BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo Indonésia

Indonésia – Línguas indonésia e portuguesa: semelhanças e confusões

Essa semana completei 4 anos de vivências (e sobrevivência) na Indonésia. Lembrei-me exatamente do primeiro dia em que pisei em terras asiáticas, do primeiro choque cultural (o banheiro, assunto pra outro post) e da sensação ao tentar “ler” placas que não diziam absolutamente nada para mim…

Ainda que o alfabeto que utilizem seja o mesmo, ou seja, os caracteres são A, B, C, etc., as palavras soam estranhas ao tentar lê-las. Algumas são tão repetitivas e simples que parecem linguagem de bebê.

O idioma oficial da Indonésia é o bahasa Indonesia, literalmente “língua indonésia”, popularmente (e erroneamente) conhecido apenas por “bahasa”. Curiosamente é na maioria das vezes o segundo idioma falado pelos nativos, que aprendem na família o dialeto local (javanês, balinês, etc.) e na escola a língua oficial. A língua indonésia foi promovida nos anos 20 por grupos nacionalistas e proclamada idioma oficial durante a independência do país em 1945. A base da língua tem origem no malaio porém com diversas influências do hindu, árabe, persa, sânscrito, holandês, chinês e… adivinhem… do português!

Vocês se lembram que comentei no post anterior sobre a semelhança entre algumas palavras do idioma indonésio e da nossa língua portuguesa? Pois bem, isso se deve à presença dos nossos já conhecidos navegadores portugueses e sua incessante busca pelas “especiarias preciosas” durante o século 16.

Os portugueses foram os primeiros europeus a chegarem às ilhas indonésias de Maluku (Ilhas Molucas e Banda). Durante este período conquistaram um grande espaço entre reinados locais, construíram fortes e iniciaram missões cristãs. Ainda que essa tentativa de colonização tenha durado menos de um século (pois em seguida os holandeses chegam para “dominar a área” e o rentável comércio das especiarias), o legado português é forte e presente até os dias de hoje, principalmente no que se refere ao idioma.

Quando cheguei, lembro de ter visto algumas palavras que podiam ser facilmente reconhecidas como por exemplo boneka (boneca), bola, tinta e gratis (palavra original do latim presente também no holandês). Outras possuem diferenças de grafia, mas ao ouvir um nativo pronunciá-la, é facilmente reconhecida, como por exemplo terigu (trigo), mentega (manteiga), garpu (garfo), meja (mesa), jendela (janela), sekolah (escola), bendera (bandeira), noda (nódoa), kemeja (camisa), sepatu (sapato), pita (fita). Algumas tem sua relação com o cristianismo, como por exemplo gereja (igreja), misa (missa), paderi (padre), Minggu (Domingo), Natal e Paskah (Páscoa). E há uma lista com outros tantos exemplos aqui.

O ponto positivo disso é que, quando você está se sentindo um peixe fora d’água, ouve algo familiar que lhe dá a inocente esperança de que está “entendendo” alguma coisa. O perigo é quando a palavra é um “falso (palsu, em indonésio) amigo”… aquela palavrinha do tipo parece mas não é.

Imaginem vocês que no meu primeiro dia de explorar a nova cidade, tomo um táxi para o shopping, pois precisava de itens de primeira necessidade. Chegando no estacionamento o pobre homem me pergunta, em indonésio, “Pintu Utama”?… One, two, three – continua ele, tentando um pouco inglês… E eu ali com cara de paisagem, na esperança de uma pista do significado da indecente palavra… Pra meu alívio, ele estaciona em frente a uma grande e imponente porta e repete “Pintu Utama, oke?”… e lá estou eu na Porta Principal do prédio. Ufa!

Entro no shopping e, entre dezenas de lojinhas, destaca-se um grande logo que diz TOKO BUNDA! Aiii Jesuuuuuiiis! Imaginei a saudosa Zezé Macedo da Escolinha do Prof. Raimundo de pernas pro ar, estupefata com tal palavra escrita em letras garrafais. Passei algumas horas pensando o que poderia significar em indonésio a famosa derrière brasileira…

No supermercado, uma pista: uma marca de leite estampa uma mulher grávida em sua embalagem e a mesma palavrinha…

Foto: Arquivo pessoal
Foto: Arquivo pessoal

Passo por uma livraria e compro um “salva-vidas” inglês-indonésio/indonésio-inglês. Enquanto espero pelo táxi diante da Pintu Utama, vou direto à letra B de BUNDA, que diz “see IBUNDA” (ver Ibunda). O táxi chega, sento-me com o dicionário em mãos, digo o nome do hotel e continuo minha busca… “Decifra-me ou devoro-te!”… E soluciona-se o enigma. Então, à minha mente vem a imagem da pessoa de quem eu mais sentia saudades. Começo a rir. A palavra BUNDA, tão ordinariamente conhecida dos brasileiros, em indonésio tem um doce e importante significado: IBUNDA or BUNDA [n.], significa mãe!

 

Imagem: www.keepcalm-o-matic.co.uk

Related posts

O mês da Galete de Reis na França

Lilian Moritz

Uma viagem pela Ásia

Simone Dias Moreno

Jeitinho brasileiro e as regras francesas

Fernanda Libardi

26 comentários

Dorivan Julho 2, 2015 at 3:55 pm

Alem daas palavras “pintu” e ” bunda” apior pra mim foi Ku…que quer dizer EU…rs rs rs.,…

Resposta
César Habakuk Julho 3, 2015 at 1:27 pm

Ahhh, também lembrei de uma palavrinha, que um amigo meu que mora por lá há bastante tempo, me disse quando ele foi convidado pra um almoço família lá na casa da s meus país, em Belém-PA Brasil, (…) daí ele falou “César, você é ‘cocô’ 3 vezes… rsrs”. Daí e argumentei, “como assim, cocô?!’ … Daí ele me aliviou a consciência dizendo… “É sim, você é ‘cocô=irmão mais velho’ 3 vezes” UFA, que alívio, rsrsrsrs kkkkk… Bemmm, lá na casa dos meus pais somos quatro filhos homens e EU SOU UM MAIS VELHO, ou seja, o primeiro filho, daí eu sou o COCÔ dos meus três irmãos… e o meu primeiro irmão, o Levi, já seria cocô apenas duas vezes, daí o meu segundo irmão, o Lucas, seria cocô apenas uma única vez… e por último, o meu terceiro irmão-quarto filho da mamãe e do papai, ele já não seria cocô de mais ninguém…hahahaha kkkkk, esse cagão se salvou das piadinhas de duplo sentido entre o português e o bahasa indonésia… E eu, acabei sendo o MAIOR COCÔ lá na casa dos meus pais… hahahaha kkkkkk DEIXO AQUI TAMBÉM UM GRANDE E FRATERNO ABRAÇÃO PRA ESSE MEU AMIGO E TODA A SUA FAMÍLIA LÁ EM SURABAYA!!!

Resposta
Gisele Julho 4, 2015 at 3:40 am

Pois é Dorivan, quando vc liga o rádio as músicas falam muito ku (cinta ku = meu amor)…Então imagine! Kkkk
César não se preocupe que vc não é o cocozão da casa, não. Talvez por diferença de pronúncia seu amigo tenha ouvido /koko/, mas na realidade o irmão mais velho é o “kaká” e o mais novo é “adik”. 😉 Engraçado é o neto, que chamam de cucu e lê-se /tchutchu/, e o avó é o kakek (caqué)…seria daí a idéia de algo “caquético” ?! Kkkkk Abraços

Resposta
LELINGTON LOBO FRANCO Maio 1, 2017 at 2:41 pm

Gisele tenho um novo amigo na indonésio e procurei por curiosidade sua página que me ajudou bastante,parabéns amiga,sou escritor de plantas medicinais,frutas,chás,saúde etc,se quiser me add no face seria bom ,gostaria de aprender muitas palavras com vc. Abraços

lelington lobo franco-químico-fitologista

Resposta
Bárbara Hernandes Julho 3, 2015 at 10:11 am

Nossa, muito curioso e engraçado! Não fazia ideia que os portugueses tinham chegado na Indonésia também!

Resposta
Gisele Julho 4, 2015 at 3:44 am

Viu Bárbara? Os navegadores portugueses eram mesmo determinados! Kkkkk E dizem que a influência deles é muito grande nas ilhas de Flores e Maluku, onde não estive, mas já li vários relatos de portugueses por lá. Obrigada por acompanhar o blog. 😉

Resposta
Marcos Outubro 1, 2016 at 1:21 am

Eu tb não sabia q os portugueses tinham chegado até a Indonésia.

Resposta
Cláudio Julho 4, 2015 at 5:30 pm

Legal o texto Gi, gostei muito e compartilhei. Me lembro perfeitamente na primeira vez que vim pra cá, também não tive como reparar nos “pintu” no aeroporto ou com as “bunda” em alguns outdoors pela rua hehehhe E o mais interessante pra mim é ver que as palavras derivadas do português são umas quantas. Não sei se há tantas derivadas do holandês (isso a Indonésia sendo colonia tanto tempo da Holanda) quanto do português. Mesmo assim, o idioma indonésio é fascinante!

Resposta
gisaaltoe Julho 6, 2015 at 2:46 pm

Obrigada, Claudio! Realmente curiosa essa relação português – indonésio. Há muitas palavras também do holandês, sim. No link do texto há uma lista delas também. E também adoro o nosso bahasa indonésio de cada dia! Abraço!

Resposta
Links na bagagem :: Leituras da semana #11 | Papetes pelo mundo Julho 13, 2015 at 10:54 pm

[…] Línguas indonésia e portuguesa: semelhanças e confusões – Brasileiras pelo mundo […]

Resposta
Gisele Agosto 24, 2015 at 5:35 pm

Obrigada por compartilhar! 😉

Resposta
Indonésia – Dez motivos para morar aqui Outubro 20, 2015 at 7:34 pm

[…] na Indonésia pode parecer excêntrico, diferente, interessante e até meio maluco (ou Maluku?!) Sempre que comento que moro na Indonésia observo as mais diversas caras e expressões – algumas […]

Resposta
Rebecca Janeiro 5, 2016 at 12:28 pm

Oi! Adorei suas histórias! Sou médica recem formada, morro de vontade de morar na Indonésia e exercer na minha área! Vc sabe se tem como? se o mercado de trab é bom por aí e se ganham razoavelmente bem? Se só o inglês bastaria a priori? Procurei mt pela internet o contato de algum conselho/consulado/secretaria de medicina daí mas sem sucesso..

Resposta
Gisele Altoé Janeiro 12, 2016 at 2:24 am

Olá Rebeca, como vai? A Indonésia é um país receptivo com os estrangeiros, mas no caso de trabalho é importante que você tenha uma empresa ou estabelecimento que esteja solicitando seu trabalho em solo indonésio, principalmente agora com o novo presidente que parece ser bastante nacionalista. Por isso os vistos de trabalho estão sendo bastante regrados, incluindo uma norma onde estrangeiros menores de 25 anos e maiores de 55 anos não teriam vistos de trabalho aprovados. Sempre há a possibilidade de entrar por algum voluntariado. Sugiro que você procure informações com o consulado brasileiro na Indonésia. Eles possuem uma cartilha com informações gerais, mas através de algum email poderiam esclarecer outras dúvidas suas. Desejo-lhe boa sorte e tomara que dê certo de você trabalhar por aqui. Abraço!

Resposta
Lidia Gomes Martins Maio 19, 2016 at 12:49 am

Ola querida! Estou indo pra Indonésia dia 31 desse mês e sei pelo menos o básico do inglês 😮 Sei algumas saudações apenas e tento aprender pela internet, mas soube que é muito formal… Procuro vídeos no YouTube que traduzam mas só encontro do inglês também. Você bem que podia fazer uns vídeos “translate” rsrsrs Estou indo com meu esposo e filha de dois anos… Ficaremos em Java. Abraços brasileiros!!!

Resposta
anthonny Junho 4, 2016 at 2:38 am

Selama malam!
Saya balejar bahasa indonesia
Cinta indonesia.
Eu quero fazer uma viagem para lá.
Gostaria de saber se existe livros em indonésio com tradução em português ou só mente em inglês?
Terima kasih bayak.

Resposta
Aline Julho 6, 2016 at 12:50 pm

Morei em Yogja por 4 anos e foi onde a nossa filha Ayu nasceu! vc mora onde? bjus

Resposta
Renata Julho 6, 2016 at 9:35 pm

Muito massa esse post!
Estudo na Austria e tenho uma amiga da Indonésia, havia percebido algumas palavras similares (ex engenheira, orangotango) mas nao fazia ideia de que os portugueses haviam tido tal relevancia na regiao.
Tenho muita vontade de conhecer a Indonesia, os locais parecem maravilhosos e muitos outros indonesios que aqui conheci através da minha amiga foram super abertos e receptivos. Além disso a comida é muito gostosa.

Resposta
Messias Cardoso Dezembro 8, 2016 at 9:33 am

Gisele Altoé, vou é enriquecedora. amei seu artigo. Rir sozinho tentando imaginar as senas e sensações.
Até sentir vontade de aprender a língua e mais da culta da Indonésia.
Parabéns pelo artigo, ele é criativo, instrutivo e divertido.

Resposta
LELINGTON LOBO FRANCO Maio 1, 2017 at 2:49 pm

tem algum dicionário Indonésia -português ?

Resposta
mailson Julho 10, 2017 at 2:11 am

oi, tem como eu compra casa na indonesia, ou eu so posso alugar, e se tempra vender quanto e o valor das casas,

Resposta
mailson Julho 10, 2017 at 2:14 am

quanto e o valor de casas em jacarta, eu quero ir pra la.

Resposta
Benigno Dias Novembro 18, 2017 at 7:11 pm

Talvez para não parecerem como subjugados, muitos brasileiros reagem rotulando os portugueses de burros. Burro é quem domina ou é quem se deixa dominar? Atualmente, a NASA usa módulos eletrônicos que somente Portugal produz. Quando você estiver operando um telefone celular com as dimensões de uma folha de papel, lembre-se: a tecnologia portuguesa assume a vanguarda sobre as demais nações. Os lusitanos são geniais! Um retângulo com uma superfície menor que o estado de Pernambuco dividiu a terra, geopolíticamente, em dois hemisférios. A marinha mais temida dos sete mares. Protonautas e navegantes aguerridos e destemidos: Fernão de Magalhães, Henrique Dias, Vasco da Gama, Pero Vaz de Caminha, Pedro Álvares Cabral etc. A escola de Sagres; era NASA náutica daqueles idos. Os literatos lusitanos predominaram a literatura ocidental por décadas a fio.
A conduta de povinho safado, a qual identifica os brasileiros como traço mais marcante, perante a comunidade internacional, certamente, essa mácula horrenda não foi legada pelos portugueses!

Resposta
Natan Bernardo Janeiro 19, 2018 at 7:58 pm

Conversei com um morador de Manado pelo o Wakie, e quando falei que era brasileiro ele me disse que o idioma deles tem palavras similares ao nosso, tais como chapéu, cadeira, tartaruga, lenço e outras.. eu achei isso muito legal porque não sabia da infuência portuguesa lá.

Resposta
Gustavo Henrique Garcia Espindola Abril 20, 2018 at 12:17 pm

Tudo bem pessoal achei essa página é preciso de uma ajuda de vcs pois estou querendo comprar um equipamento veterinário de uma empresa da Indonésia e não sei como falar com eles e nem saber se existem de fato gostaria que alguém da Indonésia brasileiro pudesse me ajudar nessa negociação obrigado meu Facebook [email protected] e meu tel +55 22998424110 tenho WhatsApp

Resposta
Liliane Oliveira Abril 20, 2018 at 1:24 pm

Olá Gustavo,
A Gisele Altoé parou de colaborar conosco e, infelizmente, não temos outra colunista morando no país.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação