BrasileirasPeloMundo.com
Culinária Pelo Mundo Espanha Natal Pelo Mundo

Comidas típicas de Natal na Espanha

O Natal chegou e já contamos aqui no blog (Curiosidades sobre o Natal, Dia de Reis e Natal na Espanha) um pouco sobre as diferenças entre o Brasil e a Espanha nas comemorações desta data, principalmente o fato de que essa reunião familiar e a ceia não ocorrerem apenas na noite de Natal, como conhecemos no Brasil, mas também no Dia de Reis (6 de janeiro), pois é nesta data que as crianças ganham seus presentes.

Hoje irei contar um pouquinho sobre as comidas tradicionais nesta data e uma coisa é certa: não temos farofa com passas, arroz com passa ou qualquer outra comida com uva passa infiltrada, que sempre acaba deixada de canto no prato. Mas então, o que será que é tradicional aqui na Espanha?

Vou começar pela minha parte preferida: os doces. Assim que começa a chegar o mês de novembro, já é possível encontrar nos supermercados uma bancada montada especialmente com os docinhos típicos de Natal aqui na Espanha: os torrones, marzipans e amanteigados. O torrone daqui não é como o que estamos acostumados no Brasil, de nougat e um pouco durinho. O torrone daqui é super levinho, parece uma massinha folhada e é possível encontrar aos montes e em todos os sabores, não só o tradicional, inclusive de chocolate (para os chocólatras, como eu).

Já os amanteigados são bolachinhas feitas, claro, a base de manteiga e que esfarelam com muita facilidade. Dentro dessa modalidade de doce, está o “polvorón” (não é possível encontrar uma tradução específica para o nome desse doce). Eles são vendidos por gramas nos supermercados e, assim como os torrones, é possível encontrá-los nos mais diversos sabores. O truque para comer um “polvorón” é apertá-lo bem em suas mãos antes de abri-lo, para que ele não se desfaça inteiro, já que essa bolachinha esfarela com muita facilidade.

Já os marzipans, contei um pouquinho a respeito deles no meu artigo sobre o dia da Comunidade Valenciana e a Mocadorà. Naquele post contei que para o dia dos namorados, os marzipans são feitos em formato de frutinhas e legumes que encontramos na Comunidade Valenciana. Já para o Natal, os marzipans são feitos no formato de figuras natalinas.

Aqui em Valência é típico servir amêndoas confeitadas com uma casquinha branca (aquelas que muitas vezes recebemos de lembrancinha em casamentos) e ela tem o nome de “peladilla”.

Mas nem só de doces é feito o Natal na Espanha. Assim como nas refeições do dia a dia, nesta noite é comum ter um primeiro prato e um segundo prato. Talvez tenha gente que faça isso no Brasil, na minha familia não, sempre colocamos todas as comidas na mesa e cada um se serve daquilo que quer. Na Espanha é comum ter um primeiro prato que é uma entrada (e não se engane, os primeiros pratos muitas vezes são verdadeiras refeições) e, depois que você termina, é servido o segundo prato.

Na ceia é muito comum pratos com frutos do mar: camarões, mariscos, peixes. Assim como no Brasil também é servido bacalhau, peru e leitão.

Já na Catalunia é habitual servir um prato que se chama “Escudella”. Ele é servido como primeiro prato e é feito com uma espécie de massa chamada “galets”, quatro tipos de carne picadas (carne de porco, vitela, cordeiro e galinha), além de levar grão de bico, batata, nabo, cenoura, aipo, couve verde e pastinaga (essa última confesso que fui buscar a tradução e é algo que nunca tinha visto ou ouvido na vida, mas parece uma cenoura branca). Se você que está lendo pensa que esse prato é um grande cozido, você está certo e errado ao mesmo tempo. Assim como os cozidos que encontramos normalmente na Espanha, esse prato é servido como uma sopa primeiro, ou seja, você cozinha todos os ingredientes juntos por um tempo e depois é servido o caldo junto com fideos (uma espécie de macarrãozinho) para, posteriormente, serem servidos os pedaços de carnes e verduras que ficaram cozinhando para fazer esse caldo, normalmente como segundo prato.

Em Valência é comum servir um cozido e guisados na ceia de Natal, mas são populares, até mesmo pela localização da região, os pratos feitos com frutos do mar, em especial mariscos, camarões e lagostim. O guisado que é servido no Natal pode ser chamado de “Olla de la Plana” ou “Puchero Valenciano”, o nome costuma variar de acordo com a região da Comunidade Valenciana onde se está: em Castellón, por exemplo, é chamado de “Puchero de San Blas”.

Assim como o cozido catalão, o “Puchero Valenciano” é feito com diversos tipos de carne e verduras, a diferença é que nesse prato é utilizado arroz também, ja que ele é muito comum nos pratos elaborados na região. Além desta diferença, o “Puchero valenciano” não é servido como uma sopa, cada comida preparada é servida em pratinhos diferentes: as carnes, o arroz e as verduras. A tradição é que primeiro se coma o arroz e depois os outros alimentos.

As tradições e comidas servidas na época podem ser um pouco diferentes das que estamos acostumados, mas são igualmente boas. Espero que este post tenha inspirado vocês, leitores, a provar algum desses pratos diferentes na ceia de Natal.

Feliz Natal e até o ano que vem!

Leia mais sobre Natal Pelo Mundo

Related posts

Uma década fora do Brasil

Melissa Dobrezanski

Natal na Noruega

Denise Assis

Natal na Suécia

Vânia Romão

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação