BrasileirasPeloMundo.com
Nova Zelândia

Como encontrar um estágio na Nova Zelândia

Estágio na Nova Zelândia

Como encontrar um estágio na Nova Zelândia.

Uma opção para melhorar suas chances de encontrar um emprego na Nova Zelândia é fazer um estágio. Já falei sobre como encontrar um emprego sendo estudante e networking, e agora é hora de falar um pouco sobre a cultura do estágio no país. Se você pretende ir para a Nova Zelândia estudar em uma universidade ou fazer um curso de nível 7, estas dicas podem ser úteis.

Os estágios geralmente não são pagos e são de apenas quatro horas. O ritmo de trabalho pode variar de empresa para empresa. Tem estudante que não faz muita coisa e tem estudante que tem uma boa quantidade de trabalho e consegue aprender muito com a experiência. Tudo depende da sua empresa e de como você se comporta nela.

Durante o meu curso, fiz um estágio de três meses no YMCA Tauranga, em uma cidade no estado de Bay of Plenty. Não sei como estão as regras do estágio na escola em que estudei agora, mas quando estudei lá eu tinha a opção de ir para outra cidade se quisesse. A maioria das escolas de nível 7 inclui na grade curricular estágios de três meses, porém conheço pessoas que estudaram em escolas sem esta opção e mesmo assim procuraram estágio por conta própria.

Fazer um estágio é uma boa ideia porque se você está planejando trabalhar na sua área, é necessário ter ‘experiência neozelandesa’. Mas como você pode adquirir essa experiência se as empresas não vão querer te contratar sem experiência neozelandesa? Por meio de um estágio.

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar na Nova Zelândia

Pessoalmente, eu acho meio chato que as empresas não dão nenhum tipo de ajuda de custo para os estagiários, como acontece no Brasil. Mas não cabe a mim querer que o sistema inteiro mude, não é mesmo? Então, o melhor a fazer é se adaptar as leis locais e tirar o melhor proveito da situação.

Por onde devo começar?

Se sua escola exige um estágio na grade, ela provavelmente vai ajudar você a encontrar uma empresa do seu gosto. Na Nova Zelândia, além de experiência e habilidades, o ambiente de trabalho é bastante importante e geralmente as pessoas procuram vagas em empresas as quais tem afinidade. É a mesma coisa com o estágio.

Você também pode tentar encontrar algo por conta própria, entrando em contato com empresas. Lembrando que os neozelandeses demoram muito para responder e-mails, então é importante ligar para as empresas também. É fácil encontrar o nome dos gerentes nos sites das empresas e você também tem a opção de ligar e perguntar. Os neozelandeses são bem eficientes no quesito de prestação de contas e transparência.

Recomendo mandar um e-mail explicando a proposta do estágio e informações sobre seu curso e sua escola. Foi assim que consegui meu estágio por conta própria. Eu queria ter a opção de trabalhar fora de Auckland e conhecer outros lugares do país.

A escola também auxilia na formatação do currículo a ser mandado para a empresa. Geralmente, as escolas oferecem um workshop simples para os estudantes aprenderem sobre o ambiente de trabalho na Nova Zelândia, currículo e cover letter.

O próximo passo após o contato é a entrevista caso a empresa esteja interessada. A entrevista é como qualquer entrevista de trabalho. Não tem segredo! As pessoas são geralmente mais flexíveis levando em conta que estão falando com um estudante sem experiência profissional.

Tem alguma chance de contratação?

Depende da empresa. Algumas pessoas conseguem ser contratadas, outras não. O importante é mostrar que você está disposto a aprender, trabalhar com responsabilidade e conversar com seus chefes sobre isso. É, basicamente, o mesmo processo do Brasil. Mesmo que você não consiga um emprego, terá experiência na área que poderá ajudar na conquista de uma vaga de emprego.

Recomendo também continuar trabalhando de graça em empresas por algum tempo. É uma boa forma de conhecer pessoas e ganhar mais experiência no país. Como estrangeiro, você terá que fazer mais do que os locais para ser notado. É uma regra que acredito ser a mesma para todos os estrangeiros, independente do país de origem e do país desejado para a imigração.

Dica: Você também pode procurar por New Graduate Programs nos sites de procurar emprego, como Seek ou Indeed. Geralmente, em Fevereiro e Agosto as empresas começam a disponibilizar vagas para recém formados. Se você finalizar um curso profissionalizante no país, também poderá participar. Não precisa ser necessariamente um graduação em uma universidade.

É mesmo uma boa ideia?

Talvez você esteja pensando que trabalhar de graça não é uma ideia tão boa assim, mas conheço pessoas que foram efetivadas após o estágio ou fizeram contatos que as ajudaram a encontrar um emprego melhor. É tudo uma questão de saber aproveitar a oportunidade. Mesmo que seu estágio não seja muito bom, tente focar em conhecer pessoas e conseguir experiência.

Quando comecei a procurar emprego após o meu curso, algumas empresas me fizeram a proposta de um estágio de três meses. É uma maneira de eles checarem seu trabalho e se gostam da sua personalidade. Lembre-se que os neozelandeses levam muito em conta a maneira como você se comporta no trabalho, se é amigável e participativo. Personalidade e experiência valem muito para eles.

Esta é apenas uma dica de um possível caminho para encontrar emprego na Nova Zelândia. Há vários métodos e eu sugiro tentar todos se você realmente deseja imigrar. Nunca se sabe o que pode acontecer, certo?

Related posts

Como matar a saudades do Brasil sem sair da Nova Zelândia

Gabriela Nunes

Como é procurar pelo primeiro “subemprego” na Nova Zelândia

Roberta Crossley

Imigrantes, quem somos nós?

Vanessa Coelho Trajano

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação