BrasileirasPeloMundo.com
Eslovênia

A Eslovênia é saudável por natureza

Quem lê meus textos já deve ter visto muitas fotos da Eslovênia e, portanto, deve ter percebido o verde como cor predominante. O verde é a cor que representa o país. Verde dos campos, dos bosques, da natureza.

Bonita e verde por natureza, a Eslovênia nos inspira a uma vida saudável tanto quanto a França nos inspira à arte.

Aqui, em geral, as pessoas possuem hábitos bem saudáveis e quando digo isto não estou falando de pessoas que vivem malhando em academias ou vivem de regime etc. Pelo contrário, elas comem bem e comem um monte de queijos, salames e bebem muito vinho, até porque e impossível resistir. Acontece que todo mundo, do netinho à bisa, faz caminhadas. As caminhadas aqui são parte, como escrevi em um texto anterior, do pós almoço. Muita gente caminha e sobe um “montinho” aqui, outro ali.

As crianças são incentivadas a praticar todo tipo de esporte desde pequenas. Os mais populares são ginástica (telovadba– um tipo de ginástica para crianças entre 3 e 6 anos, que inclui diversos exercícios combinados), basquete, natação, judô entre outros. Desde pequenas as crianças são ensinadas a andar de bicicleta e na escola fazem uma prova, pois faz parte do currículo. Nadar, andar de patins e esquiar também são praticados desde pequenos. Dificilmente uma criança chegará aos 6 anos sem saber essas quatro modalidades de esporte. Claro que depende dos pais, do que eles são mais inclinados a praticar, mas em geral esses são esportes básicos que toda criança deve aprender, até porque na escola elas fazem excursões no inverno para estações de esqui, por exemplo.

15327541_1095058950617186_1526718980_n
Foto: arquivo pessoal – Tina Maze me dando uma” forcinha”

Sendo incentivado desde cedo, fica fácil tornar-se um adulto que gosta de esportes. Os esporte são praticados durante todo o ano, há os de verão e os de inverno. Como aqui há estações de esqui, fica fácil, além do que, é possível ir esquiar em muitos lugares devido à proximidade com outros países, como a Itália, a Áustria e a Suíça. Eu me surpreendi a primeira vez que fui esquiar. Não vou comentar no que deu. As propagandas mostram, em geral, pessoas lindas, bonitas e jovens esquiando, mas a maioria das pessoas que estavam la eram vovós e vovôs, ou pessoas de meia idade. Há também muitos jovens e depende da estação de esqui, mas posso afirmar que há muitas pessoas acima de 60 anos deslizando alegremente montanha abaixo. E crianças. Uma fofura, aqueles pitocos de meio metro todos vestidos e com seus mini esquis estreando na neve.

Ou seja, esquiar não tem idade. Acho que tem é nacionalidade, porque para alguém dos trópicos colocar aquela roupa toda, carregar esquis, sentir frio, é difícil. Mas a gente se acostuma e tenta se inspirar, tipo eu aí em cima na foto com a Tina, porque se a Tina não me inspirar, aí não tem jeito!

Esquiar é esporte nacional e dele saem grandes atletas eslovenos, como Tina Maze, a esquiadora super campeã olímpica dos jogos de inverno. Tina começou a esquiar aos três anos, estreou aos 15 e ganhou sua primeira medalha ao 18. Depois não parou mais e subiu ao pódio mais de 80 vezes. Em 2017, encerra sua carreira vitoriosa.

Outro super campeão mais atual e jovem é Peter Prevc. Nascido em 1992, aos 8 anos entrou para a escola de saltos com esqui e em 2009, aos 17 anos, subiu ao pódio pela primeira vez. A partir daí ganhou várias medalhas e bateu o   recorde mundial de salto com esqui. Continua competindo, ganhando e sobretudo inspirando crianças e jovens. Minha filha é super fã.

O futebol por aqui não é tão popular, mas sim o basquete, que tem como estrelas os irmão Dragic: Zoran e Goran, este último, jogador da NBA.

Mesmo sendo um país pequeno, vê-se o resultado do investimento em esportes nos resultados gerais dos atletas eslovenos. Na última olimpíada no Brasil, a Eslovênia, levando em conta sua população e o número de atletas que enviou, saiu-se bastante bem.

O esporte, mais que parte de currículo, obrigação de manter a forma etc., deve estar integrado ao dia a dia da criança e creio que seja por este motivo que aqui ele é tão naturalmente aceito.

Andar de bicicleta não requer muito e na Eslovênia é o transporte mais usado, especialmente se você mora na capital Liubliana. De manhã é possível ver a família toda indo para seus compromissos de bicicleta: pai de terno, mãe de salto alto carregando o filho menor na cadeirinha de sua bicicleta e às vezes dois ou mais filhos seguindo em suas mini bicicletas.

Opções de esportes e locais para praticá-los não faltam. No verão, há vários locais onde você pode praticar patinação, stand up paddle, canoagem, rafting, montanhismo, escalada e vela, entre outros. Há muitas maratonas também. O ciclismo está entre os esportes mais praticados.

No inverno, esqui, patinação no gelo e todos os demais esportes em clubes fechados.

Se você curte vida saudável, no mar, na terra, no alto (montanhas), em tempo quente ou frio. Se gosta de adrenalina, natureza e ar livre, já sabe onde ir. Ouse. Não? Ah, tem capoeira, ioga e muito verde para contemplar.

Related posts

Casamentos de sonhos na Eslovênia

Marta Berglez

Sistema Educacional da Eslovênia

Marta Berglez

Idioma esloveno

Marta Berglez

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação