BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo Suíça

Curiosidades sobre a Suíça

Curiosidades sobre a Suíça.

Cara leitora disposta a morar ou simplesmente turistar pela terra das vaquinhas leiteiras, dos ótimos queijos, dos chocolates de comer rezando e da chiquérrima pontualidade. Este post fornece algumas dicas bem básicas e objetivas para você se virar bem e usufruir da melhor forma possível de sua temporada na Confederação Helvética. Vou listar algumas curiosidades sobre a Suíça!

Vamos às dicas?

1. Para entrar na Suíça como turista apenas você não precisa de visto por causa do acordo Schengen. Mas como turista é possível ficar apenas por três meses. Terminado o prazo é preciso esperar seis meses antes de voltar.

2. Após três meses na Suíça, você necessita fazer um seguro de saúde básico no valor mínimo de 300 francos suíços.

3. Indo como turista por até três meses, leve uma quantia de pelo menos 500 euros, além de um cartão de crédito internacional, passagem de volta e comprovante de reserva em um hotel ou carta de um residente na Suíça se comprometendo a se responsabilizar por sua hospedagem e alimentação. A carta pode ser escrita em inglês ou na língua do cantão. Por causa do tratado Schengen é obrigatório fazer um seguro de viagem, mesmo que você vá passar poucos dias no país. O seguro precisa apresentar uma cobertura de no mínimo 30 mil euros.

4. A voltagem da Suíça é 220 volts, para quem deseja levar secador de cabelos, chapinha etc.

5. No verão as temperaturas oscilam muito. Num dia pode fazer 30 graus e no seguinte, 18 graus.

6. As pessoas por aqui, em sua maioria, são discretas para se vestir. Portanto, se você não gosta de destoar, opte por tons pasteis.

7. Os serviços são caríssimos.

8.  Costuma-se tirar os sapatos antes de entrar na casa das pessoas. Portanto, é possível em uma festa, você usar um longo preto ultra elegante e/ou sexy com pantufinhas.

9. A maioria dos salões de beleza não possuem serviços de manicure e pedicure. E quando possuem custam o “olho da cara”.

10. Cachorros podem entrar em muitos estabelecimentos comerciais.

11. Em quase todos os estabelecimentos comerciais pelo menos um funcionário fala inglês.

12. É possível atravessar o país inteiro de trem.

13. Por ser um país extremamente caro, o número de turistas é restrito, opção ideal para quem se sente sufocado em multidões, odeia filas e qualquer outro tipo de “muvuca”. Mais de um milhão de habitantes na Suíça são estrangeiros.

14. Cerca de 50% dos casamentos realizados no país apresentam pelo menos um cônjuge estrangeiro. Veja e analise  as vantagens e desvantagens de um casamento binacional e reflita bem antes de dar um passo tão importante. Na internet é possível encontrar muitos artigos sobre o tema.  Dependendo de sua profissão, você provavelmente viverá como dona de casa em tempo integral, o que pode ser muito complicado para muitas mulheres.

15. Entre as nacionalidades estrangeiras, os suíços se casam mais com alemãs e italianas. Das nacionalidades não europeias, há muitas uniões entre suíços com tailandesas e brasileiras.

16. Existem muitas associações brasileiras, que facilitam a integração no país, fornecendo muitos serviços, dentre eles: assistência jurídica, acompanhamento psicológico e cursos da língua do cantão e da História da Confederação Helvética por preços bem acessíveis.

17. Para quem deseja conhecer neve indo para a Suíça no verão, visite Titlis. Titlis fica em Engelberg , na região de Lucerna.

100_0415
Titlis em julho

18. Cerca de 70 a 80% da população mora de aluguel. Primeiramente porque os imóveis são muito caros.  Outro fator que interfere é a questão da mobilidade. Muitas pessoas mudam de região e o aluguel se torna a opção mais prática.

19. O fondue de carne na Suíça não é feito com óleo como o nosso e sim com caldo de carne, evitando o excesso de gordura e fumaceira. Porém, o fondue mais popular daqui é o de queijo, apreciado apenas no inverno.

20. As profissões da área de saúde têm boa aceitação no país.

21. O jovem suíço costuma ter senso prático e escolher profissões que garantam a sobrevivência.

22. A oscilação salarial daqui é bem menor que a nossa. Um engenheiro, por exemplo, pode receber 10 mil francos, enquanto que uma caixa de supermercado pode receber de 3500 a 4000 mil francos.

No próximo post falarei sobre a questão da rotina feminina! Até mais!

Leia sobre as belezas da Suíça!

Related posts

A surpreendente Bogotá

Thaís Lima Galetti

O lado B da Suíça

Silvia Marques

Dez curiosidades sobre os italianos

Marina Sacco

4 comentários

Bruno Janeiro 25, 2016 at 8:04 pm

Prezada Sílvia,
Seu texto merece uma correção: o acordo de Schengen aplica-se a membros da Uniao Europeia, e não a brasileiros.

A não exigência de vistos a brasileiros, na condição de turistas (não se fala “visto de turismo”, porque é inexigido) dá-se ao abrigo do Acordo entre a República Federativa do Brasil e a União Europeia sobre Isenção de Vistos de Curta Duração para Portadores de Passaportes Comuns, firmado em Bruxelas, em 8 de novembro de 2010, salvo situações particulares de algum país.

Resposta
Tatiani Bellio Janeiro 31, 2016 at 11:33 pm

Olá Silvia, meu nome é Tatiani, e adorei seu blog com tantas dicas sobre morar e trabalhar na Suíça!Me chamou atenção o item em que vc comentou sobre a aceitação dos profissionais da saúde . Morei na Itália, tenho a cidadania italiana, e trabalhei normalmente como fisioterapeuta lá por 5 anos.Por motivos de doença e morte na família , acabamos (marido e gêmeas) retornando para o Brasil.Mas, como nosso retorno foi repentino, morro de saudades da Itália!Como lá a situação atual não está nada fácil, pensamos em tentar na Suíça.Gostaria, sempre se possível, de alguns conselhos e dicas para quem pretende trabalhar(no cantão frances)….é mto difícil encontrar emprego sem ter um contato anterior??Desde já agradeço.

Resposta
Cristiane Leme Fevereiro 2, 2016 at 9:47 am

Olá. A Silvia parou de colaborar com o blog. Procure os textos das colunistas Teca e Selma para assuntos referentes ao país e redirecione sua pergunta para um dos textos delas.
Obrigada
Edição BPM

Resposta
Alessandra Stebler Fevereiro 12, 2016 at 8:19 am

Olá gostaria de fazer uma pequena correçao no item 19. Aqui existe sim o fondue com oleo se chama fondue bourguignon e o com caldo é o fondue chinoise…

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação