BrasileirasPeloMundo.com
Canadá Turismo Pelo Mundo

Roteiro de um final de semana em Victoria, no Canadá

Roteiro de um final de semana em Victoria, no Canadá.

Sempre que o verão se aproxima, recebo diversas mensagens de brasileiros que estão estudando ou passeando no Canadá e desejam passar um final de semana em Victoria.

Muitos pensam que a cidade é bem pequena e que não tem muito o que fazer e acham que um final de semana será mais que suficiente para conhecer os pontos turísticos. Porém, lhes digo que dois dias está longe de ser o ideal para conhecer Victoria e aproveitar os seus atrativos.

Mas como sei que a maioria dos turistas vem com o tempo contado, elaborei um roteiro de um final de semana com os pontos turísticos imperdíveis para quem tem pouco tempo. O roteiro considera que você vai sair de Vancouver e se locomover por Victoria usando transporte público.

Sábado

7h às 10h – Balsa para Victoria

  • Pegue a balsa de Vancouver para Victoria às 7h da manhã. Chegue um pouco antes para comprar o bilhete. A viagem leva pouco menos de 2 horas. Você chegará na cidade de Sidney (Swartz Bay), não em Victoria.
  • No terminal onde chega a balsa, pegue o ônibus número 70 às 08h55 ou o número 72 às 9h. Você chegará no centro de Victoria (Government Street) por volta das 10h.

10h15 às 13h –  Passeio Inner Harbour

Considerando que o check in no hotel é só às 12h, aproveite que você já está no centro e ande até a cafeteria Murchie’s. Coma algo por lá, você não vai se arrepender.

É no centro que fica o famoso cartão postal de Victoria, o Inner Harbour. Ao seu redor estão os dois ícones da cidade: The Empress Hotel e o Parliament Buildings (Legislature Building) Então, aproveite para explorar a região. O prédio do Parlamento oferece visitas monitoradas e gratuitas para os visitantes conhecerem o local por dentro, porém não incluí no roteiro devido ao tempo escasso.

13h15 – Check in no hotel

Eu recomendo hospedagens na região do Inner Harbour, James Bay, Beacon Hill Park e Cook Street Village, pois você pode andar para praticamente todos os pontos turísticos que estou considerando neste roteiro. Se precisar pegar um ônibus, há muitas opções.

14h – Chinatown

A melhor forma de conhecer Victoria é andando. Do hotel vá a Chinatown caminhando pela Government Street. Essa rua é linda, charmosa, cheias de prédios históricos e lojinhas. Uma caminhada por lá vale muito a pena! Chegando em Chinatown, não deixe de tirar fotos do impressionate The Gate of Harmonious. Ande pelas ruas do bairro, você vai descobrir diversas cafeterias, restaurantes e lojas de souvenires.

16h – Visitando Fisherman’s Wharf 

Já que você foi para Chinatown pela Government Street, volte para o Inner Harbour andando pela Wharf Street, assim você verá um outro ângulo da cidade. Chegando ao Inner Harbour, ande para o Fisherman’s Wharf de Victoria pela David Foster Harbour Pathway, o caminho é lindo e leva cerca de 20 minutos. Uma horinha ali é mais que suficiente para tomar um sorvete no Jackson’s Ice Cream e ver as lindas e coloridas casinhas flutuantes.

Arquivo pessoal – Fisherman’s Wharf Victoria

18h30 – Voltando para o Inner Harbour de barquinho

Pegue um water taxi, um barquinho que é um táxi para retornar (custa cerca de $6,00). Você pode descer no Empress Dock, bem em frente ao The Empress Hotel.

19h às 20h – Retorno ao hotel

Uma hora é tempo suficiente para tomar um banho. Você não precisa passar horas se arrumando. O pessoal aqui é bem casual para se vestir.

20h30 – Jantar

Victoria tem o segundo maior número de restaurantes per capita da América do Norte. Sendo assim, as opções são vastas para quem quer comer bem. Seguem algumas opções:

  • Bard & Banker –  Fica em um belíssimo prédio histórico. Música ao vivo e boa seleção de cerveja.
  • The Flying Otter – Atmosfera descontraída com vista incrível do Inner Harbour.  Deliciosas asinhas de frango e Grilled Wild BC Salmon.
  • Lure – Restaurante dentro do Delta Hotel. Tem uma vista linda do Inner Harbour. É um pouco mais sofisticado, então, se vista um pouco melhor. Não peça as entradas, são caras e não valem a pena. Vá direto para o prato principal.
  • Darcy’s Pub – Boa seleção de cerveja e música ao vivo.
  • Irish Times Pub – Boa cerveja, música ao vivo e lindo por dentro e por fora.

22h30 – Fotos noturnas no Inner Harbour

Depois do jantar, vá novamente ao Inner Harbour. Sim, o local não é só bonito durante o dia, mas também a noite, quando os edifícios do Parlamento são iluminados com mais de 3.000 luzes.

Domingo

8h – Beacon Hill Park e Dallas Road

Coma algo rápido no hotel e depois vá fazer uma bela caminhada pelas redondezas do Beacon Hill Park e Dallas Road. A região é linda, com muito verde, flores e vista das Olympic Mountains.

10h30 – Check out hotel.

11h – Brunch

Victoria tem diversas opções de brunch e acho que vale a pena conhecer uma delas. Tente fazer uma reserva antes de ir, pois a espera pode ser longa. Locais que eu recomendo: Jam Cafe, Molé, Floyd’s e Blue Fox Cafe.

13h – The Butchart Gardens

Pegue o ônibus número 75 para o The Butchart Gardens na Douglas Street. O ônibus sai do seu ponto inicial às 13h02, chegando na região central por volta das 13h05. Se for baixa temporada, não há muitas opções de ônibus para os jardins, por isso, consulte sempre o site da BC Transit.

Você chegará ao The Butchart Gardens por volta das 13h50. Como o parque é grande, estou considerando um passeio com duração de três horas.

Arquivo pessoal – The Butchart Gardens

17h20 – Pegando a balsa

Para ir para Swartz Bay, onde sai a balsa para Vancouver, você precisa pegar 2 ônibus. Primeiro o número 75 até Saanichton Exchange e o segundo, número 72, para Swartz Bay.

19h – Balsa de retorno a Vancouver

Para este roteiro considere que:

  • Você irá andar bastante, então, use roupas e sapatos confortáveis.
  • Você irá carregar a sua mochila por várias horas, então, não traga muita coisa.
  • Você precisa de troco para pagar o ônibus, que custa $2.50 por trecho ou 5 dólares pelo passe diário. O motorista não tem troco, então, você precisa ter o valor exato.

Como eu disse no começo, Victoria tem muita coisa para se fazer. Então, vou listar os demais locais e, se você tiver mais tempo, pode incluir no seu roteiro.

Castelos:

Museus, Galerias de Artes e pontos históricos:

Para as crianças:

  • Butterfly Gardens
  • Miniature World
  • Pet Zoo (fica dentro do Beacon Hill Park)
  • Victoria Bug Zoo
  • Cadboro-Gyro Park

Natureza:

  • Whale Watching Tour
  • Dirigir ou andar de bike pela Scenic Marine Route
  • Caminhar pela Ogden Point Terminal & Breakwater
  • Mount Doug
  • Mount Tolmie
  • Willows Beach
  • Cadboro Beach
  • Gonzales Bay
  • Thetis Lake
  • Esquimalt Lagoon
  • Goldstream Provincial Park

Related posts

Transporte público em Toronto

Grasiela Martins Vicentini

Os 10 melhores museus de Varsóvia

Gizelli Gliwic

Dicas para viajar de carro pela Espanha

Marcela Bueno

8 comentários

Jose Luis Julho 8, 2017 at 6:35 am

Esse eh o “Conhecendo victoria Starter Pack” haha mt bom roteiro Pri. Bem a essencia de nossa cidade! =P

Resposta
Priscila Carda Julho 11, 2017 at 5:34 am

Que bom que gostou do roteiro, Jose! Espero que ajude quem deseja conhecer a nossa linda cidade. 😉

Resposta
Sistema de saúde pública em British Columbia, Canadá – Embarque com a Pri Outubro 26, 2017 at 3:20 pm

[…] Post originalmente escrito para o site Brasileiras pelo Mundo. […]

Resposta
Marcia Previdelli Abril 8, 2018 at 8:19 pm

Estarei indo para Victoria de Whistler com carro, na ida irei por Nanaimo, porém, no retorno que será para Vancouver irei por twassen, percebi pelo mapa que “passarei por águas dos USA, sendo assim, minha dúvida é quanto ao visto, pois só tenho o visto eletrônico será que terei algum problema????
Desde já obrigada.

Resposta
Liliane Oliveira Abril 9, 2018 at 12:52 pm

Olá Marcia,
Apesar de no mapa mostrar que o ferry passa por águas americanas não precisa de visto americano.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
Juliana Nogueira Junho 19, 2018 at 2:42 pm

Olá Marcia, vc foi para Victoria de carro? gostaria de saber como foi sua experiencia, estou querendo ir de carro por causa das grandes malas, mas estou perdida. Obrigada!

Resposta
Laura Queiroz Setembro 2, 2018 at 2:37 pm

Olá vamos no final de setembro de Vancouver para Victoria e ficaremos 3 dias em Victoria. Somos 2 adultos. estamos muito em dúvida se alugamos carro no aeroporto de Vancouver para atravessar a balsa ou que outro meio de transporte usar, afinal teremos pelo menos duas malas. Será que depois usaremos o carro ou acabaremos andando mais a pé e gastando sem necessidade para a travessia? Obrigada!

Resposta
Priscila Carda Setembro 6, 2018 at 10:43 pm

Olá Laura,

Há pontos positivos e negativos nos dois casos:
– Carro – Fácil para trazer as malas.
– Carro – Chegando em Sidney, onde a balsa chega, vcs podem vir direto para Victoria.
– Estando de carro vcs vão gastar muito mais com balsa do que se atravessar sem ele.
– Se tiver de carro e não tiver espaço na balsa, vcs vão ter que esperar a próxima com disponibilidade. Se tiver sem carro, não precisa esperar. Você pode até reserva no site da BC Ferries caso venha de carro, mas paga uma taxa a mais para isso.
– Em Victoria vc quase não precisa de carro. Vai depender muito do seu roteiro. Os lugares mais longes que vc precisa ir de carro são o The Butchart Gardens e o Hatley Castle, mas há opções de ônibus para ambos.
O que vc pode fazer para economizar é alugar o carro aqui em Victoria. O único problema é que não tem empresas de aluguel de carro no terminal que a balsa chega. Então vc teria que vir até Victoria de transporte público e depois pegar o carro.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação