BrasileirasPeloMundo.com
Haiti

Haiti – Danças e Ritmos Caribenhos

Desde muito jovens uma das minhas diversões favoritas sempre foi sair para dançar. No interior de Santa Catarina, onde nasci, eram muito populares os bailes com muita musica gaúcha, bandinhas germânicas no estilo Oktoberfest e um pouco de forró. Foi ai que aprendi a dançar e, mesmo sem muito talento para tal, dançava o máximo que podia.

Depois que me mudei para Curitiba, em 2003, este aspecto da minha vida ficou praticamente abandonado, tirando eventuais festas de casamento e formatura, foram raras as vezes em que sai para dançar, que fique claro, danças de salão.

Há anos que pensava em fazer aulas de dança de salão em Curitiba, mas nunca coloquei isso como uma prioridade em minha vida e portanto nunca havia posto esta idéia em prática.

Isso mudou, e finalmente pus meu objetivo em prática, quando vim para Porto Príncipe no início de 2014. Logo que cheguei aqui comecei a sair com meus colegas e frequentar lugares onde se tocam e, o mais importante, se dançam os ritmos caribenhos.

Fiquei encantada com esta novidade pois no Brasil, tirando alguns raros casos, não e comum existirem casas que tocam ritmos latinos como salsa, merengue, bachata, etc.

DSC_0564

DSC_0565

Ainda no mês de fevereiro comecei a frequentar as aulas de dança de salão oferecidas na academia que temos dentro da base da ONU, em que trabalho.

Inicialmente tínhamos apenas aulas de Salsa, mas desde o começo de maio estamos dançando também Kompa, Bachata, Cha-cha-cha e Merengue.

Antes de viver no Caribe eu nunca havia ouvido falar de Kompa e Bachata, os outros ritmos eu conhecia ao menos pelo nome. Confesso que adoro dançar todos estes ritmos, e os considero ritmos cheios de energia, mas meus favoritos são a Salsa e o Merengue.

Eu estou longe de ser especialista no assunto, mas vou falar um pouquinho das minhas impressões sobre cada ritmo e deixar um link para um ou mais vídeos no youtube, para os que tiverem interesse em conhecer um pouco mais.

A Salsa e a minha dança favorita dentre os ritmos caribenho, é também a dança mais difícil de aprender. Alguns passos mais elaborados, como giros, lembram um pouco o forró. Alguns vídeos do ritmo aqui e aqui.

Merengue é meu segundo ritmo favorito por ser um ritmo cheio de energia e também por ser muito fácil de dançar. De acordo com minhas pesquisas, este é um gênero musical que se originou na República Dominicana (RepDom) no início do século XIX. Estas músicas também são bastante melosas e tocam o tempo todo na RepDom. Vídeos aqui e aqui.

DSC_0557

DSC_0558

DSC_0561

A bachata é um general musical também originário da RepDom, considerado inicialmente como música de “pobres” e que se popularizou a partir dos anos 80 As letras são bem melosas (algo que não é exclusivo deste ritmo latino mas é o que mais se destaca nesse sentido) o que me lembra bastante as duplas sertanejas e as bandas pagodes dos anos 90 no Brasil.

O ritmo é bom para se dançar e muito fácil de aprender, mas depois de uma semana não aguentava mais ouvir as músicas que tocam incessantemente, junto com o merengue, em todos os lugares na RepDom. Os músicos do momento são: Romeo Santos, Prince Royce, Frank Reyes. Assista a um vídeo aqui.

Kompa é um estilo musical popular no Haiti que surgiu a partir da década de 1950, dizem que é uma evolução do Merengue. A dança realmente é bastante semelhante, sendo que o Kompa é uma dança mais lenta e muito fácil de aprender. Vídeos do ritmo aqui e aqui.

Cha-cha-cha é um ritmo que se originou em Cuba a partir dos anos 50, é um ritmo bastante marcada o e que também é bastante fácil de aprender, mas que apresenta alguns passos mais elaborados que o Merengue, a Bachata e o Kompa. Vídeo do ritmo aqui.

mimiomo

Um outro ritmo, que não é uma dança de salão mas que toca muito por aqui, é o Regueton. Ritmo forte e contagiante, letras picantes, clips com mulheres seminuas são as caraterísticas mais marcantes deste ritmo. Algo comum a muitos outros ritmos musicais muito populares hoje.

Em geral os movimentos associados a este ritmo, ao dançar, tem um apelo altamente sexual, o que eu associo invariavelmente ao Funk carioca. Assista vídeos aqui e aqui.

Outros ritmos caribenhos são Rumba (Cuba), Cumbia (Colômbia e Panamá), Reggae (Jamaica), e Zouk (Guadalupe e Martinica).

Related posts

Haiti – Tomando Rumos Diferentes

Ana Maria Pereira

Trabalho voluntário em organizações internacionais no Haiti

Ana Maria Pereira

Haiti – A vida sofrida da mulher haitiana

Ana Maria Pereira

2 comentários

marilene pereire Agosto 22, 2014 at 1:37 am

Legal dançar e muito bom ,melhor ainda aprendendo varios tipos de danças.

Resposta
Pedro Agosto 22, 2014 at 1:00 pm

Muy buen articulo Ana Maria!
Pedro.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação