10 diferenças entre São Paulo e Lille na França

14
2121
Acervo pessoal - Cidade de Lille na França
Advertisement

A primeira coisa antes de pensar na possibilidade de se mudar é rever conceitos: fazer uma boa avaliacão sobre os pontos positivos e negativos, pois não é nada fácil sair da nossa zona de conforto. Entretanto, sabemos que é uma oportunidade única essa mudança.

Pra mim, não foi diferente. No Brasil, morava na Zona sul de São Paulo, e por lá havia muito conforto e comodidade. Com todos os serviços muito próximos, além de bares e restaurantes à disposição. Sem falar nos Shopping Centers e supermercados, abertos até 22hs (quando não, abertos por 24h). Por outro lado, havia a vida estressante, tumultuada, trânsito e com tudo isso, muitas vezes não tínha tempo para aproveitar.  No meio deste caos, meu marido que é Francês, foi transferido para a França (o trabalho o trouxe de volta à terra natal)!

Nos preparativos da mudança, comecei a praticar o desapego. Sinceramente não é fácil a despedida, precisa-se de muita estrutura emocional! Sem contar no lado burocrático, que também não é a coisa mais bacana do mundo de se resolver, (mas o consulado de São Paulo nos ajudou muito, por incrível que pareça). No nosso caso, os vistos demoraram em torno de 10 a 15 dias úteis para ficarem prontos. Com a espera dos vistos, e outras partes burocráticas se ajeitando, fomos resolver à ida dos pets, despedidas da família e amigos, fazer aquele check-up final, e no final, embarcamos para Lille na França.

E quando se chega à nova cidade, tudo é muito diferente do que conhecemos. Mas deixo para vocês as 10 principais diferenças que encontrei entre a minha São Paulo e Lille na França:

  1. A cidade: Lille é uma cidade linda e pitoresca, contendo particularidades encantadoras. Além de proporcionar momentos que você pode passar consigo, se conhecendo melhor. É uma cidade calma, e não é nada parecida com São Paulo.
  2. Transporte Público: O transporte público funciona de verdade! O que mais me chamou atenção são que todos os pontos tem os horários dos ônibus e esses horários se diferenciam em épocas de aula e de férias. Na cidade há duas linhas de metrô, tramway, trem, ônibus e tudo funcionando perfeitamente!
  3. Língua francesa:  Já ouviu aquele ditado, “quem tem boca vai à Roma”? Pois bem, fui à prefeitura expliquei toda a minha situacão, e me encaminharam a um centro social. Lá realizei uma entrevista (para eles me conhecerem) e por fim me ofereceram um curso de francês gratuito;
  4. Pães: Descobri que o nosso pão francês não tem nada de “Francês”. Aqui, há uma baguette,  mas há inúmeras variedades de pães: pão de leite e pão de forma, croissant, muitos outros tipos de pão … e todos maravilhosos!
  5. Segurança: Esse é um ponto que chama muito a minha atenção e me encanta demais. Aqui nada de casa com portão ou garagem fechadas; em uma das casas que morei a parte de trás era toda de vidro e os muros são apenas divisórias com plantas e arame! Não há motivo para sentir medo.
  6. Supermercado:  Os franceses fazem grande parte de suas compras através de  aplicativos e internet. No começo eu ficava em prantos, agora já estou mais conformada, ainda mais que os supermercados não passam 24h abertos, à disposição, como no Brasil.
  7. Restaurantes: O funcionamento dos restaurantes e bares durante a semana é até às 23h, e nos finais de semana até 1-2h da manhã. Perto da hora de fechar, você já receberá a sua conta na mesa, porém o mais comum é o cliente ir até o caixa pagar sua conta. Para mim foi extremamente diferente levantar e dizer ao caixa o número da mesa e realizar o pagamento relatando o que as pessoas da mesa consumiram (por aqui vale a palavra).
  8. Sem Wi-fi, conversem entre vocês: Em plena era da tecnologia, a cidade de Lille tem um encanto à mais. É difícil, e raro ver as pessoas em restaurante ou bares com o celular nas mãos. Aqui o que parece é que todos querem e sabem curtir o momento e as companhias.
  9. Horário de trabalho: O horário de trabalho é de 35h semanais. E esse horário vale também para comércio, shoppings, supermercados. É difícil a adaptação, de alguém que veio de São Paulo, com serviços praticamente 24h, por aqui ter que controlar horários, além de muitos comerciantes não abrirem às segundas.
  10. Família: Os franceses valorizam demais estar junto da família. Eles programam férias baseadas nos filhos, fazem questão do churrasco no jardim com toda à família. Mas a visão francesa de família é bem diferente da nossa. Aqui, os membros da família são: pai, mãe e filhos. Nada daquele primo de segundo ou terceiro grau ser considerado famíla, como nos brasileiros fazemos.

Por fim, digo à vocês que já morei em outros países e não me arrependo de cada vez estar em um local novo. Acredito que mudar é acrescentar cultura, e ver a possibilidade de crescer e enriquecer a cada dia. Estar longe do nosso país de origem é difícil, mas pode ser fantástico. Conhecemos novos valores, e com a distância vamos aprendendo a ter humildade.  E sempre aprendemos mais um pouco, em qualquer lugar do mundo temos a oportunidade de nos encontrar e nos conectar com nós mesmo e ter uma visão diferente de tudo!

Você já esteve na França ? Achou algo diferente por lá que chamou a sua atenção? Comente aqui !

14 Comentários

  1. Oi.
    Ha muito quis me mudar para a França,e estou quase saindo para a Belgica.Ja morei na Africa, Angola e Republica do Congo.
    Estou com 60 anos ,graças a Deus saude excelente,trabalhando, profissional em eletronica.Sou registrado na Nova Zelandia,mas por ser longe de onde mionhas filhas querem viver,estou voltando com a ideia da França,ou Belgica,mas me direcionando á França.
    Regiane,por gentileza,poderia me dar uma ideia sobre isso?
    Meu frances melhorou bastante,aprendi quando estudava,e fui usar na Africa.
    Um abraço.

    • Ola, José

      Fico contente com a sua pergunta realmente a França tem suas pecularidades a cidade de Lille fica a 30 minutos de carro para a Belgica como disse no primeiro post é um grande polo industrial, de comércio e serviço desde que esteja devidamente legal, as oportunidades de emprego existem e não vejo nenhum tipo de preconceito quanto a idade, pelas suas filhas o ensino é de qualidade, seria uma grande experiëncia para a familia. Aconselharia inicialmente ver alguns sites de agência de emprego Adecco, portal leboncoin etc.

      Um abraço
      Regiane

  2. Oi regiane que bom ler esse comentário estou me mudando p lille dia 1 de dezembro c marido e filhos e estou super aflita! Semana q vem estou indo procurar casa! Vc me indica algum bairro?

    • Olà Carolina,

      Primeiramente muito obrigado por ter lido minha màteria, vamos là não fique aflita Lille é uma cidade muito acolhedora, os bairros na maioria das vezes são calmo, tranquilos e proximo do centro o transporte publico é excelente não se preocupe se eu posso te dar um conselho seria não alugue casa a distância sou a favor de vc alugar uma pelo Airbn no inicio e depois ver o bairro que mais assemelha com vcs a proximidade das escolas, sobre seus filhos as escolas publicas são de qualidade, você estara vindo realizar viagem de descoberta? Se quiser uns toques a mais estou a disposição, um abraço
      Regiane

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.