BrasileirasPeloMundo.com
Finlândia

Finlândia: Dicas importantes para quem sonha em imigrar

Por conta do que a mídia e as estatísticas vêm mostrando sobre a Finlândia, a impressão que se tem é de que o país é o último oásis do deserto. Eu diria que antes de considerar a Finlândia como opção, você deve pesquisar sobre como é a vida por aqui, tentar conversar com outros imigrantes e, se tiver oportunidade, passar um tempo aqui antes de tomar qualquer decisão. Com recursos próprios brasileiros podem permanecer no país por até 90 dias sem necessidade de visto.

É muito importante se familiarizar com a cultura local, buscar entendê-la e ver se realmente você está preparado para aceitar de cabeça aberta as diferenças do modo de vida finlandês, que é totalmente diferente do brasileiro. Outra coisa muito importante é saber se você está preparado para lidar com o clima, mais precisamente com a escuridão dos meses de novembro, dezembro e janeiro. Caso aceite minha dica de fazer o teste, chegue no começo de novembro e estipule para si mesmo certas regras, tipo acordar todos os dias às 8 horas da manhã, antes do sol nascer. Se ao final de dezembro você ainda achar este país maravilhoso, pode ser que este seja o seu lugar.

Algumas informações que julgo importantes:

1- Os finlandeses são em sua maioria o oposto dos brasileiros. São tímidos, não gostam de barulho, não falam alto, normalmente não puxam papo de bobeira, não gostam de estar em evidência e nem de conversar sobre suas vidas pessoais.

2- Os finlandeses separam o que é um colega ou conhecido de um amigo. O fato de você trabalhar anos na mesma empresa com uma pessoa não faz de vocês amigos. Meia dúzia de cervejas num bar também não. A amizade na Finlândia é algo muito valorizado, por isso, não acontece rapidamente. Mas uma coisa você pode ter certeza: uma vez que você faz um amigo finlandês, essa amizade será eterna. O lema aqui é o seguinte: qualidade é melhor do que quantidade e a qualidade deve ser comprovada.

unnamed (4)

3- Ao se mudar para a Finlândia você deve saber lidar com a solidão e com a individualidade. Este é um país para pessoas que curtem a independência e o ”faça você mesmo”. Você deve gostar de passar momentos sozinho, fazer coisas sozinho e ficar em silêncio. No começo, não será muito fácil socializar. A vantagem é que aqui sair sozinho para tomar uma cerveja num bar ou pub ou ir assistir a um show, por exemplo, é muito normal e uma ótima oportunidade para se conhecer pessoas, não importando o seu gênero.

4- Se sua ideia de se mudar para a Finlândia é influenciada de qualquer forma pelo ideal de ”American Dream”, ou seja, ”vou trabalhar e enriquecer, vou economizar muito porque ganharei em euro…”, esqueça. Além de um custo de vida caro, os impostos são altos. Aqui há distribuição de renda e as diferenças sociais são pequenas. Este não é um país onde você encontrará grandes diferenças sociais. Vivendo aqui você será provavelmente uma pessoa de classe média que trabalhará bastante, conseguirá economizar um pouco, mas não muito.

5- Esteja preparado para um processo de adaptação que poderá durar dois ou três anos. Prepare-se também para a possibilidade de ter que mudar seus planos radicalmente e recomeçar do zero fazendo coisas bem diferentes do que você havia planejado.

6- Trabalho: As regras para se contratar um estrangeiro que não tenha visto de permanência são estritas e o empregador precisa comprovar, dentre outras coisas, que necessita contratar o estrangeiro por conta de alguma habilidade específica que ele não conseguiu encontrar no mercado local. Além disso, o empregador precisa arcar com todos os custos do visto e se responsabilizar financeiramente pelo empregado estrangeiro. Por conta disso, é quase impossível ser contratado por uma empresa finlandesa chegando aqui como turista e aproveitando o tempo para procurar emprego. Se sua ideia é conseguir emprego na Finlândia, eu aconselharia contatar as 52 empresas finlandesas que estão no Brasil, enviar seu currículo e carta de apresentação e contar com a sorte. É difícil mas não é impossível…

Trabalhar Ilegalmente: Essa é uma ideia comum que muitos brasileiros têm, baseados em histórias de pessoas que imigraram para os Estados Unidos. Aqui, no entanto, isso não vai funcionar. As ofertas de emprego são poucas e o finlandês, em geral, não faz nada fora da lei. Pelo fato deste ser um país pequeno, a checagem é bem eficiente. Nem pense em tentar vir para cá sem visto de permanência e trabalhar ilegalmente. Você com certeza vai acabar mal.

Trabalhar sem falar o idioma: Não falar finlandês é algo que certamente dificulta muito a vida de estrangeiros que buscam por emprego na Finlândia. O idioma nacional do país é o finlandês e isso é motivo de orgulho para os finlandeses. Este é um povo que tem muito orgulho de sua cultura e que se preocupa em protegê-la, ainda mais sabendo que há tão poucos finlandeses no mundo. Falar finlandês pelo menos em nível intermediário é uma exigência do mercado de trabalho local, salvo algumas poucas exceções. O website ” Jobs in Finland for English speaking professionals” oferece algumas opções e você pode se registrar e fazer upload de seu currículo. É uma opção…

Maiores informações sobre imigração para a Finlândia você pode ler no site oficial do Departamento de Imigração.

unnamed

7- Estudo: As universidades e faculdades politécnicas finlandesas estão se internacionalizando cada vez mais. A mobilidade internacional vem sendo uma prioridade na política da maioria das instituições e há muitas opções de cursos que podem ser feitos em língua inglesa, principalmente nas áreas científicas e tecnológicas. Outra notícia boa é que o ensino superior também é gratuito na Finlândia. No entanto, como estudante de fora da União Europeia, você não tem direito a nenhum benefício do governo para estudar aqui. Depois de aceito pela universidade, para requerer seu visto você terá de comprovar ser capaz de se sustentar pelo período do visto. Por conta dos descontos e de alguns benefícios que você usufruirá como estudante, se você tiver o equivalente a 900 euros por mês e estiver disposto a viver uma vida simples, sem luxos, poderá arcar com os custos de seu sustento. Considerando o preço da mensalidade de algumas universidades particulares brasileiras, somado ao custo de vida e ao custo da mobilidade para se estudar, eu diria que estudar na Finlândia pode ser mais barato do que estudar no Brasil.

unnamed (6)

O visto de estudante tem validade de um ano, mas é facilmente renovável durante o período de estudos.

Para estudantes brasileiros das áreas científicas, exatas e tecnológicas, o programa Ciência sem Fronteiras é uma excelente oportunidade para se conseguir uma vaga numa universidade finlandesa.

Para informações precisas sobre estudar na Finlândia, acesse o site Study in Finland.

Espero ter ajudado um pouco caso você tenha a Finlândia como um plano. Se houver mais questões, por favor, escrevam nos comentários que tentarei responder.

Até o mês que vem!

Related posts

Existe Halloween na Finlândia?

Lili Simmelink

Finlândia – ser mãe com segurança, saúde e educação garantidas

Maila-Kaarina Rantanen

Dicas de turismo: 5 Dias em Helsinki

Lili Simmelink

91 comentários

Cristiane Leme Fevereiro 25, 2015 at 11:53 am

Excelente, Maila! Seu texto é um ótimo guia e desmistifica o ideal de “glamour” de morar no exterior que muitos brasileiros acabam construindo por puro desconhecimento. Parabéns!

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Fevereiro 25, 2015 at 5:06 pm

Muito obrigada Cristiane!
Fico feliz que tenha gostado.
Um grande abraço

Resposta
WBernardo Agosto 20, 2015 at 6:27 am

É possível se conseguir uma bolsa aqui no Brasil pra se aprender Filandes??? Grato!!!!

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Julho 15, 2016 at 8:16 am

Olá Bernando,
Realmente não sei. Procure informações sobre estudar na Finlândia no site oficial do governo Study in Finland.
Abraços!

Resposta
FABIO Outubro 20, 2016 at 3:56 pm

GOSTEI MUITO DOS SEUS COMENTÁRIOS. Teria amigas da Filandia para me apresentar e fazer novas amizades.

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Outubro 23, 2016 at 10:27 am

Caro Fabio,
Não tenho amigas para te apresentar, mas agradeço seu comentário ao post. Abraço

Resposta
FABIO Outubro 20, 2016 at 4:02 pm

Seus comentários são muito importante para pessoas que nem eu, que esta querendo morar ai. Gostaria de saber se vc tem alguma dica para mim, ir… gostaria até de conhecer alguém ai;.

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Outubro 23, 2016 at 10:25 am

Olá Fabio,
Obrigada por seu comentário. Infelizmente não tenho como dar muitas dicas a você, mas caso queira ter contato com mais pessoas que morem aqui, busque as páginas de brasileiros na Finlândia do Facebook. Um abraço

Resposta
joymatta Fevereiro 25, 2015 at 12:35 pm

Muito bom e, pelo visto, válido pra muitos países. Inclusive pros latinoamericanos. Está cada vez mais difícil mudar de país sem planejamento e capital inicial!

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Fevereiro 25, 2015 at 5:05 pm

Sim! Mudar-se de país não é fácil para ninguém…
Um abraço.

Resposta
sula campos Março 1, 2016 at 1:58 am

Aqui no Brasil nao tem emprego muita corupçao, e o governo mao faz nada pela populaçao. Acho que ai na Finlandi, ainda com dificuldade para o estrangeiro, esta melhor que aqui.

Resposta
www.domdaprimavera.blogspot.com Fevereiro 25, 2015 at 1:17 pm

Gente, acho que sou filandesa! rs o meme do onibus é perfeito pra mim! rs
For a isso, o texto está ótimo! super bem escrito!

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Fevereiro 25, 2015 at 5:04 pm

O meme do ônibus foi um sucesso enorme por aqui quando apareceu. A quantidade de finlandeses que o compartilhou foi imensa.
Obrigada por seu comentário, fico feliz que tenha gostado do texto. 😉

Resposta
Ana Latva-Krekola Fevereiro 25, 2015 at 1:20 pm

Concordo! Moro na Finlândia há cinco anos e vir para cá por motivo de casamento. Sou estudante e posso afirmar que um brasileiro no Brasil tem 90% de chances de ter uma vida próspera do que na Finlândia. Aqui os salários não são tão elevados… Muitas profissões tem salários melhores no Brasil do que na Finlândia mesmo após a conversão das moedas. Viver e trabalhar aqui é um desafio. Muitas pessoas viajam quilômetros diários para ir ao trabalho ou à escola. Compramos muito pela internet porque nem todas as cidades te oferece todas as opções de produtos… A dificuldade de aprender e falar a lingua também é um desafio mas a maior vantagem de viver aqui é a segurança. Você pode ir e vir sem medo de ser assaltado e certamente, você irá se surprender se quando você perder algum objeto e tê-lo de volta. Aqui achado é como se fosse roubado, principalmente telefones celulares etc. A maior vantagem de se viver aqui é a paz, isso sim, me encanta!

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Fevereiro 25, 2015 at 5:02 pm

Obrigada por seu comentário Ana!

Resposta
Ana Latva-Krekola Fevereiro 25, 2015 at 8:32 pm

Por nada, Maila-Kaarina!

Resposta
Lilian Hostyn Riippa Fevereiro 25, 2015 at 4:00 pm

Parabéns pois o texto é prático e objetivo. Não dá margem a sonhos impossíveis, e exclui, de saída, os que são puramente aventureiros e os mal intencionados.

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Fevereiro 25, 2015 at 4:59 pm

Esta foi exatamente minha intenção com este texto. Desmitificar e mostrar que a vida não é fácil em nenhum lugar. Um beijo, mams!

Resposta
Denize Hokkanen Fevereiro 25, 2015 at 4:09 pm

PERFEITO Maila!!! Se todos os que estão aqui, tivessem lido ( e seguido as “instruções”) com certeza das duas opcões uma: ou teriam desistido de vir pra cá, ou então pensariam duas vezes na hora de ficar reclamando… Adorei!!! Milhões de palmas!!!

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Fevereiro 25, 2015 at 4:58 pm

Muito obrigada Denize!
Fiquei muito feliz pelo seu comentário porque você também vive aqui e entende tudo o que escrevi. Me deixa contente saber que o que penso e sinto é compartilhado por outras pessoas. Um beijão!

Resposta
Nicollas Eichstaedt Loos Fevereiro 25, 2015 at 5:27 pm

Estou trabalhando para dar entrada no meu projeto de Mestrado sobre a política de Neutralidade da Finlândia. Ler esse texto só me fez ter mais vontade de estudar sobre o assunto e poder estudar “in loco”.
Muito interessante todos essas dicas. Espero poder usa-las em breve!

Aliás, não sabia desse Centro Cultural Brasil Finlândia, muito legal! Parabéns 🙂

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Fevereiro 25, 2015 at 7:36 pm

Obrigada Nicollas. Adoraria ler sua tese quando estiver pronta. Boa sorte!

Resposta
Nicollas Eichstaedt Loos Fevereiro 26, 2015 at 1:24 am

Pode ter certeza que farei com que ela chegue até você!

Como eles são em relação a esse assunto?

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Fevereiro 26, 2015 at 2:15 pm

Se quiser podemos conversar por email: [email protected].
😉

Resposta
Nicollas Eichstaedt Loos Março 4, 2015 at 8:06 pm

Te mandei um e-mail, espero não abusar!

Elioneide Appleton Fevereiro 25, 2015 at 5:34 pm

Amei tudo que vocé escreveu! Amo morar aqui, amo o clima, o escuro, a comida , moro aqui a 6 anos vir por trabalho , depois de um ano abrir meu pequeno negocio a vida não é facil mais se seguirmos correto , pagando nossos impostos tudo fica bem ! O gentinho Brasileiro não funciona por aqui ! Andar na linha e se adaptar a tudo que vocé falou é o jeito mais correto de sobreviver aqui ! Parabens pelo seu poste ame

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Fevereiro 25, 2015 at 7:35 pm

Muito obrigada Elioneide!
Fico feliz que você seja mais uma da lista dos que amam a Finlândia, pois eu amo demais. Um beijo.

Resposta
Jerson dos santos Gonçalves Setembro 3, 2017 at 3:26 am

Ola, gostei do seu comentario, apesar do texto nao ser meu, estou querendo me mudar pra finlandia e vc poderia me dar algumas dicas. Como faço pra conversar com ?

Resposta
VITORIO FERNANDES DE OLIVEIRA Outubro 26, 2017 at 6:16 pm

Elioneide boa tarde! Sou Brasileiro e gostaria de morar na finlandia! Vi que você conseguiu se imigrar para o país! Sou químico industrial e farmacêutico! Poderíamos conversar!?

Meu nome é Vitorio Oliveira! Meu whatsapp e +5562982470622 e e-mail [email protected]

Obrigado

Resposta
aylapatricia Fevereiro 25, 2015 at 5:52 pm

Muito bom Mailinha!!!

Resposta
Wilma Ribeiro Alves Fevereiro 25, 2015 at 6:14 pm

Adorei. Moro aqui na finlândia já tem seis anos o que você escreveu e a mais pura verdade!

Resposta
Fernanda Centurion Fevereiro 25, 2015 at 6:28 pm

Adorei seu texto Maila! Me identifiquei com os aspectos comportamentais dos finlandeses. rsrs Mto interessante as dicas e de fato vc citou a vida como ela é aí na Finlândia. bjsss

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Fevereiro 25, 2015 at 7:34 pm

Muito obrigada Fernanda!
Muitos brasileiros me escreveram dizendo terem se identificado com os aspectos comportamentais dos finlandeses. Isso mostra que essa ideia que tentam vender de que por aí tudo é samba e zoeira é uma falácia. Um beijo.

Resposta
Cintia Fevereiro 25, 2015 at 6:41 pm

Maila,

Excelente texto.Ótimo para colocar os “pés no chão” daqueles que acham que viver no exterior é fácil e que só assim terão seus problemas resolvidos.Posso afirmar que quase tudo o que escreveu se enquadra aqui na Holanda também. Parabéns !!!

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Fevereiro 25, 2015 at 7:31 pm

Obrigada Cintia! Um grande abraço. 😉

Resposta
Sheila Fevereiro 25, 2015 at 11:44 pm

Informação muito boa e direta, obrigada!
Sabe, estou tão desanimada com a situação atual do Brasil que penso muito em, um futuro próximo, ir embora daqui. Gosto de organização e clareza, estou farta de corrupção e desorganização. Morar em lugar menor e saber que todo o seu dinheiro suado puxado pelos impostos será revertido para o seu benefício de fato, é disso que eu preciso na minha vida e do meu marido!! 🙂 🙂 ;)!!

Resposta
Maria Luzia Ferrera Fevereiro 26, 2015 at 1:43 am

Amei todas as informações, Maila! Muito bom o texto. Observei que você, mesmo sendo brasileira, falou sobre os aspectos positivos e os negativos da Finlândia. Ou seja, você nao desmotivou como a maioria dos brasileiros que vivem ai o fazem. Mas deu a oportunidade do imigrante saber da realidade e ir sabendo das dificuldades, as quais ele possa enfrentar.
Eu tive a oportunidade de visitar esse maravilhoso pais em duas ocasiões: no inverno e no verão, pude ver toda a diferença no clima e no comportamento dos finlandeses. O brasileiro que desejar imigrar para a Finlândia, deve se adaptar a cultura deste e nao viver como se estivesse no Brasil.
Nao sabia que tem 52 empresas finlandesas no Brasil, que legal!
Parabéns!

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Fevereiro 26, 2015 at 2:14 pm

Olá Maria Luzia,
Você captou exatamente o que pretendi fazer com meu texto. Mostrar a realidade, aspectos positivos e negativos, falar sobre possíveis dificuldades. Eu jamais desencorajaria ninguém a tentar o que julga correto para si.
Quanto a conseguir ser imparcial, acho que o fato deu ser tanto brasileira quanto finlandesa me ajudam a ver as coisas de maneira mais ampla. Eu entendo ambos os lados e consigo observar a ambos tanto como alguém de “dentro” quanto como alguém de “fora”.
Beijos

Resposta
Sylvia Fevereiro 26, 2015 at 6:21 pm

Ótimo texto. Até o item 5 eu já estou adaptada! Adoro o seu termo “metade finlandesa “. Super me identifico.

Resposta
Ande Uchoa Carneiro Netto Fevereiro 26, 2015 at 8:18 pm

Parabéns! Texto bem verdadeiro.
Moro a mais de 24 anos interruptos aqui na Finlândia e não trocaria por lugar nenhum.
Povo honesto,país tranquilo e seguro.

Resposta
Silvia Lira Fevereiro 26, 2015 at 9:33 pm

Oi Maila!!
Estou por aqui sempre acompanhando seus textos. Muito legal!! 🙂
Mas vai que vc é a única morena e encontra um finlandês disposto a conversar no avião?? Olha que nem sempre eles são tímidos e anti-sociais!!! hehehehehheh
Beijão!!!

Resposta
Mathias Maranhão Fevereiro 28, 2015 at 3:16 am

Muito bom Maila.

Resposta
Vânia Março 2, 2015 at 11:41 am

Maila, o seu texto é perfeito!
Posso até trocar o nome do país para Suécia que não fará diferença alguma. Aproveitando, irei compartilhar essa semana seu texto na minha página do blog no facebook.
Parabéns!
Beijos.

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Março 3, 2015 at 10:25 am

Muito obrigada Vânia! Um beijo.

Resposta
Mir Março 4, 2015 at 9:59 pm

Adorei o texto! So gostaria de dizer que o famoso “sonho americano” nao eh esses conto-de-fadas todo. O imigrante ilegal que poe os pezinhos aqui nos States podera arrumar um trabalho ilegal e viver com medo de ser descoberto e ter que voltar ao seu pais como persona non grata. Mesmo para os imigrantes legais, como eh o meu caso, a vida por aqui nao esta nada facil. Voce paga por tudo, inclusive plano de saude e nada eh barato por aqui e o desemprego so aumenta. Tenho visto muita gente morando nas ruas ou em trailers a margem das cidades.

Voltando para o seu posto, eu tambem me identifico com a parte do onibus. Muitas vezes estava em onibus com varias cadeiras vagas no Brasil e uma criatura se sentava exatamente ao meu lado. Dava uma raiva! Rsrsrs…
Bjao!

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Março 7, 2015 at 11:31 am

Olá Mir,
Sei que imigrar é muito difícil, principalmente de forma ilegal. Me referi ao “sonho americano” como a forma que algumas pessoas tem de pensar no ideal da imigração. Acreditam que vão chegar no país, começar a trabalhar e juntar dinheiro. Pelo fato de filmes e séries normalmente mostrarem histórias de sucesso, muitas pessoas imaginam que poderão alcançar o mesmo sucesso que alguns poucos alcançaram. Sei que a vida nos EUA pode ser muito dura, mas muitos brasileiros têm como referência histórias de outros brasileiros que imigram e conseguem enviar dinheiro para as famílias e etc. Um beijo!

Resposta
Mir Abril 11, 2015 at 4:10 pm

Verdade. Eh exatamente disso que estou falando. Talvez um ou dois envia dinheiro para a familia, dai o povo acha que todo mundo que emigrou pr’os EUA vai poder fazer a mesma coisa. Todos os brasileiros que conheco que moram por aqui, mal tem como se sustentar, imagine mandar dinheiro para a familia. Acabei de ler seu texto sobre o aprendizado do finlandes. Meu cunhado sabe falar a lingua e ele disse que o filandes eh muito parecido com o turco outra lingua que ele tambem sabe falar. Bjao, Maila. 🙂

Resposta
Doroti Campos Wagner Março 6, 2015 at 6:13 am

Oi Maila! Visitei a Finlândia em 2011 e me apaixonei pelo país. Agora, pretendo me mudar definitivamente pra lá para viver com um Finlandês a quem amo muito. Gostaria de saber quais são os direitos que eu tenho caso viva com ele no país. Obrigada pela ajuda que puder me conceder. Grande abraço, Doroti Wagner

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Março 7, 2015 at 11:23 am

Olá Doroti,
Você e seu companheiro devem ler com atenção as informações contidas nas seguintes páginas:
http://www.kela.fi/
http://www.migri.fi/etusivu
Ambas as páginas trazem informações em inglês, finlandês e sueco. Boa sorte!

Resposta
Alex Março 19, 2015 at 8:01 pm

Muito legal seu texto. Tirou todas as minhas duvidas e me deixou muito desanimado. Se com outras profissoes e dificil assim trabalhar ai, imagina como Dentista que e meu caso. Deve ser impossivel. Bjs

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Julho 15, 2016 at 8:13 am

Alex, a área de saúde necessita de profissionais o tempo todo. O grande problema é a questão do idioma, é uma área na qual os profissionais precisam ser fluentes…
Um abraço

Resposta
Kat Weiss C. Abril 10, 2015 at 5:11 pm

“eu diria que estudar na Finlândia pode ser mais barato do que estudar no Brasil”
Exato. Nunca entendi isso. Em outros países existem boas universidades publicas e privadas excelentes e menos custosas. Quando será que a educação superior no BR será assim?

Tempos que já venho pesquisando sobre a Finlandia até descobrir seu Blog. Muito bom!
Conheci um finlandes e já estamos in love um tempão. Ele é muito reservado, dos tempos em que conversamos ele nunca foi invasivo, nunca fez perguntas indiscretas e me manda e-mails diários religiosamente, quer saber como estou e etc. Não penso em ir para esse país. Admiro mto os países europeus, mas tenho medo.
Daqui 1 mês, ele vem para o BR. Já é a segunda vez, pois ele ama formula1. Não sei nem o q dizer.

Resposta
Finlândia – O que é necessário para se obter visto de trabalho? Junho 11, 2015 at 10:56 am

[…] que escrevi meu texto com dicas para quem sonha em imigrar para a Finlândia, venho recebendo muitas mensagens de leitores interessados em informações sobre visto de […]

Resposta
Thais Junho 13, 2015 at 11:11 pm

Poderia me dizer o nome de algumas empresas finlandesas aqui no Brasil? Hehe, quem sabe eles não me mandam pra lá 🙂

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Junho 15, 2015 at 4:39 pm

Metso, Nokia, Stora Enso, Wärtsilä, Pöyri, Kemira…
Me lembro destas de cabeça. Tente buscar no Google. Abraços

Resposta
Dinamarca – Cinco razões para não morar na Dinamarca Junho 20, 2015 at 10:24 pm

[…] as dores e as delícias de se morar nessa região do mundo, e eu complemento os dados de Suécia e Finlândia com esse texto, mostrando o que considero as 5 maiores dificuldades que você pode encontrar e que […]

Resposta
Wilson de Andrade Agosto 14, 2015 at 2:11 pm

Cara Maila,

Gostaria de uma orientação de vossa parte. Sou engenheiro formado há mais de 20 anos (tenho 49 anos hoje). Já trabalhei em empresa suéca por 20 anos e estou muito familiarizado com o modo “escandinavo” de vida. Já estive na Suécia por várias vezes (tenho uma vasta experiência profissional). Hoje não consigo ocupação “interessante” aqui no Brasil e estou muito desgostoso do futuro que meus filhos (de 15 e 13 anos) teriam por aqui. Você crê que há possibilidades de uma pessoa experiente como eu conseguir uma ocupação na Finlândia? E imigrar com a família? Reconheço que não sou mais jovem (com certeza sou de mentalidade, mas…..) e talvez não seja esse o perfil desejado para um imigrante. Penso que como a maioria dos países europeus a população esteja envelhecendo e eles dão preferência a jovens. Por outro lado meus filhos estão na flor da idade e seguramente podem oferecer um grande futuro para este País. Que orientação você pode me dar no sentido de concretizar esse meu sonho de imigração?

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Julho 15, 2016 at 8:02 am

Olá Wilson,
Desculpe a demora de minha resposta, mas só vi seu comentário agora…
Eu realmente não saberia dizer. Sei que há muitas oportunidades nas áreas de TI e engenharia por aqui, caso você seja fluente sueco, te aconselho a buscar por empresas suecas ou fino-suecas que estejam no país. Eu realmente não conheço nada a respeito dessa área.
Acredito, no entanto, que sendo tão experiente em sua área, você tenha chances de conseguir um bom trabalho não só aqui, mas em qualquer lugar do mundo!
Um abraço,
Maila

Resposta
Gencisley Outubro 22, 2015 at 12:12 am

Oi Maila eu sou estudante de odontologia e estou fazendo curso de inglês. Tenho muita vontade de trabalhar fora assim que formada, pois eu almejo a segurança, tenho pesquisado bastante sobre os possíveis países que aceitam dentistas brasileiros, e tenho muitas dúvidas em relação a tudo. Gostaria que você me respondesse e se possível desse uma clareada na minha mente em relação a isso. Desde já muito obrigada pelo texto e por disponibilizar seu tempo para tirar nossas dúvidas. bjs

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Outubro 28, 2015 at 10:14 pm

Olá Gencisley,
Obrigada por seu comentário.
A validação de diploma para profissionais da área da saúde, medicina, odontologia, enfermagem e etc é muito complicada. Os currículos normalmente não batem e é mandatório que profissionais dessas áreas sejam proficientes em finlandês para poderem trabalhar por aqui. Para maiores informações leia meu texto sobre visto de trabalho, nele disponibilizei todos os links referentes a isso. Obrigada!

Resposta
Elcio Cruz Novembro 5, 2015 at 1:45 pm

Bom dia Maila.

Minha filha de 14 anos está indo morar em 2016 na Finlândia com a mãe, irmã e padrasto. Ela irá para o ensino médio, gostaria de saber se a adaptação da escola é fácil e como ela se sentirá em termos de fazer amigos dentro da escola? A cidade tem opções de diversão para adolescente? Estou escrevendo pq fico preocupado como PAI que ficará longe e na expectativa.

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Julho 15, 2016 at 8:11 am

Olá Elcio,
Entendo sua preocupação e espero que tudo esteja indo bem com a adaptação de sua filha.
Não tenho como atestar sobre ser fácil ou difícil se adaptar, pois isso é uma questão muito pessoal que dependerá dos sentimentos dela, mas posso te garantir que ela terá todo o suporte da escola e dos professores. As escolas possuem programas especiais para cuidar dos alunos em fase de adaptaçäo. Ajudarão ela com o idioma e com tudo o que ela precisar.
Boa sorte e tudo de bom para ela.
Um abraço

Resposta
Natalia. Novembro 5, 2015 at 10:14 pm

Ola Maila, tenho uma pergunta simples, se v. puder me ajudar? Você mencionou ” Outra notícia boa é que o ensino superior também é gratuito na Finlândia. No entanto, como estudante de fora da União Europeia, você não tem direito a nenhum benefício do governo para estudar aqui.” Caso eu esteja trabalhando e morando com minha família na Finlândia , meus filhos que estão no fundamental e secundário estudarão gratuitamente ou terei que pagar os estudos deles? Nos não pertencemos comunidade européia, nosso passaporte é brasileiro. Obrigada desde já pela atenção .Natalia

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Julho 15, 2016 at 8:07 am

Olá Natalia,
A lei mudou por aqui desde que escrevi este artigo. A partir de setembro de 2016, estudantes de fora da UE terão que pagar anuidade nas universidades. Uma informação importante é que visto de estudante não se estende a membros da família. Se você quiser que sua família venha com você durante o período de estudos, você deverá requerer em visto de acompanhante para eles e comprovar que tem dinheiro para sustentá-los.
Vocês precisarão de seguro-saúde privado. Quanto as escolas, você deve perguntar sobre os direitos de seus filhos na Embaixada da Finlândia, ao pedir as informações sobre visto. Eu acho que você teria que buscar uma escola paga, mas não tenho certeza…
Espero ter ajudado.
Um abraço,
Maila

Resposta
Ana Vargas Fevereiro 26, 2016 at 7:55 am

Ótimo texto. Vivo na Finlândia há 8 anos e gosto muito daqui. Sinto-me mais adaptada aqui do que me sentia no Brasil. Concordo com todos os pontos que colocaste. Escreves muito bem 🙂

A única coisa que acrescentaria é que a Finlândia também tem problemas sociais. Nem todos têm emprego e casa, embora o esforco por parte do governo seja grande, há pessoas que moram pelas ruas, abrigos ou casas de amigos. E também quando finlandeses sentem que não recebem do governo todo o apoio que necessitam para tocar a vida, eles podem resentir-se de estrangeiros que, segundo o ponto de vista deles, recebem mais apoio, principalmente refugiados.

Outra coisa que acrescentaria é a dificuldade da língua finlandesa. Finlandês não é fácil como inglês. Toda língua expressa o jeito de pensar do povo e o jeito finlandês não se parece com o brasileiro. Portanto, diria que venham preparados para as dificuldades de não poder se expressar corretmente. O ponto positivo é que os finlandeses não debocham quando alguém fala errado, pelo contrário, eles incentivam, ou então, ficam quietos 🙂

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Fevereiro 26, 2016 at 9:38 am

Olá Ana, obrigada por sua mensagem e sugestões. A intenção deste artigo era mostrar algumas coisas básicas mesmo. Não havia espaço para falar sobre o sistema social, desigualdades, preconceitos e etc, pois esses são temas que precisam ser aprofundados. É muito complicado escrever pouco sobre eles. Aos poucos em minha coluna mensal vou escrevendo sobre tudo.
Depois dê uma olhada no meu texto de fevereiro de 2016, pois já dei início à discussão sobre alguns dos pontos que você mencionou.
Muito obrigada!

Resposta
James Março 7, 2016 at 4:41 pm

Nem sei como cheguei aqui, mas “tô fora” desse país. Parabéns pelo texto.

Resposta
RAFAEL PESSOA SABINO Julho 14, 2016 at 1:41 am

Olá!

Parabéns pelo site, que é incrível!

Queria apenas lhe fazer uma pergunta, por gentileza:

li que para morar na Finlândia o pretenso imigrante deve investir muito alto (milhões) no país para abrir negócio ou ter um visto de trabalho, que só é consedido a profissionais de altíssimo gabarito, de preferência com experiência internacional, ou ainda, a profissionais que tenham se formado em universidades de renome internacional e que estejam buscando se inserir no mercado de trabalho. Isso procede?

Eu sou jornalistsa por formação, tenho 32 anos, funcionário público, casado com uma professora de inglês de 26 anos.

Eu e ela temos chance de irmos ao país, por exemplo, como estudantes de finlandês ou algum curso que aceite alunos fluentes em inglês (eu não falo, mas minha mulher sim) ou mesmo um curso de graduação, adquirir formação no país e depois buscar inserção no mercado de trabalho, visto de trabalho, posteriormente de residência, etc., como ocorre na maioria dos países com a maioria dos imigrantes?

Muitíssimo obrigado pela atenção!

Fico no aguardo da ajuda, se puder me fazer essa enorme gentileza de dizer os meios mais comuns para uma imigração legalizada.

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Julho 15, 2016 at 8:42 am

Oi de novo!
Tudo o que você precisa sobre imigrar para a Finlândia está no site http://www.migri.fi/
Abs!

Resposta
RAFAEL PESSOA SABINO Julho 14, 2016 at 1:45 am

Olá!

Parabéns pelo site, que é incrível!

Queria apenas lhe fazer uma pergunta, por gentileza:

li que para morar na Finlândia o pretenso imigrante deve investir muito alto (milhões) no país para abrir negócio ou ter um visto de trabalho, que só é consedido a profissionais de altíssimo gabarito, de preferência com experiência internacional, ou ainda, a profissionais que tenham se formado em universidades de renome internacional e que estejam buscando se inserir no mercado de trabalho. Isso procede?

Eu sou jornalistsa por formação, tenho 32 anos, funcionário público, casado com uma professora de inglês de 26 anos.

Eu e ela temos chance de irmos ao país, por exemplo, como estudantes de finlandês ou algum curso que aceite alunos fluentes em inglês (eu não falo, mas minha mulher sim) ou mesmo um curso de graduação, adquirir formação no país e depois buscar inserção no mercado de trabalho, visto de trabalho, posteriormente de residência, etc., como ocorre na maioria dos países com a maioria dos imigrantes?

Muitíssimo obrigado pela atenção!

Fico no aguardo da ajuda, se puder me fazer essa enorme gentileza de dizer os meios mais comuns para uma imigração legalizada.

Grande abraço!

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Julho 15, 2016 at 7:56 am

Olá, Rafael.
Nós do BPM agradecemos muito por suas palavras sobre nosso trabalho.
Quanto a suas dúvidas, não tenho informações precisas referentes a valores, mas para se tornar um empreendedor na Finlândia não custa milhões, mas claro que não é barato e nem fácil. Primeiramente você precisa fazer um requerimento para que sua seja de negócio seja availada e, claro, deve comprovar ter dinheiro suficiente para começar o negócio por aqui e se sustentar. Existe um valor estabelecido que o empreendedor precisa comprovar ter em conta, mas essa informação eu não possuo. Certamente a pessoa terá a informação ao fazer o requerimento.
Quanto a estudar, a partir de setembro deste ano, as univesidades finlandesas passarão a cobrar anuidade dos estudantes de fora da UE, este valor irá varias de instituição para instituição e você pode obter mais informações sobre isso seguindo o site oficial Study in Finland, que é do governo.
Não é verdade que somente estrangeiros que vêm de universidades internacionalmente renomadas conseguem ser aceitos pelas universidades daqui, mas é fato que, para cursos de pós graduação, você precisa ter um projeto que seja de interesse real da instituição, precisa de algo inédito e diferente, ou de alguma pesquisa que continue um tema muito importante já estudado aqui, trazendo algum tipo de inovação.
Buscar inserção no mercado de trabalho na Finlândia após se formar não é fácil. A maioria dos estudantes internacionais não consegue. O país é muito pequeno e o mercado de trabalho, exceto para áreas de TI, não é aberto a pessoas que não dominem o idioma. Na área de humanas posso dizer que aschances são mínimas de se conseguir um emprego sem falar e escrever bem em finlandês. Claro que algumas pessoas dão sorte e conseguem, mas é uma minoria.
Espero ter ajudado a tirar suas dúvidas.
Um abraço,
Maila

Resposta
Claudio Janeiro 1, 2017 at 9:20 pm

Ola Maila,

aos quase 50, estou decidido a começar a vida em um país bem diferente. Considerando meu perfil e meus planos de estudo e trabalho, acho que a Finlândia é extremamente interessante. Entretanto, não consigo encontrar informações sobre investimentos. Gostaria de saber se, a exemplo do que ocorre em vários outros países da Europe, a Finlândia facilita visto de residência para quem quer investir em negócios no País.

Obrigado,

Claudio

Resposta
Claudio Janeiro 1, 2017 at 9:24 pm

Maila,

só agora, depois de postar minha pergunta, é que vi o comentário do Rafael, que aborda exatamente o mesmo tema que eu. Tua resposta, apesar não não mencionar valores mínimos, etc., já foi bastante esclarecedora.

Mas, se tiveres algo a acrescentar, eu agradeço!!

Claudio

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Janeiro 11, 2017 at 11:54 am

Olá Claudio!
Visite o site migri (ponto) fi. É o site oficial do departamento de imigração da Finlândia e há um campo reservado para empreendedores.
Um abraço e obrigada pelo comentário!

Resposta
Luiz Magno Março 12, 2017 at 3:56 am

Olá, boa noite. Acabei de ler o seu post sobre a Finlândia e achei muito informativo e realista. Sou mais um de tantos brasileiros que desejam viver em outro lugar. Não tenho em mim a ânsia pelo American Dream e estou farto dessa corrida louca por dinheiro e competitividade nada saudável que vejo não só aqui no Brasil, mas em outros países pelas Américas, principalmente os EUA. Tudo que eu desejo é morar em um lugar que possa trabalhar em algo que eu ame (sem ter que me adaptar à “empregos de sucesso”, como acontece por aqui) e possa dar à minha família uma vida decente com os frutos desse trabalho. Não me importo em ganhar muito. Se vc dissesse em seu post que na Finlândia é pago $1 por mês aos seus trabalhadores, porém o trabalhador conseguisse pagar as sua contas, fazer as compras do mês, ter uma casa e pudesse passear com sua família com esse $1, pra mim esse seria um país maravilhoso. Enfim… desejo muito começar do 0 (zero mesmo, sem estar preso à nada) minha vida num lugar como esse, gerar meus filhos num lugar como esse, sabendo que os valores que ensinarei à eles em casa não serão deturpados na escola, ter uma vida inteira num lugar como esse. 🙂
Eu não sei se alguém já lhe perguntou isso, mas eu gostaria de saber, no meu caso, que pretendo ir para ficar, arrumar um emprego e etc, quando devo juntar de dinheiro (R$) mais ou menos, para poder ir e me sustentar aí até conseguir um trabalho?

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Março 16, 2017 at 2:17 pm

Prezado Luiz Magno,
Primeiramente agradeço muito por ter gostado do texto e deixado seu comentário. Entendo perfeitamente o seu desabafo. Com relação a imigrar para a Finlândia, o grande fator “do contra” que você teria seria a possibilidade de adquirir um visto de residência, pois há pré-requisitos bem complicados para isso, e a possibilidade de conseguir um emprego. As empresas não contratam imigrantes sem visto, a pessoa já precisa estar legal aqui para poder ser empregada. A única maneira de conseguir visto de residência baseado em trabalho é você sendo expatriado por uma empresa finlandesa ainda morando fora daqui. Säo muito poucas as que fazem isso. Normalmente as empresas que expatriam são da área de TI e engenharia. Uma outra dificuldade que você teria aqui como imigrante seria a de arrumar um emprego antes de aprender finlandês. É muito difícil mesmo isso acontecer. O protecionismo linguístico é muito forte na Finlândia e para aprender finlandês são necessários em média 2 anos de estudos intensivos.
As maneiras mais fáceis de você conseguir imigrar para a Finlândia são:
1) Caso você tenha passaporte europeu, pois assim você não precisa de visto de residência;
2) Caso você venha a se casar com uma pessoa finlandesa, pois assim tem como conseguir visto por reunião familiar.
Peço desculpas por estar “jogando um balde de água fria” em você, mas conheço vários casos de brasileiros que vieram para cá com dinheiro para ficar por três meses tentando conseguir emprego para ficar mas, no fim das contas, não conseguiram e voltaram muito decepcionados para o Brasil.
Caso você fale inglês fluentemente eu sugeriria buscar pelo Canadá ou pela Autrália, que são países que estão aceitando imigrantes no momento e que falam inglês.
Um grande abraço,
Maila

Resposta
Isa oliveira Março 17, 2017 at 5:19 am

Olá gostei muito do que li, tirando uma dúvida tem oportunidades de trabalho na área da saúde, gostaria de saber pois sou enfermeira……desde ja um grande abraço

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Março 20, 2017 at 2:04 pm

Isa,
A área de enfermagem é uma das que mais contrata. E contrata muitos imigrantes. O problema é que você precisa ser fluente em finlandês antes de ser contratada. No caso, teria que estudar a língua antes de buscar por emprego.
Um abraço

Resposta
Marcelo Japiassú Ramos Março 26, 2017 at 4:58 am

Oi,Maila
Parabéns pela presteza de informações sobre a possibilidade de viver na Finlândia. Eu e minha companheira (Adriana) pensamos ,em algum momento, em irmos emigrar daqui do Brasil, depois de aposentarmos ( faltam uns 10 anos). Somos servidores federais, professores ( geografia, sociologia, psicologia, educação para pessoas com necessidades especiais) e psicólogos ( com mestrado e doutorado por universidades brasileiras). Como vc acha que poderíamos nos ” enquadrar\adequar” á realidade profissional finlandesa? ( não falamos finlandês: conheci há anos atarás uma finlandesa que fazia mestrado no Brasil ( sobre Chico Buarque) e achei muito difícil o idioma … . Agradeço a paciência e o retorno. PS: temos muitas formações de graduação e pós-graduação. Abs! Marcelo

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Março 29, 2017 at 2:25 pm

Olá Marcelo,

Primeiramente, agradeço muito pelo comentário positivo ao meu texto.
Quanto a vir para a Finlândia com sua companheira após a aposentadoria, caso vocês tenham como comprovar que possuem renda suficiente para viver aqui, incluindo seguro de saúde, seria possível sim. Se juntos vocês tiverem renda de 4 mil euros, por exemplo, eu diria que viveriam muito bem aqui. Te aconselho a enviar e-mail para a Embaixada da Fnlândia em Brasília, pois eles saberiam te dizer qual a renda mínima exigida para que deem entrada no visto de residência. O site migri.fi também presta essas informações.
Quanto à vida profissional, a maior dificuldade seria o idioma, mas o fato de vocês terem doutorado pode ser extremamente positivo para conseguirem lecionar, por exemplo, numa universidade politécnica. Ou quem sabe até, fazerem um pós-doc? Nesse caso, vocês precisam ter nível proficiente em língua inglesa, o que eu não considero difícil de alcançar, caso ainda não tenham, em 10 anos. Caso sejam fluentes em língua inglesa mas não estejam certos sobre o nivel de proficiência, façam um teste tipo o TOEFL ou o IELTS para ver se precisam fazer aulas de conversação ou algo assim. Acho que vocês, por conta do alto nível de escolaridade, podem sim ter boas chances aqui se forem para essa direção que sugeri. Um grande abraço e boa sorte!

Resposta
Marcelo Japiassú Ramos Outubro 31, 2017 at 4:28 pm

Olá, Maila

muito obrigado pela resposta e desculpe a demora na minha ( não achava que teria tempo para você responder) … . Agradeço a pontualidade e os caminhos sugeridos… . Vamos ver o que faremos. Um forte abraço e PARABÉNS pelo seu trabalho!!!!

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Outubro 31, 2017 at 5:11 pm

De nada, Marcelo!
Espero tê-lo ajudado e deixo meus votos de boa sorte.
Um abraço

Resposta
Ítalo Victor Abril 25, 2017 at 12:35 am

Oi Maila! Adorei o texto, muito bem detalhado e descontraído! Você sabe se tem como eu aplicar para visto de trabalho pós-estudo? Pois penso em fazer graduação por aí, porém gostaria de continuar aí após a faculdade, sabe se é possível?

Abraço!

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Abril 28, 2017 at 8:46 am

Olá Ítalo,

Fico feliz que tenha gostado. Devo avisar, no entanto, que este texto é antigo e há uma informação que necessita de atualização: os cursos de bacharelado e mestrado na Finlândia, a partir deste ano, não são mais gratuitos para estudantes fora da União Europeia. Também não existe visto de trabalho pós-estudo. Há, no entanto, a possibilidade de permanecer no país por um período após o fim dos estudos, para tentar conseguir um emprego. Essa informação você consegue no site migri.fi. Informações sobre estudar na Finlândia e tudo o que você precisa saber sobre isso estão no site studyinfinland.fi. Abraço!

Resposta
Isabel Fevereiro 3, 2018 at 11:49 pm

Oi, Maila! Adorei seu texto mas tenho uma dúvida: com a permanência de estudante eu tenho o direito de trabalhar legalmente nas horas que não estiver estudando ou em férias, do jeito como funciona no Canadá.?

Resposta
Diego Dharma Abril 11, 2018 at 11:25 pm

Ola Isabel, vou me intrometer por estava lendo este excelente texto e olhei seu comentário. Como estou indo morar na Finlândia, em Turku, vi sobre essa informação. Você pode trabalhar legalmente até 20 horas semanais após conseguir seu visto de estudandte. Grande abraço e Maila, parabéns pelo texto.

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Maio 7, 2018 at 9:14 am

Muito obrigada pela ajuda e pela palavras, Diego!

Resposta
Rafael Massena Setembro 22, 2018 at 2:19 pm

Texto muito bom, bem escrito e limpo. Tenho muita vontade de emigrar para um país como a Finlândia, onde, certamente, o ambiente me ajudará a desenvolver minhas potencialidades científicas. Pena que o processo de imigração é difícil, e não falar filandês difículta ainda mais.

Você sabe alguma coisa a respeito das área nde humanidades na academia filandesa?

Por enquanto, vou pesquisar melhor o processo de imigração e vou tentar aprender um pouco da língua.

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Maio 4, 2019 at 8:38 am

Olá Rafael!
No caso de mestrado e doutorado você consegue, dependendo da universidade e da área, fazer o curso em inglês. Caso você não tenha cidadania europeia, infelizmente os mestrados são pagos, a não ser que você já possua visto de residência. No caso de cidadãos da UE, os cursos são gratuitos. Doutorado é sempre de graça. O porém é que você precisa ter dinheiro para se sustentar enquanto estiver aqui. Tem um site muito bom chamado study in finland. Sempre indico, pois há todas as informações. Um abraço

Resposta
Werner Março 15, 2019 at 12:43 pm

Muito bom texto! E metaleira! Heavy metal rules!! Abraços!

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Maio 4, 2019 at 8:38 am

Obrigada!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação