BrasileirasPeloMundo.com
Filipinas Natal Pelo Mundo

Natal nas Filipinas

Considerado o país asiático com maior quantidade de católicos, o Natal nas Filipinas é o feriado mais esperado do ano e a celebração mais longa do calendário do país. No meu FB, a contagem regressiva começa 60 dias antes e, como disse em 2012, a temporada natalina chega a dura quatro meses, de setembro até o dia dos Reis no inicio de janeiro.

Para um Grinch natalina como eu, ouvir canções de Natal em todos os shopping centers e ser recebida por pessoas usando gorrinhos de Papai Noel são coisas que me fazem revirar os olhos. Desde que saí do Brasil, tenho uma relação de amor e ódio com essa data que me deixa triste porque não estou com a minha família. Entretanto, embora tenha decidido ignorar o Natal, ele decidiu não me ignorar porque os três países que vivi nesses quase sete anos de exterior estão entre os mais católicos do mundo! Sim, uma grandíssima ironia do destino…

De volta às tradições natalinas nas Filipinas… Antes que continue, é importante lembrar que a cultura filipina é uma mistura de várias outras culturas, como a malaia, a chinesa, a muçulmana, a espanhola e a norte-americana (ou estados-unidense, como prefiro chamar, já que a América do Norte também é composta pelo Canadá e México). Aqui, se comemora tanto o Natal quanto o Ramadan e o Ano Novo Chinês. E, embora cada festividade seja celebrada em uma data, existe uma certa mistura. Por exemplo, alguns filipinos praticam o Simbang Gabi (ou Noites de Idolatração), que é a novena antes do Natal. Ela é composta de uma série de nove missas que começam dia 16 de dezembro e são celebradas de madrugada (das 3h às 4h). Ao completar as nove missas, os filipinos podem fazer um desejo, algo que remete à tradição chinesa de fazer pedidos.

A Noche Buena, celebrada após a Misa de Gallo, é uma comemoração familiar que acontece dia 24 de dezembro. Nesse dia, as famílias filipinas se reunem para a ceia de Natal cujo prato principal é o hamón (não escrevi errado! Se escreve assim em tagalog) assado (muito parecido com o tender brasileiro) e o queso de bola (ou queijo edam). O resto da ceia, no entanto, depende da situação econômica de cada família, mas ela sempre será especial. Entre os pratos que são servidos em uma família de classe média ou rica, destacam-se o lechón (ou porco inteiro assado no espeto), lumpias (ou rolinhos primavera filipinos), uma salada de frutas feita com frutas em latas e muito creme de leite, o pancit (ou o noodles filipino) e o peru assado.

O conceito de unidade familiar na Ásia difere um pouco do conceito ocidental. Enquanto considero que uma família seja composta pelos pais e filhos, nas Filipinas e na maioria da Ásia, família é definida por todo o clã. Ou seja, ela é composta pelos pais, irmãos, avós, tios, primos, primos de segundo ou terceiro grau e todos aqueles dividem o mesmo sangue (o que chamaria de família estendida). Então, não é de se surpreender a quantidade de comida servida na Noche Buena já que um batalhão de pessoas que espera ansiosamente por esse evento precisa ser alimentado.

O dia 25 é reservado para se passar visitando o resto da família. Quando digo “resto da família”, quero dizer primos de primos e todos aqueles cuja relação de sangue não existe, embora façam parte da família de alguém da sua família.

As crianças visitam seus avós para pedirem o aguinaldo, ou seja, um presente de Natal em forma de dinheiro. Também é esperado que se dê o aguinaldo para as pessoas que trabalham para você, como empregadas domésticas, motoristas e até taxistas. Aliás, não somente é esperado, como isso é pedido: os taxistas que já são cara-de-pau suficiente para pedir gorjeta, pedem ainda mais nessa época e se recusam a levá-lo se você se recusa a dar gorjeta…

Os ornamentos de Natal são bastante tradicionais, embora eles carreguem certo exagero que acredito ser bastante típico da cultura asiática que ama coisas grandiosas, com muito brilho. Ou talvez seja influência estados-unidense e as competições de decoração de residências, (leia o texto sobre o Natal nos EUA). De qualquer forma, embora nem todos os lugares fiquem mega-iluminados, não é incomum ver fachadas de casas ou prédios com tantas luzes e brilho que fazem o dia parecer noite por alguns segundos.

O parol (que vem do espanhol, farol) é a lanterna de Natal que complementa a “tradicional” decoração natalina das residências e comércios composta por árvores, bolas, fitas, viscos, presépios e luzes. Seu formato clássico é o de uma estrela de cinco pontas cuja estrutura é coberta por papel de arroz ou celofane e ela é pendurada em janelas e portas de residências locais.

Queria, inicialmente, escrever sobre o impacto do Haiyan (ou Yolanda, como o super-tufão foi localmente conhecido) nessa data tão celebrada no calendário filipino; mal termino as linhas sobre como tentar sobreviver em caso de terremoto e ele passa pelas ilhas algumas semanas antes do Natal, deixando mais de 5 mil mortos, 26 mil feridos e quase 2 mil desaparecidos.

Embora o país esteja sofrendo com as conseqüências de dois desastres quase consecutivos, a expectativa sobre o Natal continua. Para mim, que não cresci em um país com constantes ameaças de terremotos, tufões e explosões vulcânicas (sim, também temos uma enorme quantidade de vulcões ativos! Quem mandou querer viver com emoção?), parece um contrassenso enorme os preparativos para o Natal enquanto milhares de pessoas que perderam tudo migram para a Metro Manila em busca de condições melhores de vida. No entanto, acho que é uma questão de colocar as coisas em perspectiva: se você pode, ajuda. No entanto, a vida não para e as coisas devem continuar.

Embora eu seja uma Grinch, espero que vocês passem um ótimo Natal. Que 2014 seja um ano com muita paz para todos, mais tranqüilo, no qual todos nossos sonhos se realizem. Obrigada a todos por esse ano que, embora difícil, foi incrível!

Maligayang Pasko, ou, Feliz Natal!

Leia mais sobre Natal Pelo Mundo

Related posts

Natal e o Sinterklaas na Holanda

Regina Oki

Como não se perder na correria do fim de ano

Thais Amaral Tellawi

E tem Natal na China?

Christine Marote

3 comentários

Ana Cristina Kolb Dezembro 23, 2013 at 5:29 pm

Nossa Tati, o natal filipino me parece ser bem agitado, com tantos acontecimentos ao mesmo tempo! Tempo de alegria simultâneo com catastofres naturais, meu Deusinho, bem complicado, mas como voce bem disse, a vida tem que continua, fazer o melhor que pudermos quando podemos pra ajudar e no mais aprender a conviver com estas disparidades. Bem querida mesmo noa gostando de natal, te desejo um tempo de descanso, aproveitando o feriado pra descansar, fim de ano é sempre um bom tempo pra reflexão, planos pro novo ano que se inicia, um 2014 cheio de bencaos na sua vida e da sua família é o que te desejo amada!!!!! Namasté

Resposta
Filipinas – A Nação Halo-Halo Janeiro 21, 2014 at 12:31 pm

[…] Leia mais sobre as Filipinas! […]

Resposta
Rheeno Dezembro 1, 2016 at 4:19 am

Que legal! This will really help me talk about Christmas with my Brazilian friends for my Portuguese practice. Muito obrigado!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação