Relacionamento com um neozelandês

0
258
Foto: Acervo Pessoal
Advertisement

Relacionamento com um neozelandês.

Como qualquer relacionamento, inicialmente pode ser difícil interpretar e entender como o parceiro se comporta,  suas características e anseios. Até mesmo lidando com os próprios brasileiros pode ser complicado. Imagine com um estrangeiro! Há vários fatores culturais e comportamentais que viram um grande  quebra-cabeça.

E é sobre este assunto que venho compartilhar com vocês, a respeito de algumas situações experienciadas por amigos que passaram por isso. 

Alguns pontos, abaixo, são comuns sobre a Nova Zelândia; não apenas referentes a um  relacionamento. Porém, podem influenciar a forma que você irá vivenciá-lo.

Eles se envolvem gradativamente

Aquela aproximação mais assertiva não é muito comum entre os neozelandeses, principalmente se você estiver gostando de alguém do seu convívio rotineiro. Apesar de serem muito amigáveis e gentis, pode demorar um pouco até você perceber se ele realmente está interessado. No entanto, uma vez que o relacionamento evolui,  o parceiro irá tratá-la muito bem e se dedicará ao namoro.

Eles amam a Nova Zelândia

Não importa onde você o conheceu, a chance de ele querer voltar para a Nova Zelândia é bem grande. Logo após o término da faculdade, muitos deles vão viajar e trabalhar pelo mundo afora. Eles podem até passar vários anos em outros países, mas parece que muitos deles têm um chamado para voltar às origens. Especialmente, se ele tiver vontade de formar uma família.

Leia também: Casamento na Nova Zelândia

Os relacionamentos tendem a ser mais sólidos

Para ter uma ideia de como é a base dos relacionamentos, após 3 anos de casamento, união civil ou morando junto, a comunhão total de bens é automática. Isso pode ser um indicador de que há bastante confiança, a ponto de ser comum o casal dividir tudo que conquistou por toda a vida, até mesmo antes do relacionamento.

Caso essa opção não seja confortável para o casal, é preciso fazer acordo pré-nupcial, determinando, por exemplo, que somente os bens adquiridos após o casamento ou união civil serão propriedade de ambos.

As pessoas são muito gentis; porém, reservadas

Ao lidar com a família e amigos do seu companheiro, todos vão se mostrar muito  generosos e dispostos a ajudar. No entanto, eles são um pouco mais discretos. 

Perguntas pessoais podem ser  comuns para os brasileiros durante um bate-papo; mas podem ser um pouco invasivas para os neozelandeses.  Caso queira engajar uma conversa, pergunte sobre trabalho, o que a pessoa gosta de fazer no fim de semana, por exemplo.

Talvez tenha de viver em um lugar distante

A grande maioria dos vôos que partem da Nova Zelândia são muito longos. Isso reflete bastante nos valores das passagens,  diminuindo as chances de você receber visita de família e amigos de outros países. Então, caso mude para cá, é importante controlar a saudade e se planejar financeiramente.

A Nova Zelândia pode ser pouco movimentada

Para algumas pessoas que estão acostumadas com centros urbanos, a maior parte das cidades são calmas. É um país pequeno, com uma população de aproximadamente 4 milhões de habitantes, menos da metade do número da cidade de São Paulo.

Para não deixar a monotonia  se aproximar, é importante que você aprecie a natureza, busque atividades ao ar livre e se encante com as belezas naturais. Envolva-se com a comunidade, aprenda novos hobbies e participe de trabalhos voluntários.

O clima daqui pode não ser muito agradável

A temperatura está sempre amena e no verão dificilmente você sofrerá com o calor. Na ilha sul, as temperaturas podem ser ainda mais frias. No inverno, chove frequentemente e a maioria das casas não tem isolamento térmico ou aquecimento central. Portanto, quem gosta de calor, pode não tolerar isso.  

Carreira pode evoluir lentamente

Há, aqui, grande carência de certos tipos de profissionais. No entanto, o processo de recolocação no mercado de trabalho pode ser não muito fácil, principalmente se você já tiver uma carreira consolidada. Caso aspire por um cargo semelhante ao que tinha no Brasil, talvez precise avançar gradativamente. É importante produzir uma estratégia, mesmo que signifique trabalhar inicialmente em cargos menos seniores. 

Leia também: Como retornei minha carreira na Nova Zelândia

Foto: Acervo Pessoal

Conforme citei nos pontos acima, há fatores fora do relacionamento que também irão impactar na construção de uma vida a dois.

Se vocês, como casal, pensarem em se estabelecer aqui, é fundamental experimentar sua possível rotina, conhecer a família e amigos do companheiro. Tente passar algumas semanas ou até meses, se puder, antes de se mudar definitivamente.

Leia também: Dicas de planejamento estratégico para migrar

Claro que existem milhares de outras razões para você passar um tempo na terra dos kiwis; porém, no que tange ao relacionamento com um neozelandês, é ainda mais importante. Desta forma,  será mais fácil ajustar expectativas e aumentar as chances de um relacionamento bem-sucedido.

Você também está em um relacionamento com um neozelandês? Conte nos comentários a sua experiência e mande as suas dúvidas!

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.