BrasileirasPeloMundo.com
EUA Natal Pelo Mundo

A cultura americana e o Natal nos EUA

Inicialmente vamos esclarecer um ponto importante sobre como o Natal é percebido nos Estados Unidos. Devido aos inúmeros filmes, comerciais e enlatados americanos de Natal pode-se pensar que o Natal é tão importante nos EUA como é no Brasil. Trata-se de um engano: de maneira geral, o feriado americano mais importante, do ponto de vista até de celebração e engajamento cultural, é o Thanksgiving (Ação de Graças). 

O motivo do Thanksgiving ser o mais universal entre os feriados americanos é que, por não pertencer a nenhuma religião, ele é facilmente adotado pelos americanos ateus ou religiosos (de qualquer religião e não apenas cristãos) e também pelos milhões de imigrantes do país, por conta do conceito de gratidão envolvido na sua essência. Esse é um país extremamente diversificado culturalmente, por ter sido formado por imigrantes, desde sua colonização até os dias de hoje e, por isso, a diversidade de religiões ser também muito grande. Dessa forma, o Natal cristão não é a celebração principal da população, apesar das decorações natalinas estarem espalhadas por todos os cantos, por motivos até mesmo comerciais… Mas essa é uma outra questão.

Leia também: Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos

Um outro aspecto sobre as celebrações natalinas é que, por conta de tendências de estilo de vida com approach minimalista, ou mesmo entre comunidades cristãs que não concordam com o aspecto comercial do Natal, alguns grupos optam por celebrações mais simples e sem grandes ostentações de presentes e decorações nas residências, focando mais no aspecto religioso desse dia.

E logicamente, tudo depende também se estamos falando de grandes centros urbanos ou de cidades do interior, se são comunidades mais conservadoras do ponto de vista religioso, ou liberais. Além de outros aspectos bem específicos de cada cidade, citando alguns: grau de diversidade cultural da população (exemplo: americanos de origem latina tendem a comemorar mais os feriados religiosos), se são cidades universitárias e com menos famílias, ou o tipo de população que mora no local (se tem mais crianças, se são mais adultos aposentados, jovens, etc.). De qualquer modo, as religiões cristãs são as que prevalecem e portanto, muita gente celebra o Natal por aqui.

Fiz todas essas ressalvas para enfatizar que seria inapropriado falar do Natal americano com uma única percepção de feriado religioso e de celebração no país inteiro.

Abaixo eu pontuo alguns aspectos gerais da celebração do Natal nos Estados Unidos para aqueles que seguem a tradição natalina do ponto de vista cristão.

Como se comemora o Natal nos EUA?

O Natal nos EUA é festejado geralmente (pelos americanos) no dia 25/12 (não no dia 24/12 à noite como fazemos no Brasil), geralmente no almoço ou mais para o final da tarde. É comum os presentes, incluindo os das crianças, estarem debaixo da árvore de Natal. Os presentes trazidos pelo Papai Noel também serão encontrados embaixo da arvore, pelas crianças, na manhã do dia 25/12.

E falando em Papai Noel, alguns pais deixam biscoitos e leite, ou outra bebida, para o velhinho comer durante sua visita e as crianças gostam de checar o que ele comeu quando passou pela casa.

Os latinos (mesmo os nascidos nos Estados Unidos), incluindo brasileiros, de maneira geral ainda celebram o Natal na noite do dia 24, quando também vão à missa. E no dia 25 celebram como os americanos, ou se confraternizam pra comer o resto da ceia e, às vezes, até receber vizinhos e amigos, como ocorre no Brasil. Porém é comum ver famílias mistas, de brasileiros casados com americanos por exemplo, celebrarem apenas no dia 25. Enfim, isso é uma decisão muito pessoal e varia muito entre as famílias.

Por muitos anos, já morando na Califórnia, eu festejei o Natal no dia 24 com amigos americanos (que celebrariam com suas famílias apenas no dia seguinte) e com os amigos brasileiros (ou outros estrangeiros) no dia 25.

Algumas famílias mais religiosas seguem o advento, que são os quatro domingos antes do Natal. Muitos ajudam suas igrejas ou organizações a angariar fundos e presentes para os mais necessitados, além de ajudar nas celebrações religiosas, os conhecidos corais  (Christmas Carols Choirs) na comunidade.

As comemorações ocorrem de várias formas na vida do americano

Por exemplo, uma brincadeira geralmente feita entre as crianças são os 12 days of Christmas,  que não apenas têm uma canção natalina, como diz respeito aos 12 dias antes do Natal, em que as crianças fazem joguinhos ou produzem biscoitos decorados e cada um desses dias tem uma celebração correspondente. É interessante porque os americanos que comemoram o Natal buscam vivenciar o espírito natalino do ponto de vista de celebrações, festividades e música.

Até mesmo na TV vemos maratonas de filmes de Natal durante todo o mês de dezembro. Já no dia, o que vemos é o americano celebrando no estilo White Christmas (Natal branco) puro, mesmo em locais onde não tem neve, como é o caso da maior parte da California, onde eu moro.

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar nos EUA

Comidas e bebidas

As comidas são relativamente semelhantes às nossas – doces típicos, carnes parecidas, e as refeições em um estilo banquete, assim como também fazemos no Brasil. A bebida tradicional dessa data é um pouco diferente do que o paladar brasileiro está acostumado: chama eggnog e é feita de leite, açúcar, creme,  gemas de ovos e noz moscada misturados, tomada gelada. O vinho é popular no Natal também, apenas para os maiores de 21 anos, que é a idade mínima aqui nos Estados Unidos, para o consumo de bebidas alcóolicas.

Mas eles, diferentemente de nós, não conhecem ou consomem panetones (a não ser famílias com tradições italianas), ao invés disso, eles adoram gingerbread cookies, que são biscoitos de gengibre decorados com temas natalinos.

Enfim, siga tradições que lhe falem ao coração, e quem sabe até fica mais divertido misturar a forma como você foi acostumada a celebrar, com o que os americanos e outros estrangeiros fazem, afinal isso faz parte do espírito natalino, não é mesmo?

E se estiver longe da família e sentir muita saudade,  confraternize com quem estiver perto de você. O mais primordial é celebrar da forma como faz sentido pra você, seja focando em Jesus (a razão do Natal cristão, na realidade), ajudando pessoas necessitadas ou simplesmente respeitando as diferenças entre as diversas comunidades.

Independentemente de como você vai passar seu Natal nos EUA, as redes sociais ainda estarão presentes, mostrando sua família/amigos do Brasil, comemorando o Natal e nos fazendo mais próximos uns dos outros. E o mais importante é se cuidar emocionalmente, espiritualmente e não se isolar, evitando assim deprimir-se pelo menos no que for possível.

Sobre os sentimentos misturados que podem surgir no final de ano, eu escrevi um artigo comentando como lidar com as emoções durante esses feriados e como usar a saudade como uma razão para alavancar sua vida no exterior, ajudar mais aos outros, e praticar gratidão (leia aqui)

Agora compartilha com a gente: como você vai comemorar o seu Natal?

Um grande abraço,

Siglia Diniz

Deixe comentários ou perguntas, fique à vontade pra me escrever aqui ou visite o meu website.

Related posts

Como não se perder na correria do fim de ano

Thais Amaral Tellawi

EUA – Aquário da Nova Inglaterra

Márcia Lima Gomes

Dicas de turismo em St. Augustine, na Flórida

Joana Miller

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação