BrasileirasPeloMundo.com
Espanha

Exposição pelas ruas de Madri “As Meninas” de Velásquez

Exposição pelas ruas de Madri “As Meninas”.

Estão também no facebook, Instagram e colorindo os álbuns de viagem de quem visita
à capital da Espanha nessa primavera. Tudo graças a incrível iniciativa de Antonio
Azzato, o venezuelano que coloriu ainda mais as ruas, praças e monumentos de Madri,
que já é um museu a céu aberto.

Que a Espanha é berço de renomados artistas mundialmente conhecidos e com obras
especialmente famosas no Brasil, como Cervantes e seu Don Quixote, na literatura ou
Pablo Picasso, na pintura, com Guernica, não é novidade para ninguém. Porém, o que
Antonio Azzato conseguiu foi dar ainda mais notoriedade, pelo menos aos que não são
tão entendedores de arte assim, a obra prima de Velázquez. A tela “As Meninas”,
considerada a obra mais importante do grande pintor do século de ouro espanhol,
Diego Velázquez (1599- 1660), está, de alguma maneira, colorindo a capital espanhola
e democratizando a arte ainda mais em Madri.

Essa pintura do século XVII, uma imagem icônica na história da arte na Espanha,
retrata a infanta Margarita de Áustria, em primeiro plano, rodeada por suas damas de
honra, “as meninas”.

acervo pessoal

Famosa e estudada por críticos e especialistas em pintura em todo o mundo, essa
pintura serviu de guia e inspiração para muitos artistas que se seguiram ao sevilhano.
O próprio malaguenho Pablo Picasso dedicou uma série de 56 quadros a
reinterpretação e exaustiva análise de “As Meninas”.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na Espanha

Picasso não foi o único, outros autores também se inspiraram nessa obra maestra. Manolo Valdés, por exemplo, conseguiu reinventar a imagem usual e dar a elas um ar totalmente novo, cheio de atualidade e um tanto de sátira.

Artistas atuais também continuaram fazendo de “As Meninas” parte essencial de sua
obra, dando lhes uma visão mais próxima às necessidades de mercado da arte
contemporânea atual e ao gosto estético dos nossos dias. Porém, sem dúvida, foi o
projeto do venezuelano Antonio Azzato que colocou “As meninas” na boca do povo.

 

acervo pessoal

O artista é o criador do projeto “Meninas Madrid Gallery”. Azzato recupera com grande
competência e inovação a obra de Velázquez e a traz ao século XXI revestida de novo
sentido, mudando não apenas seu discurso artístico e narrativa como também a
técnica, oferecendo as meninas em três dimensões.

Se a pintura já era conhecida, as “novas meninas” estão em fotografias de quase todos que visitam a capital da Espanha nessa primavera. São obras de arte com as quais se esbarra passeando pela cidade e não se deixam passar desapercebidas, não importa a nacionalidade ou idade do visitante.

Há meninas espalhadas pela Plaza de Toros, Plaza Mayor, Plaza del Sol, nas entradas do Parque do Retiro, junto ao Velázquez no Museu do Prado, nas ruas mais importantes da cidade. É arte atual, democrática e multissensorial, que pode ser tocada e experimentada de diversas maneiras, despertando a curiosidade e levando brilho aos olhos mesmo daqueles que, por incrível que pareça, podem nunca ter ouvido falar do famoso pintor. E o que dizer das crianças que tem a oportunidade de experimentar a arte e um “passeio ao museu” da maneira que mais gostam, brincando e tocando em tudo.

Leia também: dicas para alugar imóvel em Madri

Desde abril até início de julho, 80 damas de fibra de vidro medindo 1,80m y pesando
30 kg, respondem à pergunta “o que é Madri pra você?”. Um elenco de artistas
plásticos, músicos, toureiros, personalidades do mundo do cinema, esporte e
celebridades em geral responderam a essa pergunta a sua maneira, espalhando pela
capital espanhola diferentes visões modernas de “As Meninas”. Cada uma das meninas
representa uma resposta individual, mas a iniciativa em conjunto, espalha e ajuda a
desvelar a mensagem infinita de Velázquez.

Se você ficou curioso, não deixe de visitar o site do projeto. E se você planeja uma
viagem a Madri pelos próximos dias, além de ver a obra prima original no Museu do
Prado, não deixe de conferir também a distribuição das esculturas pela cidade. Embora
eu tenha certeza que mesmo no mais básico dos roteiros, seguramente, você se se
encontrará com uma delas caminhando pela cidade.

Depois, não deixe de compartilhar com a gente sua impressão do projeto e uma foto
da “sua menina” favorita.

Related posts

Mercado de trabalho em Madri

Tati Sato

Onde estudar espanhol na Espanha

Juliana Bezerra

A chegada em Madri

Daiane Antunes

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação