BrasileirasPeloMundo.com
Espanha Turismo Pelo Mundo

Como circular de carro em Madri

Como circular de carro em Madri

Se você veio morar em Madri e pretende dirigir por aqui ou se você está apenas a passeio, mas vem de carro ou planeja alugar um, precisa estar atento e conhecer algumas regras de trânsito da capital espanhola.

Com relação a habilitação, graças a um acordo de reconhecimento recíproco entre a Espanha e o Brasil, o titular que tenha uma CNH em vigor e válida, tem o direito de dirigir temporariamente veículos referentes às categorias que constem em sua habilitação, por um prazo de até 180 dias. Se é para uma viagem curta, você já está respaldado. Já se você mora aqui, terá que substituir a carteira brasileira pela espanhola, o chamado carnet de conducir. Esse é um procedimento chatinho e demorado, mas é a regra para quem veio para ficar. Até porque quem já é residente e dirige sem a habilitação espanhola pode levar uma multa bastante salgada, de até 500 euros. E nem pense em “esconder” há quanto tempo está por aqui, porque sua TIE indica sua data de chegada. O processo de troca das carteiras é tramitado na DGT (Dirección General de Tráfico), a versão espanhola do DETRAN. Para obtê-la você tem que entregar sua carteira de motorista do Brasil, ou seja, você troca a sua carteira do Brasil pela espanhola literalmente. Todo esse processo você entende em Como trocar a carteira de motorista brasileira na Espanha. Se for de férias para o Brasil, não se preocupe, você pode dirigir com a carteira espanhola acompanhada do passaporte. A parte chata é que algumas locadoras de carro no Brasil não alugam carro para brasileiros com carteira de motorista do exterior. Antes de alugar é bom perguntar, porque pode não haver reembolsos.

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar na Espanha

Além da habilitação, também é preciso estar muito atento às normas de trânsito, algumas já bastante conhecidas no Brasil e outras que nos pegam de surpresa.

  • Como lá no Brasil, é proibido falar ao celular e dirigir simultaneamente.
  • O rádio e o celular devem estar desligados ao abastecer em postos de combustível.
  • É obrigatório o uso de colete refletor ao sair do veículo e também o uso do triângulo de sinalização se o veículo tiver parado com problemas.
  • As ultrapassagens só podem ser efetuadas pela esquerda e usar as indicações de seta é fundamental.
  • Recomenda-se a utilização de iluminação durante todo o dia com o objetivo de melhorar a visibilidade. E é obrigatório acender o farol dentro de túneis e outros lugares escuros. Se não fizer isso e for pego, é multa na certa.
  • Devem ser respeitados os limites de velocidade estabelecidos: 120 km/h em rodovias, 100 km/h em estradas convencionais, 50 km/h em zonas urbanas. Cuidado porque nas estradas, quando passa por vilarejos, o limite de velocidade pode reduzir drasticamente. Além disso, como medidas de combate a poluição, algumas vezes a velocidade máxima permitida também fica reduzida.
  • A faixa de pedestres é respeitada e o pedestre não precisa fazer nenhum sinal para que os carros parem. Aliás, em geral os pedestres “se jogam” na faixa e é você, motorista, que deve estar sempre muito atento. Aliás, quase sempre as faixas, com ou sem semáforo, estão localizadas próximas às esquinas, o que requer muita atenção cada vez que girar à esquerda ou à direita.
  • A taxa de ingestão alcoólica não deve superar 0,5 g/l no sangue. Aqui a tolerância é um pouco maior que no Brasil, mas a combinação “álcool + direção” também é considerada perigosa. Informe-se mais no folheto da DGT.
  • É obrigatório o uso do cinto de segurança tanto para o motorista como para os outros ocupantes do veículo, nos assentos dianteiros e traseiros. Aliás, se vai transportar crianças, deve saber que todas, com altura igual ou menor que 135cm, obrigatoriamente, devem estar em um sistema de retenção homologado e adaptado ao seu peso e altura. Se você for pego burlando essa regra pode, inclusive, ter o veículo apreendido, além da multa, claro.

Logo, logo, novas regras também entrarão em vigor. A prefeitura de Madrid apresentou novas medidas que fazem parte de um pacote de ações para reduzir a contaminação acústica e atmosférica na cidade. Ainda que essa normativa entre em vigor em novembro de 2018, as multas não começarão a ser aplicadas até fevereiro de 2019.

Entre as novidades estão:

  1. Área de Acesso Restrito (AAR), conhecida como  Área de Prioridad Residencial (APR), além das quatro já conhecidas áreas do centro (Ópera, Embajadores e Bairro de las Letras), a restrição será expandida num novo perímetro delimitado pelas ruas Alberto Aguilera, Carranza, Sagasta, Génova, Paseo de Recoletos, Paseo del Prado, Ronda de Atocha, Ronda de Valencia, Ronda de Toledo, Gran Vía de San Francisco, Bailén, Plaza de España, Princesa e Serrano Jover. Entenda melhor esse perímetro aqui.
  2. Os carros que tenham etiqueta ECO ou Zero emissão poderão ter acesso a estas áreas restritas sem problemas, independentemente de serem residentes ou não.  Os demais veículos (com etiqueta B, C ou sem etiqueta de meio ambiente da DGT) terão acesso proibido a essas zonas, a não ser que sejam residentes da região, ou que venham a estacionar em algum estacionamento público ou privado ou estabelecimento de hospedagem.

Não se preocupe, o acesso a essas áreas restritas estará indicado com um sinal retangular de cor branca em que se adverte a vigilância por vídeo.  Mas cuidado para não infringir a norma porque a multa será de 90 euros. Por enquanto essas restrições se aplicam apenas aos carros privados, mas não se descarta estender as restrições também a motos no futuro.

Área de Prioridad Residencial – arquivo pessoal

Se o assunto é cair na estrada, se você vai cruzar a fronteira de carro, deve saber que se procede dos países membros da União Europeia, Suíça, Noruega, Islândia, Liechtenstein ou Croácia, necessitará trazer com você sua apólice de seguro, juntamente com o recibo de pagamento que justifique a vigência da mesma.

Leia também: Dicas para viajar de carro pela Espanha

Em feriadões, o movimento nas estradas aumenta muito, espanhol não perde uma oportunidade de curtir a vida. Mas não se preocupe, nada perto dos loooongos engarrafamentos para chegar à região dos lagos, no Rio de Janeiro, em época de feriados prolongados. De qualquer maneira, é possível saber a condição das estradas de cada no site da Dirección General de Tráfico. As rádios também fornecem essas informações nos noticiários.

Espero que as informações tenham ajudado você. No próximo artigo falaremos sobre como e onde estacionar por aqui. Até lá!

Related posts

Comida de rua em Cingapura

Fernanda Froimtchuk

Casamentos com espanhóis

Juliana Bezerra

Tour cultural por Valência

Marcela Bueno

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação