BrasileirasPeloMundo.com
Comemorações Pelo Mundo Inglaterra

Dia Internacional da Mulher – Um dia da mulher com menos violência

Nós aqui do BPM, desejamos que todas vocês, leitoras do blog, indiferente de onde estejam pelo mundo, tenham um dia de muita reflexão, paz e alegrias. Disse reflexão, porque infelizmente, nem todas as mulheres tem a nossa sorte.

Você que está lendo este post, deve estar provavelmente em sua casa, descansada, em volta da família, contente,  ocupada, sendo amada e respeitada pelos seus, porém, out there, como se diz em inglês, há muitas mulheres, que apenas podem sonhar com uma vida como essa, sendo respeitada.

Todos os dias, milhares sofrem violência de alguma forma, seja ela verbal ou física e para muitas, isso é apenas um dia comum.

O gráfico abaixo ilustra agressões cometidas por maridos/companheiros e as sequelas deixadas nas mulheres.  Em muitos casos, as agressões, que podem ser físicas ou morais/psicológicas, podendo levar à morte, como infelizmente sabemos.

Screen Shot 2015-03-08 at 09.08.45
Foto: http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/85239/1/9789241564625_eng.pdf

Pensemos agora, homens e mulheres, o porquê de tamanhas atrocidades cometidas contra aquelas que dão à luz, que amamentam e acalentam, que com amor e sensibilidade criam os filhos, muitas vezes sozinhas, depois de terem sido abandonadas, aquelas que lutam, trabalham, sonham, realizam e fazem mover o mundo com um olhar mais humano, e sem esquecer porém, aquelas que ainda na tenra idade, são omitidas de infância através de casamentos forçados, e um futuro movido a sofrimentos e dor.

Que raio de mundo é esse então, onde não se respeitam as mulheres, criadoras de vida? Culturas onde são menosprezadas e meramente servidoras de chá e fazedoras de filhOs. Paremos para pensar hoje no quão afortunadas somos e como, se de alguma forma, poderemos ajudar alguma mulher.

“Hoje dizem que é meu dia,

Mas e o que fui ontem

E o amanhã,

O que será de mim?

Não tenho forças para pensar

E sempre foi assim,

Ele dizia que seria meigo,

Mas eu sentia dor,

Como sinto todos os dias.

Me vejo acuada, sozinha

Apenas me acalento com visões de que

Quem sabe, um dia, eu tenha a coragem,

Coragem esta, que pode me levar a abrir a porta

Para nunca mais chorar.

Mas dentro desta porta está a minha história,

Sofrida, contida e não repartida

E dizem que hoje é meu dia, que devo ser feliz

Mas como, se a porta continua trancada?

Alguém me ajude”

(Ann Moeller)

 

Um mundo menos violento e mais humano, por favor!

Related posts

Funerais na Inglaterra

Carolina Bernardo

Pagamento de Imposto Dentro e Fora do Brasil

Luciana Prado de Oliveira

Tudo sobre o Reveillón em Sydney

Luciana Rodrigues

2 comentários

Juju Março 8, 2015 at 1:28 pm

Lindo texto Ann!!! Sim precisamos sempre pensar nas mulheres que encontram-se em situações diferente a nossa, e agradecer e fazer o melhor para que um dia elas possam ter melhor vida!!
Parabéns por nosso dia e belo texto.

Resposta
Ann Moeller Março 27, 2015 at 2:17 pm

Obrigada Jú 🙂

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação