BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo Suíça

Dez invenções suíças famosas

Quais são as invenções suíças famosas além do mundialmente conhecido canivete?

A inovação tem um importante papel como propulsora do crescimento econômico e da prosperidade de um país, já que o crescimento de um produto, a longo prazo, melhora a produtividade e possibilita um aumento no número de empregos.

Considerando aspectos multidimensionais como: infraestrutura, capital humano e pesquisa, saídas criativas, conhecimento, tecnologia, entre outros, que viabilizam a inovação, de acordo com o Global Innovation Index (Índice Global de Inovação), a Suíça lidera o ranking como país mais inovador do mundo desde 2013.

Pensando nisso, desta vez listei algumas invenções antigas, que já foram ou ainda são muito usadas no nosso cotidiano, e muitos não sabem que vêm da Suíça. Invenções idealizadas e/ou aperfeiçoadas por suíços e, que de certa forma transformaram mundialmente o dia a dia das pessoas.

1- Zíper

A versão primitiva do zíper foi idealizada e patenteada nos EUA, em 1851, mas o fecho de correr que usamos atualmente, não é uma criação de um único inventor e sim, produto de um longo processo de desenvolvimento que abrangeu várias décadas.

Martin Othmar Winterhalter, de Sankt Gallen (região onde eu vivo!), foi quem o aperfeiçoou e desenvolveu, em 1924, um método para a produção industrial do zíper que conhecemos hoje. Sua marca, Riri, tornou-se famosa devido à renomada qualidade, enriquecendo bastante o senhor Winterhalter que após gastar toda a sua fortuna, viveu seus últimos dias em um asilo.

Atualmente, o maior produtor mundial de zíperes é o grupo japonês YKK, mas os zíperes fabricados pelo grupo Riri na Suíça (em Mendrisio) ainda são considerados, por muitos, os mais resistentes e com abertura/fechamento mais suave.

2- Velcro

Em 1941, o engenheiro Georges de Mestral, de Saint-Saphorin (próximo à Lausanne), ao voltar de uma caçada com seu cão nos Alpes, ficou intrigado com a dificuldade de remover as pequenas sementes de bardana que grudaram em sua calça e no pelo de seu cão. Examinando mais de perto, ele notou que os pequenos filamentos tinham ganchos que se agarravam firmemente às fibras têxteis, pelos e cabelos.

Assim, o suíço teve a ideia de criar uma fita autocolante, imitando a natureza, o tão útil velcro, cujo nome foi formado a partir das palavras velours (veludo) e crochet (gancho). Mas só em 1950 o velcro passou a ser comercializado, e foi em 1959 que a marca Velcro® conquistou o mundo, graças à NASA que usou seus produtos para prender itens dentro da espaçonave Apollo.

Os ganchos e argolas desenvolvidos pela Velcro®, inicialmente foram concebidos para fixar roupas, mas hoje em dia são usados em diversos setores, da saúde ao militar. Alguns exemplos de produtos são: fixadores para uso geral, fixadores extra fortes, fitas e braçadeiras, blocos de construção para crianças, entre outros.

Leia também: 10 pratos típicos na Suíça além do fondue

3- Papel celofane

O celofane foi desenvolvido pelo engenheiro têxtil Jacques Brandenberger, de Zurique, em 1908, a partir da celulose, na tentativa de criar uma proteção impermeável para toalhas de mesa. Inicialmente, ele não teve sucesso com a aplicação em tecidos, mas estudando melhor a sua potencialidade, conseguiu aperfeiçoá-lo e também construir uma máquina capaz de produzir a película transparente que hoje é tão usada, por exemplo, nas confecções alimentares, devido à sua resistência ao ar e à água, além de evitar o contato com microrganismos. Seu nome vem da união das palavras celulose e diaphane, que em francês significa transparente.

4- Papel alumínio

O suíço Heinrich Alfred Gautschi, foi quem registrou a patente do papel alumínio, em 1905. Mas a comercialização das folhas de alumínio iniciou a partir de 1911, em Emmishofen (Cantão de Thurgau), na fábrica de Dr. Lauber, Neher & Co. – visando o adequado empacotamento de chocolates, queijos e maços de cigarro.

Assim, a empresa Tobler (antiga fabricante do Toblerone), baseada em Berna, passou a embalar seus chocolates no papel alumínio, e em seguida, a Maggi (hoje pertencente à Nestlé) embalou sopas e cubos de tempero.

5- Descascador Rex

O famoso utensílio de cozinha que descasca legumes retirando finas camadas, foi inventado por Alfred Neweczerzal (filho de imigrantes, nascido em Davos), que se inspirou nas montanhas de batatas que deviam ser descascadas durante o serviço militar. Após a Segunda Guerra Mundial, ele fundou a empresa Zena AG, fabricante de descascadores ainda em funcionamento.

Descascador Rex e suas variadas versões – Fonte: Wikimedia Commons

6- Máquina de escrever portátil

Em 1814, o suíço Moïse Paillard, fundou uma fábrica de caixas de música, que depois, associada à família Thorens, passou a produzir fonógrafos e mais tarde máquinas de escrever. A Hermes Baby, lançada por eles em 1935, foi a máquina de escrever mais popular.

7- Canivete suíço

O suíço Karls Elsener, sabendo que o exército de seu país importava canivetes da Alemanha, decidiu aperfeiçoá-los integrando ferramentas úteis, para então concorrer com os alemães. Ele abriu sua fábrica em 1884 e seus primeiros canivetes Victorinox (junção do nome da mãe Victoria com a palavra inox) passaram a ser usados pelo exército em 1891. O brasão suíço foi colocado para diferenciar os Victorinox dos canivetes alemães, e o produto ficou popular através das unidades militares americanas, após a Segunda Guerra Mundial.

Para ampliar o negócio, foram lançados modelos cada vez com mais ferramentas e, atualmente, o canivete mais conhecido e vendido no mundo, além de ferramentas como abridor de latas, chave de fenda, furador, saca-rolhas, alicate, tesoura, lente de aumento, bússola, entre outros, possui versões mais modernas com laser e pen drive, além de outras versões específicas para, por exemplo, pescadores e jogadores de golfe. A linha para oficiais militares, hoje possui 100 diferentes combinações!

Leia também: Mini favelas na Suíça?

8- Müesli

O popular cereal matinal que hoje é à base de flocos de aveia e frutas secas, foi desenvolvido, por volta de 1900, pelo médico zuriquense Maximilian Oskar Bircher-Benner, com o objetivo de alimentar os pacientes do hospital onde trabalhava, com algo de fácil digestão e que lhes fornecesse mais vitalidade. Sua receita inicial continha aveia, nozes e maçã, sendo conhecida como Apfeldiätspeise (dieta da maçã).

9- Ovomaltine

O achocolatado com malte de cevada crocante, conhecido como Ovomaltine, foi criado em Berna, no ano de 1904. Atualmente, a marca pertence à Associated British Foods (ABF), uma das maiores companhias alimentícias da Europa, dona também das marcas Twinings, Fleischmann e Blue Dragon.

10- Cápsulas de café

Eric Favre, da empresa Nestlé, inventou as tão conhecidas capsulas de café Nespresso na década de 70, mas apenas uma década depois sua criação foi patenteada e então comercializada. Porém, a empresa italiana Lavazza, diz que foi uma invenção dela, mas que não foi patenteada por falta de visão de marketing. Será?

Quem se interessar por mais invenções pelo mundo, pode conferir outros textos, aqui no BPM, sobre a Argentina, China, Finlândia, Áustria,  BélgicaIsrael e os Estados Unidos.

Related posts

Cinco maiores dificuldades na Suíça

Christiane Lima

Alemanha e a cultura do faça você mesmo

Maíra Nogueira

As diferenças entre La Paz e Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia

Letícia Protector

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação