BrasileirasPeloMundo.com
Macau

Roteiro de fim de semana em Macau

Roteiro de fim de semana em Macau.

Caros leitores, no artigo deste mês gostaria de dar dicas para quem vai visitar Macau, ainda que seja por pouco tempo, pois acredito que muita gente que vem do Brasil até aqui, com certeza vai querer explorar outros cantos da Ásia, como por exemplo algumas cidades históricas da China, Hong Kong, Tailândia, Filipinas, Malásia, etc. Afinal, depois de quase um dia de vôo, vindo do outro lado do mundo, vale a pena já conhecer tudo de uma vez.

Macau é um lugar pequeno, por isso acho que um fim de semana já é o suficiente para quem está por aqui mas também quer viajar mais pela Ásia. E olha que as minhas dicas não são clichês como as das agências de turismo, então vai por mim que fica tudo certo. Mas atenção: se você quer realmente dar uma de turista, ficar nas áreas mais movimentadas e no meio da aglomeração, acho que as minhas sugestões não serão muito satisfatórias.

A primeira dica é para quem quer descansar bem da viagem e acordar tarde: sábado de manhã, por volta das 10h00 começaremos com um brunch oriental, que chamamos de Dim Sum, pequenos e variados lanchinhos que o pessoal daqui come como café da manhã e almoço.

Leia também A gastronomia de Macau

O restaurante escolhido fica no bairro Horta e Costa, na parte central da península de Macau. O Zen Dim Sum é um fast food de dim sum extremamente qualificado, as comidas são finamente preparadas, o atendimento é rápido e o preço é bem justo para quem está com um budget (orçamento) apertado. Ele na verdade é uma rede, mas escolhi especificamente o da Horta e Costa pois esse é um bairro popular, onde vocês encontrarão produtos baratos com preços para a população local e não voltados aos turistas. Todo sábado, na única grande rotunda do bairro Horta e Costa, rola uma feirinha de artesanatos, roupas, frutas, comidas e tudo de bom, perfeito para quem quer aproveitar para comprar lembrancinhas.

Terminando de passear pelo bairro e de estômago cheio, hora de fazer digestão, portanto sugiro uma caminhada às ruínas de São Paulo, um ponto turístico que não podemos perder, afinal, é o símbolo de Macau. Minha sugestão é ir pela Rua do Almirante Costa Cabral para evitar as multidões. Essa rua chega por trás das ruínas, dando a vantagem de fotografá-las sem passar pela “muvuca” e ainda conhecendo as ruas estreitas de Macau. Continuem em direção oeste da península até a Rua do Visconde Paco de Arcos e lá tomem o ônibus 26 para descer no ponto da Torre de Macau. Descansem em uma das centenas de cadeiras à beira do Lago Nam Vam e apreciem a vista do cassino Grand Lisboa, Banco da China, cassino Wynn e MGM sempre evitando o movimento daquela região, acreditem, vocês não gostariam de ficar no meio da confusão. Perto do lago há umas lojinhas de bubble tea só para enganar o estômago, pois acredito que talvez, depois de toda a andança estarão com um pouco de fome, mesmo longe da hora do jantar. Vale a pena descansar por aí até às 18h30, pois o lugar é perfeito para admirar o encantador pôr do sol macaense.

Fonte: Unsplash

Estamos quase no fim do primeiro dia do fim de semana, nada melhor que assistir ao famoso espetáculo da House of Dancing Water no cassino City of Dreams que fica na ilha de Taipa. Peguem o ônibus MT4 que vai direto para lá. Sugiro comprar os ingressos do show das águas com antecedência, pelo website deles, pois fica esgotado praticamente todos os dias, mas vale muito a pena, sem falar que dá para aproveitar e visitar o famoso Cotai Strip (a avenida que é uma cópia de Las Vegas).

Como a noite de sábado é espetacular, para domingo o roteiro vai ser mais tranquilo. Pela manhãzinha, umas 9h00, aconselho visitar a montanha de Coloane (a outra ilha de Macau, que fica junto com Taipa), fazer uma caminhada nessa montanha irá recompor as energias. No topo da montanha está a estátua da deusa A-má, que é uma divindade taoísta que por sua vez representa o símbolo religioso máximo da cultura chinesa em Macau, além disso poderão ter uma vista panorâmica das praias de Coloane e do Cotai Strip. Falando nas praias de Coloane, é lá que vai ser o almoço. Desçam a montanha em direção ao lado leste da ilha, chegando logo na entrada do famoso restaurante português “Fernando’s”. Por favor peçam os camarões ao molho, o bacalhau à brás, o frango grelhado com fritas, os bolinhos de bacalhau e claro, as cervejas superbock (isso não poderia faltar). Andem à beira da praia para fazer a digestão depois do almoço, mas não aconselho entrar na água pois aqui não é Floripa sabe? Aliás me desculpem, mas tenho que dizer que as praias daqui servem apenas para falar que Macau tem praia.

Podem ir à vila de Coloane com o ônibus 26 ou até mesmo andando, para quem curte natureza. Na vila é possível conhecer as casas dos pescadores, que deixam tudo aberto, não exatamente para dar boas vindas, mas simplesmente para ventilar, pois as casas são bem pequenas e Macau é um lugar quente e úmido na maior parte do tempo. Como o local é super seguro, eles não se importam das pessoas passarem e verem o interior de suas casas. Na vila de Coloane vocês poderão também degustar os famosos pastéis de nata do Lord Stow e apreciar a vista para o lado oeste da ilha, onde fica a cidade de Hengqin (China Continental).

O jantar pode ser por lá mesmo, em um dos restaurantes à beira da baía, a comida é barata e gostosa e vocês vão se sentir como os habitantes locais.

Com isso finalizo o roteiro de um fim de semana. Tentei apresentar pontos históricos e recomendar restaurantes famosos locais, vistas maravilhosas, misturando o antigo (ruínas, ruas estreitas, casas pequenas) e o novo (cassinos e mais cassinos) de Macau, sem que precisem se misturar às multidões, principalmente evitando que sejam reconhecidos e que tenham que pagar como turistas. Espero ter ajudado e, sejam bem vindos!

Related posts

Licença maternidade pelo mundo

Ann Moeller

A arquitetura em Macau

Fernanda Martins

Curiosidades da adaptação em Macau

Fernanda Martins

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação