BrasileirasPeloMundo.com
China Curiosidades Pelo Mundo

Invenções chinesas que mudaram o mundo

Hoje em dia é quase impossível ter algo em mãos – ou em nossa casa – que não tenha aquela etiqueta “made in China” ou “feito na China”.

Há um dito popular engraçado que diz: “Deus criou o mundo; o resto foi feito na China”. E vamos combinar que é mais ou menos assim, não é?

Mas o fato é que toda essa manufatura, esses trilhões de produtos rodando o mundo, não são criações chinesas, na grande maioria. São produtos desenvolvidos no ocidente e confeccionados na China por uma questão de custo. Podemos dizer que essa questão – custo baixo chinês – já não é tão real assim, mas isso é assunto para outro artigo.

A China tem seus méritos

O que muita gente esquece é que se chegamos ao ponto em que estamos hoje, em se falando de tecnologia, processos, automatização e tudo mais que você queira elencar aqui, precisamos dar muitos créditos às invenções chinesas. Para tudo há um início, algo que motivou a pesquisa para gerar outra coisa. É assim desde a antiguidade até os tempos atuais.

E é aí que entram as invenções chinesas!

As quatro mais famosas e úteis para a humanidade, sem sombra de dúvidas, foram:

PAPEL – data de aproximadamente 2 mil anos atrás e realmente mudou a vida de todos. Tudo teve início com a escrita no bambu, que foi precursor do papel. O papel saiu da China após a invasão dos muçulmanos, que persuadiram os trabalhadores a contarem o “segredo” da sua fabricação. Depois passou para as mãos dos espanhóis, até chegar aos Estados Unidos por volta de 1600 e se espalhar de verdade pelo mundo.

PÓLVORA –  está presente na história da China desde a dinastia Tang. A pólvora era um suposto ‘elixir da vida’. Para fazer o ‘elixir’ precisavam de enxofre, carvão e salitre. Os alquimistas da dinastia Tang começaram os experimentos com as substâncias. O resultado foi descrito num texto de meados do século 9 onde dizia que “resultou em fumaça e chamas e as mãos e rostos ficaram queimados, bem como a casa onde eles trabalhavam”.

BÚSSOLA – a bússola apareceu na dinastia Qin (200 a.C.), e foi descoberta por acidente. Naquela época ela não era usada para direção e sim, para guiar o ‘Feng Shui’, marcando o norte e o sul, principalmente, para atrair boa sorte e fortuna para suas casas, escritórios etc. Só mais tarde eles perceberam a utilidade de localização que a bússola podia proporcionar. Existe uma controvérsia sobre quem inventou esse instrumento, pois os europeus criaram uma versão própria da bússola antes que os chineses usassem a sua para a navegação.

IMPRENSA – foi a quarta maior invenção chinesa e surgiu entre os séculos 4 e 7 (dinastia Tang), aproximadamente. Desenhava-se numa superfície de madeira que depois recebia tinta e era “carimbada” no papel. Somente na dinastia Song surgiram os tipos móveis de impressão.

 E ainda tem mais!

Só por essas invenções citadas acima os chineses já merecem nosso respeito, mas eles não pararam por aí. E quando vemos as tradições chinesas, essas invenções fazem todo o sentido: só poderiam ter sido criadas por eles. Vejam só:

SERICICULTURA – há vestígios arqueológicos que mostram que as técnicas de criação de larvas para a obtenção de seda já existiam por volta do ano 5.000 a. C. na China. O produto era a mercadoria mais cara do país e abriu muitos caminhos para o comércio chinês com o resto do mundo.

SINOS – Foram inventados em meados de 3.000 a.C. e eram chamados de “lings”. Um dos exemplares mais antigos foi encontrado em Henan, na China central.

PIPA – Foi inventada na China há cerca de três mil anos. A primeiro texto que descreve o objeto foi escrito pelo filósofo Mo Tzu. E realmente não há um parque nesse país onde não se veja muitas pipas voando nos finais de semana.

FOGOS DE ARTIFÍCIO – Foram inventados há cerca de mil anos, logo após a invenção da pólvora. Bom, isso ficou meio óbvio, e eles são mestres na arte de ornamentos com fogos de artifício, apesar de que, há cerca de dois anos, o governo vem coibindo as festividades com fogos de artíficio no país.

DOMINÓ – O jogo foi criado pelo soldado chinês Hung Ming, que viveu de 243 a.C. a 182 a.C. e tem muito em comum com os demais jogos chineses, como mahong e o xadrez chinês.

JOGOS DE CARTA – Os primeiros jogos de carta foram encontrados no século 9, durante a dinastia Tang.

TINTA – Foram inventadas pelos chineses há 4.500 anos, combinando fuligem, óleo de lampião, gelatina e almíscar.

ÁBACO – Criado por volta de 1200, era usado para fazer cálculos. Outras formas de ábacos foram criados no mundo após esse.

PAPEL-MOEDA – Devido à falta de cobre, a dinastia Tang introduziu esse novo sistema monetário no ano 806, mais de 800 anos antes de o papel-moeda surgir na Europa.

MACARRÃO – Reza a lenda que o explorador italiano Marco Polo levou a massa da China para a Europa no ano 1292.

CARDÁPIO – O primeiro menu de restaurante foi criado há cerca de mil anos, durante a dinastia Song. A solução foi criada para descrever a abundância de alimentos da culinária chinesa.

Bom, a lista é grande e acho que muitas coisas vocês nem imaginavam, não é?

Muitas vezes (na maioria delas, eu diria) a gente usa os objetos, se beneficia da praticidade que eles trazem para nossa vida e nem sequer imagina quais os caminhos pelos séculos eles percorreram para chegar da maneira que estão até nossas mãos.

Sobre esse assunto, também temos aqui outras curiosidades sobre invenções pelo mundo. Afinal a Áustria, os Estados Unidos, Israel, Bélgica, todos esses países têm a patente de invenções que nem sequer imaginávamos de onde vinham. Quer conferir? Clique no nome de cada país que tem muita informação interessante.

Até a próxima!

Tallenna

Tallenna

Related posts

Laços culturais entre Brasil e Escócia

Narister Oliveira

Quem são os Irlandeses?

Andréa Soares

5 Curiosidades Sobre o Mississippi

Mariana Carvalho

2 comentários

tais e manu Agosto 25, 2017 at 5:44 pm

pensava que os italianos que tinham inventado o macarrao
acabou com a minha infancia

Resposta
werica Outubro 23, 2017 at 7:54 pm

eu acheir que o macarrao tinha desenvolvidos pelos frasceis

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação