BrasileirasPeloMundo.com
Filipinas

Filipinas – Emprego e Oportunidades

Percebi que muitas empresas estão buscando pessoas que tenham experiência internacional e possam interagir com pessoas de diversas parte do mundo. Se você tem um diploma em finanças, possui o nível de inglês intermediário/avançado e tem o sonho de morar no exterior, talvez as Filipinas possam entrar na sua lista de opções.

Com o boom econômico do Sudeste Asiático e pelo (suposto) alto nível de inglês da população local, segundo estatísticas fornecidas pelo EF English Proficiency de 2012 Index (EF EPI), as Filipinas se tornaram um dos países-destino para  call centers internacionais e empresas que decidiram transferir seus departamentos de finanças (conhecidos por Financial Shared Services) ou os terceirizar através dos BPOs (Business Project Outsourcing). No entanto, como muitos dos mercados atendidos estão localizados em países cujo idioma oficial não é o inglês (por exemplo, América Latina), essas companhias estão em constante busca por um profissional especializado que tenha fluência em um segundo (ou até terceiro) idioma.

Hoje em dia, encontro em meu LinkedIn muitas ofertas de trabalho nessa área.  Por experiência e através dos meus contatos, vejo que muitas das empresas de recrutamento têm encontrado dificuldades em contratar profissionais com todas as especializações necessárias e os idiomas requeridos. Já presenciei casos no qual a empresa decidiu contratar alguém para uma vaga no departamento de finanças e contabilidade somente pelo idioma, sem levar em consideração a formação ou a experiência profissional do candidato. E, na minha opinião profissional, essa escolha pode gerar problemas bastante sérios porque a probabilidade de se encontrar alguém que tenha estudado jornalismo e se interesse por contabilidade é bastante baixa.

Por isso, muitas das companhias e empresas de recrutamento têm voltado suas contratações para profissionais que estejam localizados no exterior.

Esse foi o meu caso, assim como foi o caso de diversos amigos meus. Meu CV estava registrado no  Top Languages Jobs do Reino Unido e me perguntaram se estaria interessada em uma vaga nas Filipinas. Passei pelas fases de entrevista, fiz uma avaliação de idiomas (no caso, português) e vim tentar a sorte nessa ilha de Lost.

Em geral, as empresas pagam um salário-base mais o bônus de idioma. O bônus de idioma não estará incluído no pagamento do seu 13º ou 14º (se a empresas oferecer) salários, mas esse valor possibilita ao estrangeiro ter um bom nível de vida. Caso a empresa o contrate do exterior, ela provavelmente será responsável pela sua relocação, mas você terá um contrato local (isso é, em teoria, não será um expatriado).

Para se trabalhar nas Filipinas, um estrangeiro precisa ter um visto de trabalho. Como as empresas contratantes têm o interesse no empregado, elas, em geral, se responsabilizam por lidar com todas as transações burocráticas que um visto exige e arcam com todos os seus custos. Caso você esteja sendo contratado, não se esqueça de perguntar ao RH da empresa quem será o responsável por esse trâmite porque, no fim, essa burocracia é um pesadelo.

No entanto, um dos maiores problemas, em relação a emprego, são os horários de trabalho. Como muitos dos mercados estão localizados na Europa ou nas Américas, as pessoas são contratadas para trabalharem nos horários dos locais atendidos. Isso é, se o mercado a ser atendido for o europeu, o horário de trabalho será das 15h à meia-noite (mid-shift), e se for o americano, o trabalho será à noite (das 20h até as 5h da manhã, por exemplo). Embora possamos acreditar que isso não afeta nossas vidas, os nossos relógios biológicos enlouquecem bastante com essas mudanças.

De acordo com o cato.org, o boom das Filipinas somente continuará se houver uma drástica reforma econômica porque, em um nível fundamental, a economia filipina é disfuncional e não produz empregos suficientes. Outro problema que a economia filipina enfrenta é o fortalecimento da moeda nacional (peso filipino) em relação ao euro e ao dólar, o que aumenta os investimentos das companhias no país. Portanto, acredito que se você quer trabalhar nas Filipinas, por experiência profissional ou de vida, o momento é agora.

IBM e Accenture instalaram parte de seus BPOs nas Filipinas e algumas das empresas cujos departamentos de Finanças e Contabilidade (parcialmente ou totalmente)estão em Manila (ou nas Filipinas) sao: Mondelēz International (antiga Kraft), Sony e Maersk (transportadora). Ouvi rumores que a Bridgestone pretende abrir seu escritório de finanças por aqui em pouco tempo. Outras empresas instaladas na região são: Coca-Cola e Nestlé.

Dicas para quem pensa em vir trabalhar aqui:

  •   Envie seu CV do exterior. Não venha para as Filipinas sem emprego, esperando que ele caia do céu no momento que você quiser. É fato que as pessoas contratadas no exterior recebem um salário inicial maior do que aquelas que foram contratadas no país. Outro fator é a vantagem de já se chegar com um emprego a um país desconhecido (e, acreditem em mim, isso é uma vantagem).
  • Alguns dos sites que se podem encontrar empregos são o Job Rapido  e o Jobs Street. No entanto, recomendo que introduzam seus curriculums em sites como o Top Languages e sempre atualizem seus curriculums no LinkedIn. Muitos amigos meus, na Europa, receberam propostas de emprego porque as empresas de recrutamento buscam pessoas que falavam espanhol com fluência e tivessem  background em finanças e contabilidade através desse instrumento. Se você tem interesse em vir, pode até me agregar ao seu LinkedIn ([email protected]) e verificar as ofertas disponíveis.
  • Não minta sobre o nível de inglês (brasileiros têm o costume de fazê-lo). As entrevistas serão conduzidas em inglês e, provavelmente, serão através do telefone. Não seria uma boa coisa se você ficasse perguntando “what” e “sorry” a cada segundo da conversa (DICA DE VIDA!), mas, se você de fato não entender o que está sendo perguntado, peça para que repitam a frase, sem constrangimento. Uma coisa que percebi é que muitos locais são pouco profissionais e, embora as pessoas que recrutem sejam locais, eles buscam pessoas com um perfil internacional. Ou seja, pessoas que possam responder às perguntas de forma direta e objetiva. Portanto, inventar respostas para perguntas que não se entendeu é pior do que pedir ao entrevistador que repita a pergunta.
  •   Negocie o salário ANTES da contração, mas investigue o nível de vida (preço de aluguel, por exemplo), antes de colocar a base salarial em um nível absurdamente alto. Escreverei sobre isso futuramente.
  •  Peça o contrato no qual esteja especificado TODAS as condições negociadas entre você e a empresa. Assim como em muitos países asiáticos, aqui as pessoas têm a tendência de concordarem com tudo (o sim-que-quer-dizer-não) e, na hora da verdade, dirão que aquilo nunca havia sido combinado. (DICA DE MÃE). Ja vi isso acontecer com algumas pessoas.
  •   Venha com a cabeça aberta às novas experiências… E boa sorte!

 

 

 

 

 

Related posts

As Celebrações Natalinas nas Filipinas

Tati Sato

Licença maternidade pelo mundo

Ann Moeller

Filipinas – O desafio da gravidez e parto do outro lado do mundo

Danyella Proença

36 comentários

Ana Cristina Kolb Setembro 4, 2013 at 11:49 am

Nossa Tati, arrasou, adorei seu texto, muito objetivo, com dicas que nao tem preço de “mae” mesmo! Parabens amiga! ja vou agora mesmo partilhar!!!!!! Namasté linda 🙂

Resposta
Tati Sato Setembro 6, 2013 at 4:31 pm

Ana, linda, obrigada! E obrigada por compartilhar o texto! Acho que mesmo no Brasil muitas pessoas precisariam de algumas dicas… Porque acho que muitos brasileiros exageram nos seus CVs e depois não conseguem entregar o que prometeram. E isso é muito complicado! 😉 Hehe! Um beijo!

Resposta
Naldo Ribeiro Setembro 18, 2016 at 5:41 am

Eu não sei nem comprar alimentos se o idioma não for o português, kkkkkkk mas vou pesquisar as Filipinas, sou motorista, é só o que sei fazer, se quiser conversar comigo vc consegue pelo Watsapp +5511967891593 obrigada Tati Sato.

Resposta
Tati Sato Setembro 18, 2016 at 7:42 pm

Olá Naldo, tudo bom? Obrigada pelo seu comentário! Até quando saí de lá, motorista não era uma profissão bem remunerada até porque há muitos motoristas pinoys disponíveis que conhecem a cidade muito melhor que um estrangeiro! =) Além disso, há a equivalência de carteiras de motoristas e nem sei como isso funciona!
Sobre comprar alimentos em supermercados no exterior, isso é o que qualquer um de nós que escolhe outro país como casa tem que aprender. Mas a dica fica: não saia do Brasil sem saber ao menos o inglês.

Resposta
Cristiane Leme Setembro 4, 2013 at 12:04 pm

Boas dicas, Tati! Nota pessoal minha: adorei o “Não minta sobre o nível de inglês (brasileiros têm o costume de fazê-lo).” Essa dica é valiosíssima! Beijos

Resposta
Tati Sato Setembro 6, 2013 at 4:34 pm

Oi Cris! Menina, isso não é só problema com brasileiros (mas nós, como povo, temos o péssimo hábito de mentir sobre o nosso nível em algum idioma). Quando estava na Irlanda, vi o curriculum de uma menina do leste europeu (nem lembro qual país) no qual ela dizia que seu nível de inglês era fluente. Naquele tempo, eu colocava meu nível como avançado a fluente… Bem, meu chefe pediu que fosse a entrevista com ele. Eu fiquei passada quando percebi que o nível do seu inglês era intermediário-avançado, mas jamais, na vida, fluente! Não entendo quando a galera o faz: se você diz que fala algum idioma, isso será testado!

Um beijo e valeu por ler o texto!

Resposta
Roger Zancheta Setembro 4, 2013 at 1:46 pm

Very useful information, especially for some of my students who always ask me about livivg abroad. Unfortunately, many of them think that the only way to make money abroad is by living illegally. That’s why, I always enjoy reading about success cases of Brazilian people around the world. Well done Tati!

Resposta
Tati Sato Setembro 6, 2013 at 4:39 pm

Hi Roger! Thanks for reading this text and thanks for the compliment as well! I cannot say I’m a successful entrepreneur abroad, but I definitely have some experience abroad when it comes to employment. I believe that many of us, Brazilians, believe that we cannot be successful abroad because of our own self-prejudice, which is much more harmful than any other kind of prejudice.

I also believe this happens because we cannot think of any way of moving abroad and being successful. I myself lived in Ireland, where I worked as an accounts assistant, and I got this job opportunity in Asia. Fact is that I remember that when I was younger and I dreamt of living abroad, all the MBI’s I researched about and other courses were way too expensive which is not always true.

You gave me a very good idea for a next post! =) Thanks a lot!!!

Xxx

Resposta
Monica Bateman Setembro 4, 2013 at 4:42 pm

Parabens pelo texto tao bem escrito Tati. E os salarios para estrangeiros, sao maiores? Porque pelo que sei as empresas instalam call centers ai devido ao custo de um empregado ser muito, mas muito mais baixo que em outros lugares. O estrangeiro tem um poder maior de negociacao, mesmo num contrato local?

Resposta
Tati Sato Setembro 6, 2013 at 4:47 pm

Oi Mônica,

Então, o salário de estrangeiros é mais alto que os dos locais por causa do nível do idioma. Isso, claro, é uma generalização. Como sou muito privada em relação ao que recebo, não gosto de comentar com meus colegas e conhecidos brasileiros quanto me pagam pelo idioma. Mas, pessoalmente, sempre recebi o valor máximo pelo português (as companhias pagam diferentes valores por idiomas e por níveis).

Não sei como funcionam os call centers, mas, na área de finanças o salário de um estrangeiro é, em geral, maior que o salário de um local. Isso não quer dizer que sejam salários monstruosos, mas um local, recém-formado e sem idiomas (somente com o inglês), recebe inicialmente PHP 20,000.00. Um estrangeiro recebe muito mais que isso – ou não valeria à pena vir para cá.

Particularmente, o que acredito (e posso estar enganada porque não tenho dados sobre isso) é que as companhias nos contratam para fazer a transição do departamento de finanças de um país ao outro. Quando o processo estiver estabilizado nós, estrangeiros, seremos assets muito caros porque os processos poderiam ser levados por um local. O problema, no início, é a diferença cultural e a falta de idiomas. Por isso, acredito que se alguém quer vir para cá, o momento é agora.

Quero escrever um texto sobre o estilo de vida em Manila, como complemento a esse texto!

Um beijo!

Resposta
Vinícius Novembro 20, 2016 at 7:50 pm

olá é um prazer imenso esta falando com você!!,, então meu nome é Vinícius e aqui no brasil eu trabalho de segurança,, sou guarda costas e trabalho para uma família com o nível financeiro bem alto e aqui essa família recebi ameaças de morte constantemente por causa da concorrência embora eu já estou bastante acostumado com o perigo,,,,, mais a resposta é,,, eu sendo um brasileiro conseguiria um trabalho de guardas costa aí nas filipinas ou seria muito difícil

Resposta
Fernanda Setembro 5, 2013 at 2:29 pm

Oi Tati! Adorei o texto. Informativo, claro e objetivo. Acredito que muitos brasileiros ( eu me incluo) não temos muita noção de como funciona o mercado de trabalho asiatico. A questão dos contratos é importantissima mesmo e acho que vale para a maioria dos lugares. Outro ponto que vc tocou que acho de suma valia é a honestidade em relação à linguas nos CVs. Aqui no Mexico tem muito brasileiro que chega dizendo que sabe falar ingles e espanhol e se lasca na hora das entrevistas. Beijo e sorte no seu novo trabalho, querida! 🙂

Resposta
Tati Sato Setembro 6, 2013 at 4:53 pm

Oi Fe! Acho que as dicas que passei são bastante valiosas porque eu tampouco tinha noção de como funcionava o mercado aqui! Antes de vir, fui abençoada porque conheci a Fabi Mesquita que fez minha avaliação do português e me apresentou a uma amiga que era casada com um espanhol. Todos revisaram meu contrato e me deram dicas valiosíssimas antes que viesse! Por isso, acho justo que eu passe as mesmas dicas a alguém que tenha interesse em vir!

Menina, eu acho um absurdo mentir sobre o idioma (porque é um ponto que pode ser testado muito facilmente). Acho que deveríamos ser humildes o suficiente para admitir que (ainda) não temos total conhecimento sobre algo! Quando fizeram minha entrevista em espanhol, por telefone, não saía nada! Então me desculpei, dizendo “sinto muito, mas eu não consigo responder em espanhol ao que você me pergunta. Posso entender tudo e respondê-las em inglês”. Eu passei na entrevista e acho que foi porque admiti que não sabia tudo, mas disse que poderia aprender!

Bem, é isso! =) Hoje, depois de 6 meses em Barcelona e morando com um espanhol há 3 anos, posso dizer que meu nível de espanhol é avançado, como mínimo! Hehe!

Um beijo!

Resposta
Ju Setembro 5, 2013 at 4:57 pm

Nossa Tati… poxa contou quase que minha história no texto ahahahahah.. A diferença que eu fui contrata no Brasil via skype mas foi isso ai mesmo.. vir para Cingapura trabalhar em callcenter trabalhar na madrugada com um contrato local…. e ter a possibilidade de curtir umas das melhores experiências da minha vida!!! Parabéns pelo texto.. adoro ler suas super dicas!!!

Resposta
Tati Sato Setembro 6, 2013 at 4:56 pm

Ju, minha linda!!! Obrigada pelos comentários! Acho que essa é a nossa história! Hehe! Eu passo essas dicas porque também tive, na minha vida, muita gente que me ajudou! E acho muito válido entender que trabalhar à noite não é uma maravilha (minha vida social é uma droga! Nunca pude sair no meio da semana para jantar com meus amigos, não quando saía à meia-noite do trampo! Haha) e como funciona a cabeça desses asiáticos (ainda que eu mesma não os entenda muito bem!)!

Um beijo!

Resposta
Ann Setembro 9, 2013 at 2:48 pm

Amada, otimo texto, de extrema importancia para quem esta pensando em ir morar nas Filipinas. Arrasou 🙂 xx

Resposta
China – Ser estrangeiro. | China na minha vida Outubro 11, 2013 at 10:49 pm

[…] de esperiências interessantes de diversas partes do mundo, como México, Suiça, EUA, Alemanha, Filipinas…. e por ai […]

Resposta
Saulo Janeiro 25, 2014 at 3:17 am

Estive nas Filipinas, conheço alguns nativos (colegas de trabalho e amigos) e acho muito interessante ler os pontos de vista de uma brasileira vivendo em Manilla, vivendo e aprendendo uma cultura muito diferente, mas com facetas parecidas com a brasileira.

Resposta
Tati Sato Março 5, 2014 at 5:18 pm

Oi Saulo! Nao tinha visto seu comentario, desculpe-me!!! Realmente, a cada dia que passa, mais percebo semelhancas entre as culturas brasileiras e filipinas… O mais chocante, no entanto, para mim foi perceber que muitas das coisas que criticava na cultura filipina eram as mesmas que sempre critiquei na cultura brasileira – so que atraves das lentes de quem esta no exterior, nao percebemos tanto esses problemas com nosso proprio pais…

Obrigada por ler os textos! =)

Um beijo!

Resposta
Cingapura – Trabalho e Visto Fevereiro 21, 2014 at 4:54 pm

[…] em Cingapura! Decidi então escrever a respeito, e assim como a Tati comentou no texto dela Filipinas – Emprego e Oportunidades, a maior vantagem é chegar em país desconhecido com emprego e visto garantido ao invés de […]

Resposta
O Fatídico Graveyard Shift: como trabalhar pelas noites está me afetando! | Trotamundos Fevereiro 21, 2014 at 5:23 pm

[…] acontece porque, como comentei em meu texto Emprego e Oportunidades para o Brasileiras pelo Mundo, além da presença de calls centers, muitas companhias estão trazendo seus departamentos de […]

Resposta
Fred Setembro 28, 2014 at 3:19 pm

Olá Tati, muito bom esse post, adorei as dicas…

Estou interessado em ir pra Manila, mas tenho algumas duvidas, meu maior interesse é prender ingles, ai é que tenho algumas duvidas, e acredito que voce possa me ajudar…

a população em manila fala ingles, outra duvida tambem é saber uma media salarial em Manila, e uma media de quanto custa um aluguel ai…

espero que possa me ajudar!!!!

obrigado!

Resposta
Tati Sato Setembro 29, 2014 at 12:39 am

Olá Fred, a população que freqüentou a escola, ou seja, a classe média/alta de Manila fala o inglês sim. A população que não teve acesso à educação fala, em sua maioria, o filipino e um inglês “quebrado” como o chamo.
Em relação à média salarial, depende do seu campo de atuação, ou seja, qual o sua especialização ou em qual área você quer trabalhar. Como comentei em um outro post, vir para Manila para trabalhar em “qualquer emprego” não vale à pena porque 01-) para “qualquer emprego” se contrata filipino cujo nível de inglês é melhor que o nível de inglês básico de um brasileiro e custam menos (a mão de obra e o visto); 02-) “qualquer emprego” pode não pagar as contas.
Sobre o preço de aluguel, depende de onde e como você quer morar. Em Makati, Eastwood ou Ortigas, por exemplo, um apartamento de dois dormitório custa entre 25,000.00 e 50,000.00PHP, mais ou menos (o peso equivale a, mais ou menos, R$ 20). Há regiões mais baratas e outras mais caras.
Um beijo e boa sorte!

Resposta
Fred Setembro 29, 2014 at 1:23 am

Nossa Tati muito legal!! ja me ajudou muito!

Agora aproveitando da sua gentileza, poderia me tirar mais algumas duvidas…

Sou formado e tenho experiencia, recebi uma proposta pra trabalhar em empresa de BPO na área financeria,inicialmente a proposta salarial bruta girará em torno de 60 mil pesos, e tenho duvida se com isso conseguirei me sustentar ai, por isso minha pergunta anterior da faixa salarial ai em Manila.

Tenho outras duvidas com relação ao custo de vida ai, como quanto irei gastar com alimentação e transporte.

Juro que é a ultima duvida…rsrsrs… Qual a carga tributaria cobrada sobre o salario nas Filipinas.

Novamente MUITO obrigado pela ajuda!!!

Resposta
Tati Sato Outubro 4, 2014 at 3:03 am

Fred, 60K incluem o bônus de idioma ou não? Eu acho esse valor para alguém com experiência e idioma pouco, mas se você quiser vir pela experiência, vale a pena. Com esse valor já dá para viver em Metro Manila e viajar, mas depende (como tudo) do seu estilo de vida. Aluguéis de apartamentos de um dormitório fully-furnished (cuidado com o fully-furnished! Visite o apartamento antes de alugar) gira, geralmente, em torno de 20 a 40K, dependendo de onde você vai morar, em uma área segura. Existem apartamentos (um dormitório) que chegam ao absurdo de 90K, mas, como disse, depende do seu estilo de vida.

A carga tributária pode chegar a 30%. Honestamente, nunca entendi como funciona, mas eu sei que o meu líquido é muito menor que o meu bruto! 😉

Vou escrever sobre o custo de vida em um próximo post! =)

Um beijo e boa sorte!

Resposta
mauro sergio de oliveira Janeiro 26, 2015 at 6:54 pm

oi tati,adorei o seu site….eu queria te fazer uma pergunta,voce que mora ai em manila,como e a construçao civil ai,esta em alta.Trabalho com pintura e meu sonho e morar nas filipinas,oque voe pode me dizer….tambem conheço uma paessoa ai em valenzuela a mais de um ano,o fato tambem de estar muito afim de morar ai,por gente leza me da alguma dica de como posso tornar isso uma realidade

Resposta
Tati Sato Fevereiro 2, 2015 at 12:25 am

Oi Mauro, tudo bom? Obrigada pelo elogio, mas o Brasileiras pelo Mundo não é meu site! Sou só uma das meninas que escrevem para o blog! 😉
Então, só conheço duas formas de se vir morar, legalmente, nas Filipinas: com contrato de trabalho ou casando. Eu não sei como é a área de construção civil, mas sei que ela está crescendo bastante: há muitos prédios sendo construídos, especialmente nas áreas mais ricas. O problema é que não sei se é uma área que oferece muita vaga para estrangeiros – aqui, somos contratados por dois motivos: habilidade (em geral, a companhia envia um empregado no esquema de expat) e idioma. É dizer, se um filipino pode fazer o mesmo trabalho que um estrangeiro aqui, eles contratarão o filipino.
Para se viver aqui, tem que se falar o inglês ou o filipino. Não há outra forma.
Boa sorte!

Resposta
mauro sergio de oliveira Fevereiro 5, 2015 at 9:39 pm

obrigado pelo esclarecimento….ingles eu arrisco um pouco e filipino(tagalog)falo um ou duas palavras…hehehehe brigadao

Resposta
miriam Março 10, 2015 at 11:07 pm

Oi Tati,
Gostaria muito de saber qual o gasto mensal para viver ai em 2 pessoas?
Se vc puder me passar eu agradeço.Miriam

Resposta
Tati Sato Abril 7, 2015 at 11:30 pm

Oi Miriam! Acabei de ver sua mensagem, desculpe!

Então, dê uma lida no post que escrevi sobre o Custo de Vida em Manila: http://www.brasileiraspelomundo.com/filipinas-o-custo-de-vida-em-manila-04199887. O meu estilo de vida pode ser bastante diferente do seu e isso alteraria os custos por pessoa.

Um beijo!

Resposta
Jose Ponciano Agosto 6, 2015 at 12:02 am

Oi Tati, depois de ler todas essas informações preciosas. Estou muito ansioso para saber se a SONY vai me escolher para trabalhar em Manila. Está meio complicado. Porém nunca perderei as esperanças.
Um grande abraço
Jose Ponciano

Resposta
Filipinas – A posse de terra Agosto 26, 2015 at 2:48 pm

[…] encontrou um bom emprego e, por falar outro idioma, seu salário é alto suficiente para se ter um bom estilo de vida. […]

Resposta
Anisea Clara Cardoso Manejo Fevereiro 1, 2016 at 3:30 pm

Oi Tati, muito boa a dica que deste sobre trabalhar fora (noutro pais). vou ja me informar mais sobre, e claro, partilhar as suas dicas.

Fica bem

Beijinhos

Resposta
Tati Sato Novembro 14, 2017 at 6:10 pm

Olá Anisea! Suponho que antes tarde do que nunca, muito obrigada pelo seu comentário! Um beijo!

Resposta
Welder Junho 14, 2017 at 1:35 am

Existem muitas indústrias gráficas na filipinas?

Resposta
Tati Sato Novembro 14, 2017 at 6:10 pm

Olá Welder. Não saberia informar. Um abraço.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação