BrasileirasPeloMundo.com
Suíça

Dicas para quem vai visitar a Suíça

Como comentei em posts anteriores, a Suíça é um país belíssimo que merece ser visitado com muito carinho, mais de uma vez se possível. Não faltam paisagens deslumbrantes, museus e excelentes opções de maior contato com a natureza para quem aprecia fazer trilhas, passeios de barco , esquiar ou simplesmente contemplar a neve. Seguem algumas dicas para quem vai visitar a Suíça!

100_0404

Titlis

Se você deseja apenas passar alguns dias , meu post anterior fornece dicas bem objetivas para ter uma visão geral da terra das vaquinhas leiteiras e do delicioso chocolate em poucos dias e sem gastar muito.

Porém, se a sua intenção é passar uma temporada na Suíça estudando ou até mesmo se mudar definitivamente, é interessante conhecer algumas curiosidades sobre a Confederação Helvética.

100_0872

Zurique

1. Antes de se mudar para a Suíça, é bem importante afiar o seu inglês. O país tem 4 línguas oficiais: o alemão, o francês , o italiano e o romanche. O romanche é uma mescla de alemão com italiano e é falada na zona rural. Com um bom inglês é possível se comunicar em todo o país. Mas se a sua intenção é entrar mesmo no mercado de trabalho, conhecer bem a língua do cantão onde você vai residir é fundamental. Algumas empresas multinacionais aceitam o inglês fluente, mas a maior parte dos empregos, principalmente os que lidam com o público necessitam do idioma do cantão.

2. O suíço tem fama de ser frio. Este termo é um pouco pesado. O suíço tem apenas um time diferente do nosso e não sai distribuindo beijinhos e abraços. Se você tem intenção de fazer amizades com suíços, precisa ser bem paciente e conquistar a confiança deles aos poucos. Ser educado e pontual ajuda muito. Para o suíço, 5 minutos de atraso é significativo. Eles também não são de tomar a iniciativa para dar o start em uma amizade. Então, se for do seu interesse, dê você o pontapé inicial. Se você for muito apressado e não estiver a fim de respeitar o time suíço, é possível fazer amizades com pessoas de muitos outros países já que a Confederação Helvética possui mais de um milhão de estrangeiros.

3. Cerca de 50% dos casamentos na Suíça são feitos com pelo menos um estrangeiro.

4. É costume na Suíça retirar os sapatos para entrar na casa das pessoas.

5. Ao andar de trem, tome cuidado onde você se senta. Se você comprar um bilhete de segunda classe e se sentar na primeira , paga multa. Nunca vejo ninguém na primeira rs.

6. Todo mundo que fica na Suíça por mais de três meses precisa adquirir um seguro básico de saúde.

7. É muito vantajoso adquirir uma carteirinha que te dá 50% de desconto no transporte público e em visitas a montanhas também.

8. Se você tem duas mãos esquerdas e não deseja virar manicure, cabeleireira , arrumadeira , babá , cozinheira etc , talvez a Suíça não seja a melhor das opções. Os serviços são caríssimos. Fazer uma unha completa custa cerca de 80 euros , o que hoje para nós representa 320 reais. Outro detalhe: as manicures suíças não tiram a cutícula. Uma babá costuma cobrar cerca de 30 euros a hora. Enfim, se ela ficar 8 horas com o seu filho, cobrará 240 francos num único dia. As creches também são bem caras.

9. Suíços costumam ser profissionais responsáveis, mas dificilmente se tornam workaholics. Eles curtem aproveitar os raros dias de sol e não costumam ultrapassar oito horas diárias de trabalho.

100_1119

Lago de Zurique

10. As mulheres com filhos pequenos são incentivadas a ficar em casa. Quando apenas o homem trabalha e a mulher cuida do filho ou dos filhos , o casal paga menos impostos. É muito comum ver no meio da manhã e no meio da tarde, mulheres empurrando seus carrinhos de bebês pelas paradisíacas ruas helvéticas.

11. Cachorros podem entrar em estabelecimentos comerciais como cafés. Mas tudo bem. Não esquente. Eles são tão educados que não irão te incomodar rs.

12. Aprender a cozinhar é uma boa dica para quem deseja viver na Suíça. Os ingredientes no supermercado não são tão caros, mas comer em restaurante sim.

13. Se você deseja uma maior e melhor integração na Suíça , deve se interessar pela cultura local, estudar a História da Confederação Helvética além de aprender bem o idioma do cantão. Existem cursos aplicados para estrangeiros que querem conhecer a cultura suíça que conferem certificados.

14. Integrar-se a uma associação brasileira pode ser uma boa pedida para você se adaptar na Suíça de forma mais rápida e organizada. Se o dinheiro é curto, é possível fazer cursos de línguas disponibilizados por tais associações ou pela prefeitura. O governo suíço dá uma força para os estrangeiros interessados em melhor se adequarem. As associações brasileiras fornecem acompanhamento psicológico, assessoria jurídica, além de outros serviços. Recorrer aos consulados brasileiros na Suíça, em Zurique e Genebra,  também é uma boa pedida quando dúvidas surgirem na hora de realizar um divórcio ou se informar em relação aos seus direitos.

100_1569

Associação Brasilea em Basel  apresenta comumente eventos culturais
Mudar-se definitivamente para outro país é uma experiência de valor inestimável, mas deve ser vivida sem ingenuidade e com muita força de vontade e capacidade de adaptação. É importante manter-se bem informado sempre e aumentar sempre que possível a sua rede de contatos para obter ajuda quando necessário. Até a próxima!

Related posts

Cinco maiores dificuldades na Suíça

Christiane Lima

Começar do zero na Suíça

Teca Hungria

Como levar e regularizar seu cachorro na Suíça

Christiane Lima

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação