BrasileirasPeloMundo.com
Natal Pelo Mundo Polônia

Dia de São Nicolau na Polônia

Bem, finalmente estamos no mês de dezembro. A neve chegou antes do previsto – pelo menos nos últimos 3 anos -, pois, este ano, começou a nevar em novembro. As luzes já estão dando um toque especial às paisagens: ruas, praças, parques, palácios, e mesmo os shopping centers; tudo já está iluminado, pronto para o Natal. Pistas de patinação e mercados de Natal começam a tomar forma para o grande dia. E quando percebemos mesmo que uma das datas mais importantes do calendário cristão está chegando, é quando nos damos conta de que, hoje já é dia 06 de dezembro, dia de São Nicolau, na Polônia, o Mikołaj. Portanto, Dzień Świętego Mikołaja.

Há algum tempo, a Regiane falou um pouco sobre as tradições natalinas na Polônia que, diga-se de passagem, são muitas e um pouco distintas das nossas. O Natal polonês é  muito rico e diferente para nós, brasileiros. Por isso mesmo, ele é tão fascinante.

E no instigante exercício de se adaptar a uma nova cultura, desde que cheguei, resolvi mergulhar nesta experiência, para tentar entender o que acontece nessa data tão importante. Quando pensamos em Natal, logo associamos a data à família, e embora boa parte dela – que é fundamental para a composição deste quadro – estivesse tão longe, foi aqui que comecei a sentir o que realmente significa o Natal, em sua essência.

Dia de São Nicolau na Polônia

Pois bem, uma das peculiaridades que encontrei foi a celebração do Dzień Świętego Mikołaja. Este é o dia em que as crianças – segundo os pais e a tradição, as que se comportaram bem – aguardam a chegada daquele que as vai presentear, o Mikołaj. Na verdade, na manhã do dia 6, elas costumam encontrar doces e presentinhos sob seus travesseiros, nas meias penduradas na lareira ou nos sapatinhos. Segundo o imaginário popular, oriundo de lendas antigas, as crianças que tivessem seus calçados limpos, receberiam seus presentes. Muitas crianças também aguardam ansiosamente já na véspera até a meia-noite para ver e abrir seus presentes.

A troca de presentes entre amigos ou colegas de trabalho também costuma ser feita nesta data. O amigo secreto aqui é secreto mesmo, você nunca ficará sabendo quem o presenteou.

Sim, também há troca de presentes no dia de Natal, mas são duas coisas distintas, e posso dizer que, pelo menos na Polônia – uma vez que outros países europeus também celebram este dia-, o Mikołaj é bem mais tradicional para esse propósito, enquanto, no Natal, a real tradição cristã do nascimento de Cristo é preservada, contando com uma celebração mais introspectiva.

Além disso, em certas regiões da Polônia, quem traz os presentes não é uma figura personificada, mas uma estrela, Gwiazdor, em polonês. Isso tudo foi um pouco confuso para eu entender no começo, pois comecei a confundir São Nicolau com Santa Claus, Papai Noel, enfim, coisas de um mundo globalizado, sem fronteiras, cujas tradições vão se mesclando e se ressignificando. Aliás, é a partir da visualização da primeira estrela no céu que é dado o sinal, o começo do Natal, seja no dia 6 (dia de São Nicolau) ou no próprio dia de Natal.

Fonte: Pixabay.com
Fonte: Pixabay.com

De onde vem essa tradição?

De qualquer forma, a tradição, especificamente, remonta à Idade Média, quando certos costumes – como o de Ação de Graças, e por conseguinte, o hábito de presentear por gratidão a algo e, mais tarde, como forma de recompensa – foram fundindo-se com a figura de São Nicolau, cuja representação já carregava este simbolismo de uma figura benevolente, de longas barbas brancas, mitra dourada e manto vermelho.

E sobretudo porque ele fora um bispo, o bispo de Mira – região onde hoje, se encontra a Turquia. Vale lembrar que ele é um santo muito importante, não apenas na Igreja Católica, mas também na Ortodoxa. Muitos países da Europa Central e do Leste Europeu celebram o seu dia, sobretudo os países que têm a tradição do “dia do nome”, pois, afinal, hoje é dia de todos os “Nicolaus”.

Nicolau na PRL

Mas além do simbolismo e do significado religioso, vale lembrar que a tradição do Dzień Świętego Mikołaja como dia ganhou força mesmo na época da PRL (Polska Rzeczpospolita Ludowa) ou República Popular da Polônia, no período socialista, pois era muito importante ter as próprias tradições, em oposição ao que vinha de outras culturas, principalmente ao “grande capitalista norte-americano”. Após a abertura, pouco a pouco, influências de outras tradições natalinas – como a norte-americana – bem como o aspecto mais comercial da data natalina, foram sendo incorporados às festividades polonesas.

O fato é que, mesmo sabendo que há vários “papais-noeis” – reais ou não -, dos shoppings às festas em família, São Nicolau (ou qualquer que seja seu nome ou representação) e a chegada do Mikołaj, pelo menos em Varsóvia, é um grande acontecimento. Famílias vêm de outras cidades menores, com suas crianças, para aguardar a sua chegada, na Praça do Castelo Real (Plac Zamkowy), admirar a grande árvore que há em frente ao castelo, as luzes da cidade, os sinos das Igrejas. Não importa de onde surgiu a lenda ou quantas alterações ela tenha sofrido ao longo dos séculos, o que é bonito de se ver nesta data é o sentimento de união e gratidão pela vida.

O lado positivo de manter a lenda viva

Pode parecer besteira para alguns, mas é importante manter o lúdico no imaginário infantil, onde há uma figura que traga sonhos, que recompense boas as boas ações, afinal, o mundo está tão bruto ultimamente, não?

Aos poucos, os pequenos crescerão e sairão do mundo da fantasia, mas este mundo não sairá deles, jamais. Eles, por fim, passarão a entender que há alguém no mundo “real” que provê a parte material, que também é necessária para o nossa subsistência, mas não é o fundamental.

Com o tempo, eles passarão a entender que presentear é bom, dar é mais prazeroso do que receber, ainda mais quando se é feito de coração. Coisas pequeninas, feitas à mão ou um simples cartão com uma mensagem à família distante, isso é o que importa no final, pois o sentido real dessa festa tão linda – independente da religião – é a partilha, a união e o perdão, aos outros e a nós mesmos.

E você, como é o Natal no país ou região brasileira onde mora? O que você pensa sobre o simbolismo dos presentes, seja na figura do Mikołaj, do Papai Noel ou qualquer seja o nome que ele receba? Conte para gente aqui nos comentários.

Wesołych świąt (Boas festas) e até a próxima!

Leia também sobre as lendas polonesas, parte I e parte II

Leia mais sobre Natal Pelo Mundo

Related posts

Sendo cristã em um país muçulmano

Pollyane Martins

Na Índia tem Natal?

Kate Yamaguti

Pratos favoritos de Natal pelo mundo

Ann Moeller

4 comentários

Luciane Bindes Dezembro 7, 2016 at 12:39 am

Olá Vivian gostei muito das suas explicações sobre São Nicolau na Polônia, acho que também fazia uma confusão com Santa Claus. Sou Luciane Bindes também brasileira e a um ano e quatro meses moro em Varsóvia, apesar do frio intenso que para mim é um pouco difícil estou amando a experiência de conhecer essa cultura tão rica dos poloneses, penso que ainda tenho muito que pesquisar e aprender. Feliz por encontrar seus posts com muitas informações. Parabéns pelo trabalho! Abraço

Resposta
Vivian Kulpa Dezembro 14, 2016 at 9:30 pm

Olá Luciane!

Obrigada pelo seu comentário!

Sim, era um pouco confuso mesmo para mim, pois são muitas tradições que vão se mesclando e se transformando ao longo dos anos.
Você mora em Varsóvia. Já conhece o grupo Brasileiras na Polônia? Fazemos encontros mensais aqui na capital.

Mais uma vez obriagada pelo carinho.
Abraços,
Vivian

Resposta
Luciane Bindes Dezembro 19, 2016 at 9:24 pm

Olá Vivian! Sim moro em Varsóvia e tenho acompanhado as publicações do “Brasileiras pelo Mundo” pelo facebook, porém, não sei exatamente como funciona e tampouco quais brasileiras que vivem na Polônia e participam desse grupo. Tenho curiosidade de saber mais, caso tenha disponibilidade de me informar pode me contactar pelo meu e-mail. Um abraço e obrigada!

Resposta
Vivian Kulpa Dezembro 20, 2016 at 5:40 pm

Olá Luciane!
Fico feliz que você nos acompanhe pelo Facebook também. Aqui na Polônia, há já existe um grupo crescente de brasileiras, sobretudo em Varsóvia.
Vou deixar aqui o link para você nos acompanhar também.

https://www.facebook.com/groups/1650629498508851/

Bjs,
Vivian

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação