BrasileirasPeloMundo.com
Empregos Pelo Mundo Nova Zelândia

Empregos para estudantes na Nova Zelândia

Auckland - Empregos

Empregos para estudantes na Nova Zelândia.

Estudantes podem trabalhar 20 horas por semana na Nova Zelândia, em empregos de meio período. Nas férias, podem trabalhar 40 horas semanais. Se você está planejando trabalhar, tenha em mente que você vai provavelmente começar no setor de Hospitality (hotéis, bares, restaurantes).

É difícil encontrar um emprego na sua área se você não tem experiência no país e trabalhando em cafés e restaurantes é o jeito mais rápido de entrar em contato com kiwis (como são conhecidos os neozelandeses). Se você vem apenas passar uma temporada estudando inglês, é legal juntar um dinheirinho e viajar pelo país antes de ir embora.

Infelizmente, no Brasil, muita gente tem uma visão ruim dos chamados ‘subempregos’, mas na NZ são empregos como outro qualquer. Têm muitas vagas em restaurantes, hotéis, cafés, e casas de repouso em Auckland e nas cidades maiores, como Wellington e Christchurch.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar Nova Zelândia

Antes disso…

Há quatro coisas que você precisa saber antes de procurar emprego na NZ.

  • Currículo neozelandês.
  • Cover Letter (carta de apresentação).
  • IRD number – como se fosse o CPF da NZ.
  • Chip neozelandês.

O modelo do currículo pode ser encontrado facilmente na internet. Um dos meus sites favoritos é o Seek. Tem uma área dedicada para dicas de currículos e cover letters. As escolas de inglês, cursos de nível 7 e universidades sempre têm alguém pra ajudar os estudantes, então peça ajuda na coordenação!

O modelo básico é: detalhes pessoais, experiência de trabalho, habilidades e conhecimento – idiomas, informática, qualquer coisa que você saiba fazer relevante para a área – educação e referências.

Dica: Você irá precisar de, no mínimo, duas referências para o seu currículo. Para estudantes sem experiência no país, é comum usar professores ou até alguém da homestay (local de hospedagem).

Leia também: custo de vida na Nova Zelândia

A cover letter é basicamente uma carta em que você escreve sua experiência, habilidades e o porquê de querer trabalhar naquela empresa. Geralmente é endereçada para alguém do RH ou o responsável pela vaga. É importante fazer uma cover letter específica para cada vaga a qual você irá se candidatar. Leia a descrição da vaga e veja se você tem as habilidades necessárias para descrevê-las na carta. Você encontra modelos de cover letter no Seek também.

Dica: Se você não tem ‘experiência kiwi’, um requisito bastante pedido, demonstre interesse e disposição. Muitos empregadores valorizam a sua personalidade e ter uma atitude positiva te ajudará na hora da entrevista!

O IRD number é a primeira coisa que você precisa fazer antes de procurar emprego. Muitas escolas ajudam os estudantes, mas se a sua não ajudar, tudo o que você precisa fazer é ir até uma Inland Revenue e preencher um formulário. Não se esqueça de levar o passaporte!

O seu número ficará pronto em 10 dias, mas você pode ligar na Inland Revenue depois de alguns dias e perguntar se já está pronto. Eles te pedirão seu nome completo e, se estiver tudo OK, vão te passar seu número. Anote em um lugar seguro porque você irá precisar passá-lo para seu empregador.

É possível comprar um chip para celular no aeroporto mesmo, logo que você chegar. Eu comprei o meu assim que sai dos portões de desembarque e escolhi um plano mais barato para estudantes.

Procurando emprego

Distribuí currículos em restaurantes, bares e cafés perto da minha casa e da escola por algumas boas semanas, até receber uma resposta. Esse método é bom na alta temporada – dezembro a fevereiro – quando esses lugares precisam de mais funcionários. Comecei em abril, logo que cheguei, e apenas consegui um emprego em junho.

Dica: faça várias perguntas para o empregador se ele te chamar para fazer um teste. Eu tive algumas péssimas experiências em alguns locais, com pessoas que não queriam me pagar direito, fazer um contrato, e até trabalhar de graça como treinamento por um mês! Entenda o que você irá fazer, quantas horas irá trabalhar, e dê uma olhada no ambiente de trabalho para evitar esse tipo de coisa.

Leia também: como validar o diploma na Nova Zelândia

Em junho, eu finalmente consegui um emprego na área de eventos de um hotel, através de indicação de uma amiga. Na NZ é bem comum conseguir emprego assim. Os empregadores confiam mais na indicação de alguém de dentro da empresa. Se você não conhece ninguém, pode pedir uma carta de indicação de um professor. Ou ir perguntando para amigos se eles conseguem algum lugar.

Se procurar pessoalmente não deu certo, é hora de tentar online. Na NZ, os sites mais comuns para procurar emprego são: Seek, Indeed, Trade Me e, exclusivamente para estudantes, o Student Job Search. Este site tem mais diversidade de vagas e, quem sabe, você não consegue algo na sua área? Seja persistente e continue aplicando!

Agências de recrutamento também são uma boa ideia, mas você tem que ficar no pé deles e sempre checar o site para agilizar. Uma empresa bastante conhecida entre as escolas e estudantes é a Bestaff, que treina estudantes para trabalhar em eventos. Muitos brasileiros trabalham nesse local.

Dica: Traga camisas brancas e pretas, calças pretas e sapatos pretos, se puder. Esse geralmente é o uniforme pedido pelas empresas. Alguns locais têm seu próprio uniforme, mas são bem poucos.

Também há a opção de mandar o currículo para o banco de dados de empresas que você esteja interessado. É agora que a cover letter entra em ação! Mesmo que algumas vagas não peçam cover letter, é sempre bom escrever uma para que o empregador conheça um pouco de você. Quando surgir uma vaga que combine com seu perfil, a empresa entrará em contato.

Leia também: quanto custa fazer supermercado na Nova Zelândia

Pode demorar algumas semanas para você ouvir uma resposta, por isso se candidate para várias vagas online – mas não a ponto de se perder e não saber para qual empresa se candidatou. Seja persistente!

Ligue na empresa se ninguém entrou em contato e peça para falar com alguém do RH. É bem comum fazer isso. Às vezes, você consegue por insistência. Lembre-se que os neozelandeses são relax e em alguns casos isso se reflete na vida profissional deles. Ou seja, a vida pode passar devagar por aqui.

Nível de inglês

O nível de inglês para empregos de Hospitality varia muito. Pode ser que no lugar que você trabalhe, inglês fluente não seja um requisito. Onde eu trabalho, por exemplo, a maioria dos funcionários são estudantes estrangeiros e as pessoas são compreensíveis se eles não entendem alguma coisa.

Ainda assim, ter um inglês bom abre muitas portas! Você precisa pelo menos saber manter uma conversa. Para quem não fala nada do idioma, pode ser difícil no começo – especialmente até os ouvidos se acostumarem com o sotaque dos kiwis – mas continue estudando e pratique sempre que puder.

Na hora da entrevista

Fique calmo, seja você mesmo, e demonstre entusiasmo pela vaga. Estude sobre a empresa. Mesmo se você não domina o inglês, mostre que está estudando para se aperfeiçoar. Como eu disse, a personalidade é um fator importante. As entrevistas não diferenciam em nada das entrevistas no Brasil.

Deixem suas dúvidas nos comentários e eu vou tentar respondê-las da melhor maneira possível. Eu sei que é muita informação para absorver de uma vez só. Boa sorte!

Related posts

Emprego no Uruguai

Adriana Molha

Como imigrar para a Nova Zelândia

Juliana Richter

Fiquei desempregada na Alemanha. E agora?

Patrícia Souza

2 comentários

Wanessa Outubro 27, 2017 at 5:24 pm

Oi, Natália! Gostei muito dos seus esclarecimentos. Estamos na fase de planejamento da viagem, eu e meu esposo resolvemos estudar inglês e passar uns 6 meses na NZ, estamos pesquisando bastante, mas precisamos do “feeling” de alguém q conhece mais de perto, como vc. Vc acha que no alto dos nossos 36,37 anos conseguiremos concorrer com os mais novos? Existe aí em preconceito velado , como aqui no Brasil, ou todos somos vistos por igual? Não nos importamos de atuar em bares , restaurantes etc…porq mesmo com formação nossos primeiros empregos no Brasil foram nessa área, mas o receio é que sejamos preteridos pelo fator idade..

Resposta
Natália Souza Novembro 26, 2017 at 9:55 am

Oi Wanessa!

Eu nunca vi preconceito com idade aqui. Já conheci brasileiros com mais de 30 anos que vieram pra cá trabalhar e conseguiram ficar. Já vi outros estrangeiros conseguirem trabalho também. Podem vir com tranquilidade que vão conseguir emprego sim! Pode demorar alguns meses, mas com o tempo vocês vão encontrar. Aqui os empregadores levam muito em conta a sua personalidade acima de tudo e se vai se encaixar na empresa. Basta mostrar disposição e vontade de aprender! 🙂 Dá uma pesquisada em agências de recrutamento e pede ajuda da escola de inglês, pois elas ajudam bastante.

Boa sorte pra vocês! Se tiverem mais dúvidas, é só perguntar.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação