Onde morar na Espanha: cidade ou “pueblo”?

0
335
Acervo pessoal
Advertisement

Está se mudando para a Espanha e não sabe onde morar? O que você tem programado? Morar na cidade ou em algum “pueblo”? Essa é uma decisão muito importante, ainda mais se tiver filhos.

A ideia de morar em algum pueblo é bem atrativa quando saímos do Brasil, já que uma das coisas que buscamos é a segurança e a tranquilidade da família. Morar mais afastado do centro das grandes cidades tem, logicamente, suas vantagens e desvantagens. Vamos então tentar neste texto ajudar a encontrar algumas respostas para esta grande dúvida.

Primeiramente é importante fazer uma pequena lista do que é fundamental nesta nova etapa:

Quantas pessoas estão vindo? Uma, duas ou uma família?

Vou ter meio de transporte particular ou vou depender de transporte público?

Onde vou trabalhar (ou estudar)?

Quanto posso gastar com aluguel?

Tranquilidade ou agito?

Se você tem filhos:

A escola, os parquinhos e parques, o supermercado, o posto de saúde, a farmácia, o ponto de ônibus/metrô/trem estão perto?

A decisão é difícil, mas antes de tudo, você precisa ter as ideias bem claras!!! Tudo depende do que você mais vai dar importância. Viver pertinho de tudo é ótimo, mas para isto, vai ter que pagar com o barulho e a agitação do dia a dia de uma grande cidade. A segurança também não vai ser a mesma. Se você gosta de praticar algum esporte ao ar livre, vai ter que dividir o seu oxigênio enquanto corre ou anda de bicicleta com os carros, motos e caminhões. Se a sua casa não tiver garagem (muitas construções mais antigas não têm) e você tiver carro, quem sabe, vai demorar uns 15 minutos para poder estacionar!

O outro lado de viver na cidade (o lado bom) é que tem uma parada de metrô ou ônibus na esquina de casa. Dependendo da linha de transporte público, você vai ficar, no máximo, uns 10 minutos na parada. Vai poder dar uma escapadinha para olhar as novidades das vitrines de marcas famosas, ir ao cinema a hora que quiser, ou poder comprar uma comidinha rápida ao lado de casa. No tempo livre poderá escolher entre teatro, shows ou museus. Durante a madrugada poderá ir a todos os tipos de casas noturnas. E para encontrar trabalho, será bem mais fácil, se você estiver vivendo na cidade.

Mas se a prioridade é estar tranquilo e, ao mesmo tempo, não estar longe de tudo? Então o melhor é fugir para um pueblo que esteja bem intercomunicado com os centros das grandes cidades.

Morar a uns 30 quilômetros dos centros urbanos já vai ser bem diferente. As cidades são menores e oferecem uma boa qualidade de vida. Poderá respirar a natureza e, ao mesmo tempo, encontrar quase tudo pertinho de casa. As estradas e o transporte público geralmente funcionam super bem e você poderá passear pelos shoppings ou ir a trabalhar sem perder mais que uns 35/45 minutos.

Já as vantagens de viver bem mais afastado são imensas, principalmente se for uma família com filhos. Você poderá fazer quase tudo a pé, levar os filhos ao colégio e de tarde, depois da aula, passar por um parque antes de chegar em casa, ir ao postinho de saúde ou ir ao supermercado. Vai encontrar lojas, bares, mercearias e restaurantes. E o que você não encontrar para comprar, nos dias de hoje, poderá fazer usando a internet!!! Passear de bicicleta, correr, ir ao parque, abrir as janelas e ver o sol nascer, escutar os pássaros durante o dia, voltar andando à noite para casa, depois de comer uma pizza e que seus filhos possam andar pela montanha ver o pôr do sol, poder ter animais, brincar com os vizinhos e não se preocupar que a casa fique aberta, para mim, são as melhores vantagens.

Outro ponto importante é que quanto mais afastado dos centros urbanos, mais baratos são os preços do metro quadrado de imóveis, tanto para comprar ou para alugar. Os impostos municipais nestes lugares (de carro, casa, condomínio, limpeza, lixo, etc.) também são mais baixos.

Se a dúvida também é entre apartamento ou casa, e você decidir pela segunda e ainda, preferir uma casa com jardim, os pueblos, muitas vezes, vão ser a única opção. Vai ser bem mais caro e difícil de encontrar uma casa com jardim nas grandes cidades, é quase impossível.

E se você ainda não está convencida, quer mais tranquilidade e não se importa em depender de carro para tudo, você pode buscar um pueblecito perdido por las montañas a uma, uma hora e meia de carro para chegar às grandes civilizações.

Aqui na Espanha muitos destes lugares fazem campanhas e ajudam as pessoas que realmente querem viver longe de tudo. Estes municípios, que estão a ponto de desaparecer , tentam atrair seus possíveis habitantes dando bons descontos nos aluguéis e impostos. O perfil que eles buscam são de famílias com novos projetos e que estejam dispostas e viver e ajudar o pueblo. Se quiser conhecer mais sobre estes pueblos rurais, pode acessar alguns destes sites:

Mudate al campo
Pueblos abandonados

A escolha é difícil, principalmente quando você acaba de chegar a um país novo. Por isto, eu recomendo alugar algo perto do lugar que você vai trabalhar ou estudar para ir conhecendo melhor a região e, mais para a frente, decidir realmente onde é o lugar ideal para viver. Opte por um contrato de aluguel não muito longo (6 meses é perfeito) e fique atenta para que não cobrem multas muito caras, caso você decida mudar antes da hora.

Compartilhe
Texto anteriorO que é o Wikimujeres Cali, na Colômbia
Próximo textoSimone Veil e o feminismo
Melissa é curitibana, formada em Educação Física e pós graduada em Educação Física Escolar. Deixou seu trabalho de técnica em voleibol no Brasil em 2007 para trabalhar pela Federação de Voleibol em Barcelona organizando os mundiais de vôlei de praia. No terceiro ano em terras espanholas casou e se mudou a Madri. Mora na Serra de Madri com o marido e os dois filhos. Tem seu próprio clube de voleibol e trabalha em um colégio como coordenadora de atividades extra escolares.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui