Como validar o diploma de Psicologia em Portugal

13
3283
Foto: pixabay.com
Advertisement

Como validar o diploma de Psicologia em Portugal?

Há muitos detalhes para se pesquisar na mudança de um país e a validação ou reconhecimento do diploma é peça chave em alguns casos. É um processo que deve ser feito com muita atenção para não ter documentos em falta e não ter perigo de atrasar o procedimento.

Recentemente, passei pelo processo para validar o meu diploma de Psicóloga. Me formei
em São Paulo, mas precisava reconhecer aqui em Portugal meu diploma em uma
universidade portuguesa.

Se seu diploma também é brasileiro e precisa passar por esse processo de validação, é
necessário fazer o procedimento a partir do Decreto Lei, onde informa que temos esse direito. O site da Direção Geral do Ensino Superior também pode contribuir para que você tire mais dúvidas.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar em Portugal

Mas, o que é isso?

O Reconhecimento/Equivalência é uma modalidade de reconhecimento de graus
estrangeiros de nível superior que se baseia numa reavaliação científica do trabalho
realizado com vista à obtenção do grau. Basicamente, a equivalência é um processo no qual o nosso diploma brasileiro é comparado a uma qualificação portuguesa relacionado ao nível se é licenciado, Mestre ou Doutor, ao tempo de duração do curso e ao conteúdo programático – sendo também fixada a área científica da equivalência concedida.

O reconhecimento e a qualificação acadêmica brasileira é comparada a uma qualificação portuguesa apenas relativamente ao nível.

Como validar diploma de Psicologia em Portugal?

Primeiro deve-se escolher por qual universidade ou instituição de Ensino Superior que você
deseja realizar o processo de acordo com o seu curso. Logo, entre em contato com eles
para entender como é o processo por lá, se eles têm regras específicas, perguntar os
valores, os documentos e procedimentos (normalmente eles enviam essas informações por e-mail, se for solicitado).

O meu processo foi pela Universidade do Minho e eles foram muito receptivos desde o
primeiro e-mail que enviei perguntando como era o procedimento. Eu escolhi a
Universidade do Minho, porque o plano de estudo deles era bem próximo com o meu no
Brasil. E, também porque quero ingressar em um curso lá.

O que foi solicitado?

  • Modelo 527 – Reconhecimento de Habilitações” Grau de Licenciado – Imprensa Nacional
    (Trata-se de um impresso que é preciso anexar aos documentos e cobram 0,75 € por ele.)
  • Original e Cópia do Diploma;
  • Original e Cópia do Conteúdo Programático das disciplinas;
  • Original e Cópia da Certidão descritiva das disciplinas / avaliação / carga horária;
    Original e Cópia do passaporte/Cartão de Cidadão (“RG” português).
  • Obs: Todos os documentos originais devem estar apostilados.

Leia também: Custo de vida no Porto

Atenção aos prazos!

A minha universidade brasileira teve o prazo de 90 dias para entregar o conteúdo
programático das disciplinas do meu curso. Daí, tive que esperar bastante para eles me
entregarem, porque pedi o mais completo possível com todos os detalhes que pudessem
oferecer.

Dica

Organize-se para solicitar o quanto antes, já que demora para ficar pronto. O
plano de ensino do curso de Psicologia tem quase 150 páginas. Como são documentos muito específicos, os prazos que as faculdades colocam para entregá-los podem variar.

Com tudo em mãos

Depois que tiver tudo certo, pode levar à instituição ou universidade que desejar.
Quando entreguei os documentos na Escola de Psicologia, paguei 100 € e após a
análise que leva aproximadamente 3 meses, em casos positivos, ao requerer a certidão do
reconhecimento, efetua-se outro pagamento de 100€. (Valor que a Universidade do Minho
cobra, mas outras universidades podem cobrar um valor totalmente diferente).

Dica

Verifique os documentos com calma e tenha certeza que está com tudo correto ao
entregar, pois a universidade faz uma conferência minuciosa para ver se, de fato, não falta nada.

É caro?

Isso é muito relativo, depende da instituição que você escolher para fazer o seu processo.
Por isso, entrar em contato diretamente com a universidade/instituição é sempre bom para
confirmar esses detalhes. Normalmente, eles respondem a maioria das dúvidas por e-mail, o que facilita bastante para quem ainda está no Brasil.

Prazo

O prazo é de 3 a 6 meses, mas pode haver algum documento com erro, o que acaba atrasando ainda mais o processo.

Por que validar o diploma de Psicologia em Portugal?

O processo de validação pode ser muito positivo para quem quer entrar no mestrado ou
doutorado, porque a universidade pode exigir o reconhecimento ou validação do diploma
para se ter acesso ao processo de candidatura.

Há também a possibilidade de participar de um processo para uma bolsa de estudos onde a
instituição solicite este documento. Além dessas questões acadêmicas, caso apareça uma proposta de trabalho interessante, pode acontecer da empresa querer fazer a contratação e solicitar um diploma válido em território português.

Leia também: Tipos de vistos para morar em Portugal

No geral, o processo não é muito difícil. É trabalhoso e requer muita atenção para que todos os documentos necessários estejam corretos.

E gasta-se um dinheirinho, né? Com os documentos, apostilamentos, muitas vezes correios
dependendo do caso, e a taxa da universidade.

No entanto, acredito que sendo para o nosso crescimento e desenvolvimento, todo esforço é sempre válido!

13 Comentários

  1. Boa tarde! muito enriquecedor as informações, estou cursando psicologia e estou no 8 período, instituição Estácio de Sá, no Rio de Janeiro e gostaria de saber qual instituição Portuguesa que aproxima das equivalências desta instituição, pois gostaria muito de poder validar e continuar meus estudos, (Mestrado) teria como me orientar?

  2. Como está a questão de trabalho para psicólogos em Portugal? No meu caso, irei fazer o mestrado e pretendo ficar. Ja dei entrada da minha dupla nacionalidade

    • Olá Mirela! Depende da área da psicologia né? Mas se você quer fazer o mestrado aqui, já te ajuda porque terá que realizar os estágios da universidade e então entenderá um pouco mais sobre o mercado de trabalho na área que você têm interesse! Espero ter te ajudado, beijinhos!

  3. Oii Tamyris,adorei sua explicação. Terminei minha faculdade agora,e vou pegar meu diploma em Julho. Desde Janeiro tenho procurado vagas de estágio na área,especificamento Recursos Humanos que é a área que eu gostaria de seguir carreira aqui no Brasil. Mas á seis meses tenho sentido muita dificuldade para encontrar vagas,na verdade as vagas aparentemente “existem” mas exige muita experiência e quando não o valor pago é mínimo. Tenho ouvido falar muito bem de Portugal,e venho pesquisando dicas para aqueles que estão pensando em começar uma vida nova aí. A minha dúvida é a seguinte,de início não pretendo realmente achar algo já na minha área,mas sim uma oportunidade que me permita “viver” rs e conseguir procurar outras oportuidades na área da Psicologia, então você acha que isso é possível? Na verdade eu não tenho em mente fazer mestrado/doutorado mais uma especialização mesmo. Ai tem essa abertura para nós que estamos chegando agora? Ou fica bem mais complicado? Porque eu não conheço ninguém que more aí iria as cegas mesmo rs
    Obrigada desde já,Thaís

    • Olá flor, que bom que gostou do texto! 🙂 Então, realmente não há muitas vagas assim pra “começar”. As pessoas normalmente entram no trabalho através do estágio da faculdade e criam experiências. E, na universidade do porto por exemplo, onde estudei as vagas de estágio são preenchidas de acordo com a média de nota do aluno. Então, alguns até ficam sem estágio ou fazem alguma atividade voluntária pra ter as horas que precisam. Mas, se você quer vir e ter um trabalho pra “viver” é melhor se organizar bem financeiramente para o período que quiser ficar aqui, até encontrar algo para trabalhar e ter algum dinheirinho. Não indico ninguém vir sem visto, porque dificulta muito a sua vida até mesmo para encontrar um pessoa que queira te contratar. Pesquise as especializações que comentou e invista nos seus estudos, e então naturalmente começará a perceber mais o mercado português. Requer muita paciência e resiliência, mas com persistência nada é impossível. 🙂 Espero ter ajudado! Beijinhos

  4. Olá Tamyris,
    Obrigada pelas dicas!
    Vou concluir a faculdade em psicologia no fim do ano.
    Minha dúvida é com o diploma aqui do Brasil é possível trabalhar em Portugal? Ou antes é necessário fazer especialização no país? Em relação a remuneração é considerável no país para a profissão? E por último rs como funciona os atendimentos em consultório é muito burocrático?
    Obrigada.
    Bjs

    • Oi querida, tudo bem?
      Então, isso tudo é muito relativo de acordo com a área que você escolher e as suas experiência profissionais.
      Cada área têm uma vertente diferente (assim como no Brasil, né). É bacana pesquisar o que mais te chama a atenção para entender mais sobre o mercado 🙂
      Esperto ter ajudado, beijinhos!

  5. Oi, Tamyris, obrigada pelas dicas! Tive meu pedido de equivalência deferido em PT e agora me restou a dúvida: a OPP exige, de acordo com esse link, pelo menos 3 anos de experiência, na concessão de registro a quem tenha diploma estrangeiro validado: https://www.ordemdospsicologos.pt/ficheiros/documentos/regulamento_de_inscria_aao_opp_7_7_2016.pdf
    O texto diz assim: Prova da experiência profissional adquirida durante três anos consecutivos nos últimos cinco, a qual será submetida à apreciação da Comissão Técnica de Admissão e posterior deliberação da Direção.

    Você saberia me dizer qual a alternativa a quem não puder comprovar esse período ainda? Obrigada!

    • Olá Vivi! Que bom, fico feliz por ti!
      É exatamente isso que esta no edital!
      Se você não tiver, terá que procurar um estágio em Portugal para fazer o período que a Ordem achar necessário de acordo com o seu caso.
      Dai, depois desse período que toma em média 18 meses poderá solicitar o registro profissional. 🙂 Qualquer dúvida, manda um e-mail diretamente à Ordem, são bem abertos e enviam as informações por e-mail mesmo!
      Espero ter ajudado! Beijinhos

  6. Oii Tamyris, Obrigada pelas dicas 🙂
    Eu concluí minha graduação em psicologia no Brasil, e gostaria de fazer o reconhecimento ou equivalência de grau académico em Portugal, voce sabe se tenho que fazer mestrado antes? ou somente depois do mestrado devo recorrer a equivalência?

    Beijos e Obrigada

    • Olá Ju!
      Sim sim, assim que sair da sua graduação de psicologia pode pedir a equivalência. Além disso, algumas universidades portuguesas já pedem essa equivalência como requisito no processo de candidatura do mestrado. Boa sorte! Beijinhos

  7. Oi Thamyris, Obrigada pelas dicas 🙂

    Concluí minha graduação em psicologia no Brasil, e gostaria de reconhecer ou fazer a equivalencia de grau de psicologia em Portugal. Você sabe se tenho que fazer mestrado antes? ou posso recorrer a equivalencia antes de fazer mestrado?

    Beijos e obrigada

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.