BrasileirasPeloMundo.com
Bélgica Natal Pelo Mundo

Festas religiosas cristãs na Bélgica

Achei muito curioso quando descobri que quase toda festa religiosa cristã, aqui na Bélgica, termina com presentes para as crianças.

São Nicolau: 1º presente

O Natal é a primeira festa religiosa cristã que associamos a presentes, certo? Mas por aqui, antes mesmo do Natal chegar, os belgas comemoram o dia de São Nicolau, em 6 de dezembro.

São Nicolau é um velhinho (que mais parece um bispo por causa de seu chapéu e manto vermelho) que mantém um livro sobre o comportamento das crianças. As comportadas têm direito a presentes, as com mau comportamento, diz a história, são colocadas no fundo do saco de seus ajudantes, os Zwarte Pieter.  Para as crianças belgas francófonas, São Nicolau chega do céu montado em seu cavalo. Para as crianças que falam holandês, ele vem da Espanha de barco.

Independente de como ele chega, é sempre uma grande festa por aqui. Todas as lojas e supermercados são enfeitados de vermelho e dourado e vendem chocolates e biscoitos de canela (speculoos) na forma de São Nicolau. Todo ano os noticiários mostram a chegada dele nas escolas. É a data em que as crianças mais recebem presentes (dos pais, dos avós, ele passa na casa de todos os parentes), além de muitos muitos doces, muitos mesmo!

Natal: 2º presente

Dizem que o Papai Noel foi inspirado na figura de São Nicolau.  E falando no bom velhinho, ele não existia até pouco tempo, sua figura ainda não tem uma repercussão tão grande como no Brasil. Mas com a globalização, TV, e principalmente com tantos imigrantes, o Papai Noel acabou sendo incorporado à cultura e vem ganhando força aos poucos.

Antigamente as crianças belgas só ganhavam presentes no dia 6 de dezembro. No Natal era a vez dos adultos trocarem presentes. Em minha opinião, devia ser mais interessante, pois se preservava a ideia religiosa da data que hoje para nós virou tão comercial. Mas o fato é que hoje as crianças ganham presentes de São Nicolau e do Papai Noel.

Chocolates e bolacha speculoos no formato de São Nicolau. Arquivo pessoal.

Ano Novo: 3º presente

Passado o Natal é hora de comemorar o novo ano que se aproxima, época de promessas e renovação. E nada melhor para começar o ano do que com presentes, não é? Pois é este o costume por aqui, nada de pular ondinhas (até porque é inverno).

Os belgas não chegam a trocar presentes como no Natal. Nessa época, a tradição manda os mais velhos darem dinheiro aos mais novos. Daí é uma correria para visitar a parentada para desejar um bom ano. Nem todos aderem, vira obrigação principalmente dos pais, avós e padrinhos. Confesso que fiquei um pouco chocada quando ouvi isso.

Carnaval: 4º presente

O Carnaval na Bélgica não é tão grande como no Brasil ou na Alemanha, mas pelo menos não passa em branco.

Por aqui também acontecem desfiles; o mais famoso na cidade de Mons (Bergen), conhecido como Carnaval de Binche, ou o da cidade de Aalst (Alost),  que atrai principalmente adultos e quem quer folia. Mas as Communes (prefeituras) também organizam desfiles em conjunto com escolas ou grupos culturais, para divulgar um pouco da tradição de danças e vestimentas locais.

Carnaval de Binche, em Mons/Bergen (photo credit: Belgique – Carnaval de Binche 2015 (Vol 7) – La Belle et les Gilles via photopin (license))

E sabe quem vai lotar as ruas para ver os carros alegóricos? As crianças, claro. Isso porque é quase obrigação de quem está desfilando jogar balas e presentinhos (brinquedinhos do tipo “made in China”) para o público. E a criançada vai à loucura na disputa pelas balinhas, carrinhos, pulseirinhas… Nunca pensei em associar a folia do Carnaval com presentes, mas pensando bem, por que alguém iria querer ver um desfile, por vezes bem mixuruca (se comparado ao Brasil), no meio do inverno? Por aqui é que não dá para brincar de jogar bexiga d’água.

Páscoa: 5º presente

Agora sim, a época dos gulosos chega e, estando na terra dos chocolates, é alegria dobrada. Não via a hora de comer aqueles coelhões de chocolate. Você deve estar pensando que o presente desta festa religiosa é para lá de óbvio: chocolate. E está certo, mas só pela metade.

Foto do site Pixabay.com

Os coelhinhos e ovinhos (e galinhas) de chocolate também existem por aqui e são espalhados pelo jardim para as crianças procurarem, exatamente como no Brasil. Mas não se espante ao ver também presentes (brinquedos mesmo, como Barbies ou carrinhos) embrulhados e espalhados nos jardins. Não são muitos, no geral só um por criança, mas são esperados e fazem parte da tradição. Pois é, além de chocolate as crianças ainda ganham presentes.

O interessante sobre a Páscoa é observar essa cultura belga dividida: para as crianças que falam holandês, quem traz os chocolates e presentes é o coelhinho da Páscoa; já para as francófonas, são os sinos de Roma que vêm tocar por aqui, espalhando as guloseimas.

E assim já são pelo menos cinco datas em que as crianças esperam ansiosas por presentes, isso fora o aniversário. Ainda bem que não existe dia das crianças por aqui, senão acho que os pais iriam à falência.

Related posts

Imposto de renda na Bélgica

Elisa Penna

Coabitação na Bélgica

Ana Elisa Miranda

Nem tudo são flores, na Bélgica tem lixo

Bruna Cely Silva

6 comentários

Jéssica Martins Dezembro 8, 2015 at 10:01 pm

Gente se for ver é presente pra caramba ne? E ainda me perguntam pq não temos dia das crianças por aqui hahaha. Bjs

Resposta
Tábata Senna Dezembro 9, 2015 at 9:24 am

Pois é! Dia das crianças pra quê? Aliás por que raios inventaram o dia das crianças no Brasil?
Imagine você quando criança, ganhando ovos de Páscoa e um vide-game, pulando Carnaval e colecionando brinquinhos e pulseiras, desejando feliz ano novo e recebendo dinheiro para torrar nas promoções de janeiro, nada mal né? Mas daí a criança só pensa em presente né, não dá valor às datas e o que elas simbolizam, claro que isso depende da educação de cada família, mas acho triste.

Resposta
Juliana Brandão Dezembro 10, 2015 at 8:51 pm

E como se ganha presente nesse país, hein?!

Acho que não é um bom país para se ter filhos hehehehe é muito presente.

Beijoo

Resposta
Tábata Senna Dezembro 14, 2015 at 2:45 pm

Pois é! Hahah… Ainda bem que existem lojinhas mais baratas para poupar nossos bolsos.

Resposta
Erika Carneiro Dezembro 15, 2015 at 11:08 pm

Tábata, querida, agora que pude ler inteiro, adorei saber dessa tradição dos presentes e das diferenças entre francófonos e flamengos, sempre aprendendo com os posts.
Beijo grande

Resposta
Tábata Senna Dezembro 16, 2015 at 12:51 pm

Também adoro ler os posts do blog, sempre descobrindo mais sobre esse mundão. Mas depois que li o seu texto sobre “os 13 papais noéis” confesso que fiquei em dúvida sobre em qual país que as crianças mais ganham presentes, aqui ou na Islândia.
Beijo.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação