BrasileirasPeloMundo.com
Custo de Vida Pelo Mundo Finlândia Quanto custa

Quanto custa morar na Finlândia

Quanto custa morar na Finlândia.

Esta é uma das perguntas mais frequentes que os leitores do BPM me fazem. A resposta, no entanto, não é simples e depende de uma série de fatores relacionados ao tipo de vida que a pessoa tem e em que parte do país vive. Falarei aqui sobre custos gerais, mas gostaria de deixar claro que este texto é um artigo de opinião, baseado no que eu considero como o mínimo para uma vida confortável de classe média.

Usarei como exemplo a área metropolitana de Helsinque, que é a mais cara do país e inclui Helsinque, Vantaa, Espoo e Kauniainen. O custo de vida em cidades pequenas, no interior e ao norte do país, pode ser em torno de 35% mais barato.

SALÁRIOS

Não existe uma lei de salário mínimo na Finlândia. Sindicatos e Uniões de trabalhadores estipulam salários e outras condições de trabalho por meio de acordos coletivos. Os termos do acordo são geralmente a favor do empregado em comparação com a legislação trabalhista. Na maioria dos casos há um acordo específico para cada setor.

No geral a categoria que recebe os menores salários é a do setor de limpeza, onde um trabalhador não deve receber salário inferior a 8,33 euros por hora. Considerando que a lei estipula 37,5 horas por semana de trabalho, o salário de um profissional que trabalha horário integral por este valor será de 1,250 euros, muito pouco para quem vive na área metropolitana de Helsinque. Depois de descontados os impostos uma pessoa com esta renda provavelmente precisará de algum suporte financeiro do governo.

Fazendo uma pesquisa em meu ciclo de conhecidos pude notar que, em média, um salário razoável para uma pessoa recém-formada, somente com bacharelado e menos de três anos de experiência, seria em torno de 3 mil euros. Eu diria que com este salário, depois de descontados os impostos, uma pessoa solteira pode viver bem por aqui. Importante mencionar que na Finlândia profissionais de nível técnico como eletricistas, encanadores e metalúrgicos, por exemplo, têm o mesmo valor de mercado do que um profissional com bacharelado e recebem, em geral, salários também dentro desta média. Para uma família de três pessoas eu considero 4 mil euros a renda mínima para uma vida confortável, mas sem grandes luxos.

Saiba mais sobre como funcionam as leis trabalhistas na Finlândia aqui.

ALUGUEL

Na região metropolitana os aluguéis mais caros estão no centro de Helsinque, onde o preço de um apartamento conjugado com cozinha separada, de 30 m² pode chegar a 1.200 euros por mês. Saindo do centro para bairros mais periféricos você pode pagar 600 euros por mês por um apartamento um pouco maior. Saindo da municipalidade de Helsinque para algum bairro de Vantaa, por exemplo, você pode alugar um apartamento de 80 m², com dois quartos e varanda por 800 euros. É mais longe mas compensa por conta do conforto, caso a renda da família não seja alta.

TRANSPORTE PÚBLICO

O transporte público nesta região da Finlândia é muito bom, mas na hora de procurar apartamento você deve se certificar sobre os horários dos ônibus ou trens. Não é em todas as áreas que o transporte funciona a noite toda e nem nos finais de semana, por exemplo. Eu também aconselho que se busque morar a no máximo 500 m de um ponto de ônibus ou estação. Esta informação pode valer ouro para você durante o inverno. Existe um site chamado Journey Planner onde você pode verificar os horários dos transportes e o quão boas são as conexões nos bairros.

Foto: Marja Väänänen, www.hs.fi
Foto: Marja Väänänen, www.hs.fi

Para quem usa transporte público periodicamente a melhor opção é o cartão mensal. Você paga um valor fixo e pode usar trem, ônibus, metrô e bonde ilimitadamente. Você deve escolher a região de seu cartão na hora da compra. Se você faz muitas viagens entre duas ou mais municipalidades, por exemplo: mora em Vantaa e trabalha em Helsinque, deve optar pelo seutulippo (cartão que cobre toda a área metropolitana). O valor é 98,60 euros por mês. Se você se concentra em uma área somente, por exemplo: mora e trabalha numa mesma municipalidade, o valor mensal da despesa é de 49,50 euros. Crianças de 7 a 16 anos de idade e estudantes pagam 50% destes valores. Saiba mais aqui.

ALIMENTAÇÃO

Eu diria que os gastos de uma pessoa solteira com comida sejam em torno de 200 euros por mês. Para uma família de três pessoas, se você cozinhar ao invés de comprar muita coisa pronta, o gasto pode ser algo entre 350 e 400 euros.

A dica que posso dar: carne vermelha de vaca é bem cara na Finlândia. Consumir peixe, frango e carne de porco barateia muito as compras. Laticínios não são caros, já verduras e legumes frescos, são. Há um tempo venho comprando legumes congelados e uso verduras frescas somente para fazer saladas. Sai mais em conta.

Bife de alcatra: 28,90€/Kg Bifes de carne de porco: 14,95/Kg Carne moída misturada de porco com vaca: 8,22€/Kg
Bife de alcatra: 28,90 euros/Kg
Bifes de carne de porco: 14,95 euros/Kg
Carne moída misturada de porco com vaca: 8,22 euros/Kg

VESTIMENTA

O preço das roupas básicas aqui na Finlândia é normal. Há quem diga que é inclusive mais barato comprar roupas aqui do que no Brasil hoje em dia. Você compra uma boa calça jeans por 40 euros, camisetas básicas por 10 e 15 euros (em promoções, por até menos). Comprei há pouco tempo um tênis Nike para corrida por 60 euros em uma promoção e não é raro encontrar promoções. Roupas de grife e sociais não são baratas, mas dá para encontrar coisas bonitas por preços acessíveis se você não fizer questão da marca.

Uma boa dica para comprar roupas por aqui são os brechós que estão por toda parte e fazem parte da cultura finlandesa. Você compra roupas boas, praticamente novas por preço bem baixo. Neles há muita variedade de marcas, inclusive famosas. Lojas online como Ellos, Boost e Hallens também vendem roupas a bons preços. Eu compro muito online nessas três lojas.

O bom sistema social finlandês ajuda a reduzir a necessidade de uma renda muito alta. O custo com as crianças, por exemplo, pode ser bem baixo se considerarmos que até os 17 anos de idade saúde e educação são gratuitas. Mesmo para adultos o preço da consulta médica no sistema público é razoável, em média 16 euros. Você é cobrado por serviço, mas normalmente o preço é baixo.

Um site bom para se fazer a estimativa do custo de vida na Finlândia é o Numbeo, sempre que precisei usar encontrei informações bem precisas.

Espero ter ajudado, até setembro!

Related posts

Como alugar apartamento na Inglaterra

Fabíola Pinheiro

Procurar acomodação em Berlim

Clarissa Gaiarsa

Custo de vida em Madri – parte II

Denise Neves

21 comentários

Lilian Hostyn Riippa Agosto 18, 2015 at 3:06 pm

Maila-Kaarina, sempre objetiva na sua redação, parabéns!

Resposta
Sandra Antico Agosto 18, 2015 at 8:05 pm

Olá Maila ,
Gostei bastante do seu texto e análise. Estive na Finlândia em Julho , Fiquei uma semana em Helsinque, viajando depois rumo ao norte ,usando avião e carro para ir ao Cabo Norte voltando depois para Helsinque.. Realmente turista ou não , em uma viagem você vê o que quer enxergar …Claro que a época ajudou porque tudo estava em liquidação em termos de roupas e sapatos, Mas fui ao supermercado mais ao norte, de Rovaniemi para cima e me pareceu que o custo de vida é razoável. mesmo convertendo para real em algumas situações os preços eram bem similares .Comprei algumas coisas pelo menos uns 200% menos. E, comparando a qualidade perdemos feio e ,infelizmente pagamos caro pelo que temos .Isto ficou muito mais nítido para mim. Morei alguns anos em Londres e também lá fui bem atendida pelo sistema social em termos de saúde e a escola publica para aprender inglês, ou outra língua, que frequentei era excelente .
Aí na Finlandia, nas vilas ou nos pequenos restaurantes ou lanchonetes na estrada, notei que muitas pessoas ou jovens atendentes eram os proprietários e se notava que verduras e frutas eram cultivadas por perto. Achei também que as frutas e verduras do mercado em Helsinque tinham um bom preço e qualidade .Mas acho que sei bem por que a Finlândia me fascinou pela beleza, claro ,mas o povo finlandês é sensacional, alegre, receptivo e disponível a ajudar. Fiz alguns amigos aí e espero voltar um dia.

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Setembro 30, 2015 at 1:38 pm

Sandra, muito obrigada por seu relato tão pertinente a este post. Fiquei feliz em você dividir suas experiências e mais feliz ainda por seu relato caminhar lado a lado com minhas informações. Sempre bom receber confirmação sobre nossas opiniões. Um grande abraço! Maila

Resposta
Ricardo Leitner Agosto 21, 2015 at 10:57 am

Tendo também muita ligacao com Penedo, e tendo passado toda minha infancia lá, li por acaso o que voce escreveu sobre Dona Eila no video que (também) publicou. Digo também pois eu o publiquei umas horas antes… que coincidecia!
Adorei seu relato… achei muitas coisas bastante baratas em comparacao à Austria… Quanto é descontado na fonte dos salários aí? No meu salário aqui, sao descontados práticamente 50% na fonte… por isso fiquei abismado em voce dizer que uma família pode viver com um salário de 4000 Euros… O que se recebe “na mao” quando se ganha 4.000 Euros?
Espero manter contato!
Um abraco daqui de Viena

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Setembro 30, 2015 at 1:35 pm

Olá Ricardo!
Primeiramente peço desculpas por demorar tanto a responder, mas estive muito atarefada do mês passado até agora.
O imposto aqui é progressivo, quanto maior o salário maior o desconto, mas para quem ganha 4 mil o desconto não chega a 50%. Uma pessoa com esta renda será descontada em um pouco mais de mil euros por mês. No entanto, se tanto o marido quanto a esposa trabalharem, não é difícil que o casal, depois de descontados os impostos, tenha 4 mil euros limpos. Compartilhando com você minha experiência pessoal, o custo de vida de minha família, considerando aluguel, alimentação e contas é de aproximadamente 3.200 euros. Um grande abraço.

Resposta
Marcos Prestes Outubro 25, 2015 at 11:42 pm

Olá, eu estou terminando o curso de engenharia civil e egostaria de ir fazer um mestrado na Finlandia e permanecer morando ai.
Minha dúvida é a seguinte: É possivel ir com a familia, esposa e duas filhas de 13 e 1 anos? Co,omo seira essa transferencia?
Ir estudar ai um mestrado, qual a possibilidade real de concorrer a uma bolsa de estudos?
Tenho visto muitas reportagens e lidos muitos artigos sobre a Finlandia, mas o seu post é o melhor que vi até agora. Simples, objetivo e com muitas informações.
No aguardo.
[email protected]

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Outubro 28, 2015 at 10:10 pm

Olá Marcos,
Visto de estudante não inclui familiares. Em alguns casos, se você tiver como provar que pode sustentar sua família pode ser que você consiga o visto, mas o visto de residência baseado em estudo näo é igual ao de residência baseado em trabalho. Dê uma olhada em meu texto sobre visto de trabalho, pois eu disponibilizei nele todos os links que você precisa. Obrigada!

Resposta
Semírames Novembro 12, 2015 at 4:25 am

Olá, Maila!
Primeiramente quero parabenizá-la pelos ótimos posts, são muito bons e me ajudam bastante!
Gostaria também de tirar algumas dúvidas sobre questões financeiras na Finlândia, como cartões de crédito/débito e bancos.
Farei intercâmbio em Kokkola, é uma cidade pequena mais ou menos perto de Tampere e Helsinque.
Meus pais terão que me mandar dinheiro em algum momento e estou em dúvida quanto a questão de banco, para fazer saque etc. Estou bem perdida nessa questão.
E também quanto aos cartões de débito e crédito, a bandeira mais aceita, etc.
O que você recomendaria?
Qualquer informação será de grande ajuda!

Desde já, obrigada!

Resposta
Graziela Sousa Dezembro 9, 2015 at 4:42 pm

Ola, meu namorado me mandou o link do seu post eu li e adorei, parece ser muito bom viver em Finlandia, o euro não está tão caro, na ultima vez que vi estava 4,30 o euro turismo, eu gosto muito dos sites que vendem em euros, pq apesar da conversão de moedas, há roupas boas que eu achei ai por 2,50 euros, e as roupas que seriam mais caras 65 euro por ex, coisa que vender aqui, sairia mais de 300 reais, mas nao estou falando só dos preços das mercadorias, mas que ai é mais oferecido as necessidades, como saúde, aqui um plano mensal é 80 reais, dai vc quer marcar consulta tem que entrar na fila, esperar, marcar, demorar e ainda tem que pagar a consulta q nao é menos de 60 reais, o mais barato que achei na minha cidade é de 45 reais, mas esquecendo as conversões de moeda, quando for morar ai, depois de um tempo, trabalhar por ai, nao vai existir mais a conversão pra quem for morar ai, nossa, eu acabo sempre sonhando e imaginando que ai será melhor que aqui.

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Dezembro 13, 2015 at 3:41 pm

Olá!
Obrigada pelo comentário.
Eu não gosto de converter quando falo sobre custo de vida porque penso que com relação aos salários daqui o preço em euros e o preço em reais sem conversão são praticamente os mesmos, por exemplo: o valor de 50 euros para mim é o mesmo valor de 50 reais para um brasileiro.
Quanto a questão daqui ser melhor do que aí, isso é muito pessoal e relativo e depende demais da história de cada um, de como a vida se desenvolve e a pessoa se adapta. Conheço muitos estrangeiros que vivem aqui mas não gostam. Estão por causa de filhos e família mas se tivessem oportunidade mudariam de país sem pensar. Eu acho que o custo de vida de uma família aqui é bem mais baixo do que no Brasil pelo fato de podermos nos apoiar no sistema público. Não precisar pagar escola e plano de saúda é uma economia muito grande. No entanto, acredito que para quem vem para cá como turista este deva ser um dos países mais caros do mundo. Um abraço!

Resposta
michelly Maio 30, 2016 at 9:48 am

Olá muito bom seu testo !! Queria deixa so uma observação esse valor na área de limpeza não é bem assim porque trabalhei nessa área por 5 anos primeira empressa valor 9 euros depois fui para outra empressa valor de 10 hora pois bem tem muitas area que nao e de limpeza que ganha o mesmo valor !! Tem aquelas pessoas que conseguir entra direito na área que deseja ai sim tem diferença de valores valores de 12 até 30 hora !!! Mais essa área não é a menor paga até porque para quem está aqui sem falar o idioma local e mesmo com o inglês não arruma fácil o emprego !!! Tenho muitas experiência na área de Helsinki pois moro aqui ja a 8 anos e mesmo com profisao aqui e bem difícil se entra nela e ganha o mesmo que os finlandeses !! Tem caso e caso ex conhecidos ajudar muito para o meio de empregos até porque mesmo falando inglês não é fácil !!! Falando sobre salários engenheiros aqui ganha essa média de 5 a 8 mil então fica longe a ideia que só a área de limpeza seja a menor !!! Tenho experiência no que falo !!!! Moro em Helsinki com o salário de limpeza pagava todas as minha contas sem precisar de ajuda do governo aluguel passagens minha e dos meus 2 filhos e vivo muito bem e não faço extras! !! Entendo que todo lugar do mundo tem seu prós e contras !!!! Mais também não podermos esquecer que aqui o homem ganha o valor a mais que a mulher isso e bem claro !!!! Tem como viver aqui com um valor de 2000 mil euro sem precisar de ajudar sim!!! Meu salário anterio era de 2100 tirando os impostos de tudo mais 1800 porque prefiro pagar o vero maior para que depois o vero devolva o valor de um salário e eu não precisar devolver para o vero então acho sim que o valor de uma siivoja ta muito bem pra viver com conforto tenho roupas e bolsa caras viajo sim com meus filhos !! O que seria bom mecionar seria o que você faz com seu dinheiro o que você acha mecesario comprar porque lugares para comprar coisa Boa e baratas aqui tem e so saber aonde é quando compra !!! Mais vai de pessoas para pessoas !! E não vivo contando dinheiro pra saber si consigo compra ou economizar pra o próximo mês !!! Mais muito bom esse texto

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Maio 30, 2016 at 10:17 am

Olá!
Muito obrigada pelo comentário e por dividir suas experiências. Isso é muito importante para as pessoas que acabam de chegar aqui ou que pensam em se mudar.
Os dados que coloquei sobre o salário de quem trabalha com limpeza estão disponibilizados nos sites do próprio governo e o salário na página do sindicato. Claro que tem pessoas que ganham mais e pessoas que ganham menos, mas o valor médio acaba sendo esse, pois muitas empresas de limpeza não contratam as pessoas para que trabalhem horário integral.
Como a Finlândia não tem lei de salário de mínimo, ele é estabelecido pelo que os sindicatos estipulam, acaba havendo muita diferença dentro da mesma classe, pois algumas empresas pagam o mínimo mesmo, outras pagam um pouco mais. Mas de acordo com os sindicatos, a area de limpeza é a que eles estabelecem o menor valor mínimo (como disse antes, algumas empresas podem pagar mais que o mínimo).
Quanto a ajuda do governo, se você mora sozinha realmente tem como viver com 2 mil euros por mês, mas uma família não consegue. Bom, pode ser que alguém consiga, concordo com você que as pessoas usam o dinheiro de maneiras diferentes e os gastos variam mas, pela lei, inclusive, uma família de 3 pessoas que tenha renda inferior a 3.100€ tem o direito de pedir ajuda. As pessoas têm a opção de não pedir, claro, mas esta renda é considerada baixa para uma família por aqui.
Muito obrigada mais uma vez pelo comentário e por dividir sua história!
Abraços

Resposta
Lia Agosto 13, 2016 at 1:47 am

Olá! Gostaria.de.saber.como.faço. para conhecer pessoas.da.finlandia, quero.que você.me.passe algum.site,.se possível obrigada!!!

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Agosto 14, 2016 at 4:44 pm

Olá Lia,
A melhor maneira de conhecer brasileiros que vivam na Finlândia e finlandeses que amam o Brasil e falam português é nas comunidades do Facebook: Brasileiros na Finlândia e Brasileiros de Helsinki.
Abraço

Resposta
Meria Fevereiro 10, 2017 at 10:23 pm

Ola.Tudo bem?75 mil por ano seria um salario razoavel para um casal e duas criancas?Obrigada.

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Fevereiro 11, 2017 at 2:36 pm

Olá Meria,
75 mil euros? Se forem euros seria uma renda acima da média. Muito boa.

Resposta
Meria Fevereiro 13, 2017 at 11:41 pm

Sim,75 mil euros,desculpe-me.Obrigada.

Resposta
Meria Fevereiro 13, 2017 at 11:42 pm

Mesmo depois dos impostos ainda seria um bom salario?

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Fevereiro 18, 2017 at 1:06 pm

Meria,
É muito complicado para mim dizer a alguém que seria bom ou ruim, pois cada pessoa tem seu próprio juízo de valor sobre o que é conforto. Mas mesmo depois dos impostos esse salário anual continuaria acima da média das famílias do país. Na minha opinião, me baseando no que eu considero conforto, seria um bom salário sim, caso vocês tenham os direitos sociais como saúde e educação. Um abraço.

Eryck Suleiman Setembro 19, 2017 at 1:44 am

Ola tudo bem ?
gostei muito de suas informações e gostaria de sua ajuda.
Quero realizar o sonho de minha esposa que é ver a aurora boreal. O que vc me indica.
Qual a epoca ideal para ir ai ?
Chegando a capital qual a melhor maneira de ir para o norte do pais no inverno pra ver a aurora boreal ?

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Setembro 20, 2017 at 8:44 am

Olá Eryck!
Obrigada pelo comentário.
A melhor época para ver a Aurora é de novembro a fevereiro, sendo dezembro um dos melhores meses. Existe um aplicativo chamado Aurora Catcher que informa as previsões de aurora, vale a pena seguir. De Helsinki para a Lapônia é possível ir de trem e de avião e os preços das passagens não diferem muito.
Há diversos hotéis e cabanas para alugar por toda a Lapônia durante todo o inverno. Para se ver a Aurora, quanto mais ao norte melhor. Se você procurar na internet com palavras-chave tipo:”best places to see the aurora in Lapland”, certamente aparecerão muitas opções. Eu nunca fiquei em nenhum hotel por lá, portanto não saberia recomendar, mas tenho certeza de que se trata de uma pesquisa fácil. Um abraço!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação