BrasileirasPeloMundo.com
Bélgica Dicas para abrir conta bancária pelo mundo

Eficiência é tudo na Bélgica

Eficiência é tudo na Bélgica.

Administrar duas contas bancárias no Brasil me gerou tamanho trauma, que evitei o quanto pude abrir uma conta aqui. Quando se tornou necessário, ouvi muita gente anunciar a complexidade do sistema bancário para os belgas, ainda não conheci todo o sistema, mas no que diz respeito a abertura de contas, não tive nenhuma dificuldade.

Depois de me informar sobre os vários bancos daqui, pesquisar sobre taxas, serviços e cobertura, escolhi dois que atendiam melhor as minhas necessidades.

Aqui os bancos cobram uma taxa tipo a manutenção de conta cobrada pelos bancos no Brasil, e para quem como eu não tem uma renda mensal, manter uma conta bancaria na Bélgica pode gerar custos desnecessários e acabar no prejuízo.

Mas os dois bancos que escolhi ofereciam uma modalidade de conta totalmente gratuita mas com a condição de movimentação quase que totalmente pela internet e/ou telefone, incluindo a abertura.

No site do primeiro banco que escolhi, preenchi o formulário para solicitação de abertura e recebi a informação de que só seria possível concluir a abertura na agência presencialmente e com hora marcada (aqui qualquer serviço mais especifico, só com hora marcada). Passei para o próximo banco, preenchi o formulário novamente, e recebi a informação de que minha solicitação tinha sido registrada mas a aceitação ficava a critério de uma avaliação do banco e a resposta viria posteriormente por e-mail.

Minutos depois, recebi no e-mail a confirmação com um pedido para aguardar o contato via correios do banco, era uma sexta-feira. Na segunda, recebi em casa um grande envelope, com uma carta de apresentação da minha agência e do gerente da conta, junto com os documentos que precisavam da minha assinatura, um outro envelope já preenchido (e pago), tudo em duas vias e com a indicação clara de onde devia assinar (fiquei impressionada com a clareza das informações dos documentos, normalmente isso é tudo tão confuso!). Neste envelope ainda tinha uma maquininha parecida com uma calculadora, que serve para liberar códigos e senhas de desbloqueio para a realização das operações bancarias via internet banking, isso para nos oferecer maior segurança.

Leia também: cidadania belga

Preenchi o formulário, assinei todos os documentos, anexei a cópia dos documentos que eles me pediram na carta de apresentação, coloquei tudo no envelope que eles me deram e enviei para o banco.

Na mesma semana, comecei a receber as cartas com o cartão e as senhas (uma senha para cada tipo de serviço), tudo em envelopes separados, também como medida de segurança.

Foi tudo tão pratico e simples que desconfiei, já imaginei que teria outras dificuldades, como contato com gerente, mal atendimento e etc. No Brasil, a gente aprende muito cedo que quando o assunto é banco, todo cuidado é pouco e o desgaste é muito. Minha surpresa veio quando ao cadastrar meus dados de acesso a conta, surgiu uma dúvida boba, cuja resposta estava na minha frente e eu não tinha visto, mandei desanimada um e-mail para o gerente que me respondeu, acreditem, dois minutos depois. Eficiência é tudo!

Leia também: pratos típicos da culinária belga

Até hoje não tive decepções com a minha escolha, na verdade o banco ainda me surpreende. Dias atrás bloqueei meu acesso ao internet banking e para desbloquear, só por telefone! Já sofri antes pensando no chá de cadeira e na complicação de resolver tudo no meu sofrido e restrito francês, mas a telefonista percebeu rápido e me perguntou se eu gostaria de receber atendimento em português. Tudo bem que não era um português brasileiro e nativo, mas achei bacana terem um funcionário disponível no meu idioma e ainda resolveram tudo em menos de 7 minutos. Já falei antes sobre a forte presença brasileira aqui na Bélgica, para ler mais clique aqui.

Parece pouco, mas para quem passou meses tentando acessar um aplicativo instalado e cadastrado do banco mais popular do Brasil, recorreu a rede social e todos os canais de atendimento sem sucesso, desistiu e decidiu resolver pessoalmente: esse pouco foi tudo!

A bientôt.

Related posts

O melhor de Bruxelas

Bia Noronha

Encontrando e Mobiliando um Apartamento na Bélgica

Ana Elisa Miranda

Visto para morar na Bélgica casando com um brasileiro

Bárbara Araújo

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação