O Natal no norte da França

2
428
Acervo Oglobo.com
Advertisement

O Natal no norte da França.

O Natal independentemente do lugar do mundo é uma das datas mais comemoradas, e não poderia ser diferente no país da Luz. No norte da França,  a cidade de Lille,  o frio toma conta desse período do ano.

No norte do País, principalmente pela grande ocupação dos estudantes que regressam para as suas casas nesse período, a época é tranquila. As lojas sempre decoradas com pisca-pisca; as casas com decorações no lado interno das janelas. Cada distrito por nós conhecidos como bairros, tem painel de luzes com o nome do lugar. No mês de dezembro temos parques, carrossel, e dependendo, até pista de gelo.

Na Grand Place todo ano é montado uma grande roda gigante, carrossel com motivos de Natal e uma árvore gigante onde é a referência para as fotos de Natal. O marché de Noël (famoso mercado de Natal) é um dos mais famosos da França composta por barracas onde compramos produtos da região, chocolates, artesanato, cartão postal, vestimentas para o frio, cachecol e os chapéus lindos de crochê, vinhos, lanches típicos e os não muito normais por aqui, os lanches com salsicha alemã e o famoso chucrute etc.

As maiores marcas do Natal são os bonecos de neve, porém, nem todo ano neva mas mesmo assim o frio é sempre marcante nesta época do ano.

Em alguns distritos do país, temos a presença do Papai noel somente no mês de dezembro,  diferentemente do Brasil, que iniciam as comemorações em outubro/novembro.  A ceia se inicia perto das 20 horas do dia 24/12; há sempre pratos considerados nobres, como escargot, frutos do mar, carnes nobres, pato. Entretanto, o porco não é um prato típico de natal, por não ser considerado pelos franceses como uma carne nobre. Na noite de Natal há muito champanhe e vinho, as sobremesas ficam por conta das maravilhosas pâtisseries e boulangeries, que além de saborosas são verdadeiras obras de arte. Para os franceses não é comum a nossa mesa de frutas e os sorvetes durante a ceia.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na França

O ponto alto para as crianças é a troca de presente, mas a noite de natal para os adultos, é um momento de confraternização, diálogo e assuntos sociais. No dia 25 é comum alternar com o restante da família que não esteve na noite anterior ou com todos juntos novamente.

Quando uma brasileira está presente em um natal francês, eles ficam curiosos e questionam sobre como é passar o natal no calor; se vamos à praia, o que normalmente comemos na ceia, etc. Mesmo com a diferença cultural não somos em nenhum momento discriminados. A maior diferença é que como latinos e religiosos mesmo não praticantes, temos significados bíblicos para esta data.

Fiz uma lista  de algumas coisas que me chamam atenção:

  • Apesar de não serem imensamente religiosos e uma festa realmente especial;
  • Muitas pessoas visitam os centros comerciais mas nem sempre para realizar compras, pois muitas pessoas fazem as compras de Natal fora da época e deixam os presentes guardados;
  • O Natal francês não é somente troca de presente, é uma confraternização familiar um momento realmente dedicado a família e aos mais próximos;
  • Uma época onde as pessoas ficam muito mais solidárias e gentis;
  • O frio é o tempero necessário para as festas; ele dá realmente sensação diferente uma beleza neste período;
  • As árvores de Natal são quase sempre naturais. São vendidas no campo e nem sempre elas são exageradamente grandes como no Brasil;
  • Um tipo de decoração que se destaca no Norte da França, é a arte de fazer desenhos com bombas de sabão com temas natalinos;
  • Os trenós, ursos, bolas de enfeites natalinos quase sempre são reutilizados. Os franceses não vêem necessidade de trocar os enfeites todos os anos por custarem caro;
  • A ceia de Natal inicia-se logo que todos os convidados chegam;
  • E as crianças por serem acostumadas a dormirem cedo, não demoram a abrir ceia de os presentes;
  • Não temos por muitas vezes o jantar tudo combinando e/ou com temas como no Brasil, mas temos o sentimento de agradecimento, solidariedade, generosidade que a data solicita!

Falar que para uma estrangeira é igual não é, sentimos falta da conversação alta, dos primos engraçados, dos familiares que falam demais, das crianças correndo e procurando pistas dos presentes, sentimos falta sim dos nossos entes queridos, porém fizemos uma opção que nem sempre neste data temos como compatilhar no Brasil. A internet auxilia mas não é a mesma coisa, falta o toque o sorriso e o abraço!

Para mim é sempre uma fase de grande reflexão e principalmente direcionamento para os planos, expectativas e encontro com a espiritualidade.

Podemos estar onde queremos e desde que mantenhamos o coração aberto para as novas expectativas, mente aberta para esperar o melhor com esperança que o melhor esta por vir e principalmente o momento de refletir sobre o verdadeiro motivo do Natal!

Que possamos acreditar nas pessoas, que a bondade reine nos corações, que a paz que tanto almejamos chegue a todos os povos, e esperança de dias melhores.

Feliz Natal!

2 Comentários

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.