BrasileirasPeloMundo.com
Chile

Turismo no Chile na pandemia parte I: como viajar?

Foto: Alana Banco de Imagens

Turismo no Chile na pandemia: como viajar?

A epidemia do coronavirus mudou não apenas nossos hábitos cotidianos, mas também nosso estilo de vida. Hoje, antes de viajar, é importante considerar todas as restrições sanitárias e estar preparado para evitar aborrecimentos e surpresas.

Preparei dois textos sobre o turismo no Chile na pandemia e, nesse primeiro, vou explicar como viajar.

Protocolo sanitário

Desde que iniciou a pandemia, viajei apenas uma vez para fora de Santiago, cidade onde resido. Fui com a minha família num bate e volta para a praia em Algarrobo, que fica na V Región, onde estão também Valparaíso e Viña del Mar, destinos bem conhecidos dos brasileiros.

Incialmente, nosso plano era viajar por quatro dias, de quinta a domingo, para outro destino, mas como nesse meio tempo a Región Metropolitana, que inclui Santiago, retrocedeu a fase 2 (Transición).

Ou seja, podemos sair de segunda a sexta, mas sábado e domingo temos que ficar em casa. A medida foi anunciada para conter o alto número de contágios de COVID19.

Veja também: As comunas escolhidas por brasileiros em Santiago

Passamos a noite numa cabana que reservamos pelo Booking.com e pudemos perceber que existe um protocolo sanitário em vigor que é respeitado no geral.

Nos guichês do pedágio, os funcionários usavam luvas e máscaras. No comércio, um cartaz com a instruções básicas: uso obrigatório de máscara, de álcool gel, respeito â distância segura (devidamente sinalizada) e permitida a entrada de apenas uma pessoa por grupo familiar.

Plano Viajar

O governo do Chile anunciou o “Plan Viajar” onde detalha todos os requisitos para viajar ao Chile, seja para residentes e turistas que querem entrar no país, ou para os residentes que pretendem viajar dentro do país. As regras variam caso a caso, por isso, e importante estar atento.

Além disso, é necessário revisar o estado do seu destino antes de planejar a viagem porque no Chile cada região está numa etapa diferente da quarentena.

Isso pode comprometer a viagem, por exemplo, para quem chega por Santiago e quer sair dali a outro destino.

Estrangeiros não residentes

Os requisitos para estrangeiros não residentes entrarem no Chile são 3: teste de PCR negativo não superior a 72 horas desde a amostragem até a hora da partida do último voo para o Chile. Além disso, é necessário apresentar uma declaração juramentada de viajantes: passaporte sanitário e formulário de rastreamento por 14 dias em www.c19.cl

Também é exigido seguro saúde que cubra os gastos associados ao COVID-19 durante sua estadia com cobertura de 30 mil dólares em doenças não preexistentes. Todos os estrangeiros procedentes de países com transmissão comunitária estabelecida pela OMS deverão fazer QUARENTENA OBRIGATÓRIA de 14 dias.

Estrangeiros chilenos e residentes em viagem ao Chile⠀

Além do teste de PCR negativo ou quarentena de 14 dias (ou não superior a 72 horas desde a coleta da amostra até a hora da saída do último voo para o Chile; ou PCR feito no Chile em quarentena até que o resultado seja obtido) também deve-se apresentar a declaração juramentada de viajantes: passaporte sanitário e formulário de rastreamento por 14 dias em www.c19.cl ⠀

Requisitos para viajar no Chile

Provavelmente, você vai passar por pontos de controle (feito pelos Carabineros de Chile, a Policia Militar) onde devem fazer perguntas sobre sua viagem, medir sua temperatura e solicitar seu passaporte sanitário. Para quem viaja a comunas em fase 3 ou superior, é necessário apresentar a carteira de identidade, o passaporte sanitário (c19.cl) e usar sempre máscara.

Veja também: Conhecendo Santiago a pé e de graça!

Se você viajar para comunas em fase 1 ou 2, também tem que provar que está viajando por alguns destes 4 motivos: volta para casa, para trabalhar, tratamento médico ou comparecer a um funeral, em todos esses casos, você precisar apresentar a autorização da Delegacia Virtual.

Fique atento aos canais do governo chileno

Se depois de ler esse artigo, você ainda ficou com dúvidas, não se preocupe, todo estamos nos ajustando.

Principalmente, porque as fases de cada comuna e região do Chile são diferentes, o que complica ainda mais. Para acompanhar as atualizações, o governo do Chile disponibiliza vários canais.

Revise os principais meios de informação para evitar surpresas. Visite o site do Governo chileno para entender as etapas da quarentena em cada região do país, do Aeroporto Internacional  e o site do Ministério da Saúde.

Além disso, acompanho blogs de viagens como o da Fran Opazo, jornalista chilena especializada em viagens. Trabalhei com a Fran e acompanho o trabalho no Instagram desde então. Ela sempre tem as últimas novidades em primeira mão.

Espero que esse texto tenha ajudado você a planejar sua viagem ao Chile nas suas férias. São muitos tramites e protocolos a seguir, mas é realmente necessário pela segurança de todos.

Até o momento em que escrevo esse artigo, o Chile registrou quase 600 mil casos de COVID19. No próximo texto sobre turismo no Chile na pandemia vou falar sobre para destinos para viajar dentro do Chile.

TEXTO ATUALIZADO EM 11/03/20201 – Em março de 2021, o Ministério da Saúde chileno determinou que os passageiros vindos do Brasil devem ir diretamente para uma residência sanitária, onde farão o PCR. Se o resultado for positivo, devem cumprir a quarentena no local. Se for negativo, precisam cumprir a quarentena no seu destino final.

Related posts

Onde degustar os melhores sabores do Brasil em Santiago?

Isabela Vargas

A terceira onda feminista no Chile

Renata D'onofrio

Mudanças climáticas no Chile

Joy Matta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação