BrasileirasPeloMundo.com
Filipinas

Filipinas – Em Cinco Pontos

Não é novidade que as Filipinas representavam um grande mistério quando fui chamada para trabalhar aqui: mal sabia, em que parte da Ásia, estava localizado o país. Acredito que, para muitos, essas ilhas ainda representam um grande mistério. Por isso, fiz uma lista com algumas coisas que você pode ainda não saber sobre o país:

1. O arquipélago: o segundo maior do mundo, com mais de 7 mil ilhas (só perde para a Indonésia, com mais de 13 mil ilhas)
Algumas ilhas desaparecem com a maré alta e outras são inabitáveis porque não tem água potável, mas, em alguma hora, elas passam a existir. O island hopping é uma atividade turística típica daqui, oferecida em todas as praias, como Boracay, Bohol e Caramoan, na qual um barco o leva por várias ilhas ao redor de onde se está.

brasileiras pelo mundo_tatisato_zambales
Algumas das ilhas, vistas de Zambales, em Luzon

2. Arroz nosso de cada dia:
O arroz é o alimento mais consumido pelos filipinos, em todas as refeições. Se você acha que no Brasil é igual, afirmo que não. Segundo o Business Mirror (17 de abril de 2013), um filipino consome cerca de 111kg de arroz por ano enquanto, segundo a Agência Embrapa de Informação Tecnológica, um brasileiro consome apenas 45kg no mesmo período.

Aqui, uma refeição só é considerada refeição quando tem arroz; senão, é apenas merienda. O arroz é servido do café da manhã (com ovo, geralmente frito, e algum acompanhamento como carne – tapsilog, porco – tocino, que é adocicado, longganisa – linguiça doce ou peixe – como o bangus) até a janta, sendo o alimento mais consumido do país.

Para se ter uma ideia do consumo desse grão no mundo, acessem esse link.

brasileiras pelo mundo_tatisato_longganisa
Um café-da-manhã típico filipino: com arroz, claro!

3. Vivendo com emoção:
Além de receber em torno de 20 tufões por ano, as Filipinas estão em cima do anel de fogo do Pacífico, uma área de 40 mil quilômetros onde existe a maior quantidade de vulcões ativos e ocorre a maior parte dos terremotos (cerca de 90%) do planeta.

Em novembro de 2013, o país foi assolado pelo super-tufão Haiyan cuja velocidade excedia 185km/h e destruiu várias ilhas, como Leyte e Samar. Em julho de 2014, o Rammasun, outro super-tufão, atingiu Metro Manila com ventos que ultrapassavam 120 km/h (esse foi o tufão responsável por roubar minha janela).

Entre os vários vulcões existentes no país, os cinco maiores são: Pinatubo, Taal, Mayon, Canloan e Ragang. O Mayon, localizado em Bicol, cuja forma cônica quase perfeita encanta, é o vulcão mais ativo e em 2013 houve uma erupção de cinzas e rochas que matou quatro turistas e um guia local. O Pinatubo foi responsável, em 1991, pela segunda maior erupção vulcânica do século XX, o que criou o lago Pinatubo e fez a temperatura da terra, naquele ano, cair 0,5º.

vulcoes_brasileiras pelo mundo_tati sato
Mayon Volcano (cuja forma cônica é considerada a mais perfeita), o Taal Lake (cujo vulcão fica dentro desse lago e tem ainda outro lago – um lago dentro de um vulcão, dentro de um lago) e o Lake Pinatubo (formado na última erupção)

Em outubro de 2013, um terremoto de magnitude 7.2 atingiu a região de Bohol, ao sul de Cebu, causando destruição massiva da região. Sob Manila está a West Valley Fault (Falha do Vale Ocidental), uma das falhas tectônicas mais ativas do país e se acredita que é uma questão de tempo até que um terremoto de grande magnitude ocorra (o que, provalmente, destruirá grande parte da cidade).

4. Celebridades:
Os fãs de boxe conhecem Manny Pacquiao, considerado um dos melhores do mundo da atualidade. Mas ele não é a única celebridade com sangue filipino que o mundo ocidental conhece! Outras celebridades, com sangue filipino, são:

• A mãe de Enrique Iglesias, filho de Julio Iglesias, é a filipina Isabel Preysler.
• A mãe do Bruno Mars (cantor) imigrou das Filipinas para o Havaí, quando pequena.
• A mãe do comediante Rob Schneider também era filipina.
• Steve McQueen foi casado com a atriz Neile Adams, filipina. Steve R. McQueen, o Jeremy, irmão de Elena, de Vampire’s Diaries é neto dos dois.
• A estrela do filme La Bamba, de 1987, Lou Diamond Phillips, cuja mãe é filipina, nasceu aqui, na base naval de Subic, norte de Manila.

Existem outros, mais ou menos famosos, que também tem sangue pinoy. Talvez isso ocorra porque mais de 10 milhões de filipinos vivem fora do país, em caráter temporário ou permanente e a maior parte deles (mais de 3 milhões) vive nos Estados Unidos. Eles são conhecidos como OFW, sigla para Overseas Filipino Workers, e contribuem significativamente para a economia do país: em 2011, acredita-se que mais de US$ 20 bilhões foram enviados por eles para o país.

5. Política:
A política é um dos aspectos mais contraditórios do país, marcado por corrupção e influência da igreja católica. Um exemplo sobre a influência católica na política foi o lobbying feito pelos bispos durante a votação da RH Bill: parte mais conservadora da igreja dizia que essa lei, embora apoiada por vários congressistas, médicos e pelo próprio presidente, Benigno Aquino III, é inconstitucional porque viola a proteção garantida à vida dos “não-nascidos, desde a sua concepção”.

Sobre os políticos, acho que o mais famoso foi Ferdinand Marcos. Exaltado pelos programas de reforma econômica e desenvolvimento da infraestrutura do país por ele iniciados, ele é igualmente condenado pela corrupção governamental que houve durante o seu governo (de 1965 a 1986) e pela intolerância do mesmo, quase ditatorial.

Acredito que uma das figuras mais infames da política filipina, no entanto, seja sua viúva, Imelda Marcos. Conhecida pela sua coleção de mais de mil pares de sapatos (hoje expostos no Marikina Shoe Museum, em Metro Manila), ela acumulou obras de artes compradas (reza a lenda) com o dinheiro do governo em suas viagens ao exterior.

A família Marcos foi expulsa das Filipinas em 1986, durante o pico da People Power Revolution, uma série de demonstrações políticas que se iniciaram em 1983. Após a morte de Ferdinand em 1989, ela e sua família receberam o perdão oficial do governo e, independente de sua fama corrupta, continua no governo: Imelda, hoje com 85 anos (vaso ruim não quebra), foi eleita para representar a província de Leyte na Câmara dos Deputados em 1995 e reeleita em 2010 para representar Ilocos Norte.

Related posts

Uma Expatriada e o Natal

Tati Sato

Filipinas – A Vida Fora

Tati Sato

Natal nas Filipinas

Tati Sato

7 comentários

sandra marcia violla marengo Outubro 14, 2014 at 4:45 pm

Ótima matéria Tati. É sempre bom termos informações como esta dos lugares que pretendemos conhecer porque no final isso tudo é somado com nossa percepção e olhar a respeito daquele país.
Parabéns !!!

Resposta
Tati Sato Outubro 15, 2014 at 12:43 pm

Oi Sandra! Obrigada!!! É que acho que as Filipinas soam como algo muito exótico, mas, no fundo, é muito familiar… Então, vale à pena mostrar! 😉 Um beijo

Resposta
Michel Ferreira Dezembro 1, 2014 at 12:03 am

Olá. Em busca por informações sobre o país em que você agora vive,me deparei com o vídeo postado no Youtube e posteriormente com este Blog, que me tem sido deveras útil. Parabens pelos artigos!
Philipinas ainda é um assunto um tanto obscuro (no bom sentido) e desejo saber o quanto mais possível, principalmente sobre os costumes locais, duração e planejamento de viagem e algumas cositas más.

Resposta
Tati Sato Janeiro 8, 2015 at 12:38 am

Oi Michel, tudo bom? Que você tenha um ótimo 2015!

Antes de tudo queria agradecer pelo seu elogio! =) Realmente, encontrar informações sobre as Filipinas não foi tarefa fácil quando decidi me mudar para cá… O que escrevo tem bastante a ver com o meu ponto de vista e como eu vejo a sociedade, sem deixar que meus preconceitos interfiram muito. Bom, pelos menos tento deixar meus preconceitos fora dos textos que escrevo para o Brasileiras pelo Mundo, mas é bastante difícil. Se você quiser ler o lado pessoal que fica revoltado com algo, visite o Trotamundos by Tati Sato (http://tatisatotrotamundos.com/) que é onde desabafo! Haha! =)

Tento escrever um pouquinho sobre cada tema por mês aqui no BPM! Continue acompanhando nossos posts!

Um beijo!

Resposta
Danielle Março 31, 2015 at 2:23 pm

Parece um contra ponto exótico familiar, estou conhecendo muito das filipinas e me conformando de que saber parece ser o suficiente. Parabéns você é ótima, descreve bem fatos.

Resposta
Tati Sato Abril 1, 2015 at 12:06 am

Oi Dani! Venha para cá! Vale a pena conhecer as Ilhas de Lost.

O país é bonito, mas existe muitos contrastes que são bastante complicados. Eu mesma já viajei muito por aqui e posso dizer que conheço o país muito melhor que vários filipinos! 😉

Viver aqui… Bem, isso é outra história! Mas como em qualquer lugar do mundo, há dias bons e outros ruins!

E muito obrigada por acompanhar! Um beijo!

Resposta
Filipinas – A posse de terra Agosto 26, 2015 at 2:49 pm

[…] Sobre a estrutura geológica do país, já comentei que as Filipinas estão localizadas em cima do círculo de fogo do Pacífico e existe uma falha tectônica enorme e ativíssima sob Manila, a West Valley Fault, sendo uma questão de tempo até que um terremoto de grande magnitude […]

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação