BrasileirasPeloMundo.com
Angola Curiosidades Pelo Mundo

A música angolana e a sua influência no Brasil

Música angolana

A música angolana e a sua influência no Brasil.

A história da música angolana

A música angolana nasceu com o incentivo de Portugal. No entanto, houve também muita repressão durante o período colonial. No seu início, ela teve como inspiração a política do país e ganhou mais relevância após a independência.

Com a guerra civil, pela qual o país foi acometido no século 20, muitos músicos tiveram que se refugiar em outros países ao se sentirem perseguidos pelo regime colonial, devido ao conflito que se instaurou após a independência.

Nesta época, os músicos foram oprimidos. Em 1947, ficou bem clara a diferença entre a música urbana e do interior, mais precisamente aos ritmos que foram criados ou se desenvolveram em Luanda. Nos anos 80, a música angolana teve como inspiração a música cubana.

Luanda – o berço da música angolana

Luanda é a capital de Angola e o berço da música angolana. Muitos estilos musicais nasceram na capital de Angola, tais como o merengue, semba, kuduro, kizomba entre outros:

  • Semba nasceu nos musseques (favelas angolanas). O signifcado de musseque é local onde tem areia, em referência as ruas não asfaltadas das favelas, os guetos. Todas as situações vividas no cotidiano dos musseques eram inspirações e se tornavam temas para a criação neste estilo musical. É uma música em que faz com que os casais criem uma sintonia e sincronização.
  • Kuduro nasceu nos anos 80. A princípio, era uma dança que evoluiu para um estilo musical no qual usa-se o house africano com batidas eletrônicas, chamadas de beats. É o folclore angolano. Neste estilo musical a batida rápida e agitada faz com que os amantes deste fenômeno dance de forma rápida e calorosa. Devido a internet, o kuduro ficou conhecido em vários países, bem como o Brasil. O funk brasileiro e o kuduro têm muita semelhança, até mesmo na forma de se dançar.

Saiba mais também sobre a música na Suazilândia

  • Kizomba nasceu no meio de reuniões festivas com vários estilos musicais, as kizombadas. A kizomba era uma dança que, com o passar do tempo, se tornou um estilo musical inspirado no semba, porém muito mais lento e passado. Este estilo musical inspira sensualidade no modo de se dançar. Eu acho muito bonito de se ver e gostaria de um dia poder aprender a dançar. Existem muitos cursos de dança de kizomba pelo Brasil.
  • Merengue é popularmente conhecido nos países latinos, porém a sua raiz é nos países africanos, bem como a Angola. Na época das colonizações, os escravos levaram este ritmo para os países da América Latina. A dança no merengue se faz por um dos pés que marca o tempo e o outro arrasta no chão. É uma música alegre que contagia.
  • Semba é um estilo de música tradicional da Angola. A palavra semba significa umbigada em kibundo (é um dialeto angolano). Em outras palavras, quer dizer que os corpos se colam pela barriga. Nasceu nos ano 50 nos salões de festas, e atualmente ele deu origem ao kuduro e ao samba brasileiro.

A música angolana e a sua influência no Brasil

1.O estilo musical Semba influenciou o samba brasileiro. O samba é a mistura de batuques levados pelos escravos ao Brasil, na época da colonização.

Tudo começou nos terreiros e ganhou vida nas favelas de chão de terra, na cidade do Rio de Janeiro.

Seguiu o mesmo cenário do surgimento do semba, na cidade de Luanda, na capital de Angola. Hoje em dia o samba é o carro chefe do Carnaval brasileiro, nas cidades do Rio de Janeiro e em São Paulo.

2. Maracatu, bem como o samba, o maracatu tem suas raízes na cultura africana, no Congo e na Angola. O maracatu é uma dança folclórica bem comum em Pernambuco, bastante conhecido no carnaval de Olinda.

Tem uma batida que anima e para se dançar é necessário muito treinamento.

Leia também: Quarentena, da Angola para França

3. Capoeira foi levada ao Brasil pelos escravos e se desenvolveu no quilombo dos palmares. Há uma diferença entre a capoeira brasileira e a angolana. A capoeira é de origem Bantu, ela mistura dança, esporte, música e luta.

A capoeira de Angola é mais lenta e tem os passos de maneira ágil e rápida. Já a capoeira do Brasil é mais rápida, e tem referências de outras artes marciais, no estilo mais contemporâneo. No Brasil foi desenvolvida pelo Mestre Bimba.

Brasil e Angola: Semelhanças e diferenças

A música angolana atual se baseia nas suas raízes, porém com muita influência dos ritmos vindos de outros países. No entanto, os músicos não levam uma vida de luxo como os músicos do cenário brasileiro.

Ainda há muita diferença entre o mundo musical dos dois países, apesar do Brasil ter sofrido muita influência africana, na época do Brasil Colônia.

Leia também: Covid-19 na Angola

O reduto da África no Brasil é a Bahia, mais precisamente na cidade de Salvador. É a parte da África tupiniquim. O axé music é um estilo completamente criado com bases na cultura africana.

Como exemplo, podemos citar o grupo Olodum, que nas suas cores, batidas e ritmo tem a África como base.

A música popular angolana é muito boa e ainda encontra-se na fase de crescimento. Ela faz ponte entre a Angola e Portugal, vive nos dois países.

Related posts

Polícia Religiosa na Arábia Saudita

Carla Ferreira

Cinco curiosidades sobre os tchecos

Roberta Leite

Dez invenções suíças famosas

Mel Barbieri

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação