BrasileirasPeloMundo.com
Alugar/Comprar Imóvel Pelo Mundo Portugal

O grande negócio do aluguel em Aveiro

Aveiro até alguns anos atrás era uma simples cidade do Norte de Portugal, conhecida por sua grande Universidade e por ser uma região até então pacata. Bom, isso a alguns anos atrás, porque hoje, Aveiro se tornou a cidade do investimento imobiliário.

Hoje, vou contar um pouco sobre o negócio do aluguel em Aveiro.
Com a enorme busca de casas e apartamentos por conta dos estudantes e novos moradores que escolhem Aveiro como uma cidade para crescer ou recomeçar, está sendo quase impossível conseguir arrendar (alugar) casas pelos preços que antes encontrávamos facilmente. Com isso, o número de empréstimos habitação também disparou, já que é mais barato pagar uma prestação de casa própria, que a de um aluguel, o que é um passo bastante importante e que deve ser posto em prática com calma, e não por necessidade.

Mas, o que isso tem a ver com negócio? É agora que a parte dos senhorios (donos das casas) entram em ação. Já que encontrar casa hoje está sendo tão difícil em Aveiro, no desespero por não ficar na rua, muitos novos imigrantes que precisam urgentemente acabam pagando preços absurdos por pequenos estúdios ou casas que não valem esse preço. E para piorar, muitas das vezes pedem rendas extras que ultrapassam os 4 meses por casas antigas e bastante desvalorizadas.

Mas como não cair nessa jogada? Primeiramente, antes de ficar com a primeira casa, dê uma grande pesquisada em diversos grupos do Facebook ( aqui ) , anúncios e sites.

Leia também: visto D7 para aposentados morarem em Portugal

Tenha em conta também que se pretende morar na cidade de Aveiro, principalmente próximo a Estação de Aveiro, UA ou os centros comerciais, vai pagar muito caro, por isso fuja para zonas mais residenciais.
Desconfie de senhorios que peçam mil e um documentos para comprovar que realmente você tem dinheiro para pagar a renda, e principalmente não alugue uma casa para aqueles que não passam nenhum tipo de recibo; infelizmente há muitos arrendamentos ilegais e esse é mais um dos motivos pelos que não devem cobrar absurdos, já que não pagam nenhum tipo de impostos. Também não pague mais que 3 rendas extras (o permitido por lei), esse dinheiro pode não voltar para você e sem nenhum comprovante de pagamento, fica difícil de recuperar. É bastante comum acontecer de você vai sair da casa e pede esse dinheiro que é seu de volta e os senhorios inventam mil e uma desculpas para não o devolver: isso é crime!

Outro motivo para o grande aumento são as remodelações ou reformas de casas e de apartamentos antigos e a construção de novos grandes edifícios. Não é difícil encontrar prédios novos prontos para serem habitados nas zonas mais nobres de Aveiro.

Mas aqui, estas reformas estão sendo levadas a outro nível: pisos luxuosos, modernos e amplos, exclusivamente pensados para aluguéis temporários (como Airbnb) ou para pessoas com um  grande poder aquisitivo. Tudo isso pensando também para a melhor época de turismo, que está quase chegando (julho-setembro).
É bastante fácil achar um apartamento de 1 quarto destas características por 450€,500€ ou inclusive 600€.

Leia também: custo de vida em Aveiro

Mas com o salário mínimo nacional de 580€, é quase uma ofensa investirem tanto para apenas a minoria ter direito a estes imóveis. As famílias de classe média dificilmente vão conseguir encontrar uma casa simples, bonita e barata. Para encontrar algo a medida, muitas optam por morar fora da cidade. E tudo isso, ainda se soma ao aumento do custo de vida no país em 2018: “já está impresso o artigo que abre a porta ao aumento das rendas, que vai depender, ainda assim, da (boa) vontade de cada senhorio.” Via Diário da República.

A estimativa aponta que esse é apenas o começo de um grande negócio imobiliário em Aveiro, e já há estudos que indicam que a cidade em termos de moradia só está ficando atrás de Lisboa e Porto. Por ser uma cidade tranquila, com uma elevada expectativa de vida, a sobrelotação pode dentro de alguns anos terminar com essa fama de Aveiro, já que aqui o que mais encontramos é a simplicidade.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar em Portugal

Infelizmente é questão de tempo para vermos todos estes edifícios ficarem vazios, como a alguns anos aconteceu na Espanha quando se construíram centenas de edifícios, mas que não houve tantos compradores como era previsto, já que a crise se instalou no país. Mas, enquanto houver pessoas dispostas a pagar por estes preços, o negócio do aluguel continuará firme não só em Aveiro, como no país inteiro.

Para os investidores, essa está sendo a melhor fase da cidade, tanto imobiliária como também para investidores comerciais. Aqui ainda há muito espaço para negócios, e a cidade ainda carece de alguns essenciais.

Para pessoas ambiciosas e criativas, é a hora de começar.

Related posts

10 dicas para alugar imóveis em Buenos Aires

Sara Martins

Diferenças entre o português de Portugal e do Brasil

Emellin de Oliveira

O arroz de tamboril e a cozinha tradicional portuguesa

Sílvia Macedo

2 comentários

Viana, de Santarém Setembro 11, 2018 at 8:19 pm

O que está faltando em Aveiro relacionado aos negócios (“a cidade ainda carece de alguns essenciais”)?

Resposta
Liliane Oliveira Setembro 12, 2018 at 1:36 pm

Olá Viana,
A Gabriela Monteiro parou de colaborar conosco, mas temos outras colunistas em POrtugal que talvez possam te ajudar.
Você pode entrar em contato com elas deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação