Custo de supermercado na Romênia

3
536
Foto: Pixabay.com
Advertisement

Custo de supermercado na Romênia.

Alegria de uns, desespero de outros, fazer o mercado pode ser um belo passatempo ou um grande pesadelo, e na Romênia não é muito diferente. Morando em Bucareste, encontro, perto de casa, desde mercadinhos 24 horas até grandes redes, algumas já conhecidas de muitos – Auchan, Carrefour, Mega Image, Kaufland, Lidl e Cora são alguns exemplos. Alguns oferecem a opção de compras online, mas por aqui a maioria das pessoas ainda vão até o mercado pessoalmente escolher seus produtos.

Devido ao número relativamente baixo de brasileiros no país, muitos produtos tradicionais da terrinha (como Guaraná, massa de pastel, algumas frutas, carnes com cortes comuns para nós) não são encontrados por aqui. Assim, nos resta tentar adaptar o que temos para conseguirmos ficar mais perto da gastronomia de casa (mas vamos deixar esse assunto para um próximo post).

Leia também: Dicas para alugar imóvel em Bucareste

Mas afinal, quanto custa fazer compras na Romênia?

Optei por montar para vocês uma tabela incluindo produtos que são utilizados pela maioria das pessoas no dia a dia. Obviamente, os valores variam de acordo com o mercado e com a marca do produto. Para este texto, tomei como base os valores disponíveis nos sites do Carrefour e Cora, que são os dois grandes que oferecem a opção de compra online e entrega direto em casa.

A tabela está com o preço na moeda local (RON), e o valor na conversão do dia em que escrevo este texto (1 RON = R$ 0,95). Na última coluna está uma explicação sobre o produto com aquele valor (se o valor é por unidade, ou por peso etc.) Além disso, como um mesmo produto pode ter valores diferentes de acordo com a marca, optei por deixar aqui o valor da marca média (nem a mais cara, nem a mais barata), com exceção de casos em que a marca é especificada (por serem marcas também encontradas no Brasil, portanto, facilitando a comparação).

PRODUTOVALOR MOEDA LOCALVALOR EM REAISOBSERVAÇÃO
ALIMENTAÇÃO
Achocolatado em pó (Nesquik)17,5816,70pacote 800g
Açúcar mascavo5,795,50pacote de 500g
Açúcar refinado3,893,69pacote de 1kg
Água5,214,94galão de 5L
Alface2,482,35unidade
Arroz5,835,53pacote de 1kg
Banana4,324,10kg
Batata1,791,70kg
Batata doce7,006,65kg
Bife36,9935,14kg de algo mais próximo do nosso bife patinho
Bisteca de porco11,9911,39kg, desossado
Café28,6827,24pacote de 1kg
Cebola2,192,08kg
Cenoura4,023,81kg
Cerveja2,502,37Heineken – latinha de 330ml
Coca-Cola

 

4,654,41garrafa de 2L
Creme de leite3,883,68caixinha 200ml
Farinha de trigo2,852,70pacote de 1kg
Feijão carioquinha9,038,57kg
Kiwi9,809,31kg
Laranja4,073,86kg
Leite3,893,691L
Maçã3,893,69kg
Margarina4,534,30pote 500g
Melancia1,491,41kg
Morango6,876,52bandeja 250g
Nutella10,9910,44pote 400g
Peito de frango21,9920,89kg, peito de frango desossado e sem pele
Pêssego4,274,05kg
Presunto27,9026,50kg
Queijo20,8919,84kg
Tomate3,593,41kg
Uva15,1414,38kg
HIGIENE
Papel higiênico14,0013,30pacote com 8 rolos
Sabonete3,283,11sabonete Nivea em barra, 100g
Shampoo14,4713,74Dove 400ml
Condicionador10,499,96Dove 200ml
Fraldas58,9055,95Pampers, pacote com 58 fraldas, tamanho 4 – 9kg
Absorvente6,576,24Always com abas, pacote com 10 unidades
LIMPEZA
Sabão em pó40,2338,21Omo 4kg
Amaciante11,5010,922L
Limpeza geral (CIF)8,618,17CIF 500ml

 

Alternativas

Além dos grandes mercados, existem também alternativas de lugares para a compra de alguns produtos, principalmente os naturais.

Leia também: Cultura brasileira em Bucareste

A cultura “rural” é muito presente no dia a dia dos romenos. Aqui em Bucareste, são muitos os romenos que, durante o fim de semana, vão para suas cidades de origem, no interior do país, e voltam com a mala cheia de produtos que são cultivados por suas famílias no quintal de casa. Por isso, para os que gostam de frutas, verduras e legumes fresquinhos, mas não têm um amigo com família que mora no interior, saibam que existem muitas feiras de rua onde são encontrados produtos mais frescos, direto do produtor, e muitas vezes mais bonitos e mais em conta.

Leia também: Dez curiosidades sobre a Romênia 

Uma das maiores feiras da cidade é a Piata Obor, em região central, que abre todos os dias e oferece uma oferta enorme de produtos. Além das frutas, verduras e legumes direto do produtor, existem também barracas bem curiosas que vendem, por exemplo, biscoitos, chocolate, balas – tudo por quilo, além de lojinhas com produtos bem específicos (lojinha indiana com muitas especiarias, lojas com venda de produtos como queijos, frios e linguiças de diversas regiões do país, entre outras opções).

Aliás, passear pela Piata Obor, mesmo que não queira comprar nada, é um passeio que eu gosto de chamar de cultural, pois é possível se jogar completamente na cultura local, estar em contato direto com pessoas que têm muito pouco (ou nenhum) contato com estrangeiros. Pode-se ver de perto uma das maiores variedades de produtos em um único lugar, ver as personalidades mais excêntricas da cidade, se divertir (ou se irritar) tentando negociar valores com os vendedores (se tiver algum domínio do idioma ou de mímica), entre outras coisas. Com certeza vale a pena tirar um sábado de manhã para esse passeio.

Barraca em Piata Obor. Foto: arquivo pessoal

Outra dica que deixo aqui são as famosas “plafar”. São lojinhas geralmente pequenas, super fáceis de encontrar por toda a cidade, que são especializadas em venda de produtos naturais/bio. Nelas encontra-se uma variedade enorme de chás, suplementos nutritivos, cereais, biscoitos integrais, produtos a granel como goji berry, quinoa, sementes, além de produtos de cosmética, entre outras opções que eu poderia passar horas aqui listando. É na plafar, inclusive, que encontro a “tapioca pudra” – o nome romeno para o nosso amado polvilho, usado para fazer pão de queijo.

Comprando com vale-alimentação

Uma informação útil para ter em mente também nesse tópico de supermercados é a questão do vale-alimentação. Se você tiver um emprego na Romênia, muito provavelmente receberá o vale como um dos benefícios da empresa. Em muitas companhias, o sistema ainda é “à moda antiga”, com vales em papel (que são aceitos na maioria dos lugares), mas hoje em dia várias empresas já optam pelo vale em forma de cartão (estilo cartão de débito). Esse último ainda não é aceito em mercadinhos menores, porém, é aceito tranquilamente nas principais redes de supermercados.

Os valores dos vales variam de acordo com a empresa, mas ficam entre 9,54 e 15,00 lei por vale (entre R$9,06 e R$14,25). O funcionário recebe um vale por dia trabalhado, sendo que para dias de falta, atestado ou férias, a empresa não paga alimentação.

Em resumo, dizer se fazer o mercado por aqui é “barato ou caro” é um pouco difícil, porque isso está diretamente ligado à cultura de cada um, aos hábitos de consumo e preferências que já vêm com todos nós. Pessoalmente, a sensação que tenho é que aqui na Romênia meu dinheiro rende um pouco mais na hora das compras, e me dou ao “luxo” de comprar coisas que não costumava comprar no Brasil. Mas de novo, isso irá sempre depender dos hábitos de cada um.

3 Comentários

    • Olá Juliandra!

      Obrigada pela leitura. Para fazer a tapioca por aqui, eu compro a “tapioca pudra”, que é o nosso polvilho, e hidrato ela. Depois de hidratada, é só peneirar e pronto! Você pode procurar no YouTube alguns vídeos de como fazer esse processo de hidratação, porque aprendi por lá. 🙂

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.