BrasileirasPeloMundo.com
Entrevistas Profissões Pelo Mundo

Profissões pelo Mundo – Personal trainer e nutricionista em Dubai

A Natasha é uma gaúcha de Porto Alegre que além de nutricionista é personal trainer em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.  Mora aqui há 3 anos. Hoje ela irá contar sua trajetória para os leitores do BPM.

BPM: Por que você trocou o Brasil por Dubai?

Natasha: Por causa do meu marido, quando o conheci ele já morava em Dubai. Nos conhecemos primeiro pelo Facebook e pessoalmente quando ele foi de férias para o Brasil. Exatamente um ano depois, casamos e vim para Dubai. Me mudei em agosto de 2012.

BPM: Como foi o processo para validação de sua profissão? Quanto tempo levou? Quanto custou? Quais as exigências profissionais para tal?

Natasha: Eu apenas fiz a tradução juramentada dos diplomas e mandei para Brasília para ser reconhecido pelo Ministério da Educação e pela Embaixada dos Emirados Árabes. Quando cheguei em Dubai trabalhei como personal trainer autônoma com a comunidade brasileira. Na época busquei saber o que teria que fazer para ficar de acordo com a lei, mas na área de educação física não tinha nada e nutrição também, somente com brasileiros. No início de 2015 fui contratada por uma academia e me pediram somente os diplomas traduzidos, mais nada.

BPM: Como tem sido a sua trajetória profissional?

Natasha: Tem sido maravilhosa. Aqui meu trabalho é reconhecido, ganho relativamente bem se comparado com o valor que um personal trainer ganha no Brasil e sou conhecida na comunidade brasileira, que é meu maior público em ambas as áreas. Hoje passo a maior parte de meu tempo na academia onde também faço trabalho nutricional, além disso tenho 3 alunas de personal.

Antes de começar a trabalhar em uma academia minha rotina era muito cansativa. Tinha em torno de 12 alunos e 30 minutos de deslocamento entre um e outro, além do stress com o trânsito, muitos alunos desmarcavam as aulas e quando iam de férias, o meu ganho mensal era reduzido. Estes foram os motivos que me levaram aceitar o emprego fixo. Lá não me estresso com trânsito, recebo um salário fixo, tenho a oportunidade de atender mais gente, praticar o inglês, pois tenho muitos alunos de outras nacionalidades e, claro, muitos brasileiros, pois meu marido também trabalha no mesmo local.

Natasha2

BPM: Quais as diferenças da sua profissão, se houverem, entre o Brasil e os EAU?

Natasha: Não senti diferença, trabalho da mesma forma como trabalhava no Brasil.

BPM: Qual a média de salários para uma pessoa iniciante e para outra já no topo da carreira?

Natasha: Quando cheguei em Dubai cobrava muito barato até porque ninguém me conhecia e estava trabalhando com brasileiros, ou seja, não dava para cobrar caro. Hoje a minha aula de personal custa 150 AED( 160 reais) o que é o valor inicial. Para outros profissionais mais estabelecidos o valor fica entre 250 – 400 AED (268-428 reais) ou até mais.

BPM: Você é uma profissional multidisciplinar, além de personal trainer você também é nutricionista. Como essas duas formações ajudam na sua rotina de trabalho? Você acha que esse é o seu diferencial?

Natasha: Com certeza os alunos adoram saber que posso auxiliar tanto com exercício quanto na nutrição. Eles se sentem seguros, pois as duas áreas se completam. Não existe corpo perfeito sem uma alimentação adequada aos objetivos.

BPM: Como é a sua rotina? A que horas começa a trabalhar e qual é a sua carga horária?

Natasha: Duas vezes na semana acordo às 4:50 da manhã, pois tenho uma aluna particular às 5:45. Nos outros dias acordo às 5:30. De domingo a quinta-feira meus horários na academia são das 7:00 às 9:30 da manhã e das 15:00 às 20:00. Todos os dias após o turno da manhã tenho uma aluna de personal no mesmo local às 9:40. Às 11:00 tenho outra há 5 minutos de distância.

Na academia cumpro carga-horária de 36 horas, além de mais 3 alunas de personal, ou seja, trabalho o dia inteiro e nos horários livres geralmente atendo a pacientes de nutrição ou calculo as dietas para entregar.  Trabalho bem mais do que quando morava no Brasil e ainda sou esposa e dona de casa. Quando chego em casa tem toda aquela rotina de organizar a casa, lavar roupa… Tenho somente a sexta-feira de folga e as vezes o sábado a tarde, quando não marco de atender pacientes de nutrição.

Natasha3

BPM: Quem são seus clientes? A maior parte é de homens ou mulheres?

Natasha: As minhas alunas de personal sempre foram mulheres, até porque estou num país árabe e achei melhor atender somente ao público feminino por questões de segurança. Prestando este serviço muitas vezes vou à casa das alunas dar aula ou na academia do condomínio onde moram. Em meu trabalho na academia, no entanto, atendo a mulheres e homens e tenho muitos alunos locais e de outras nacionalidades. Nutrição atendo a homens e mulheres.

BPM: Como é trabalhar como personal trainer em outra língua, sendo mulher? Você sente alguma espécie de discriminação?

Natasha: Não. Eu atendo em outra língua apenas quando estou na academia e sou a única professora mulher por lá. Meus alunos locais me respeitam e me dou super bem com eles. Não sinto nenhum tratamento diferente e sei que eles gostam bastante das minha aulas, me sinto muito bem!

BPM: Quais são seus conselhos para outras brasileiras que queiram exercer a mesma profissão?

Natasha: Eu tive sorte quando vim porque meu marido já morava em Dubai e  conhecia muita gente. Antes de minha chegada ele já havia garantido alunas para mim e já havia agilizado muita coisa. Antes ele trabalhava com futebol. E por já ter vindo casada, consegui o visto através  dele.

Se alguém vier sozinho terá que conseguir um emprego fixo para, assim, obter o visto, senão não fica em Dubai. É possível vir para cá, mas você não conseguirá trabalhar como autônomo, precisará ser contratado e falar inglês. Meus conselhos:

  • tem que ter a cabeça aberta e entender que está num país árabe;
  • cuidado com as roupas de ginástica, pois não dá pra andar como no Brasil, onde a moda fitness é bem sensual;
  • a área de educação física aqui é muito boa e tem público, ganha-se bem, mas é preciso mostrar vontade de trabalhar e usar o bom humor brasileiro que eles adoram;
  • se quiser saber um pouco mais sobre nutrição, exercícios ou dicas, disponibilizo meu instagram:@natashasouzanunes

 

Natasha

Related posts

Depressão na Alemanha, uma história de superação

Larissa Da Costa

Empreendedorismo em Dubai : Fernanda Troy, uma história de sucesso

Thais Cunha

Associação Herança Brasileira na França

Anna Mendonça

13 comentários

Roberta Rees Dezembro 29, 2015 at 7:57 pm

Parabéns pela matéria ! Sou fã de carteirinha da Natasha e do João – Excelentes profissionais e pessoas muito bacanas !

Resposta
Renata Salas Collazo Dezembro 29, 2015 at 10:29 pm

Obrigada Roberta!!! Natasha realmente é uma brasileira de sucesso. Dedicada, profissional…. Espero que você continue acompanhando o Brasileiras Pelo Mundo.

Resposta
Ayla Dezembro 30, 2015 at 1:28 am

Ameei a matéria, parabéns!! Temas sempre interessantes e atualizados…Tenho interesse de trabalhar como nutricionista em Dubai, espero um dia conseguir!

Resposta
Renata Salas Collazo Dezembro 31, 2015 at 7:22 pm

Obrigada pelo comentário Ayla, ficamos felizes de ver que as entrevistas interessam as nossas leitoras. Continue acompanhando o BPM e no que precisar estamos aqui para esclarecer suas dúvidas e trocar experiências…. Obrigada pela visita.

Resposta
Joelma Fernandes Dezembro 30, 2015 at 7:00 am

Muito legal! Seus conselhos são super válidos. Parabéns e sucesso sempre. E acabou de ganhar uma seguidora no Insta. 😀

Resposta
Renata Salas Collazo Dezembro 31, 2015 at 7:19 pm

Obrigada Joelma por deixar seu comentário. Continue acompanhando o BPM, sempre temos novas entrevistas de brasileiras que fazem a diferença em seus países…

Resposta
Adriano Maia Maio 1, 2016 at 11:00 pm

Muito bacana a reportagem. Algum outro contato da Natascha?

Resposta
Renata Salas Collazo Maio 2, 2016 at 1:47 am

Adriano,
Obrigada por acompanhar o blog. O contato da Natasha é apenas o instagram fornecido na entrevista.

Resposta
Mariana Novembro 17, 2017 at 1:52 pm

Olá Natasha, estava procurando por algumas informações no google, e cheguei até esse seu depoimento. Sou formada em Educação Física e estou passando uns meses em Dubai, gostaria de conversar com você, se isso for possivel, seria bem bacana. Beijos

Resposta
Renata Salas Collazo Novembro 18, 2017 at 3:11 am

Mariana,
Não sei se a Natasha verifica as mensagens aqui deixadas. Sugiro acompanhá-la no seu endereço do instagram, foi fornecido no final do texto. Boa sorte e obrigada por acompanhar o BPM

Resposta
Natasha Nunes Novembro 18, 2017 at 3:54 am

Oiii Mariana, tudo bem!!! Podemos conversar pelo insta onde tenho melhor acesso @natashasouzanunes e posso estar tirando as tuas dúvidas, grande bjo

Resposta
lucas felipe Novembro 17, 2017 at 10:36 pm

Muito bom ! Eu estou prestes a iniciar minha vida academica, vou me formarem educaçâo física e assim como você, quero trabalhar e morar no exterior, ainda tenho muitas dúvidas sobre como é o dia a dia de alguém formado na área em busca de um mercado para que ele posa se encaixar, mas com fé em Deus e muito esforço e dedicação tenho certeza que posso obter o mesmo exito que você obteve, quem sabe até nós não nos tornamos colegas de trabalho futuramente kkkkkkkk

Resposta
Renata Salas Collazo Novembro 18, 2017 at 3:10 am

Lucas,
Não sei se a Natasha verifica as mensagens aqui deixadas. Sugiro acompanhá-la no instagram, foi fornecido no final do texto. Boa sorte e obrigada por acompanhar o BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação