BrasileirasPeloMundo.com
Dicas para viajar sozinha Hungria

5 destinos saindo de Budapeste por até 30 euros

5 destinos saindo de Budapeste por até 30 euros.

A Europa é um continente muito atrativo para quem gosta de viajar. Ele é especialmente procurado por conta da proximidade dos países, que proporciona conhecer culturas diferentes em poucas horas de distância.

Morar no velho continente sempre foi um sonho, após chegar aqui fui surpreendida com a facilidade de viajar com pouca grana. Eu que sempre fui adepta de viagens no estilo “mochilão”, nem preciso dizer o quanto é maravilhoso me deslocar por até 30 euros ida e volta.

Para economizar, planejamento é fundamental. Portanto, antecedência é a palavra-chave para encontrar promoções. Recomendo comprar a passagem aérea de 2 a 4 meses antes para garantir os melhores preços. Outra dica é utilizar a plataforma Couchsurfing, onde você encontrará pessoas que estão dispostas a hospedar viajantes gratuitamente e fazer novas amizades.

Leia também: Como o intercâmbio pode ajudar na mudança definitiva de país

Certa vez uma amiga me disse: melhor feito do que perfeito. Eu já adotava essa filosofia sem nem perceber, o que significa que todas as viagens foram com dinheiro contado e infelizmente não pude aproveitar tanto quanto gostaria, mas foram vivências que me agregaram e prefiro sempre ir como dá do que aguardar um dia que talvez nem chegue. Isso me custou ir para Paris sem subir na Torre Eifffel, abrir mão do museu da Anne Frank… Lugares que quero voltar, só que na época mesmo assim compensou demais.

Outra dica válida para quem quer gastar pouco em acomodação é se hospedar em Hostel. É sempre a minha opção pois costumo viajar sozinha, se você pensa em um lugar animado e com ambiente internacional, é a melhor escolha!

Quer saber como eu viajo várias vezes ao ano? Confira aqui como funcionam as férias na Hungria.

Agora vamos ao que interessa! Desde que cheguei em 2017, meu critério de destino era o mais barato, independente do país. Consegui voo para Tel Aviv (Israel) por apenas 50 euros e fiquei em Couchsurfing. Foram 5 dias inesquecíveis e ainda conheci o Mar Morto. Outra memorável lembrança foi de Moscou, a Rússia me surpreendeu.

Quem planeja fazer várias viagens ao longo do ano saindo de Budapeste, pode adquirir o Wizz Air Discount Club. É um programa de fidelidade em que você paga 29,99 euros por ano e todo voo tem tarifas exclusivas de pelo menos 10 euros de desconto. Além disso, se viajar com alguém, esse desconto também é estendido para a sua companhia.

Até o momento, fiz 9 viagens com a Wizz Air e algumas delas não foram sozinhas, isso representa uma economia anual em passagens aéreas de pelo menos 130 euros.

Espanha

Paguei 28 euros na passagem de avião (24 a 27 de novembro) para Barcelona. Recomendo o Kabul Hostel se você gosta de festa e a chance de encontrar brasileiros hospedados lá é grande.

Bélgica

Apenas 20 euros para Bruxelas (09 a 11 de dezembro). Estava nevando bastante e um dos dias fui para Bruges e Ghant. Durante o fim de semana, a tarifa do trem fica 50% do valor. É uma economia e o mesmo ticket pode ser utilizado para parar em Ghant no caminho de Bruges. Me hospedei no Sleep Well Youth Hostel.

Alemanha

Passei o Natal em Berlim, a passagem foi 25 euros de 23 a 26 de dezembro. Fui com 2 amigos, uma forma diferente de me distrair devido à distância em uma ocasião tão especial.

Romênia

Uma viagem super especial por conta das pessoas que estavam comigo. De 13 a 16 de abril por 30 euros. Aproveitamos para conhecer a região da Transilvânia, mas chegamos por Bucareste.

Suécia

Estocolmo é super organizada, limpa e moderna. Paguei 24 euros de 21 a 23 de abril. Fiquei hospedada no Interhostel, mas a cidade em geral é bem cara. Alguns amigos chegaram por Estocolmo e voltaram por Copenhagen, se tivesse mais dias teria feito o mesmo.

Essas foram as viagens mais recentes, antes disso e com preço semelhante também visitei outros lugares:

  • Milão (Itália) – aproveitei para conhecer Lugano na Suíça. Com a FlixBus, ida e volta por 15 euros
  • Sofia (Bulgária) – por 36 euros, foram 5 horas de ônibus para conhecer Thessaloniki na Grécia

Cidades como Viena (Áustria), Bratislava (Eslováquia), Praga (República Tcheca) e Cracóvia (Polônia) estão localizadas a no máximo 8 horas de distância e são mais econômicas em comparação com as cidades europeias mais procuradas. É possível encontrar passagens a partir de 5 euros até 20. Empresas que fazem esses trechos: RegioJet, FlixBus e Polski Bus.

Related posts

Museus em Budapeste

Mayra Di Domenico

Sofri um acidente na viagem. E agora?

Marina Mazzoni

Dez motivos para morar na Hungria

Carol Szabadkai

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação