BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo Suécia

Fika: um momento para o cafezinho na Suécia

Sou Priscilla, professora de português/inglês, casada e moro na Suécia há 6 meses. Minha mudança está diretamente ligada ao atual momento de crise econômica no Brasil. Foi, então, que meu marido e eu aproveitamos uma oportunidade de trabalho que surgiu para ele e decidimos mudar nossa vida. Vinda de São Bernardo do Campo, hoje, moro em Södertälje, uma cidade considerada grande na Suécia e que fica dentro do condado de Estocolmo, com aproximadamente 80.000 habitantes. Há 40km de distância da capital, Södertälje é conhecida como o polo industrial da Suécia. Aqui, há sedes de grades empresas, como: Scania, AstraZeneca, Alfa-Laval, e as duas primeiras são responsáveis por cerca de um terço de todos os empregos da cidade.

Mudar para um país diferente vai além de endereço e telefone. Chegando aqui, deparei-me com um mundo bastante diferente do meu, enquanto morava no Brasil. E abrir os horizontes é algo que realmente me fascina!

A Suécia é um país que também pude encontrar uma grande diversidade de nacionalidades, religiões, cores, crenças. Muitos refugiados vieram para cá também em busca de segurança, paz e uma vida digna.

Como sagitariana que sou, tenho muito prazer em compartilhar minhas experiências e trocar conhecimentos e escrever para o BPM é uma grande oportunidade de exercer esta minha característica.

Há muitas diferenças de hábitos e costumes, como: tirar os sapatos antes de entrar em casa; beber litros de café por dia; usar a bicicleta como meio de transporte; andar pelas ruas sempre onde há sol porque é mais quente. No entanto, dentre muitas, algo que me chamou atenção logo que cheguei em terras escandinavas foi um hábito diário dos suecos chamado de Fika. Todo mundo só fala em Fika por aqui. Mas o que seria isso?

Em poucas palavras, Fika seria uma pausa no dia para tomar um café e comer alguma guloseima. A palavra Fika teve origem no século 19 e era considerada uma gíria que derivou da palavra kaffe (café). Curiosamente, até hoje os suecos preferiram não traduzir esta palavra, pois eles alegam que, mantendo em sueco, o real significado deste momento corre menos risco de se perder.

Fika se tornou um fenômeno social, ligado diretamente a um momento de descontração e conversas informais. É nesta hora que as pessoas se juntam para se conhecerem melhor e contar sobre seus hobbies, família, atividades de lazer, o que gostam de fazer.

Seja com amigos, colegas de trabalho, de estudo, familiares, o importante é a socialização. O menu mais clássico é um café preto ou com leite acompanhado de kanelbulle (bolinho de canela). Inclusive, é possível encontrar diversos estabelecimentos que comercializam esta combinação a preços promocionais. E quando digo diversos, é diversos mesmo! Desde mercados, mercearias, lojas de departamento até lojas de produtos para casa.

Mas os acompanhamentos não param por aí. É possível encontrar, inclusive, pães e bolos com o nome de Fikabröd (“pão para o Fika”), que são parecidos com uma cuca recheada com marmelada. Na grande maioria das vezes, este encontro é regado de doces, como: bolos, cookies, waffles, tortas, mas é possível também que, por preferência de alguém, haja lanches (no estilo lanche natural).

Não há um horário pré-estabelecido para o Fika e nem uma quantidade de vezes que o mesmo pode ser feito por dia, entretanto é comum que estas paradas aconteçam por volta das 9h, das 14h e, às vezes, das 19h. Empresas, escolas, obras públicas respeitam esta tradição. Não se assuste se vier para a Suécia e encontrar uma obra na rua parada porque os funcionários estão em algum estabelecimento fazendo horário de Fika.

Dentro de empresas, este momento faz parte da rotina dos departamentos, também. E a regra é a mesma, no entanto, estas pausas têm duração de 15 a 30 minutos, em que todos se juntam para falar de assuntos aleatórios, tomar um café e comer coisas gostosas. Além disso, é comum acontecer um Fika especial na semana, em que alguém fica responsável por trazer algum prato especial, e os suecos gostam muito de preparar eles mesmos.

Para novatos nas empresas e no país, esta é a melhor oportunidade de interagir com os colegas de trabalho, conhecê-los melhor e fazer com que te conheçam também. Os suecos não são tão fechados para conversas como muitos outros europeus, mas também demoram um pouco para estabelecer vínculos de amizade. Desta forma, o Fika é a hora certa de tentar estreitar os laços.

Foi convidado para um Fika e não sabe o que é? E também não sabe o que fazer ou como agir? Não se assuste. A primeira vez que fui convidada para um Fika na casa de um colega fiquei um tanto confusa sobre o que seria. Jantar? Café? Qual tipo de comida? Devo contribuir com a mesa? Devo jantar antes de ir?

Bem, suecos costumam convidar para um Fika após o trabalho, e isso quer dizer que eles estão te convidando para tomar um café com bolos, doces, e muito bate-papo. E aqui vai uma dica que descobri neste primeiro dia: caso você seja convidado e leve algo neste dia, o sueco irá considerar que o que você levar é presente, ou seja, não fará parte do Fika. Então, não se espante ao vê-lo guardar o que você trouxe. Afinal, ele já havia programado tudo antes de você chegar.

Então, como se diz na Suécia: “Dags för Fika!”, ou, “É hora do Fika!” E até a próxima.

Related posts

Aplicativos para usar na Nova Zelândia

Gabriela Nunes

Surpreenda-se com algumas invenções argentinas

Ina de Oliveira

Porque os indianos tem tantos empregados?

Bárbara Oliari

6 comentários

creusa alves Novembro 7, 2016 at 11:54 pm

Parabéns pelo post, estive na Suécia recentemente mas só agora compreendo a importância deste encontro cotidiano para os suecos…

Resposta
Priscilla Furlanetto Novembro 11, 2016 at 9:02 am

Olá!
É realmente muito importante. Para nós, custa a entender um pouco o porquê desse momento.
Abraços,
Priscilla

Resposta
Cilmara Lima Novembro 8, 2016 at 10:27 pm

Olá Priscila Furlanetto, adorei sua história! É muito interessante saber as diferenças culturais e comportamentais de outro país. Espero que você vivencie grandes experiências.
Att.
Cilmara Lima

Resposta
Priscilla Furlanetto Novembro 11, 2016 at 9:01 am

Olá!
Obrigada! É muito interessante mesmo. Compartilharei sempre minhas experiências aqui.
Abraços,
Priscilla

Resposta
Marina Fevereiro 12, 2017 at 7:51 pm

Bacana Priscilla. Já havia lido em vários lugares sobre o fika. Isso me parece ótimo para manter a ordem de sanidade num ambiente de trabalho. Deveriamos adotar essa prática rsrs…
Eu sou louca por canela.. estou procurando já aprender a fazer esse kanelbulle antes de ir para que meus filhos se familiarizem mais facil 🙂

Resposta
Helvia Angeli Março 11, 2017 at 8:02 pm

Olá Priscila,
Fiquei com água na boca com o Kanelbulle, também sou do time que adora canela.
Tenho uma pergunta a fazer, é verdade o que se passa nessa reportagem sobre a Suécia? É verdae que está assustadora a quantidade estupros na cidade? Veja esse vídeo e me diga se condiz com a realidade,, por favor.
Abracos grandes.
https://www.youtube.com/watch?v=RqaIgeQXQgI

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação