BrasileirasPeloMundo.com
Canadá

Quebec: vantagens e desvantagens Parte II

No mês passado publiquei  um texto tratando de temas como custo de vida, saúde, clima e cultura na província do Quebec. Leia aqui.  Este mês apresento 4 itens que são importantes para quem pensa em vir morar no Quebec.

1.Moradia:

Quebec é sem dúvida um dos lugares mais fáceis para se comprar um apartamento ou uma casa no Canadá.

Em relação às províncias mais conhecidas, aqui é relativamente simples alcançar o sonho da casa própria. Logicamente, é preciso observar a questão do bairro escolhido. Quanto mais próximo do centro e da parte interna da ilha, no caso de Montreal, mais caro vai ser. No entanto, em províncias maiores como Ontário e Columbia Britânica o preço seria bem mais salgado para uma propriedade equivalente. Essa vantagem é levada seriamente em conta por pequenas famílias ou casais que pretendem ter filhos. A qualidade de vida que uma casa fora da ilha pode oferecer traz muitos imigrantes para Montreal e para a Cidade do Quebec, que são as referências mais conhecidas do cantinho francófono do Canadá. O quadro abaixo mostra com detalhe o valor médio de uma casa em cada cidade listada. Os dados são do site Living In.

quebec

Olhando por outro ângulo, apesar do valor baixo para adquirir um imóvel, o fato da Província de Quebec possui os impostos mais altos do país desanima alguns a considerá-la como local para se estabelecer. Cidades como Toronto e Vancouver têm impostos mais baixos e salários relativamente mais altos em comparação com os de Quebec.

quebec

2. Bonjour Hi! Bilinguismo

O bilinguismo é um traço típico desta região. A província tem histórico polêmico em relação à defesa do idioma francês como oficial. E richas e lutas de cunho político também acontecem aqui. Este é assunto para um post inteiro, mas o fato de Quebec ser uma província bilíngue proporciona muito mais variedade em riqueza cultural do que outras províncias. Afinal, quem não quer ter um gostinho de Europa junto com toda a simpatia de um país como o Canadá? Não é à toa que o Quebec é destino de viagem até mesmo para os próprios canadenses. Por outro lado, o idioma pode tornar-se uma barreira para alguns, caso não haja vontade ou tempo para dedicar-se ao aprendizado. Aprender o Francês é uma meta extra que motiva aqueles que gostam de novos desafios. Para estes, as cidades estão verdadeiramente equipadas para ajudar a pôr em prática o charmoso idioma! Já para quem não tem muito ânimo em encarar o idioma, a presença do Francês pode tornar-se um empecilho na hora de procurar emprego em algumas áreas e estabelecer-se.

3. Liberdade de expressão

Pode-se dizer que o Canadá como um todo é um país extremamente aberto às diferenças e respeitoso com quem vem de fora. Em especial, a população de Quebec leva muito a sério todas as questões igualitárias e ganha destaque pela quantidade de Órgãos e Organizações não Governamentais voltados a questões como feminismo, liberdade sexual e igualdade de direitos oferecidos aos cidadãos. Eu tenho o maior orgulho de falar que, salvo exceções, me sinto incrivelmente aceita por mais que este não seja meu território de origem.

 

Pelas ruas da maioria das cidades você vai encontrar gente de todo tipo que, por mais diferente que sejam, carregam consigo o respeito pelo espaço do outro e a educação que qualquer um merece e espera ter.

Montreal é uma cidade múltipla em muitos sentidos e com frequência vemos demonstrações dessa  grande liberdade  Entre os fatos mais marcantes que aconteceram e/ou acontecem , vale citar a Parada Gay , o Passeio Mundial de Bicicleta Nu que possui versão diurna e noturna (pode acreditar, presenciei ao vivo cenas deste engraçado evento) e as manifestações que podem ser desencadeadas pelos mais variados acontecimentos, como este protesto contra o autor de um blog anti-feminista.

 

Créditos da foto StockVault

4. Família com crianças

Se você não pretende ter filhos, é bom saber que mesmo assim pagará impostos escolares para contribuir com as escolas públicas de Quebec. Já para quem os tem ou pretende ter, é bom saber também mais detalhes sobre licença parental.

Na questão da maternidade, Quebec oferece as melhores condições  para os pequenos  e seus pais. Quebec tem aquela cara de província desenvolvida, mas no fundo é uma grande comunidade de pequenos núcleos que conserva muitos pontos – positivos e negativos – de cidades menores.

Por exemplo, na questão de licença maternidade, as leis do Quebec podem proporcionar até 18 semanas de licença a partir das últimas 16 de gravidez, sem tempo mínimo de permanência no emprego exigido, podendo ainda alcançar o máximo de 52 semanas contadas a partir do nascimento do bebê dependendo do cenário profissional e financeiro da família.

Acho que podemos contar nos dedos quantos lugares possuem tantos benefícios! E não termina por aí, o governo do Quebec também possui um programa chamado Quebec Parental Insurance Plan (QPIP) , que permite também aos aplicantes papais gozarem de parte de seus salários durante a licença paternidade. Em seu plano básico o programa garante 70% do salário da mãe por 18 semanas e a mesma percentagem para 5 semanas de licença do pai. É ou não é bom demais?

Espero que tenham curtido a sequência de publicações e fiquem à vontade para comentar e dar sua opinião sobre as vantagens e desvantagens de se morar em Quebec.

Related posts

Québec: O que fazer quando você entra numa fria?

Ana Carolina Sommer

Tudo sobre as escolas públicas em Toronto

Flávia Bartholo

Outono em Ottawa

Iris Haliburton

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação