EUA – Entrevista – Organizadoras de eventos

4
559
Foto cedida por Valerie's party
Advertisement

Hoje, no Brasileiras pelo Mundo, vamos conversar com a Valéria e a Vivian, duas empresárias brasileiras, organizadoras de eventos, que reinventaram o conceito de festa em Houston. Além da decoração delicada e de acordo com o tamanho do evento, o cardápio é um capítulo à parte: totalmente elaborado por elas, também harmonizando sabores, cores e texturas, tornando-se uma experiência agradável e multissensorial, com um toque personalizado, elegância e bom gosto. De fato, a Valerie’s Parties transformam qualquer evento em um momento único e inesquecível.

Foto cedida por Valerie’s Party. Fotografia: Paula Ruiz

BPM – Como surgiu a ideia da Valerie’s Parties?

Valerie’s Parties – A Valéria já realizava alguns eventos mais informalmente. Em um evento beneficente, teve a oportunidade de ver a amiga Adriana Costa trabalhando e percebeu que ambas tinham a mesma vontade e disposição para trabalhar. Resolveram tentar uma parceria, fizeram alguns eventos juntas, mas quis o destino que o rumo dessa história fosse diferente: Adriana e a família se mudaram de volta a Portugal, de onde tinham vindo há apenas alguns poucos anos. Nessa época, a empresa Valerie’s Parties já estava devidamente legalizada, mas a Valéria trabalhava sozinha, sem sócia, desde a partida da Adriana. Foi quando a Vivian procurou a Valéria para que realizasse sua festa de 40 anos. Valéria fez a festa da Vivian sozinha e foi um sucesso! No período de preparo para festa tivemos alguns encontros e, a exemplo do que havia ocorrido com a Adriana, também percebemos que tínhamos muitas ideias e disposição em comum. O que idealizamos como modelo de negócio foi fazer “festa na medida certa”, sem o exagero das festas do Brasil, mas com um toque de sensibilidade, charme e requinte nas festa americanas, sem torná-las inviáveis financeiramente. E, a partir daí, resolvemos tentar a sociedade e começamos a divulgar nosso trabalho para o público geral. Até agora tem dado muito certo!

BPM – Como é a rotina profissional de vocês?

Valerie’s Parties – A partir do momento que fechamos um evento, começamos a trabalhar na sua idealização já tentando imaginar como atender e superar a expectativa da cliente. Dedicamos bastante tempo pesquisando ideias com paixão e sensibilidade, pois em cada evento estamos lidando com o sonho de alguém! Após a fase de idealização, visitamos o local da festa para podermos nos situar em relação ao espaço e a partir daí trabalhamos na montagem das mesas principais no nosso ateliê. Compramos o material necessário de acordo com o tema proposto e já às vésperas do evento finalizamos e temos tudo pronto, sem surpresas nem improvisos.

BPM – Como vocês conciliam a vida de mães e profissionais?

Valerie’s Parties – Ser mãe, mulher, dona de casa e profissional não é tarefa das mais fáceis! Na Valerie’s Parties tentamos adaptar a nossa agenda e dividir as tarefas de modo a não sobrecarregar ninguém. Contamos muito com a ajuda de nossos maridos e com a compreensão de toda a família. Em geral, os eventos são realizados aos finais de semana e, consequentemente, nos afastamos da família nesses dias. Se todos não estivermos imbuídos do mesmo sentimento, a engrenagem não funciona, pois temos que estar todos em sintonia. Já houve eventos em que conseguimos envolver as duas famílias na preparação. Apesar de estarmos ali trabalhando com seriedade, também nos divertimos e demos boas risadas. Ao final do dia estávamos todos exaustos, mas felizes por termos tido a oportunidade de realizar mais um sonho e de termos podido passar todo aquele dia juntos. E além de tudo isso, eles puderam perceber o quanto nosso trabalho exige de nós!

BPM – Vocês acham que se estivessem morando no Brasil também seriam empresárias ou o fato de morar fora foi um fator?

Valerie’s Parties – Provavelmente, não. No Brasil, nossas vidas eram totalmente diferentes e ambas tínhamos empregos fixos em ramos totalmente distintos. A ocasião nos uniu e a oportunidade nos fez pensar diferente. Além de tudo isso, no Brasil o negócio de eventos tem uma dinâmica muito própria e diferente dos Estados Unidos. Lá vemos muitos “buffets” que oferecem pacotes que incluem o espaço, decoração, animação, comida e bebida de acordo com a vontade do cliente. Talvez aqui este modelo fizesse sucesso, mas requer alto investimento em um negócio que não sabemos ao certo qual seria a receptividade. Mas não é uma ideia totalmente descartada!

BPM – Quais os passos para abrir uma empresa na cidade?

Valerie’s Parties – Isso pode variar de negócio para negócio, mas certamente é mais fácil e menos burocrático que no Brasil. Antes de abrir a empresa, a Valéria foi a muitos eventos para pequenos empreendedores para ter mais informação sobre o assunto e, a partir dali, já começou a trabalhar para legalizar o negócio. Essas coisas nos Estados Unidos costumam funcionar bem, com relativa rapidez e eficiência, desde que se apresente toda a documentação necessária.

BPM – Quais conselhos ou dicas vocês dariam a quem pensa iniciar o próprio negócio?

Valerie’s Parties – Achamos difícil aconselhar alguém, mas vamos dar nosso ponto de vista em função de tudo o que temos visto. Para vencer em um mercado tão aberto e competitivo como o americano, você tem que estar preparado para agir rápido, responder de forma direta e formal e, acima de tudo, entregar algo diferente, com a criatividade e leveza que nós brasileiros temos como característica. Ser criativo não quer dizer dar o velho “jeitinho brasileiro”, que muitas vezes pode ser visto como algo negativo. Não tente ser “mais esperto”. Supere as expectativas na qualidade, no tempo de realização e na cordialidade. Entregue exatamente aquilo com que se comprometeu. Isso será reconhecido e valorizado sempre, em qualquer negócio.

4 Comentários

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui