10 motivos para não morar na Alemanha

0
1665
Foto: Pixabay.com

10 motivos para não morar na Alemanha.

Em primeiro lugar, preciso esclarecer que adoro viver nesse país. Entretanto, como em todo lugar, há pontos positivos e negativos. Como o Brasileiras Pelo Mundo gosta de discutir diferentes vertentes, sempre apresentamos também o lado negativo do local onde moramos. Gostaria também de enfatizar que esses dez motivos são pessoais. Então, vamos a minha lista:

1Insetos

Foto: Pixabay.com

Abelhas e vespas deixam o verão um inferno. Qualquer cerveja na mesa, lá vêm elas. Fazer um churrasco é tarefa difícil. Temos que brigar com as vespas pelas carnes nos nossos pratos. Mas, sem violência. Não se esqueça de que na Alemanha existe uma lei de proteção a algumas espécies de vespas. Com exceção de pessoas alérgicas, para quem uma picada pode ser fatal, uma multa será aplicada caso uma vespa seja morta por motivo fútil. A multa varia de 5 mil a 50 mil euros. Se você tiver algum problema com vespas em sua residência, informe aos bombeiros.

As aranhas não são tão assustadoras, mas aparecem do nada nos cantos das paredes de casa, nos sótãos, no teto etc. Normalmente, são aquelas pequenas, com patas finas e longas. É um problema mais comum para quem vive em casas.
Se quiser morar na Alemanha, é bom se adaptar à presença desses insetos.

3Comércio fechado aos domingos

Foto: Pixabay.com

Eu sei que é normal as lojas não abrirem aos domingos. Mas na Alemanha, isso acontece até com os supermercados, farmácias e lojas de shopping centers. Algumas padarias abrem apenas pela manhã. Domingo é dia de relaxar com a família e, dependendo da crença, de religião. É bom calcular bem as compras no sábado, porque nos domingos e feriados não haverá supermercado aberto. Com o tempo, fui me acostumando.

Os restaurantes costumam abrir seis dias na semana. Como domingo gera lucro, eles escolhem um outro dia de segunda a sexta para manter as portas fechadas. Fato é que abrir todos os sete dias da semana tem um custo de imposto maior. Mc Donald’s é uma rede que paga mais imposto para ter os seus locais abertos todos os dias (e alguns deles por 24h).

4Idioma

Foto: Pixabay.com

Aprender um idioma é mais difícil a cada vez que ficamos mais velhos. Para aqueles que nunca aprenderam uma língua estrangeira, pode ser um pouco mais complicado começar a aprender alemão. É um idioma com uma gramática diferente, com três gêneros (feminino, masculino e neutro), declinações dependendo da função da palavra na frase e ordem correta para organizá-la. Algumas palavras são parecidas com o português, mas a maioria é bem diferente do que estamos acostumados. A pronúncia de algumas palavras é complicada.

Fato é que sempre teremos um sotaque, mesmo que se fale fluente. Mesmo falando fluente, algumas dúvidas ainda podem acontecer. O tempo que cada um leva para aprender é bem individual. Uns aprendem bem rápido, outros ficam vinte anos no país e não conseguem se comunicar direito. Isso sem mencionar os muitos dialetos, que vêm de cada região do país.

5Inverno

Foto: Pixabay.com

Eu gosto do inverno, mas até o fim do ano. Quando chega janeiro, começa a ficar chato ver o dia clarear mais tarde e escurecer mais cedo. Os ventos são muito frios e a neve faz muita sujeira. Imagina chegar em casa com aquele sapato todo cheio de neve suja da rua. Não é a toa que o costume por aqui é deixar os sapatos no corredor da casa ou na frente da porta. Dependendo do ano, pode continuar bem frio até início de abril.

Leia também: Dez motivos para morar na Alemanha

6Dificuldade em fazer amizade

Foto: Pixabay.com

Muitas pessoas ignoram ou minimizam esse fato. Entretanto, ao longo dos meses, a dificuldade em fazer amizade pode gerar uma depressão. Os alemães são simpáticos em sua maioria, mas são também fechados. Não tratam como amigos os colegas de trabalho ou pessoas que acabaram de conhecer. Eles têm normalmente um círculo de amizade pequeno e estão acostumados com isso.

7Direto e reto

Foto: Pixabay.com

Algumas pessoas encaram essa característica da personalidade alemã como boa, já outros, como ruim. Pode preparar seus ouvidos para ouvir as opiniões sinceras. Se não acharem sua roupa ou corte de cabelo bonito, falarão. Aqui é assim, direto e reto. Isso pode ser um tanto estranho para pessoas mais diplomáticas, como a libriana aqui.

8Burocracia e ordem

Foto: Pixabay.com

A Alemanha é um país bem burocrático, mas que funciona. Os papéis oficiais são enviados por órgãos do governo por cartas. Os alemães têm várias pastas em casa para guardar todos esses diferentes papéis. Podemos dizer que o país é, no geral, bem organizado e cheio de regras.

Isso não é um problema, mas em algumas situações chega a ser estressante. Uma vez fui ao médico por causa de uma enxaqueca bem forte. Não havia ninguém no consultório, porque era horário do almoço, e só abriria novamente dentro de três horas. Fui até a emergência do hospital. A recepcionista simplesmente reclamou de eu ter ido até lá, pois durante a semana, em casos não tão urgentes, o paciente tem que procurar um encaixe no seu médico. Comentei que o médico estava de férias. Ela então me pediu o nome dele e telefonou para o consultório para conferir. Depois reclamou que estava apenas fechado para o almoço, como disse a secretária eletrônica. Ela aceitou me receber na emergência, mas como exceção. Hospital (para casos mais simples) é só no fim de semana.

9Racismo

Foto: Pixabay.com

De acordo com o jornal Berliner Morgenpost, uma a cada cinco pessoas que vivem na Alemanha tem origem estrangeira (por pelo menos um dos pais ou ela própria). Aproximadamente metade delas já tem cidadania alemã. A origem estrangeira mais presente na Alemanha é a Turquia, seguida pela Polônia e Rússia.

Recentemente, o jogador de futebol alemão Mezut Özil relatou sobre o racismo que enfrenta por ser de origem turca. Fato é que aproximadamente 12% dos alemães são racistas, pessoas que têm boa situação econômica, mas medo do futuro. Os ataques violentos racistas diminuíram levemente entre 2017 e 2016 por aqui, mas é importante lembrar que ainda existem.

10Impostos e Seguros

Foto: Pixabay.com

Os impostos na Alemanha são realmente caros. Aqui se paga imposto de renda, Igreja, carro, cachorros, televisão, herança, o social etc. São muitos impostos diferentes. Além disso, os alemães ainda pagam seguros de saúde, casa, carro, pessoa, acidentes etc. A vida pode sair um pouco mais cara do que se imagina a princípio.

11Distância

Foto: Pixabay.com

Como último motivo, coloco a distância de família e melhores amigos. É um motivo para não viver no exterior em geral, mas é sempre bom indicá-lo, principalmente quando falamos de pessoas que precisam da estrutura familiar. As passagens de avião do Brasil para a Alemanha não costumam ser muito baratas e o câmbio entre Real e Euro está cada vez pior. Uma visita dos familiares e amigos não é algo com que podemos sempre contar. Portanto, mesmo que se viva feliz na Alemanha, sempre faltará uma parte importante.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.