BrasileirasPeloMundo.com
Austrália Natal Pelo Mundo

Cinco curiosidades sobre o Natal na Austrália

O Natal na Austrália, melhor dizendo, em Sydney, é literalmente um Natal com os pés na areia! O verão já começou, a cidade que recebe turistas do mundo inteiro ao longo do ano, em dezembro e janeiro aumenta consideravelmente o número de visitantes. O clima é mesmo de expectativa das férias que se aproximam, janeiro está logo ali dobrando a esquina!

Ao contrário do hemisfério norte, aqui estamos nos preparando para a temporada de verão, arrumando as casas, comprando vestidos e biquínis, toalhas de praia (porque cadeira de praia não é artigo local…), preparando a churrasqueira (elétrica e não de carvão) e o pátio das casas para a época mais divertida do ano (e todas as suas festas).

Durante o verão, a Austrália recebe também uma leva de jovens europeus (maioria), canadenses e americanos: eles vêm aos montes, fogem do frio e aproveitam o melhor daqui, muitos até arrumam trabalho e outros tantos decidem não voltar.

O cenário não combina mesmo com Natal. A mídia não me deixa mentir: lá está a família reunida em volta da lareira, em uma sala de jantar grande, comendo uma ceia que tem como protagonista o famoso peru assado. Neve na janela, de preferência, um papai noel barbudo e com vestimentas polares. Sim: esse é o natal europeu/americano, mas é o modelo que nos vendem no Brasil e também por aqui.

Para completar, o requisito desse natal tradicional é estar com a família, certo? E se você é brasileiro vivendo em terras australianas, é provável que sua família esteja celebrando a data muitas léguas daqui. Esse é também o lado triste de quem está longe, e ainda que sua casa esteja cheia de amigos, não existe substituto para família. Skype ajuda, mas por favor, a quem queremos enganar?

 1 – O cenário

É verão em Sydney, os dias estão longos, até quase 8 da noite temos sol (sim, porque o horário de verão inicia em outubro e se prolonga até abril aumentando o que já era bom!).

Precisa dizer mais?

2 – Festivais

Australianos adoram festivais, e como já escrevi aqui outras vezes, usufruem ao máximo da vida ao ar livre. Os parques são mantidos com perfeição e jardins impecáveis, mas de fato recebem inúmeras atrações ao longo do ano. É festival de todo tipo, para todos os públicos, desde degustação de vinhos de vinícolas locais até a festas de música eletrônica. Festival de ópera, de cinema, de ciclismo (amo!), de comida, dos bairros, e por aí vai.

No Natal, não poderia ser diferente! Eu já fui, e adorei: as grandes cidades da Austrália fazem uma super festa com direito a shows, comida e bebida boa, tapete de picnic e fogos de artifício no final (para quê esperar o reveillón?). Tem também a chegada do Santa (o papai noel nessas terras), para a alegria dos pequenos. Eu gosto particularmente das apresentações dos corais, e estes estão por toda a cidade!

 

Neve artificial e fotos de artifício no final do show de natal!
Neve artificial e fotos de artifício para encerrar o show de natal!

3 – Mercados de Natal

O Natal da Austrália não é feito só de shopping centres: os markets estão por toda parte, praticamente cada bairro/zona da cidade tem o seu. Trazem uma atmosfera diferente e bem festiva, e maravilhas em artesanato e presentes lindos para quem aprecia o “feito a mão” e produtos locais. Os markets são parte da cultura australiana, e cada vez mais as pessoas aderem e apoiam a idéia de valorizar o que é feito a mão, não industrial, não “made in China”.

 

Paddington Markets Foto: paddingtonmarkets.com.au
Paddington Markets
Foto: paddingtonmarkets.com.au
O mercado abre algumas noites em dezembro, com muito artesanato, música e comida!
O mercado abre algumas noites em dezembro, com muito artesanato, música e comida!

4 – O Natal é dia 25

Óbvio, não? Sim, aqui se comemora o Natal no dia do Natal, mais precisamente no almoço de Natal.

E a véspera? Nada. Dia 24 de dezembro é um dia normal, claro, existe a expectativa e a correria com as compras, mas é um dia útil como outro qualquer, e o expediente de trabalho é o mesmo dos outros dias. Todo ano, lá vamos nós explicar que comemoramos a véspera  e que para nós a magia do natal está na ceia do jantar do dia 24, que brindamos à meia-noite etc.

Dia 25 de dezembro o país pára. É curioso ver um país multicultural como a Austrália celebrar o Natal. Uma amiga, descendente de taiwaneses mas crescida aqui, me perguntou se o meu Natal era como o dos filmes, se tinha árvore, e o que exatamente a gente fazia naquela ocasião! Colegas muçulmanos também me perguntam com curiosidade sobre o “nosso Natal”, e querem saber das comidas, das tradições.

Dia 26 aqui é o Boxing Day, também feriado, e o dia especial de liquidações fantásticas. A correria para as lojas (hoje reais ou virtuais) é grande. E os descontos são de verdade!

 

Foto: smh.com.au
Foto: smh.com.au

5 – A comida do natal australiano

O tradicional Christmas lunch é o inglês, trazido pelos colonizadores. Inclui as carnes assadas, o peru, molho (gravy) das carnes, o pudim de natal. Uma delícia, mas cardápio péssimo para um almoço de verão 40 graus!

Hoje a “nova” tradição australiana é mais uma tendência de se fazer um almoço leve e com produtos locais. Prepare-se para uma verdadeira festa de frutos-do-mar, sobremesas com frutas e sorvetes e muito vinho branco e champanhe. Muito melhor, não?

Ah, mais uma coisa: o almoço será servido no pátio, ou no jardim, em uma grande mesa, e talvez os frutos-do-mar sejam cozidos na barbecue (churrasqueira!), no melhor estilo australiano!

Leia mais sobre Natal Pelo Mundo

Related posts

Natal a dois no exterior

Sara Martins

Compras de Natal na Alemanha

Bárbara Poplade Schmalz

Licença maternidade pelo mundo

Ann Moeller

10 comentários

iara miguel Dezembro 15, 2014 at 9:09 pm

ADorei o texto! Parabens!

Resposta
Mariana Camargo Dezembro 16, 2014 at 6:57 am

Obrigada!
Bj desde Sydney! 🙂

Resposta
Aline Arruda Dezembro 16, 2014 at 12:48 am

Mari, amei seu post muito legal.

Aqui em Perth é tudo igual e uma coisa que eu acho o máximo é que o Santa usa shorts e regata :-). Sempre morri de dó dos Santa no Brasil cozinhando no calor, mas não em Perth rs.

Happy Chrissy para você.
xx

Resposta
Mariana Camargo Dezembro 16, 2014 at 6:57 am

Oi Aline,
que bom que vc gostou do texto, Happy Holidays! 🙂

Resposta
Simone Castro Dezembro 17, 2014 at 12:03 pm

Mari, que legal esse texto. Me deu vontade de mudar para Sydney. Tens razao, Natal longe da nossa familia e sempre meio tristonho…bj

Resposta
Mariana Camargo Dezembro 17, 2014 at 8:56 pm

Oi Si! Então, o jeito é criar “novas” tradições e se divertir, né? Esse ano vamos comemorar no almoço do dia 25, olha que mudança!kkkkkk
Bj

Resposta
Blandine Godoy Dezembro 17, 2014 at 10:06 pm

Nana, lembra de mim?? Adorei seu texto, peguei o link no face da sua mãe! É bem legal essa troca de cultura neh?! Ainda mais q o fato do Natal ser mais parecido com o nosso não deve ser tão melancólico como passar no frio, dentro de casa pensando no que está acontecendo no Brasil! Parabéns pelo texto! Beijos maceioenses!!

Resposta
Mariana Camargo Dezembro 17, 2014 at 10:29 pm

Oi Blandine!
Que bom que vc gostou do texto e entrou em contato! O natal aqui é quente e marca o início das férias do verão, um tanto parecido com Maceió, não? 🙂
Bj

Resposta
Fabiane P. Costa Dezembro 22, 2015 at 7:49 pm

Muito legal! Morei ai seis meses. Sinto muitas saudades. País maravilhoso! Ótimo texto!

Resposta
Mariza Dezembro 22, 2015 at 8:25 pm

Lendo seu texto me deu saudade dos natais em Sydney e Wollongong, onde mora minha filha…..Interessante é a entrada com camarões servidos com um molho parecido com o tártaro e ostras…..após, servem os pratos quentes…e no final…..a maravilhosa PAVLOVA que eu amo de paixão…..brincamos de amigo oculto, trocamos os presentes …..tudo no 25….Australia é tudo de bom…..amo esse país….????❤️

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação