Mestrado na Finlândia: processo seletivo e benefícios estudantis

1
295
Foto: Pixabay
Advertisement

Mestrado na Finlândia: processo seletivo e benefícios estudantis.

Em meu texto anterior, que você pode ler aqui, contei sobre minha decisão de voltar a estudar aos 41 anos de idade. Neste mês, falarei sobre o processo seletivo da universidade onde estou cursando o mestrado e sobre os benefícios que tenho como estudante.

O processo seletivo

As universidades finlandesas possuem autonomia para decidirem como o processo seletivo de cada curso é feito. O que normalmente é unânime em quase todas, é que você tenha um projeto de tese. Algumas exigem só isso, outras, como a minha, que se chama Haaga-Helia, um pouco mais.

Importante mencionar que você não é obrigado a escrever a sua tese sobre o projeto que enviou durante o processo seletivo se for aceito. Você tem total liberdade para mudar o curso do trabalho. Pelo que compreendi, o projeto serve mais para que eles possam avaliar a sua maturidade acadêmica para o curso de mestrado. Saber se você sabe escrever um projeto e expressar-se bem.

Estou estudando Gestão de Comunicação e Marketing e o processo foi o seguinte:

  • Análise curricular – para o meu curso existe um pré-requisito de pelo menos 3 anos de trabalho (não necessariamente diretos), na área das comunicações, administração ou em uma posição de gestão). Nesta fase, junto com o currículo você deve mandar também cópias dos originais e das traduções juramentadas de seu diploma e histórico do bacharelado ou de um outro mestrado que tenha concluído, se for o caso.
  • Uns dois meses depois você recebe a resposta. Caso positiva, você receberá as instruções referentes aos exames. No meu caso foram 4 exames, dois produzidos em casa e dois em um dia de provas:

Fase 1:

  1. Projeto de tese (máximo 4 páginas) – a universidade envia uma diretriz sobre que tipo de informação é esperada no projeto.
  2. Carta de intenção com no máximo 500 palavras, onde você explica o porquê de querer fazer o curso e mostra o quê de sua experiência você considera como um ativo para a instituição.

Estes dois documentos são entregues no dia da prova escrita, e normalmente há 4 semanas de prazo para fazê-los.

Leia também: Tudo o que você precisa saber para morar na Finlândia

Fase 2:

  1. Prova escrita – o meu mestrado é em língua inglesa, e esta prova também serve para testar a sua habilidade linguística em inglês. A Haaga-Helia não exige exames oficiais como o TOEFL, por exemplo, por causa desta prova. A prova escrita trata-se de um projeto definido pela banca, e você deve escrevê-lo em no máximo mil palavras. O tema varia anualmente e pode contemplar qualquer assunto dentro da área de comunicação. O tema da minha prova foi uma campanha de marketing. Tivemos 2 horas e meia para fazer a prova.
  2. Prova oral – realizada no mesmo dia da prova escrita, em grupos de 4 alunos. Trata-se da discussão sobre um artigo que é previamente enviado por e-mail (um mês antes da prova). A prova oral analisa sua interpretação do artigo, sua expressão oral em grupo e sua visão crítica. A banca é composta por dois professores que moderam a discussão em grupo.

O resultado final chega um mês depois por e-mail, mas eles não divulgam as suas notas, apenas avisam se você foi ou não aceito. Caso queira saber suas notas você deve requerê-las.

Depois disso, você recebe um e-mail com as instruções e um prazo para mostrar seus documentos originais e para confirmar sua participação pelo site do ministério da educação.

O plano de estudos

O plano de estudos do mestrado é muito livre. A ideia é que você tenha liberdade para direcionar o seu aprendizado. Em meu curso, por exemplo, se eu quiser posso seguir o programa geral sugerido, mas dependendo de meu foco, posso fazer matérias eletivas de qualquer outro mestrado oferecido pela universidade.

Tudo é feito online. Existe um sistema interno onde temos nossa própria página e endereço de e-mail. Por este sistema acessamos áreas virtuais – todos os artigos necessários para o cumprimento dos trabalhos ficam disponíveis nestas áreas; mantemos contato direto com os professore e colegas; criamos forums de discussão e pedimos ajuda. No sistema também fazemos o upload dos trabalhos dos cursos. É por ele também que nos inscrevemos nas matérias, vemos anúncios de emprego e estágio e entramos em contato com o serviço de atendimento ao estudante. Há aulas presenciais e aulas virtuais.

As aulas

A metodologia é muito boa. Claro que há teoria, mas ela é passada de maneira prática por meio de workshops, estudos de caso e projetos. Normalmente o professor escolhe 2 ou 3 artigos para serem lidos em casa, na aula vemos a parte prática, discutimos e realizamos atividades em grupo e, no fim, produzimos um artigo que una a experiência em sala de aula, a nossa experiência pessoal e a base teórica dos artigos. É interessante termos que cumprir tarefas em que devemos buscar empresas ou organizações como parceiras, para estudarmos um caso. A princípio achei que isso seria complicado, mas as empresas finlandesas parecem já estar acostumadas a isso e sempre ajudam. Para os alunos que não trabalham e que não possuem uma rede na Finlândia, a universidade possui uma lista de empresas parceiras e podemos procurá-las para fazermos nossos projetos. Isso é muito positivo para os estudantes que estão em busca por emprego, pois é a oportunidade de nos mostrarmos nas empresas. Muitos conseguem seus empregos aqui graças a este sistema de aproximação da universidade com as empresas.

Benefícios estudantis para mestrandos

Com a nova legislação, todo estudante de universidade na Finlândia, mesmo que faça poucas matérias, é considerado estudante integral, ou seja, você não tem direito a benefícios como seguro-desemprego, por exemplo, se resolver estudar. Os benefícios aos quis você terá direito imediatamente serão:

1) Opintotuki – trata-se de uma ajuda de custo mensal ao estudante, no valor de mais ou menos 250-300€. Esta ajuda é condicionada à sua renda pessoal. Para ter este direito, você não pode ter renda mensal superior a 650€. Caso você trabalhe como freelancer e tenha renda variável, pode devolver os dinheiro nos meses em que superar o limite. O processo é um pouco burocrático mas não é complicado. Tudo é feito online.

2) Cartão-alimentação – você receberá um cartão que lhe dará um desconto excelente nas refeições em restaurantes de qualquer universidade finlandesa. O valor que eu pago por uma refeição varia de 1,60€ (sopa do dia, pão à vontade e uma salada pequena) a 2,60€ (tudo o que houver no buffet). Alguns restaurantes nas áreas das universidades também aceitam o cartão, mas o desconto não é tão grande.

3) Opintolainaus – trata-se de um empréstimo em que o KELA (Serviço de Seguro Social da Finlânia) garante um empréstimo a você com o seu banco. O valor inicial é de 7 mil euros, pagos em 4 parcelas. Você só precisa começar a pagar pelo empréstimo 2 anos depois de concluir a universidade e o valor mensal a ser pago é negociável. O que vale muito a pena nesse sistema é que os juros são baixíssimos, menos de 1% ao ano. Caso você arrume um trabalho enquanto ainda estiver estudando, pode começar a pagar o empréstimo e devolver o que tiver de extra na conta.

4) Desconto em passagens no transporte público: este é o assunto mais polêmico dentre os benefícios, pois alguns têm o direito e outros, não. No meu caso, eu não tenho porque faço menos de 7 viagens (contando ida e volta) por semana. Para saber se você tem este direito, que dá um desconto de 50% no cartão mensal de transporte, pegue um certificado de estudante na universidade e dirija-se ao local de sua cidade onde o cartão pode ser adquirido.

5) Direito de residir em moradias estudantis – leia este texto para saber mais.

6) Outros benefícios – na Finlândia, quando você tem como provar que “a conta não fecha”, há como conseguir benefícios sociais para alimentação, aluguel, compra de remédios e contas hospitalares e até mesmo para o pagamento de conta de eletricidade. Para saber mais sobre isso, leia essa sessão do site do KELA.

Muitas universidades finlandesas também possuem academia gratuita para os alunos, assistência médica e psicológica e direito a imprimir material de graça (limite de 300€ por semestre).

1 COMENTÁRIO

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.