Tudo que você precisa saber para morar na Espanha

0
1054
Foto: pixabay.com
Advertisement

Tudo que você precisa saber para morar na Espanha.

A Espanha é um país com mais de 46 milhões de habitantes, de beleza ímpar, culinária e vinhos famosos e um idioma falado por mais de 400 milhões de pessoas, sendo a segunda língua mais falada no mundo.

Cidades como a capital Madri e a bela Barcelona são muito populares entre os brasileiros.  Informações básicas para a chegada são sempre bem vindas, facilitando assim a vida do imigrante, portanto nesse texto você vai encontrar tudo que você precisa saber para morar na Espanha!

Lembrem-se que ter documentos e visto correto é sempre a melhor maneira de imigrar. Os países europeus estão alterando leis e fazendo cada dia mais difícil viver como indocumentado. Encontrar trabalho, alugar casa é quase impossível, visto que os empregadores e donos de imóveis podem ser multados se forem apanhados empregando ou alugando imóvel para alguém sem o devido visto/passaporte europeu.

Informação importante antes de mudar para a Espanha

O primeiro que se deve saber, estando em solo espanhol, é que é muito difícil conseguir uma autorização de residência e trabalho, caso você chegue aqui como turista. As pessoas acham que recebendo uma proposta de emprego podem chegar e tramitar sua autorização sem problema, mas não é assim.

Vistos para morar na Espanha

Quem acha que é chegar e começar a trabalhar vai ter uma grande decepção, porque para morar e trabalhar na Espanha é preciso de uma autorização administrativa. E para conseguir essa autorização o interessado tem que iniciar um dos trâmites que se ajuste às suas circunstâncias pessoais junto à Delegação de Governo. A média de tempo de espera para receber a resposta da Administração Pública é de seis meses.

O documento oficial espanhol é o D.N.I. (Documento Nacional de Identidade), sem ele não podemos usufruir de muitos (ou quase nada) dos serviços. Para os estrangeiros o documento de identificação é o N.I.E. (Número de Identidade de Estrangeiro), que o habilita a permanecer em território espanhol.

O visto de estudante da Espanha é expedido em algum dos Consulados Gerais da Espanha no Brasil (não servem os consulados honorários). Antes de começar a juntar os documentos, é bom saber qual consulado tem jurisdição no seu estado, porque a lista de documentos necessários muda de um consulado para o outro. Em qual deles você vai fazer o pedido depende de onde você reside atualmente. No meu caso, que tinha residência em Mato Grosso do Sul, tive que entrar com o pedido no Consulado Geral da Espanha em São Paulo.

Madri

O aluguel em Madri já é caro por natureza; a cidade recebe muita gente, e então os preços são bem salgados para alugar um apartamento, fazendo com que o custo de vida seja elevado.

E fazer supermercado, quanto será que custa? Com 80 euros ao mês você faz uma ótima compra, e de produtos com muita qualidade. Outra coisa muito importante: muitos mercados na Espanha possuem uma marca própria, que geralmente tem tanta qualidade (em alguns produtos até mais) que os de marcas conhecidas – são chamados produtos de “marca blanca”.

Transporte Público em Madri

O sistema de transporte público é administrado pelo governo, a Comunidade de Madri (equivalente ao estado no Brasil) através das empresas públicas e privadas que exploram o serviço. A rede é composta por trens para ligar as diversas cidades vizinhas, metrô, metrô ligeiro (de superfície) e ônibus municipais e intermunicipais. Nas avenidas mais largas os ônibus circulam em faixas exclusivas e assim não há perigo de ficar preso no engarrafamento.

Segundo o Ministério do Interior, em 2015, a Espanha registrou a taxa de criminalidade mais baixa em doze anos: 43,7 infrações penais por cada mil habitante. De fato, Madri é uma cidade muito segura, com policiamento constante. Há poucos relatos de incidentes graves como assaltos a mão armada, sequestros ou mortes.

A ocorrência de crimes com violência é muito pequena, especialmente se comparado com Brasil. Um crime acompanhado de violência sempre ganha destaque na mídia local e pode até parecer que ocorra com mais frequência do que realmente acontece fazendo com que Madri seja uma cidade segura.

Dicas para alugar imóvel em Madri

A maioria das visitas feitas até a tarde foram com agências ou imobiliárias, que pediam, no
mínimo:

  • permissão de residência;
  • contrato de trabalho (com prazo indefinido);
  • as 3 últimas nôminas (holerite);
  • mínimo de 1 ano de contrato e o depósito da fiança no valor de 3 aluguéis, no momento da assinatura do contrato (um deles era a comissão da agência e os outros dois, do proprietário).

Aplicativos para facilitar a sua vida em Madri

Faz um tempo que o telefone celular parou de ser um simples telefone. A chegada de smartphones em nossas vidas colocou o laptop no bolso. Através do celular, podemos fazer quase tudo e cada vez mais rápido e eficientemente.

Barcelona

O custo de vida em Barcelona é considerado bastante caro pelos espanhóis e estrangeiros se comparado com outras cidades da Espanha, como por exemplo, Andaluzia. O salário médio em Barcelona para quem trabalha em restaurante varia de 700€ a 1000€ (de setecentos a mil euros) e esse valor é sem hora extra e gorjeta.

No momento em que a mudança para Barcelona é planejada, a maioria das pessoas pensa: Quanto é um aluguel em Barcelona? Eu já te respondo que é alto se comparado com outros lugares na Espanha. Muitas famílias decidem morar em cidades próximas a região metropolitana pelo fato de os aluguéis serem mais baratos. Alguns do melhores bairros regiões;

  • Sarrià Sant Gervasi
  • Vila de Gràcia
  • El Poblenou
  • L’Hospitalet de Llobregat
  • Badalona

Como tirar carteira de motorista em Barcelona

Existe um órgão de tráfego em Barcelona que se chama Jefatura de Tráfico, mais conhecido como “La Campana”, que é o centro responsável pelos assuntos de tráfego aqui. Fica situado na Gran Via de les Corts Catalanes, 184 próximo à Plaza España, onde foram as Olimpíadas de 1992.

São necessários alguns documentos:

  • cópia e original do DNI (documento nacional de identidade aqui da Espanha, para quem tem a dupla nacionalidade) ou passaporte e, nesse caso, junto uma cópia do empadronamento(documento que comprova sua residência fixa aqui);
  • 1 foto 3×4;
  • CNH do Brasil – essa ficará retida aqui;
  • pagamento da taxa em cartão de débito/crédito no valor atual de 27,70 euros;
  • preenchimento de alguns formulários entregues na hora;
  •  exame médico, feito em um órgão autorizado, que tem validade de 3 meses – próximo à “Campana” existem muitos centros médicos que realizam o exame, que nada mais é que exame de visão e coordenação motora; acredito que esse valor varia para cada centro, mas para se ter uma ideia eu paguei 60 euros.

Valência

A terceira maior cidade da Espanha é conhecida pelo seu bom clima e por mesclar praias, parques, grandes universidades, muita cultura e tradição e pela excelência na mobilidade, pois é uma cidade plana, com uma ampla linha metroviária e ciclística. Valência possui 197 distritos, subdivididos em 87 bairros. Alguns bairros em Valência:

  • Benimaclet
  • Torrefiel
  • Orriols
  • El Grau:
  • El Carmen 
  • Cidade Velha
  • Paseo de Alameda

E como é o custo de vida em Valência?  Valência pode ser considerada uma cidade mais barata do que Madrid e Barcelona para viver, é possível alugar um imóvel por um valor melhor do que nessas outras duas cidades, por exemplo. Claro que o valor deste aluguel vai depende da região que você pretende morar, tamanho do imóvel, antiguidade, se você pretende alugá-lo mobiliado ou não.

Como abrir conta bancária na Espanha

Aqui os bancos online são muito comuns, e muitas vezes eles não cobram qualquer tipo de comissão para gestão da sua conta bancária e emissão do seu primeiro cartão de débito. Esses bancos online, embora não tenham uma agência bancária física, estão vinculados a alguma agência bancária física onde você pode acudir, caso tenha algum problema ou dúvida. No caso do Openbank, por exemplo, você pode acudir a qualquer agência Santander para fazer depósitos, pagamentos ou tirar dúvidas.

Sistema de saúde na Espanha

O Sistema Público de Saúde da Espanha está entre o top 10 mundial. Assim assegura um informe publicado na revista The Lancet, que destaca o país em oitavo colocado de um ranking que classifica a atenção e o acesso à saúde em 195 países do mundo. A Espanha é o quinto exportador de tecnologias para a saúde. A rede de hospitais, centro de especialidades e ambulatórios oferece uma ampla carteira de serviços, que contemplam tanto o setor público como o privado.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.