BrasileirasPeloMundo.com
Finlândia Reciclagem e Meio Ambiente

Reciclagem na Finlândia

Reciclagem na Finlândia

A Finlândia é um país de estreita relação com a natureza, sendo assim é natural que os
cidadãos e governantes se preocupem com questões ambientais, buscando formas para
agir ecologicamente.

Enquanto em algumas partes do globo ainda se discute a existência do aquecimento global e fazem-se polêmicas sobre as mudanças climáticas, aqui o martelo já foi batido (sobre esse assunto): a situação é alarmante e a instrução é AGIR.

Uma das ações mais notórias no dia-a-dia é a reciclagem de embalagens de bebidas, o país já tem um sistema de reciclagem de cooperação implementado há anos, sendo nos dias de hoje um hábito cumprido com muita eficiência por esses moradores nórdicos.

O recolhimento de embalagens teve início de forma primitiva aceitando apenas garrafas de
vidro, isso aconteceu durante os Jogos Olímpicos de 1952 sediado em Helsínquia,
momento o qual chegava por aqui também a empresa Coca-cola com inúmeras embalagens.

Desde então o sistema veio agregando mais opções e hoje é possível fazer a reciclagem de embalagens de vidro, plástico e latas de alumínio; mais recentemente garrafas de vidro reciclado também foram incorporadas ao sistema.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na Finlândia

O ciclo de recolhimento inclui a cooperação de: empresas fabricantes de bebidas, empresa
Palpa, gerenciadora do processo de reciclagem, pontos de venda, consumidores e estações
de recolhimento – que muitas vezes é o próprio local de venda. Bom, para nós
consumidores é muito simples, na embalagem da bebida existe um símbolo indicando que o produto está apto para a reciclagem, após consumir levamos esse produto até o
supermercado mais próximo (em qualquer supermercado na Finlândia você encontra uma
estação de recolhimento para o depósito de suas embalagens) e lá encontramos essa
grande, porém muito simples, máquina com um painel em finlandês, sueco ou inglês.

Depois de selecionar a linguagem de preferência, precisamos apenas depositar a(s)
garrafa(s) em um buraco; para fazer o recolhimento de mais de uma embalagem, é possível processar todas as embalagens em uma única sessão, inclusive com embalagens feitas de diferentes materiais – pets e latinhas, por exemplo.

A máquina identifica automaticamente os valores para cada embalagem, depois disso é apenas pressionar um botão grande e verde ou simplesmente finalizar. Você receberá um recibo com o crédito correspondente às garrafas recolhidas, levará ao caixa e trocará por dinheiro ou até mesmo abaterá o valor na compra de qualquer produto.

Leia também: motivos para não morar na Finlândia

O recolhimento de embalagens agrega dois pontos positivos que os finlandeses amam,
ajudar o meio ambiente e é claro, economizar alguns euros. Brincadeiras a parte, o
finlandês respeita muito o processo e por isso, mesmo que não se importe com o dinheiro
que pode ser retornado, ainda assim nunca está disposto a danificar a embalagem, mesmo
que em festas. Outro ponto a destacar: Deixam a embalagem ao lado de fora da lixeira
quando fazem o descarte em local público, pois sabem que alguém pode recolher, afinal é
um bom dinheiro.

A “recompensa” para cada embalagem varia de 0,10€ a 0,40€, um valor muito bom,
pensando na conveniência que é fazer o retorno. Uma latinha de alumínio retornaria 15
centavos de euros, sendo assim, com 7 latinhas você já teria o crédito de pelo menos 1,05€ no mercado.

Eu passei o último verão em Helsínquia e posso falar da minha experiência andando ao
redor de festivais com um mar de embalagens deixadas “carinhosamente” pelo caminho.

Sem planejamento nenhum e sem uma ambição frenética como em uma caça ao tesouro,
em uma hora com uma sacola não muito grande achada na mochila, coletei mais de 5€
entre latinhas e garrafas, encontradas durante a minha caminhada nos arredores centrais
da capital.

Eu me acostumei a ter sempre comigo uma sacola para que eu pudesse recolher latas e
afins abandonados ao lado de lixeiras durante o verão. Na foto abaixo eu estava passeando em Suomenlinna e durante uma tranquila caminhada, recolhi as latinhas encontradas no
caminho, depositei elas no mercado da própria ilha e comprei todo esse lanchinho para
comer esperando o próximo barco. Sem dor de cabeça nenhuma, apenas recolhendo caso
encontrasse algo pela frente.

acervo pessoal

Muitas pessoas fazem uma renda extra recolhendo esse material. Um dia pegando o último
trem, por volta da meia-noite, me deparei com uma cena de certa forma inusitada: muitas
pessoas carregando grandes sacolas cheias de embalagens de bebidas recicláveis.

A cena foi inusitada para mim porque no Brasil o ato de recolher latinha é visto de forma
marginalizada, um cidadão de extrema pobreza carregado de preconceitos

Aqui o ato é incentivado a ser feito por qualquer um, sem preconceitos; independente da intenção final, a prioridade e palavra final é reciclagem.

Leia também: por que a Finlândia é o país mais feliz do mundo

A eficiência do sistema se confirma nos números, só em 2016, 1,7 bilhões de embalagens
foram recolhidas. Abaixo coloquei uma tabelinha com a porcentagem de acordo com cada
item:

2017                       2016                     2015

Lata de                    94%                         96%                     95%
alumínio

Garrafa                   91%                          92%                     92%
PET

Garrafa de               87%                         88%                      88%
vidro

A reciclagem é só um dos bons passos que a Finlândia tem dado, para esse ano o país tem grandes oportunidades de iniciar e indicar projetos na União Europeia contra o Aquecimento Global.

Eu espero que essas boas práticas e números sirvam como base para outros países, e que a ideia de reciclar embalagens de bebidas, que funciona tão bem aqui, seja multiplicada e levada à diante com seriedade.

Related posts

10 mitos sobre a Finlândia

Maila-Kaarina Rantanen

Dicas para montar sua casa gastando pouco, na Austrália

Tasla La Pastina Worth

Como abrir conta bancária na Finlândia

Lili Simmelink

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação