões de telespectadores e a rede de televisão CBS foi multada. Na época o valor da multa era US$27.500,00 e logo após o incidente esse valor subiu para US$ 325.000,00. Para ler (em inglês) sobre a polêmica clique aqui.

Engorda – Esse assunto deveria estar no início do texto porque assim que colocamos os pés na Terra do Tio Sam já começamos a inflar… risos… leiam engordar. Às vezes fazemos tudo certinho, seguimos a dieta à risca mas os números na balança continuam subindo, como se a balança estivesse de complô.

Após 4 anos morando aqui e alguns quilos a mais, decidi checar cada coisa antes de comer e me dei conta que alguns produtos idênticos a produtos brasileiros contêm mais calorias. Outra razão para os quilos que ganhamos é que acabamos mudando nossos hábitos e ingerimos mais comida processada, enlatados e fast foods.

hamburger copy

Tenho que confessar que certas guloseimas americanas são uma delícia, mas somando as calorias acrescentadas com o açúcar e, muitas vezes, a vida sedentária seria injusto colocarmos a balança de castigo só porque toda vez que subimos nela os números estão cada vez mais altos.

Para finalizar, gostaria de dizer que não estou dando orientação legal, nem criticando o país que me acolheu. O intuito do post é somente relatar fatos de acordo com meu ponto de vista.

Related posts

Burocracia nos Estados Unidos

Paula Dalcin Martins

Dois problemas comuns para brasileiros no Texas

Thais Amaral Tellawi

Dicas de turismo em St. Augustine, na Flórida

Joana Miller

13 comentários

Rosa Mella Janeiro 19, 2015 at 5:28 pm

Falou e disse Cleo. Como sempre mandou bem o recado!

Resposta
Cleo Vassiliou Janeiro 19, 2015 at 7:19 pm

Querida Rosa, obrigada por visitar o blog e deixar seu comentário.

Mwah!

Resposta
Elizabete Matos Janeiro 20, 2015 at 12:48 am

É verdade , vivo aqui na florida por 14 anos, e todos esses anos vivo fazendo dietas mais não consigo baixar dê peso. Eu digo que aqui até a água que você toma engorda.

Resposta
Cleo Vassiliou Janeiro 20, 2015 at 7:59 pm

Oi Elizabete,
Sinto teu drama…rs… tbm engordei ao mudar para os EUA, mas desde que mudei minha dieta e passei a me exercitar, posso dizer que gosto do que vejo no espelho 🙂

Olha, tenho que concordar contigo que a água daqui deve ter calorias… risos… brincadeirinha!

Mwah!

Resposta
Thi Johnson Janeiro 19, 2015 at 10:05 pm

Muito informativo! Obrigada!

Resposta
Cleo Vassiliou Janeiro 20, 2015 at 7:51 pm

Obrigada a você Thi pela visita.

Mwah!

Resposta
lisa Janeiro 20, 2015 at 1:07 am

Sua opinião é muito similar à minha! Morando aqui a 15 anos já não me assusto com mais nada!

Resposta
Cleo Vassiliou Janeiro 20, 2015 at 7:54 pm

Oi Lisa,
Acredito que a cultura é que faz tudo ficar diferente, se comparada ao Brasil, muitas coisas serão absurdas para muitas pessoas.

Mwah!

Resposta
Vanessa Janeiro 20, 2015 at 4:14 am

Eu que vivo preocupada com a balança, acho que da mesma proporção que você consome comidas engordativas, pode consumir as opções mais saudaveis. Porque a facilidade é a mesma, saladas prontas pro consumo, frutas em grandes variedades e de qualidade. Tudo à mão. É só vc optar por isso.

Resposta
Cleo Vassiliou Janeiro 20, 2015 at 8:11 pm

Oi Vanessa,
Tenho que discordar de você que aqui está tudo à mão. Temos sim saladas (somente folhas) nos restaurantes, mas nem sempre temos opcoes de legumes e muitos lugares oferecem apenas 1 ou 2 pratos saudáveis no cardápio e quase tudo é servido com molho que já está pronto e provavelmente tirado de uma lata com todos aquelas coisas nada indicadas à nossa saúde. Além dos tantos restaurantes que servem somente hamburguer e fritas.

Para as pessoas que querem uma comida mais saudável, acaba virando escrava da cozinha por não terem essa opção em restaurantes. Confesso que sinto muita falta dos tradicionais buffets brasileiros com legumes, saladas variadas e grelhados.

Mwah!

Resposta
Shirlene Janeiro 23, 2015 at 12:31 am

Cleo, super legal! Curiosamente eu não sabia sobre a questão da amamentação! Ainda bem que não tenho bebês ou teria me colocado em apuros!!!! Rsrs
Gostei muito sobre o comentário da dieta e como essa situação progressa!
Beijos- Shirlene

Resposta
Cleo Vassiliou Janeiro 24, 2015 at 9:15 pm

Oi Shirlene,

Tentei colocar tudo com um certo humor 🙂

Pois é, eu mesma fiquei sabendo sobre a amamentação em público em um chá de bebê que alguém deu de presente o nursing cover. Não entendi porque uma grávida precisaria de um avental…rs… então uma das minhas amigas me explicou sobre o assunto. Confesso que demorei para entender isso tudo.

Beijo no coração. Mwah!

Resposta
Nina Fevereiro 9, 2015 at 8:57 am

Oi Cleo, este post me fez lembrar no ano passado em Phoenix
Que um bar, acho que bikine Coffee contratou meninas em biquines minúsculos, que rebolavam na calčada de uma movimentada avenida sinalizando a direçao do bar. Com risco até de provocar acidente no transito, quando os motoristas se davam conta do “traje” das garotas.
Mas, amamentar um bebê em público é considerado “ultraje”.??? Imoral.

Mas eu tenho uma curiosidade. Existem moteis nos EUA? Ao menos no Arizona nunca ouvi falar. Me refiro à aqueles construidos especialmente para encontros romanticos, equipados e decorados adequadamente para estes momentos e todos os gostos e bolsos, que tem aos montes no Brasil. Eu nunca vi. Será que é ilegal, imoral ou engorda, ou estou desinformada? Kkk

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação