BrasileirasPeloMundo.com
Cursos Pelo Mundo Turquia

Cursos gratuitos na Turquia, onde fazer

Cursos gratuitos na Turquia, onde fazer.

Quando moramos no Brasil, estamos com todas as informações bem mais acessíveis e visíveis para nós, e quantas vezes isso não nos causa nenhuma curiosidade. Quando mudei  do Mato Grosso do Sul para o Rio de Janeiro isso se tornou muito evidente, para mim, pois eu precisava, de alguma forma, fazer coisas que me eram inacessíveis sem dinheiro e comecei a descobrir um mundo de coisas interessantes para se fazer e que muito agregaram a minha vida e ao meu trabalho. Tudo com pouco dinheiro ou nenhum.

Fiz cursos, conheci lugares e assisti à peças de teatro caríssimas por 1 real e até cursei minha tão sonhada universidade. Isso foi uma escola, para mim. Claro que também doei meu tempo e compartilhei o que sabia e poderia agregar a outras pessoas, porque isso é uma via de mão dupla. Isso me ajudou quando mudei para a Turquia, parti do mesmo princípio de que precisava encontrar coisas úteis para fazer e iniciar uma nova vida social, fazendo amigos e compartilhando saberes.

Mudar para outro país é sempre uma dura decisão e quanto mais informações levarmos conosco sobre nossa nova morada, mais fácil e rápida será nossa adaptação. Uma das coisas que aprendi mudando de lá para cá é que sempre podemos fazer algo e muitas vezes algo que gostamos muito, por exemplo, cursos.

Na Turquia, as férias escolares acabam em agosto. Elas têm início em junho e duram 3 meses. Durante esse período, todos os cursos gratuitos oferecidos pelo governo param. Em setembro, abrem-se as inscrições. É possível se inscrever para diversos cursos gratuitamente, desde que você tenha o E-Ikamet (visto de permanência provisória) ou o Kimlik (visto permanente de residência).

Leia também: Como requerer o documento de residência na Turquia

Quando cheguei à Turquia fui logo perguntando e procurando na Internet coisas gratuitas ou que se pagasse pouco, que eu poderia fazer por aqui. Encontrei o que eu mais desejava, curso da língua turca, oferecido por duas instituições públicas, a Belediye (como se fosse nossa prefeitura) e o Halk Eğitim (escolas da rede pública de ensino). Fiz o curso durante quatro meses no Halk Eğitim porque depois vieram as férias escolares, e fazer o curso da língua turca foi o que fez toda a diferença em minha vida, por aqui, já que me mudei para a Turquia sem saber praticamente nada de turco – (loucura!!)

Os cursos existem em várias áreas: linguagem (turco, inglês, espanhol, russo, búlgaro, alemão, francês, árabe e alguns outros), informática, beleza, estética e saúde, tecnologia, dança, instrumentos, música, esportes, fotografia, confecção de joias, muranos, artesanato, culinária, corte e costura, cerâmica, folclore, eletricidade, eletrônica, doğalgaz (sistema de gás utilizado nas residências), etc. Com certeza haverá algum que agrade quem procura.

Foto: Pixabay.com

Para participar, a pessoa precisa ir à Belediye local ou Halk Eğitim, (cada bairro possui o seu), deixar seu nome e telefone. Quando o curso estiver próximo de começar eles ligam (e ligam mesmo) e enviam mensagem para seu celular. No local lhe informam a data de início e horário, exigem fotocópia do seu E-Ikamet ou Kimlik, depois é só comparecer às aulas. Ao término do curso eles emitem certificado. Os cursos da Belediye geralmente são necessários pagar uma taxa, mas o valor é realmente muito baixo, pois o curso é oferecido a toda a população.

Há quantidades mínimas e máximas para inscritos. Por esse motivo, alguns cursos demoram mais para iniciarem. A maioria deles precisa de pelo menos 12 pessoas inscritas.

Quando fui ver o curso de turco, me lembro de que havia oito pessoas inscritas e eu queria muito começar o mais rápido possível. Fui informada que assim que obtivessem 12 inscritos o curso iniciaria. Eu, mais que depressa, fui atrás dos quatro que faltavam. Eu tenho amigas que moram em outros bairros e queriam aprender turco, liguei e convidei. Também fui a uma igreja que minha filha frequentava e pedi ao pastor para anunciar, convidar pessoas e elas apareceram. Em uma semana o curso me ligou informando a data da nossa primeira reunião para decidirmos sobre dias e horários.

Leia também: Mercado de trabalho, salários e emprego para estrangeiros na Turquia

Os cursos não só servem para nos instruir no que desejamos como também para nos introduzir em uma nova cultura, manter contato com pessoas que se tornarão amigas e nos ajudarão a compreender um universo novo e diferente.

Para quem chega à Turquia e dispõe de tempo, como eu, pode procurar por esses lugares em busca de conhecimento, cultura e aprendizado. Como cada bairro possui o seu, o Halk Eğitim do centro de Izmir, é onde tudo acontece mais depressa, porque por lá a procura é sempre maior.

O site da Belediye (do bairro onde moro), mas quem desejar de outro lugar basta digitar no Google “Belediye e o nome do bairro que deseja + kursaları”, tudo estará em turco. Há a opção para inglês e, para quem não compreende, o Google tradutor é sempre um grande aliado.

Aprender uma nova cultura, uma nova língua, novos costumes e hábitos são sempre processos cuidadosos. Quanto mais acesso tiver, na prática, mais rápido e fácil será esse aprendizado, pois, tudo que desejamos é um mergulho para lá de fantástico nesse novo mar cheio de ondas que nos fazem nadar, mesmo sem saber.

Related posts

10 costumes turcos que podem ser estranhos para os brasileiros

Rubiana Ozturk

Como alugar apartamento em Istambul

Juliana Lima

Relacionamento e Casamento na Turquia – Parte II

Rubiana Ozturk

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação