BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo Turquia

12 coisas que não faltam nas casas turcas

Curiosidades sobre a Turquia

Cada povo tem um maneira especial de receber amigos e convidados. Na Turquia, os objetos da casa contam um pouco desse jeito próprio de acolher as visitas. No texto de hoje, listo o que não pode faltar em uma tradicional casa turca. Lá vai:

  1. Nazar Boncu (olho turco): Também conhecido, no Brasil, como olho grego (mas, não contem isso aos turcos, combinado?). Pequeno ou grande, ora pendurado na entrada, ora em um minúsculo detalhe no meio de um enfeite na mesa da sala, ele está sempre lá, como forma de proteção contra espíritos maus ou, como preferem dizer os mais modernos, de qualquer azar. Vale mais que bater na madeira. Inshallah!
  2. Cezve (cafeteira): Já se sentiu protegido ao entrar na casa do seu anfitrião(ã) turco(a)? Então agora é hora de ser (super) bem recebido com o café turco. Ele é conhecido, pelo mundo, por ser mais forte, uma vez que não é filtrado. Bom, ele é tradicionalmente feito em um Cezve, um pote de cobre pequeno. Para fazê-lo, ferve-se água e pó juntos e serve-se, cada xícara, individualmente. Em regiões mais quentes, ainda é possível encontrar quem o faça na areia, ao invés do fogão.
  3. Çay demliği (chaleira): Você não gosta de café? Tudo bem, eles vão te oferecer chá, de qualquer forma, até mesmo se você tiver tomado o café. Eles tomam muito chá (çay) e existem vários ditados populares sobre isso, como: “conversas com amigos sem chá, são como noites sem luar”, ou “o trabalho acontece entre um intervalo para chá e outro”. O tradicional chá turco é o preto, feito numa chaleira dupla. A parte de baixo ferve a água, e a de cima, o chá, com pouca água. Ele é servido (geralmente pela pessoa mais nova da família, a não ser que seja uma criança muito pequena) com as duas mãos, despejando, simultaneamente, a água e o chá no copinho. Sobre o copinho, explico no próximo item!
  4. Çay Bardağı (copo de chá): Um copo pequeno (100ml), em forma de tulipa, acompanhado de pires. Ele também serve, perfeitamente, como copo para doses de cachaça, tequila etc.
  5. Tapete: Com toda certeza, tem um tapete em toda e qualquer casa. Nas casas mais modernas, o tapete é do mais “comum”, de uma única cor, mas, nas casas mais antigas, tem sempre aqueles tapetes típicos da época otomana, o do Aladin. Lembra?
  6. Terlik (chinelo para dentro de casa): Na Turquia, não se usa sapatos dentro de casa, então não faltam chinelos para não se ficar descalço. E não se preocupe, eles sempre têm uns extras para as visitas.
  7. Kolonya (colônia): Algo como uma água de cheiro refrescante, geralmente com perfume de limão. É usada para limpar as mãos quando entrar em casa, ou quando estiver saindo.
  8. Galão de água com bomba manual: “Vamos beber água, pegue aqui… chiq chiq chq…”, “Cadê a água? Tá no fim?”, “Não, tem bastante. Aperta mais, chiq chiq chiq… “, “Opa, derramou…” . É geralmente assim que acontece com esses galões, que eu só conheci aqui, e tem em toda casa.
  9. Vizinhos barulhentos e/ou fofoqueiros: Tem um ditado que diz que a câmera de segurança turca é a tia que mora ao lado. Sempre tentando saber sobre a vida dos vizinhos, as famosas teyses (tia em turco), costumam ficar na janela assistindo a sua vizinhança. No nosso caso, somos quatro na casa, eu brasileira, duas americanas e um indiano. A curiosidade das teyses aumenta ainda mais, aumentando, também, a exigência com o barulho. Já chamaram a polícia para vir nos advertir quando estávamos, apenas, conversando na sala. Atendemos a porta e os policiais nos olharam estranhando, porque imaginaram que teria uma super festa barulhenta no apartamento, mas encontraram três meninas na sala, tomando vinho e conversando. Eles pediram desculpas e saíram. Também já vi brigas entre pais e filhos no apartamento vizinho. Na verdade, não considero tudo isso tão diferente do Brasil, mas, pelo menos, os turcos dizem que é bem típico daqui.
  10. Bandeira da Turquia (ou uma foto do Ataturk, ex-presidente turco, com sua assinatura ou, ainda, algo que tenha algum símbolo de Istambul): Sei que acabei de falar três coisas diferentes, mas, é isso mesmo, se não tem um, tem o outro. Ou seja, algo que mostre amor pelo país não pode faltar.
  11. Máquina de lavar roupas no banheiro, ou até na cozinha, dependendo da casa: Como em alguns outros países, não existe uma “área de serviço” ou “lavanderia” nas casas turcas, então a máquina de lavar roupas e os produtos de limpeza ficam em armários do banheiro, geralmente. Mas se o banheiro for muito pequeno, pode ser na cozinha.
  12. Sabonete líquido para as mãos na pia da cozinha: Depois de usar detergente, nós lavamos a mão com um sabonete próprio e com cheirinho melhor do que o detergente de louças, ali mesmo, na pia da cozinha. Adoro isso.
  13. Um gato: Ou uns. Ou uma gata. Ou umas. É bem comum ter gatos na Turquia, mas, na verdade, ter gato em casa é um costume típico de Istambul, não do país todo.
  14. Uma sensação muito especial de ser bem-vindo: Se você é convidado para entrar em uma casa turca, pode ter certeza de que será muito bem recebido e será a estrela do momento, além de ser muito bem alimentado. Como mencionado nos itens 2 e 3, é essencial aos turcos serem bons anfitriões, é parte da cultura deles receber bem as pessoas, principalmente estrangeiros.

Related posts

Hábitos islandeses que eu adquiri

Erika Martins Carneiro

A corrida da morte na Ilha de Man

Priscila Valverde

O curioso calendário indiano

Luanda Fernandes

3 comentários

Pedro Henrique Julho 30, 2017 at 10:40 pm

Foi um prazer te conhecer…
Adorei seus textos…. tenha sucesso em sua jornada..!

Sempre haverá novos mundos a conhecer..
Seu amigo de biblioteca!

Resposta
Juliana Lima Julho 31, 2017 at 6:04 pm

Obrigada pelo carinho!
Acompanhe o site Brasileiras pelo mundo sempre!
Tem textos fresquinhos todo mês, de várias autoras, sobre o mundo todo!

Resposta
Maria Antonia Setembro 10, 2017 at 3:29 pm

Texto maravilhoso, informativo, cultural e de leitura agradável. Parabéns!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação