BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo Romênia

As grandiosidades e curiosidades da Romênia

As grandiosidades e curiosidades da Romênia

Foi depois de um tempo na Romênia que um fato curioso me chamou a atenção por aqui. Quando passei a entender melhor as propagandas na TV, na Internet, nos outdoors pela cidade, comecei a reparar que muitas dessas propagandas são feitas com muita ênfase na “grandiosidade” da coisa. Exemplo: um novo condomínio vai ser construído e é divulgado como “o melhor condomínio para famílias”. Sai um novo shopping divulgado como “o maior shopping da cidade”, e logo depois já vem o anúncio de um novo projeto de shopping que será “o maior shopping do sul do país”, e assim por diante. As coisas são muitas vezes anunciadas como “a maior” de uma determinada cidade/região.

Isso talvez seja tão cultural, que nenhum amigo romeno que eu tenha conversado tinha percebido isso antes. Para eles, isso é muito normal e não tem nada de curioso. Conversei com outros amigos que não são romenos, e alguns concordaram comigo. Confesso que não sei de onde exatamente vem essa cultura de “grandiosidade” (tenho algumas teorias na minha cabeça, mas por falta de embasamento prefiro deixar para lá), e enquanto pensava no tema a escrever este mês, tive a ideia de relatar algumas das coisas em que a Romênia é realmente grandiosa / a melhor / a maior. Vamos lá:

1) Salina Turda:  

Maior museu de minas de sal do mundo, essa salina na cidade de Turda, na região da Transilvânia, existe desde o século XVII. Recentemente foi remodelada e atualmente é aberta ao público com diversas atividades, tanto para saúde quanto para lazer. Além de ser o maior museu de minas de sal, o espaço oferece, também, um “parque de diversões”, com roda gigante, mesas de ping-pong, mini golfe, boliche, quadra poliesportiva, anfiteatro e lago com aluguel de barquinhos.

Visitar salinas é um costume bem comum aqui na Romênia, sendo que existem diversas pelo país onde as pessoas vão principalmente para tratamentos de saúde. Nenhuma, porém, é tão grande quanto a de Turda.  

2) Astra Museu:

Localizado na região de Sibiu, este museu é considerado a maior exibição etnográfica ao ar livre na Europa, sendo também considerado por alguns como o mais bonito museu ao ar livre do continente.

Em uma área de 96 hectares, o museu conta com cerca de 400 monumentos de tecnologia e arquitetura representando a tradição popular romena. Casas típicas de diversas regiões do país, moinhos, igreja, são algumas das estruturas que podem ser vistas aqui.

3) Beraria H:

Muito conhecida por todos os moradores de Bucareste, essa cervejaria fica no parque Herastrau e é considerada a maior cervejaria da Europa. Palco dos mais diversos eventos, passando de shows nacionais por apresentações de teatro infantil, noites temáticas e transmissões esportivas.

Para participar de alguns eventos pode ser necessário pagamento de entrada, mas em dias sem evento todos podem visitar o lugar para comer ou beber algo, ou apenas para dar uma olhada no imenso galpão onde está a cervejaria.

Leia também: Os parques de Bucareste

4) Therme:

Este complexo maravilhoso é um dos meus lugares preferidos na cidade para descansar. Apesar de ser anunciado como um lugar de Bucareste, a localização exata é em Otopeni, que faz parte da grande Bucareste.

Inaugurado em 2016, o Therme é o maior centro de relaxamento e entretenimento na Europa, contando com um complexo de piscinas, parque aquático com tobogãs, praia artificial, sauna, massagem, restaurante, bar molhado, enfim, diversas atividades. A grande sacada deste empreendimento é que as águas são termais, possibilitando que a imensa área coberta possa ser utilizada durante todos os períodos do ano, inclusive no inverno. Só no Therme você pode estar numa piscina a 30 graus enquanto do lado de fora está nevando.

Área de tobogãs no Therme

5) Prédio do Parlamento (“Casa do Povo”):

No miolo de Bucareste, o prédio do Parlamento é imponente e realmente grandioso. Chamado de “Casa do Povo”, o que percebe-se é que o povo romeno não tem lá muito orgulho deste prédio – que é o 2º maior prédio público do mundo.

Essa “falta de orgulho” vem pelo fato de este prédio ter sido construído pelo antigo ditador Nicolae Ceausescu, e para a construção uma área enorme foi devastada – pessoas foram retiradas de seus lares, casas e igrejas foram destruídas, tudo para satisfazer a vontade do ditador.  São 365 mil metros quadrados de área, 20 andares (sendo 8 deles subterrâneos) e 1.100 cômodos ao total.

6) Catedral Mantuirii Neamului (“Catedral do Povo”):

Esse último ítem é novidade. A catedral já foi inaugurada no ano passado, mas ainda não está 100% pronta. O fato é que essa já é a maior igreja ortodoxa do mundo.

Controvérsias rondam a construção da igreja, principalmente em relação ao dinheiro que a igreja recebeu de todas as esferas do governo para construir essa obra. Muitos concordam que investimentos em saúde e educação deveriam ser prioridade, ao invés da igreja.

Leia também: Meus 4 aprendizados em 4 anos fora do Brasil

Bônus: a Romênia também é destaque em alguns outros quesitos, que não precisam de muita explicação. Deixo aqui a título de curiosidade:

Related posts

Cinco curiosidades sobre Valência

Thais Maciel Gomes

Coisas que não devemos fazer na Coreia do Sul

Amanda Gomes

Como os argentinos socializam

Patricia Souza

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação